Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

of

MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 1

YouTube videos are no longer supported on SlideShare

View original on YouTube

MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 3 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 4 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 5 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 6 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 7 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 8 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 9 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 10 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 11 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 12 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 13 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 14 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 15 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 16 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 17 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 18 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 19 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 20 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 21 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 22 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 23 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 24 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 25 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 26 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 27 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 28 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 29 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 30 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 31 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 32 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 33 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 34 MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1 Slide 35

9

Share

Download to read offline

MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1

Download to read offline

Aula ministrada pelo Ev. Natalino das Neves–
IBADEP - Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais
Curso sob a responsabilidade da CIEADEP – Convenção das Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus do Estado

Related Books

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1

  1. 1. IBADEPInstituto Bíblico da Assembleia de Deus noEstado do ParanáMISSÕES: a grande comissãoda IgrejaLição 1 - MissiologiaProf. Ms. Natalino das Neveswww.natalinodasneves.blogspot.com.br
  2. 2. INTRODUÇÃO• Necessidade de entender alguns conceitosfundamentais.• Conhecer questões principais e a história damissiologia.• A natureza da tarefa missionária é em parteimutável, em parte mutável. Será apresentado 04aspectos imutáveis de sua natureza.
  3. 3. I. ALGUNS CONCEITOS IMPORTANTES
  4. 4. MISSIOLOGIA:ComunicaçãotransculturalTEOLOGIAANTROPOLOGIAHISTÓRIATEORIA DASCOMUNICAÇÕESPSICOLOGIASOCIOLOGIAI. ALGUNS CONCEITOS IMPORTANTESQual é a forçamotriz dainteração entre asdisciplinasMOTIVAÇÃO DO EVANGELHOETNO (CULTURA/RAÇA) +teologia, história, psicologia,...
  5. 5. I. ALGUNS CONCEITOS IMPORTANTES• Cultura• A cultura é o conjunto de comportamento, de valores edas crenças culturais de uma sociedade.• Os importantes elementos de uma cultura são osvalores, conhecimento, a crença, arte, moral,alimentação, língua, leis, costumes e quaisquer hábitose habilidades adquiridos pelo homem dentro dasociedade.
  6. 6. I. ALGUNS CONCEITOS IMPORTANTES• Etnologia:• É o estudo comparativo das sociedades humanas emsuas diferentes culturas.• A ideia da etnoteologia surgiu de estudos quemostravam a religião como um importante e fortecomponente cultural.• Seu objetivo é o estudo diferencial das culturas dosdiversos grupos étnicos, revelando as variedadesconsideráveis dos comportamentos e dos sistemas devalores.
  7. 7. I. ALGUNS CONCEITOS IMPORTANTES• Teologia transcultural:• Como expressar as boas novas do evangelho, de formaque o povo que as recebe tenha uma totalcompreensão, sem prejuízo à mensagem verdadeira?• Bíblia = teologia?• A Bíblia é um documento histórico da revelação deDeus ao homem.• Teologia é uma explicação sistemática e históricadas verdades da Bíblia.
  8. 8. I. ALGUNS CONCEITOS IMPORTANTES• Teologia transcultural:• A cultura influencia na formulação das teologias.• As teologias são formadas por seus particulareshistórico e contexto cultural, pela língua que usam epelo questionamento que fazem.• É preciso entender qual é o conceito que determinadopovo tem de Deus, afim de traçar uma teologia bíblica.
  9. 9. I. ALGUNS CONCEITOS IMPORTANTES• Teologia transcultural:• Existem pontes culturais comuns entre as diferentesculturas.• A mesma Verdade é compartilhada a todos os povos,línguas, tribos e nações, constituindo uma famíliauniversal de Deus.• A Verdade de Deus transcende os limites de umacultura local.• A ideia que diferentes culturas tem de Deus, e comoelas respondem à teologia cristã.
