Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Palestra Airton Spies - Secretaria da Agricultura e da Peca de Santa Catarina

85 views

Published on

Palestra apresentada no Seminário da Fruticultura em Videira

Published in: Government & Nonprofit
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Palestra Airton Spies - Secretaria da Agricultura e da Peca de Santa Catarina

  1. 1. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca Dr. Airton Spies Eng. Agrônomo e Administrador de Empresas Secretário de Estado Adjunto da Agricultura e da Pesca de SC SEMINÁRIO DE FRUTICULTURA: NOVO IMPULSO ECONÔMICO VIDEIRA, 01/12/2017 FRUTICULTURA: NOVO IMPULSO ECONÔMICO PARA O AGRONEGÓCIO
  2. 2. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca Perspectivas: Breve panorama mundial da agropecuária  A população mundial é de 7,2 bilhões de pessoas, deverá chegar a 9,4 bilhões em 2050 (aumento de 40%). Na Africa vai dobrar!  Consumo de alimentos deverá crescer 75%  Melhoria da renda nos BRICs, na África e América do Sul deverá puxar consumo de alimentos (elasticidade/renda)  Em 2007, o mundo já passou a ter mais da metade da população no meio urbano. Fonte: ONU
  3. 3. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca Brasil Santa Catarina: 95 mil km2 = 1.12% do território Brasileiro (21º.) População: 7 milhões (12ª.) USD 81 bi - 6ª. Maior economia Brasil Santa Catarina 90% das 195 mil propriedades tem menos de 50 há 84% são classificados como agricultores familiares SC: Economia de alta densidade econômica e produtividade
  4. 4. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca Brasil 29% DO PIB DE SC 60% DO PIB AGROPECUÁRIO VEM DE PROTEÍNAS ANIMAIS 61% das exportações SC são Agro Santa Catarina ATIVIDADES QUE AGREGAM VALOR O PESO DA AGROPECUÁRIA NA ECONOMIA DE SC DOIS CICLOS ECONÔMICOS COMPLEMENTARES: PRODUÇÃO VEGETAL + PRODUÇÃO ANIMAL
  5. 5. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca Agropecuária Catarinense 1º produtor nacional de: cebola, suínos, maçã, pescados, ostras e mexilhões; 2º produtor nacional de: tabaco, aves, arroz e florestais; 3º produtor: alho e trigo; 4º produtor nacional de: LEITE e banana; 5º produtor nacional de: uva. DES DESTAQUES DE SANTA CATARINA
  6. 6. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca A CRISE BRASILEIRA E o provável ? efeito chicote
  7. 7. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca A IMPORTÂNCIA DO AGRONEGÓCIO NA ECONOMIA BRASILEIRA (2016) PIB TOTAL – USD 1,923 TRILHÕES AGROPECUÁRIA = USD 461,4 BILHÕES (24%) EXPORTAÇÕES TOTAIS = USD 185,2 BILHÕES AGROPECUÁRIA= USD 84,9 BILHÕES (46%) EMPREGOS TOTAIS = 92,1 MILHÕES EMPREGOS AGROPECUÁRIA= 30,4 MILHÕES (33%)
  8. 8. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca POSIÇÃO DO BRASIL NO RANKING MUNDIAL DE PRODUÇÃO E EXPORTAÇÃO E PARTICIPAÇÃO NO COMÉRCIO GLOBAL – 2017 PRODUTO PRODUÇÃO EXPORTAÇÃO % DAS EXPORTAÇÕES SOJA 2º 1º 44% MILHO 3º 2º 20% CAFÉ 1º 1º 28% AÇÚCAR 1º 1º 8% ETANOL 2º 2º 2% SUCO LARANJA 1º 1º 81% ALGODÃO 5º 3º 11% ARROZ 9º 7º 2% CARNE BOVINA 2º 1º 20% CARNE FRANGO 2º 1º 40% CARNE SUÍNA 4º 4º 10% Brasil: UM GIGANTE NA PRODUÇÃO
  9. 9. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca  “Está provado que melhorar a produtividade agrícola é a melhor de todas as intervenções para reduzir a pobreza. Melhorar as outras atividades econômicas também contribui, sim. Mas nada é tão eficiente quanto investir na agricultura”  Bill Gates  Fundador da Microsoft
  10. 10. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca Agronegócio brasileiro 1. O Brasil tem na combinação de agricultura familiar com agricultura empresarial uma de suas fortalezas. Permite um meio rural com gente (ainda temos 15% rural) 2. O Brasil já é um “gigante” no agronegócio global 3. O Brasil tem um enorme potencial para ampliar a produção, tanto pela expansão da área como pela melhoria da produtividade (dobrar a produção sem derrubar uma árvore sequer) 4. O Brasil vai ser a maior potência agropecuária mundial e o maior produtor de proteína animal http://www.mochileiro.tur.br/MT%20agro%20colheita28.jpghttp://lh5.ggpht.com/_milAIbqG4e
