Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Conceito de gestão de pessoas

456 views

Published on

percurso histórico

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Conceito de gestão de pessoas

  1. 1. Conceito de gestão de pessoas Artigo por Colunista Portal - Educação - quinta-feira, 11 de abril de 2013 A gestão de pessoas também pode ser chamada de gestão de talentos. Conjunto de políticas e práticas definidas de uma organização, para orientar o comportamento humano e as relações interpessoais no ambiente de trabalho. No Brasil, as práticas na gestão de recursos humanos vigentes nas empresas brasileiras ainda continuam bastante heterogêneas. Historicamente, no entanto, podem ser constatadas alterações nas características gerais dessas práticas. Essas ocorreram, principalmente, em função de alterações na legislação trabalhista e nos modelos de gestão e de produção. Percurso histórico da gestão de pessoas no Brasil e no mundo A Gestão de Pessoas, também chamada Gestão de Talentos, antes Administração e Gestão de Recursos Humanos, tem um percurso evolutivo que molda, desde as primeiras fases da constituição de empresas e organizações, à busca dos atuais sistemas de gerenciamento do capital humano, hoje alinhados com o Planejamento Estratégico das Organizações. Temos na verdade, várias denominações, para um objetivo. Qual, afinal, é esse objetivo? Buscar sempre a otimização dos recursos tecnológicos e humanos. No ambiente inicialmente existente nas organizações de modo geral, o que se via era a cada dia crescerem regras e procedimentos, o controle rígido, a escravização das pessoas. Hoje, qualquer pessoa, por menor que seja sua escolaridade,sabe que não é pela imposição, pelo controle e punição, que se obtém o melhor de cada um. Os empregados e funcionários passaram a ser vistos como colaboradores. Com o avanço da tecnologia, no final do século XX e início deste século, a produção de bens e serviços a serem oferecidos aos clientes passou a ter maior exigência de conhecimentos e de recursos tecnológicos. Estas características estão presentes na chamada Economia do Conhecimento (STEWART, 2002, p. 49) e têm alterado as relações de trabalho entre funcionários e empresas. O trabalhador, que por ocasião da chamada Era Industrial era considerado como um fator de produção (FISCHER, 2002, p.172) passou a ser entendido como o Trabalhador do Conhecimento (DRUCKER, 2002, p. 68). Em tempos em que copiar é o mais fácil e ágil, todos os produtos e serviços seriam iguais, se não fossem as pessoas, que constituem o verdadeiro diferencial de cada organização. Motivação e reconhecimento são fatores essenciais, que a par da formação técnica, vão construir o patrimônio de habilidades de qualquer instituição.
  2. 2. Pela análise das várias épocas, em que um ou outro sistema de gestão de pessoas predominou, podemos facilmente relacionar o padrão vigente, com a fase de desenvolvimento social e político, e também da estruturação da economia, vivida por um país ou continente, e hoje, cada vez mais, pelo mundo globalizado. No Brasil, conforme Wood, Jr. & Brisola (1995), podemos verificar a seguinte evolução em fases que caracterizam períodos diretamente relacionados com o quadro político e social em que acontecem. Da década de 90 em diante, assistimos a profundas alterações, tanto no olhar para administração empresarial em geral, quanto para a área de Gestão de Recursos Humanos. Esse novo olhar traz não só mudanças constantes, compatíveis com o mundo das tecnologias de comunicação e informação em permanente evolução, como uma valorização cada vez mais presente das possibilidades individuais, aliada ao desempenho coletivo. Neste contexto, o modelo de gestão de pessoas nas organizações vem se transformando e adquirindo importância. Resumidos por Fischer (2002,p. 173),os modelos originaram-se com uma administração burocrática e controladora, realizada pelos Departamentos de Pessoal. Mais adiante, a psicologia e o estudo do comportamento humano foram incorporados nas práticas de gestão, visando melhorar a produtividade dos trabalhadores através da liderança e da motivação. O planejamento da alocação de pessoas, o treinamento, os processos de recrutamento e seleção, metodologias de avaliação dos empregados e políticas de remuneração e benefícios, passaram a ser as principais funções dos Departamentos de Recursos Humanos. Atualmente, com a corrente de estudos voltados para o conhecimento e a competitividade, presente nas obras de autores como Prahalad, Hamel, Davenport e Nonaka entre outros, princípios de gestão voltados para a aprendizagem organizacional, visão sistêmica e valorização das pessoas estão sendo referenciados e discutidos, fazendo com que a gestão das pessoas nas organizações passasse a ter um caráter estratégico, onde o emocional, o intelecto e as competências dos funcionários são orientações presentes das Vice-Presidências de Recursos Humanos. Fonte: PORTAL EDUCAÇÃO - Cursos Online : Mais de 1000 cursos online com certificado http://www.portaleducacao.com.br/administracao/artigos/43167/conceito-de-gestao-de- pessoas#!2#ixzz3iZ4lOywd Fonte: PORTAL EDUCAÇÃO - Cursos Online : Mais de 1000 cursos online com certificado http://www.portaleducacao.com.br/administracao/artigos/43167/conceito-de-gestao-de- pessoas#!1#ixzz3iZ4LKGAS Acesso em 11/08/2015 às 23:42.

×