Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Negócios de mídia na era da midiatização: uma reflexão sobre os modelos de exposição e interação <br />II Congresso Intern...
Como se comporta o negócio do jornalismo  no contexto de uma sociedade midiatizada no patamar das relações sociais em níve...
Nossa hipótese<br />Na era da sociedade midiatizada em nível 2.0 o papel da mídia e do jornalismo  será parte de uma matri...
O modelo de exposição da mídia clássica<br />Desde o surgimento do ciberjornalismo assistimos à eterna busca do “modelo id...
O modelo de exposição garante:<br />Manutenção do status quoda mídia na sociedade<br />Manutenção de sua legitimidade e su...
O modelo de interação da mídia contemporânea<br />A geração de valor não é linear e atrelada à situação de consumo, mas si...
O modelo de interação instiga: <br />Reconfiguração do papel do jornalismo  na sociedade <br />Reconfiguração dos formatos...
Os modelos de exposição<br />Publicidade em múltiplos formatos<br />Assinatura de conteúdo<br />Acesso gratuito parcial- P...
Em resumo....<br />Escassez da oferta de conteúdos informativos ante a necessidade/abundância de leitores e espectadores c...
Modelos de interação<br />Formatos de produção flexível<br />Produção colaborativa<br />Disputa pela atenção do mercado pe...
Em resumo....<br />Bens materiais são substituídos por relacionamentos<br />Contexto é mais importante que o conteúdo<br /...
Nossa reflexão<br />Seria possível a convivência entre modelos de interação e modelos de exposição no cenário do ciberjorn...
O Conteúdo pode ser a conexão<br />Entre o mercado “econômico”<br />Regido pela mensuração<br />Troca de audiência por rec...
Capital social da marca jornalística<br />Medida de sua capacidade em mobilizar pessoas com interesses comuns na troca de ...
UGC + News<br />Meio de compatibilização entre o modelo de interação e o de exposição<br />Amplia o efeito-rede<br />Promo...
Tentativas brasileiras<br />Grupo Estado<br />Reconfiguração do processo organizacional da redação – editorias paralelas<b...
Obrigado!<br />bethsaad@gmail.com<br />bethsaad@usp.br<br />@bethsaad<br />
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Negócios da mídia na era da midiatização: uma reflexão sobre modelos de exposição e de interação. (Elizabeth Saad Corrêa)

1,018 views

Published on

Comunicação apresentada no II Congresso Internacional de Ciberjornalismo, no Porto, dia 9 de Dezembro de 2010.

Published in: Education
  • Be the first to comment

Negócios da mídia na era da midiatização: uma reflexão sobre modelos de exposição e de interação. (Elizabeth Saad Corrêa)

