Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Slide 5s

27,806 views

Published on

Published in: Travel, Technology
  • Be the first to comment

Slide 5s

  1. 1. PREFEITURA MUNICIPAL DE TERRA NOVA DO NORTE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTO ESCOLA MUNICIPAL RIBEIRÃO BONITO PROJETO CULTIVAR ÁREA DE CIÊNCIAS SOCIAIS PROFESSOR LIOMAR ROQUE DALLA SANTA
  2. 2. JUSTIFICATIVA <ul><li>O programa 5s é estruturado para mobilizar a organização para o uso responsável dos recursos nos aspectos físicos (equipamentos, máquinas e demais células de trabalho). </li></ul><ul><li>O programa 5s é calcado em uma filosofia profunda de práticas simples, que promove o crescimento contínuo das pessoas e conseqüentemente, a melhoria de vida. </li></ul><ul><li>O programa 5s prepara o ambiente para mudanças profundas, por ser de simples compreensão, fácil aplicação e gerar resultados visíveis e imediatos. </li></ul>
  3. 3. OBJETIVO GERAL <ul><li>O programa 5s visa a melhoria do ambiente, no sentido físico, lógico e mental. Sua base é educativa e prepara as pessoas para a obeservação crítica da sua realidade e atuação nos desperdícios, na desorganização, sujeira, nos fatores que acarretam doenças e conflitos e em outras anomalias do ambiente. </li></ul>
  4. 4. OBJETIVOS ESPECÍFICOS <ul><li>Proporcionar mais higiene no ambiente escolar. </li></ul><ul><li>Promover o autoconhecimento de livros, equipamentos e documentos. </li></ul><ul><li>Promover a eliminação do desperdício. </li></ul><ul><li>Desenvolver a higienização mental e física. </li></ul><ul><li>Promover melhoria das áreas comuns (salas de aula, laboratórios, sanitários, etc). </li></ul><ul><li>Criar condições de trabalho e estudo favoráveis. </li></ul><ul><li>Despertar para a importância da valorização do patrimônio da escola. </li></ul>
  5. 5. FORMA DE ATUAÇÃO <ul><li>O programa 5s é muito aplicado às áreas de serviço e indústrias, serve para desenvolver uma cultura em que empregados se disciplinem a usar os sensos de utilização, ordenação, limpeza, saúde e autodisciplina. </li></ul><ul><li>Nas escolas de ensino fundamental e médio o programa 5s libera espaços, reduz ou elimina desperdícios (energia, água, material, tempo) e torna o ambiente mais organizado, participativo, saudável e favorável à ação pedagógica. É a abertura para o fortalecimento da escola, com maior responsabilidade, respeito, envolvimento e satisfação. Deveria tornar-se programa obrigatório no currículo escolar. </li></ul>
  6. 6. CONHECENDO O PROGRAMA Por quê é 5s? Como surgiu? <ul><li>O programa 5s consiste de 5 “sensos“ cujas palavra em japones começam com a letra S. Seiri, Seiton, Seisou, Seiketsu e Shitsuke. </li></ul><ul><li>O programa 5s foi concebido no Japão pós-guerra na década de 50. A necessidade de organização era enorme e Kaoru Ishikawa desenvolveu o programa. </li></ul>
  7. 7. CONHECENDO O PROGRAMA <ul><li>Senso de Utilização. </li></ul><ul><li>Senso de Ordenação. </li></ul><ul><li>Senso de Limpeza. </li></ul><ul><li>Senso de Saúde. </li></ul><ul><li>Senso de Autodisciplina </li></ul>
  8. 8. SENSO DE UTILIZAÇÃO <ul><li>Este senso nos ensina a separar o que é util daquilo que não é mais utilizável e que deverá ser reaproveitado em outro local, reciclado ou doado. </li></ul>
  9. 9. SENSO DE ORDENAÇÃO <ul><li>Este senso nos ensina a ordenar de forma adequada todo o material que é guardado, e utilizado no trabalho, no estudo, em casa e na mochila do aluno. </li></ul>
  10. 10. SENSO DE LIMPEZA <ul><li>O senso de limpeza nos ensina a limpar e manter limpo os anbientes em que vivemos: casa, escola, trabalho, e áreas públicas. Locais limpos não são aqueles que a gente está sempre limpando, mas aqueles que a gente não suja. </li></ul>
  11. 11. SENSO DE SAÚDE <ul><li>É promover a higiene do corpo e da mente, praticando sempre os três primeiros. </li></ul>
  12. 12. SENSO DE AUTODISCIPLINA <ul><li>Este senso nos ensina a praticar constantemente os outros sensos: Utilização, Ordenação, Limpeza, Saude, incorporando-os como hábitos em nossas vidas. </li></ul>
  13. 13. METODOLOGIA <ul><li>Para desenvolver o proprama primeiramente vamos trabalhar em sala os conceitos do programa, a fim de todos compreenderem o que é o programa. </li></ul><ul><li>O segundo passo será agendar o dia “D“, que é o dia de detectar os locais que precisam ser melhorados e iniciar as atividades do programa. </li></ul><ul><li>Será escolhido um grupo de 10 monitores que serão os responsáveis pelo desenvolvimento e fiscalização do programa. </li></ul><ul><li>Serão realizadas reuniões quinzenais para avaliar o programa e semanalmente será feita a fiscalização dos setores </li></ul>
  14. 14. METODOLOGIA <ul><li>SETORES </li></ul><ul><li>Setor do Laboratório de Biblioteca. </li></ul><ul><li>Setor do Refeitório. </li></ul><ul><li>Setor das Salas de Aula. </li></ul><ul><li>Setor do Pátio. </li></ul><ul><li>Setor de Área de Esportes. </li></ul><ul><li>Setor do estacionamento. </li></ul><ul><li>Setor dos Sanitários. </li></ul><ul><li>Setor de Horticultura. </li></ul><ul><li>Setor de Almoxerifado. </li></ul>
  15. 15. RESULTADOS ESPERADOS <ul><li>Melhoria da qualidade do estudo. </li></ul><ul><li>Redução de perdas de tempo e do desperdício em geral. </li></ul><ul><li>Ganhos de espaços nas instalações. </li></ul><ul><li>Eliminação de dados, relatórios e materiais ultrapassados. </li></ul><ul><li>Melhor utilização e controle dos recursos da escola. </li></ul><ul><li>Melhoria das condições de segurança no ambiente escolar. </li></ul><ul><li>Melhoria da imagem de organização. </li></ul><ul><li>Criação de ambientes mais agradáveis para se estudar. </li></ul><ul><li>Foco nas atividades desenvolvidas. </li></ul>
  16. 16. RESULTADOS ESPERADOS <ul><li>Além de proporcionar melhorias no ambiente e na estrutura escolar queremos que todos se comprometam para a construção de uma escola cada vez mais participativa. Queremos com o desenvolvimento deste programa, transformar nossa escola em modelo para as demais escolas do município e quem sabe do Estado. </li></ul>
  17. 17. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA <ul><li>www.pucrs.br/feng/5s/sobre.php </li></ul>
  18. 18. QUANDO O TRABALHO É EM EQUIPE AS COISAS REALMENTE ACONTECEM
  19. 24. QUANDO NO TRABALHO HÁ INDIVIDUALISMO AS COISAS SAEM ERRADAS

×