Em Vila do Conde pode ver:
O Aqueduto Esta obra teve a sua origem no facto das freiras de Santa Clara terem comprado uma nascente, no ano de 1628 em ...
Mosteiro de Santa Clara Ex-libris de Vila do Conde é uma construção do século XVIII, que veio substituir o convento origin...
Igreja do Mosteiro de Santa Clara Igreja de estilo Gótico iniciada no ano de 1318. No lado norte da igreja situa-se a Cape...
Igreja Matriz de Vila do Conde A igreja matriz de Vila do Conde começou a ser construída no ano de 1496, por vontade do po...
Igreja   de   Nosso   Senhor   dos   Navegantes Igreja desenhada pelo arquitecto e sacerdote Manuel Gonçalves e retrata a ...
Capela do Socorro A capela foi fundada em 1603, por Gaspar Manuel, que se encontra lá sepultado. O Interior está decorado ...
Forte  de  S. João  Baptista Forte construído no tempo da dinastia Filipina. Para defesa do rio Ave. Durante a guerra entr...
Alfândega Régia Museu da Construção Naval Criada pelo rei D. João II, por carta de 22 de Fevereiro de 1487. O edifício ao ...
Igreja de Nossa Senhora da Lapa Templo barroco cujo traçado é atribuido a Nicolau Nasoni. A confraria de Nossa Senhora da ...
Ponte de D. Zameiro Ponte de D.Zameiro de construção medieval, é um testemunho das pontes de pedra desta época, construída...
Ponte sobre o Rio Este Ponte mandada construir, no século XIX, por Fontes Pereira de Melo e foi um importante melhoramento...
Agora as Lendas:
A Lenda de Berengária ''Conta-se que a certa altura da história do Convento de Santa Clara de Vila do Conde havia bastante...
Lenda de Rio Mau Há muitos anos ouviu-se falar muito do rio negro pois ele tem uma lenda, que as pessoas que queriam fugir...
Pão Doce O Pão Doce de Vila do Conde era tradicionalmente confeccionado,  por alturas da Páscoa, nos fornos a lenha das ca...
6º A Vila do Conde  História e Monumentos O seu povoamento é pré-romano, como comprova a existência de castros. Em 1516, f...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Em Vila Do Conde Pode Ver2

2,161 views

Published on

Published in: Technology, Spiritual
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,161
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
39
Actions
Shares
0
Downloads
19
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Em Vila Do Conde Pode Ver2