  10. 10. II. QUESTÕES PRINCIPAIS
  11. 11. II. QUESTÕES PRINCIPAIS1. A prática apostólica2. A estrutura e a Missão da Igreja.3. O Evangelho e as Religiões.4. A salvação e os não-cristãos.5. O cristianismo e a cultura.
  12. 12. II. QUESTÕES PRINCIPAIS• A Bíblia como o mapa cultural do povo de Deus.• A Bíblia é Cristocêntrica, e apresenta Jesus como únicocaminho para Deus.• Estas verdades bíblicas fundamentais precisam sercontextualizadas de acordo com a cosmovisão de umpovo.
  13. 13. II. QUESTÕES PRINCIPAIS• A contextualização e o estilo de comunicação damensagem contextualizada são importantes para o povoentender, visualizar, aceitar a verdade ora comunicada.• Conscientização - a verdade bíblica fundamental éuniversal.• Compreender a cosmovisão de um povo = distinguirperfeitamente o que é uma verdade bíblica absoluta e oque é um aspecto cultural que pode ser contextualizado.• Ser humano e a luta de duas culturas interiores: domundo e a do reino de Deus (contracultura cristã).
  14. 14. III. HISTÓRIA
  15. 15. III. HISTÓRIA• A missiologia é uma disciplina jovem.• Somente, a partir do século XVI surgem teorias maisabrangentes sobre missiologia: o jesuíta José deAcosta(1588) e o carmelita Tomás de Jesus (1613).• Os escritos deles estimularam grandemente uma sucessãode protestantes holandeses do século XVII: HadrianusSaravia, Justus Heurnius, Gisbertus Voetius e JohannesHoornbeeck, em especial John Eliot e William Carey,conhecido como “o pai das missões modernas”.
  16. 16. III. HISTÓRIA• A primeira cátedra referente a este saber foi criada emambiente protestante, na Universidade de Edimburgo, em1867. Portanto, somente no século XIX.• luteranos alemães: Karl Graul, diretor da Missão de Leipzige o primeiro alemão que se qualificou para o ensinoacadêmico superior nesse campo; Gustav Warneck,considerado o fundador da ciência missionáriaprotestante• No campo católico, o primeiro a abordar este estudo foiJoseph Schmidlin (1876-1944).Como resultado de seutrabalho, a Universidade de Münster resolveu a erigir acátedra de missiologia em 1911.
  17. 17. III. HISTÓRIA• Joseph Schmidlin foi influenciado por Warneck.• Depois da I Guerra Mundial várias universidadesprotestantes abriram suas cátedras.• De 1916 a 1974, a Pontifícia UniversidadeUrbaniana de Roma publicou a BibliothecaMissionum, uma coleção contendo vários volumesde estudos sobre missiologia.
  18. 18. III. HISTÓRIA• Os evangélicos e o debate contemporâneo:• Os evangélicos desempenharam um papel de destaque naorganização da Sociedade Americana da Missiologia (ASM),no Scarritt College, em Nashville, estado do Tennessee, emjunho de 1972.• A ASM veio a ser uma comunidade de estudiosos oriundosdo meio de protestantes do CMI (Conselho Mundial deIgrejas), de católicos romanos, ortodoxos e evangélicosnão-membros do CMI.• Ênfase bíblica no centro cristológico: o evangelho tem noseu âmago a afirmação de que somente Jesus Cristo éSenhor e de que Ele Se oferece para entrar na vidadaqueles que cheguem a Ele com arrependimento e fé.
  19. 19. III. HISTÓRIA• Os evangélicos e o debate contemporâneo:• Objetivo principal e insubstituível da missão cristã:proclamar a Cristo e de convencer todos os povos em todosos lugares a se tornarem Seus discípulos e membrosresponsáveis de Sua Igreja.• Incentivam a multiplicação de associações voluntárias(estruturas missionárias) para a realização de grandevariedade de tarefas que Deus tem dado a Seu povo.• Os evangélicos respondem cada vez mais, diante do debatecontemporâneo e dos clamores de angústia dos oprimidos(quanto?).
  20. 20. III. HISTÓRIA• Os evangélicos e o debate contemporâneo:• A justiça social deve ser promovida, e as questões deguerra, racismo, pobreza e desequilíbrio econômico devemtornar-se a preocupação ativa e participativa daqueles quese declaram seguidores de Jesus Cristo.• Os missiólogos católico-romanos e ortodoxos ressaltam oespírito caracteristicamente sacramental, litúrgico e místicoque tem enriquecido a igreja no decurso dos séculos.
  21. 21. III. HISTÓRIA• Os evangélicos e o debate contemporâneo:• As questões que mais lhes interessam são: como a igrejadeve cumprir o mandato do Vaticano II. Como garantir queo Estado, a sociedade, a cultura, e até mesmo a próprianatureza, estejam dentro dos objetos reais da missão.• Os missiólogos dessas três correntes de compreensão daobrigação bíblica comprometem-se a escutar comhonestidade uns aos outros. E esse é um bom sinal para amissiologia como uma “ciência” ainda emdesenvolvimento, uma “disciplina” e um “campo separadode estudo”.
  22. 22. III. HISTÓRIA• O que é o Conselho Mundial de Igrejas (CMI):• O CMI é a principal organização ecumênica em nívelinternacional, fundada em 1948, em Amsterdam(Holanda.• Com sede em Genebra (Suíça), o CMI congregava em 2012,mais de 345 igrejas e denominações em sua membresia,que representa mais de 560 milhões de fiéis presentes emmais de 120 países.• O atual secretário geral do CMI é Olav Fykse Tveit, luteranoda Noruega, e o Moderador do Comitê Central é WalterAltmann, luterano do Brasil (Porto Alegre), eleito emfevereiro de 2006.