  11. 11. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca EVOLUÇÃO DA AGROPECUÁRIA BRASILEIRA: intensificação • ANTES: PRODUÇÃO BASEADA EM TERRA E MÃO DE OBRA: FAMÍLIAS NUMEROSAS E FERTILIDADE NATURAL DO SOLO ERAM A BASE DO SUCESSO • HOJE: PRODUÇÃO BASEADA EM CAPITAL: TECNOLOGIA, CONHECIMENTO, INFORMAÇÃO E GESTÃO SÃO IMPRESCINDÍVEIS PARA O SUCESSO Evoluimos de agricultura familiar de subsistência para agricultura familiar agroindustrial de mercado
  12. 12. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca Respeito ambiental Eficiência econômica Sistemas sustentáveis Bem estar animal Segurança alimentar Benefício social Princípio norteador para a sustentabilidade: tripla linha base
  13. 13. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca Não podemos esquecer que produção com degradação ambiental ... ... resulta na exaustão de recursos naturais que pertencem às futuras gerações, portanto... ... representa um subsídio perverso – um saque contra as futuras gerações (Fundação David Suzuki) Produzir preservando e preservar produzindo
  14. 14. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca Brasil: Produção e proteção ambiental Fonte: Deput. Paulo Piau/MG Cadastro Ambiental Rural - CAR
  15. 15. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca Brasil: CADASTRO AMBIENTAL RURAL 2016 Fonte:
  16. 16. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca Atividades de alta densidade econômica BASE DO SUCESSO DO AGRO DE SC = DOIS CICLOS ECONÔMICOS: VEGETAL + ANIMAL
  17. 17. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca População rural e urbana no Brasil
  18. 18. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca SC - População – Rural e Urbana – 1950 a 2010. Sucessão familiar no meio rural é um grande desafio! Fonte : IBGE - Censo 1950 a 2010 77% 16% 84% 23% EM 2017= 7 MILHÕES
  19. 19. 19 1.Aproximadamente 3300 servidores – Epagri, Cidasc, Ceasa e SAR 2.Orçamento de R$ 700 milhões por ano (2,7% do estado) Políticas Públicas em Santa Catarina
  20. 20. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca Desafios para a agricultura familiar Como conseguir:  Fazer em “pequenas propriedades, grandes negócios!”  Transformar vantagens comparativas (que são naturais em função do nosso clima, solo, cultura, localização geográfica) em vantagens competitivas (requer inteligência, ação do homem)
  21. 21. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca CONDICIONANTES PARA A COMPETITIVIDADE no MERCADO 1. PRODUTO DE QUALIDADE 2. CUSTO COMPETITIVO 3. LOGÍSTICA EFICIENTE NA CADEIA PRODUTIVA 4. CONFORMIDADE LEGAL
  22. 22. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca MAÇÃ Maçã (2016) ÁREA PLANTADA: 17 mil ha PRODUTIVIDADE: 35 mil kg/ha PRODUÇÃO: 595 mil toneladas VALOR BRUTO: R$ 551.236.000 RANKING: 1o. Maior produtor nacional
  23. 23. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca BANANA BANANA (2016) ÁREA PLANTADA: 29,5 mil ha PRODUTIVIDADE: 24,3 mil kg/ha PRODUÇÃO: 722 mil toneladas VALOR BRUTO: R$ 406.953.000 RANKING: 2o. Maior produtor nacional Exportações: US$ 9.744.000
  24. 24. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca UVA E VINHO UVAS (2015) ÁREA PLANTADA: 4,7 mil ha PRODUTIVIDADE: 24,3 mil kg/ha PRODUÇÃO: 69 mil toneladas VALOR BRUTO: R$ 62.049.000 RANKING: 3o. Maior produtor nacional
  25. 25. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca HORTALIÇAS, FRUTAS DE CAROÇO E CITRUS – (e FEIJÃO!)
  26. 26. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca 4 GRANDES “PEDRAS-NO-SAPATO” DO AGRICULTOR 1. CLIMA: (seca, vendaval, excesso de chuva) “Será que vai chover?” 2. MERCADO Será que vou conseguir vender com lucro? 3. CONFORMIDADE LEGAL Será que vou ser multado? 4. $ p/ SUCESSÃO FAMILIAR Será que algum filho vai ser o sucessor na propriedade?