  1. 1. Em Vila do Conde pode ver:
  2. 2. O Aqueduto Esta obra teve a sua origem no facto das freiras de Santa Clara terem comprado uma nascente, no ano de 1628 em Terroso,.para providenciar os gastos de água do convento. Para resolverem o problema do transporte da água desse local até Vila do Conde mandaram construir o aqueduto. Este foi construído entre 1705 e 1714, tendo demorado apenas nove anos a ser concluído. Sendo a água conduzida em cano sobre os 999 arcos.
  3. 3. Mosteiro de Santa Clara Ex-libris de Vila do Conde é uma construção do século XVIII, que veio substituir o convento original. E que se situa num monte donde se debruça sobre o rio Ave.
  4. 4. Igreja do Mosteiro de Santa Clara Igreja de estilo Gótico iniciada no ano de 1318. No lado norte da igreja situa-se a Capela dos Fundadores, do século XVI, onde se situam as arcas tumulares de D. Afonso Sanches, D. Teresa Martins e de dois filhos.
  5. 5. Igreja Matriz de Vila do Conde A igreja matriz de Vila do Conde começou a ser construída no ano de 1496, por vontade do povo da vila. No entanto só com o apoio de D. Manuel I, tendo o sido concluída em 1518.
  6. 6. Igreja de Nosso Senhor dos Navegantes Igreja desenhada pelo arquitecto e sacerdote Manuel Gonçalves e retrata a fé do povo caxineiro.
  7. 7. Capela do Socorro A capela foi fundada em 1603, por Gaspar Manuel, que se encontra lá sepultado. O Interior está decorado com belíssimos azulejos do século XVIII.
  8. 8. Forte de S. João Baptista Forte construído no tempo da dinastia Filipina. Para defesa do rio Ave. Durante a guerra entre miguelistas e liberais o Governador do forte, Sá Noronha, era apoiante de D. Miguel e impediu o desembarque dos Liberais que acabaram por desembarcar mais a Sul.
  9. 9. Alfândega Régia Museu da Construção Naval Criada pelo rei D. João II, por carta de 22 de Fevereiro de 1487. O edifício ao longo do século XVIII, sofreu várias ampliações. Hoje encontra-se lá o Museu da Construção Naval.
  10. 10. Igreja de Nossa Senhora da Lapa Templo barroco cujo traçado é atribuido a Nicolau Nasoni. A confraria de Nossa Senhora da Lapa mantém o culto dos Reis Magos, em vésperas de Dia de Reis, a cavalo e vestidos a rigor percorrem as ruas da cidade.
  11. 11. Ponte de D. Zameiro Ponte de D.Zameiro de construção medieval, é um testemunho das pontes de pedra desta época, construída pela conjugação dos dinheiros públicos e privados.
  12. 12. Ponte sobre o Rio Este Ponte mandada construir, no século XIX, por Fontes Pereira de Melo e foi um importante melhoramento na estrada do vale do Ave.
  13. 13. Agora as Lendas:
  14. 14. A Lenda de Berengária ''Conta-se que a certa altura da história do Convento de Santa Clara de Vila do Conde havia bastante relaxamento na vida religiosa das monjas. Orgulhosas, recusavam os trabalhos, davam-se a falatórios inconvenientes e eram pouco zelosas em acorrer à reza das horas canónicas.'' ''Mas havia uma excepção, a irmã Berengária. Humilde, cumpridora, imitava os melhores exemplos das passadas Clarissas, não se furtando às tarefas mais humildes, que executava com alegria e sentido fraterno. ‘' ''Aconteceu entretanto que a abadessa morreu e foi preciso eleger a sucessora. Havia muitas interessadas no cargo, que dava autoridade e visibilidade social. Quem não pensava nisso era sem dúvida a solícita Berengária.'' ''Na hora da eleição, cada uma das eleitoras, para que as amigas não acedessem ao abadessado, votou do modo que menos pudesse prestar – na Berengária – pensando assim protelar a decisão, ao entregar o voto a uma incapaz.'' ''Mas, quando a irmã Berengária verificou que tinha sido eleita segundo todas as regras, decidiu aceitar o lugar. Não o tinha pedido, mas não o recusava.'' ''As outras monjas mofavam e recusavam-se a obedecer-lhe: que a votação não fora a sério.'' ''Perante a rebeldia manifestada, a nova abadessa foi firme e ousada: mandou que as suas antecessoras, que ali jaziam sepultadas, viessem prestar-lhe a homenagem de obediência que as freiras vivas recusavam.'' ''Eis então que as antigas abadessas se erguem das sepulturas e ali se mostram em atitude respeitosa.''
  15. 15. Lenda de Rio Mau Há muitos anos ouviu-se falar muito do rio negro pois ele tem uma lenda, que as pessoas que queriam fugir à guerra atiravam-se ao rio negro e com a morte dessas pessoas dessas pessoas o rio ficava vermelho por isso chamam-lhe rio mau. Tradição Oral Joaquim Ferreira
  16. 16. Pão Doce O Pão Doce de Vila do Conde era tradicionalmente confeccionado, por alturas da Páscoa, nos fornos a lenha das casas agrícolas era oferecido como folar aos afilhados que visitavam os padrinhos em domingo de Páscoa.
  17. 17. 6º A Vila do Conde História e Monumentos O seu povoamento é pré-romano, como comprova a existência de castros. Em 1516, foi lhe concedido foral por D. Manuel I. Em 1871 é elevada a sede do concelho. Do património edificado do concelho, destacam-se o convento e igreja de Santa Clara, a igreja do convento de S. Francisco, o mosteiro de S. Simão da Junqueira, do século XI, o aqueduto de Vila do Conde, a igreja Matriz, o edifício da Câmara, do século XVI, a capela da Nossa Senhora da Guia (antigo forte de S. Julião), a igreja de S. Cristóvão de Rio de Mau, a igreja de Azurara, o Castelo de S. João Baptista próximo da Foz do Rio Ave, do século XVII, o castro de Bagunte e o pelourinho de Vila do Conde.

×