  23. 23. III. HISTÓRIA• O que é o Conselho Mundial de Igrejas (CMI):• Entre seus membros estão igrejas protestantes e ortodoxas,também algumas pentecostais e independentes.• A Igreja Católica não faz parte desta organização, mas temcom ela um grupo de trabalho permanente e participacomo membro pleno de alguns departamentos, como naComissão de Fé e Ordem e na Comissão de Missão eEvangelismo.• Tem como objetivo trazer a uma só mesa de diálogo todasas grandes famílias cristãs: ortodoxa, católica, anglicana eprotestante (incluindo esta última aos pentecostais eevangélicos).
  24. 24. III. HISTÓRIA• O que é o Conselho Mundial de Igrejas (CMI):• Atualmente existem mais de 38 mil tipos de denominaçõescristãs diferentes (Revista Enfoque Gospel, Edição 84, jul2008).• O CMI considera missão, diálogo teológico e ação socialcomo partes integrantes da responsabilidade que as igrejastêm (Revista Enfoque Gospel, Edição 84, jul 2008).
  25. 25. GABARITO – Parte 1QUESTÃO RESPOSTA1 A2 B3 C4 D5 B6 C7 C8 C
  26. 26. IV. A NATUREZA DA TAREFA MISSIONÁRIA
  27. 27. IV. A NATUREZA DA TAREFA MISSIONÁRIA• A tarefa missionária, em parte é imutável, emparte é relativa e adaptável.• Serão apresentados quatro aspectos da naturezaimutável da tarefa missionária.
  28. 28. IV. A NATUREZA DA TAREFA MISSIONÁRIA• A tarefa missionária é espiritual:• Comprometida com o Espírito Santo.• ES – administra e efetiva a salvação, bem como as missões.• Tanto um conforto (confiança nEle) como um desafio(comunhão com Ele).• Tarefa espiritual que somente pode ser realizada comauxílio do ES.• Livro de Atos = Atos do Espírito Santo.
  29. 29. IV. A NATUREZA DA TAREFA MISSIONÁRIA• A tarefa missionária é bíblica:• Plano universal de Deus para salvação = atividademissionária.• Professor de Bíblia = missões.• Interpretação bíblica adequada x eficácia da atividademissionária.• Mensagem missionária = conteúdo da Bíblia.• Preparação do missionário (conhecimento bíblico/missão).• Grande Comissão = estrutura básica e elementosfundamentais do desígnio missionário.
  30. 30. IV. A NATUREZA DA TAREFA MISSIONÁRIA• A tarefa missionária é feita por fé:• Cristianismo, uma religião de fé.• Fé = Bíblia como Palavra de Deus e tarefa missionária comopropósito e vontade de Deus.• “Sem fé é impossível agradar a Deus”.• Fé como suporte para aliviar os fardos, frustações edesapontamentos da tarefa missionária.• Missionários = homens de fé.• Fé sendo desenvolvida e cultivada.
  31. 31. IV. A NATUREZA DA TAREFA MISSIONÁRIA• A tarefa missionária é humana:• Deus escolheu instrumentos humanos para a realizaçãomissionária.• Ser humano vive em sociedade, dentro de uma culturaespecífica. Deve ser influenciado dentro de sua própriacultura.• Adaptação cultural necessária para a identificação, muitomais do que o idioma.• Jesus se fez homem para dialogar com o ser humano (Fp2:5-11). Nascido em Israel, viveu como um judeu.• Exemplo de Paulo em 1Co 9:16-23)
  32. 32. CONSIDERAÇÕES FINAIS• Nesta lição aprendemos que:1. Não temos como desconsiderarmos acultura, quando se fala em missões.2. Missiologia é uma disciplina jovem, pois foitratada como tal somente no século XIX.3. A tarefa missionária é espiritual, bíblica,feita por fé e humana.
  33. 33. GABARITO – Parte 2QUESTÃO RESPOSTA9 B10 D11 C12 A13 C14 C15 E16 C
  34. 34. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASCONSELHO MUNDIAL DE IGREJAS. Disponível em:<http://www.oikoumene.org/es/about-us/faq#-cu-l-es-la-finalidad-del-cmi->. Acesso em 28 mai 2013.ETNOLOGIA. Disponível em: <http://instituto.antropos.com.br/v3/>.Acesso em 28 mai 2013.IBADEP. Missões: a grande comissão da Igreja. Guaíra: IBADEP, 2004.MISSIOLOGIA. Disponível em: < http://pt.wikipedia.org/wiki/Missiologia>. Acesso em 28 mai 2013.PERRIN, Christine Lenemann. Missão e diálogo inter-religioso. SãoLeopoldo: Sinodal, CEBI, 2005.SILVA, Cácio. Fenomenologia da religião: compreendendo as ideiasreligiosas a partir das suas manifestações. Goânia: Transcultural Editorae Livraria, 2009.
  • AparecidoMendes2

    Jun. 26, 2020
  • antoniojosedossansan

    Jun. 27, 2019
  • derlog

    Apr. 10, 2018
  • celiopires2

    Nov. 25, 2016
  • vilmarfrancisconatal

    Apr. 12, 2016
  • edsondesouzazedson

    Oct. 6, 2015
  • PatriciaBrando3

    Sep. 25, 2015
  • RodrigoDosSantos24ans

    Aug. 18, 2015
  • emersoncarmo393

    Jun. 22, 2015

Aula ministrada pelo Ev. Natalino das Neves– IBADEP - Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais Curso sob a responsabilidade da CIEADEP – Convenção das Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus do Estado

Views

Total views

11,285

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

281

Actions

Downloads

566

Shares

0

Comments

0

Likes

9

×