  1. 1. Negócios de mídia na era da midiatização: uma reflexão sobre os modelos de exposição e interação <br />II Congresso Internacional de Ciberjornalismo<br />Universidade do Porto, 9 e 10 /12/2010<br />
  2. 2. Como se comporta o negócio do jornalismo no contexto de uma sociedade midiatizada no patamar das relações sociais em nível 2.0?<br />Ainda em busca da lucratividade clássica?<br />Nossa questão<br />
  3. 3. Nossa hipótese<br />Na era da sociedade midiatizada em nível 2.0 o papel da mídia e do jornalismo será parte de uma matriz de produtores de conteúdo onde o valor da informação resultará da interação e da experiência que ela estabelecer com seus consumidores.<br />
  4. 4. O modelo de exposição da mídia clássica<br />Desde o surgimento do ciberjornalismo assistimos à eterna busca do “modelo ideal”<br />Equiparação da lucratividade do meio online àquela da mídia clássica<br />Transposição das práticas offline de obtenção de receitas – publicidade, assinaturas e classificados<br />Dinâmica circular da experimentação<br />Auto-sustentação do negócio digital e não integração à cena corporativa<br />
  5. 5. O modelo de exposição garante:<br />Manutenção do status quoda mídia na sociedade<br />Manutenção de sua legitimidade e suposta centralidade social <br />Manutenção da auto-referencialidade no processo de produção da informação <br />
  6. 6. O modelo de interação da mídia contemporânea<br />A geração de valor não é linear e atrelada à situação de consumo, mas sim à fruição e à experiência com o processo informativo<br />Surge a figura do produser ou do prosumer que convive com o jornalista e é legitimado pela sociedade – um novo fluxo informativo circular <br />
  7. 7. O modelo de interação instiga: <br />Reconfiguração do papel do jornalismo na sociedade <br />Reconfiguração dos formatos organizacionais e da cadeia de valor das empresas informativas <br />Um novo protagonismo social liderado pela “velha” audiência<br />
  8. 8. Os modelos de exposição<br />Publicidade em múltiplos formatos<br />Assinatura de conteúdo<br />Acesso gratuito parcial- PayWall<br />Patrocínio<br />Freemium<br />Financiamento/mecenato<br />Angel capital<br />Fundos de investimento<br />Cooperativa de profissionais<br />
  9. 9. Em resumo....<br />Escassez da oferta de conteúdos informativos ante a necessidade/abundância de leitores e espectadores carentes de informação <br />A empresa informativa compõe seu público/audiência valorizando e capitalizando receita pela venda de seus espaços publicitários e do próprio produto informativo<br />
  10. 10. Modelos de interação<br />Formatos de produção flexível<br />Produção colaborativa<br />Disputa pela atenção do mercado pelo relacionamento centrado no consumidor<br />Crowdsourcing<br />Protagonismo horizontal do público<br />Cadeia de nichos: agregadores jornalísticos, micro-plataformas, robos, websites informativos<br />
  11. 11. Em resumo....<br />Bens materiais são substituídos por relacionamentos<br />Contexto é mais importante que o conteúdo<br />Mensuração quantitativa é secundária<br />Transações ocorrem em fluxo contínuo<br />Caos se transforma em oportunidade<br />A não-rivalidade (compartilhamento) aumenta o valor da informação<br />A inclusão é indicador importante<br />O efeito-rede é valorizado<br />
  12. 12. Nossa reflexão<br />Seria possível a convivência entre modelos de interação e modelos de exposição no cenário do ciberjornalismo contemporâneo?<br />
  13. 13. O Conteúdo pode ser a conexão<br />Entre o mercado “econômico”<br />Regido pela mensuração<br />Troca de audiência por recursos financeiros<br />E o “mercado social”<br />Trazer uma informação nova (notícia, game, música) para uma comunidade gera prestígio, simpatia, retribuição<br />Elemento crucial é o capital social de uma marca jornalística<br />
  14. 14. Capital social da marca jornalística<br />Medida de sua capacidade em mobilizar pessoas com interesses comuns na troca de informações relacionadas com atividades que envolvam a marca em questão.<br />Co-criação de valor<br />NewsEcosystem – Steven Johnson<br />Ampliação do espectro midiático – Arsenault & Castells<br />
  15. 15. UGC + News<br />Meio de compatibilização entre o modelo de interação e o de exposição<br />Amplia o efeito-rede<br />Promove a inclusão de novos públicos<br />Gera valor pelo compartilhamento<br />Mantém o público no espaço do website, expostos à informação clássica<br />Comentam, compartilham e contribuem com a informação interativa nesse mesmo espaço<br />
  16. 16. Tentativas brasileiras<br />Grupo Estado<br />Reconfiguração do processo organizacional da redação – editorias paralelas<br />Foco na produção visual/infográficos inteligentes<br />Tecnobrega – Música em movimento<br />Cadeia de valor social<br />Descolamento do mainstream<br />
  17. 17. Obrigado!<br />bethsaad@gmail.com<br />bethsaad@usp.br<br />@bethsaad<br />

×