  27. 27. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca Desafio da sucessão familiar: Ciclo de vida da propriedade rural Ciclo de vida, entropia = nasce, cresce, reproduz e morre Negentropia – renovação com jovens, negar a morte Santa Catarina: 29500 propriedades rurais sem sucessores em potencial
  28. 28. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca O QUE OS JOVENS QUEREM PARA FICAR? O que fará a balança pender para o meio rural?  Renda  Participação na gestão  Internet e telefonia  Estradas boas e qualidade da casa  Lazer e tempo livre, férias  Humanização do trabalho  Reconhecimento, autoestima RURAL URBANO
  29. 29. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca IMPORTÂNCIA DA FORMALIZAÇÃO DAS RELAÇÕES PRODUZIR COM SUSTENTABILIDADE PARA O MERCADO GLOBAL REQUER:  PROFISSIONALISMO  PLANEJAMENTO  ORGANIZAÇÃO  PADRONIZAÇÃO  GARANTIAS DE OFERTA  LOGÍSTICA EFICIENTE  ESCALA DE PRODUÇÃO … ou seja : CONTRATOS
  30. 30. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca Characterísticas essenciais do produtor rural de sucesso: Empreendedorismo e profissionalismo Qualidade das decisões = administração
  31. 31. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca SUSTENTABILIDADE E COMPETITIVIDADE A EDUCAÇÃO É FUNDAMENTAL, POIS: Pela educação valorizamos a hora de trabalho de cada pessoa = produtividade Construiremos uma economia moderna e competitiva em mercados globais QUAL É O PAPEL A EDUCAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL?
  32. 32. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca  A AGRICULTURA SE MODERNIZOU E PRECISA DE PROFISSIONAIS QUALIFICADOS  PRECISA DE TECNOLOGIAS SOFISTICADAS PARA AUMENTO DE PRODUTIVIDADE, REDUÇÃO DE CUSTOS, MELHORIA DA QUALIDADE E SUSTENTABILIDADE  CADA PROPRIEDADE RURAL É UMA EMPRESA, E O LUCRO ESTÁ NO DETALHE ... GESTÃO IMPRESCINDÍVEL  PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PRECISAMOS “SEDUZIR” E ATRAIR OS JOVENS A ESCOLHER O CAMPO POR OPÇÃO DE VIDA A EDUCAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIA
  33. 33. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca Concluindo: o papel do agricultor  Seu profissionalismo sustenta os avanços tecnológicos, os ganhos de escala, a sanidade, a regularidade de oferta, a qualidade e padronização dos produtos, custos competitivos e acesso aos mercados GLOBAIS.  A tolerância da sociedade às externalidades da produção agropecuária está reduzindo dia-a-dia E POR ISSO PRECISAMOS DE PESSOAS ALTAMENTE QUALIFICADAS PELA EDUCAÇÃO TÉCNICA  A resposta do setor aos desafios tem sido o uso de tecnologias mais sustentáveis e rentáveis, que preservam os recursos naturais  O subdesenvolvimento, a miséria e a pobreza não ajudam a alimentar o mundo e ao mesmo tempo, preservar o meio ambiente O papel do agricultor profissionalizado é imprescindível na cadeia de produção de alimentos
  34. 34. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca Concluindo TENDÊNCIA para grande expansão na demanda mundial com destaque para carnes e lácteos  A OFERTA de alimentos se deslocará dos países desenvolvidos para os países emergentes, ricos em recursos naturais e que adotam tecnologias e sistemas de produção eficientes como América Latina e Leste Europeu  A DEMANDA vai migrar dos países ricos para países emergentes e populosos em acelerada industrialização  OPORTUNIDADES para cadeias produtivas bem organizadas com formalização das relações por contrato; produtores terão que agir com profissionalismo, respeito ao meio ambiente e ética PARA ONDE APONTAM AS TENDÊNCIAS DO MERCADO DE ALIMENTOS?
  35. 35. Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca spies@agricultura.sc.gov.br Fone: 48 36644402 É difícil ser “verde” enquanto se está “no vermelho!” (Produtor rural do programa Landcare da Austrália)

×