Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Perceber e pensar a cidade

20,976 views

Published on

um dos módulos das aulas livres do Cidades para Pessoas. Para saber mais, acesse www.cidadesparapessoas.com.

Published in: Education
  • DOWNLOAD THIS BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (2019 Update) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book THIS can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer THIS is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story THIS Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money THIS the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths THIS Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Numa cidade com altíssimo índice de violência, as pessoas optam pelo carro muitas vezes por segurança (embora no carro também estejam ameaçadas, mas menos do que a pé ou no ônibus). Então, o problema do transporte tem que ser analisado incluindo a questão da violência urbana. Do contrário, é mais uma abstração bonita, tecnocrática, importada e... autoritária.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • /muito bom! eu so achei meio confuso a parte dos softwares e hardwares, acho q poderia uma linguagem mais simples!
    enfim sugestão apenas
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Parabéns pela apresentação. Acompanharemos e divulgaremos as aulas, pois o tema é de extrema importância.
    Também temos publicado algumas matérias relevantes sobre o mesmo tema, aos que tiverem interesse: http://cetem-sc.com.br/categorias/novidade/cidades-inteligentes/
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • sensacional!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Perceber e pensar a cidade

  1. 1. AULAS LIVRES módulo perceber e pensar a cidade
  2. 2. Exercício 1 Desenhe o mapa de um trajeto que você percorreu hoje. O ideal é não utilizar mapas ou referências, mas sim desenhar a partir de sua lembrança. Marque pontos de referência importantes para o seu percurso no mapa. Destaque as coisas/pessoas/paisagens que te chamaram a atenção ao longo do trajeto. Indique qual meio de transporte usou.
  3. 3. Esse mapa mostra muito sobre sua relação com a cidade
  4. 4. Esse mapa mostra muito sobre sua relação com a cidade Veja alguns exemplos ... (se ainda não tiver feito seu exercício, pule os 5 próximos slides, pois eles podem te influenciar)
  5. 5. O percurso começa a pé e são notadas a escola, a padaria e a floricultura. Ao entrar no taxi, a cidade deixa de ser percebida.
  6. 6. De metrô, as trajetórias são lineares e ficam evidentes as grandes concentrações de pessoas e a presença de ar condicionado.
  7. 7. De carro, o percurso é uma linha do ponto de partida até a chegada.
  8. 8. De carro por um bairro desconhecido as avenidas estruturais do entorno ficam bem marcadas, mas a trajetória é sinuosa e confusa.
  9. 9. O caminho feito a pé por um morador do bairro tem como resultado o mapa mais estruturado, com pontos de referência de diversas naturezas.
  10. 10. O meio de transporte é um fator importante na maneira como enxergamos o entorno.
  11. 11. O meio de transporte é um fator importante na maneira como enxergamos o entorno. O problema é quando nos viciamos em uma única maneira de ver a cidade.
  12. 12. O meio de transporte é um fator importante na maneira como enxergamos o entorno. O problema é quando nos viciamos em uma única maneira de ver a cidade. Pois há várias respostas possíveis para a mesma questão. Por exemplo...
  13. 13. quanto é 4 dividido por 2?
  14. 14. quanto é 4 dividido por 2? 2
  15. 15. se pensarmos em quanto é 4 dividido por 2? matemática abstrata 2
  16. 16. se pensarmos em quanto é 4 dividido por 2? matemática abstrata uma tábua de madeira de 4 cm serrada ao meio 2
  17. 17. se pensarmos em quanto é 4 dividido por 2? matemática abstrata uma tábua de madeira de 4 cm serrada ao meio 2 1,99cm (por causa do desgaste)
  18. 18. se pensarmos em quanto é 4 dividido por 2? matemática abstrata uma tábua de madeira de 4 cm serrada ao meio 4 ideias compartilhadas entre 2 pessoas 2 1,99cm (por causa do desgaste)
  19. 19. se pensarmos em quanto é 4 dividido por 2? matemática abstrata uma tábua de madeira de 4 cm serrada ao meio 4 ideias compartilhadas entre 2 pessoas 2 1,99cm (por causa do desgaste) 4 projetos
  20. 20. VIVEMOS NA LÓGICA DA ÚNICA RESPOSTA CERTA
  21. 21. VIVEMOS NA LÓGICA DA ÚNICA RESPOSTA CERTA (outras possibilidades de respostas ficam invisíveis)
  22. 22. Veja nesse vídeo como deixamos de enxergar algumas coisas
  23. 23. ENXERGAMOS NOSSA CIDADE DE UMA MANEIRA
  24. 24. ENXERGAMOS NOSSA CIDADE DE UMA MANEIRA (outras cidades ficam invisíveis)
  25. 25. O que define a forma como enxergamos a cidade?
  26. 26. 1. Percepção
  27. 27. Apesar de parecer que a maioria das pessoas está dentro dos carros...
  28. 28. Apesar de parecer que a maioria das pessoas está dentro dos carros... A maioria dos deslocamentos em cidades brasileiras é feita
  29. 29. Apesar de parecer que a maioria das pessoas está dentro dos carros... A maioria dos deslocamentos em cidades brasileiras é feita a pé
  30. 30. Apesar de parecer que a maioria das pessoas está dentro dos carros... A maioria dos deslocamentos em São Paulo é feita A maioria dos deslocamentos em cidades brasileiras é feita a pé
  31. 31. Apesar de parecer que a maioria das pessoas está dentro dos carros... A maioria dos deslocamentos em São Paulo é feita A maioria dos deslocamentos em cidades brasileiras é feita de transporte público a pé
  32. 32. 2. Repertório
  33. 33. Esse mapa mostra alguns pontos de alagamento que se formaram em um dia chuvoso, em São Paulo
  34. 34. Comparando com um mapa da década de 30, época em que boa parte dos rios ainda não tinha sido canalizada, vemos que esses pontos se formam onde há cursos d’água.
  35. 35. Comparando com um mapa da década de 30, época em que boa parte dos rios ainda não tinha sido canalizada, vemos que esses pontos se formam onde há cursos d’água.
  36. 36. Comparando com um mapa da década de 30, época em que boa parte dos rios ainda não tinha sido canalizada, vemos que esses pontos se formam onde há cursos d’água. Não é a chuva que se acumulou, é o rio que transbordou.
  37. 37. 3. Medição
  38. 38. Mobilidade
  39. 39. Mobilidade medimos Vazão de veículos (quantos carros passam numa via por hora)
  40. 40. Mobilidade medimos não medimos Vazão de veículos (quantos carros passam numa via por hora) Vazão de pessoas (quantas pessoas passam numa via por hora)
  41. 41. Mobilidade medimos não medimos Vazão de veículos (quantos carros passam numa via por hora) Vazão de pessoas (quantas pessoas passam numa via por hora) Índice de congestionamento nas vias (média de todos os veículos)
  42. 42. Mobilidade medimos não medimos Vazão de veículos (quantos carros passam numa via por hora) Vazão de pessoas (quantas pessoas passam numa via por hora) Índice de congestionamento nas vias (média de todos os veículos) Índice de congestionamento nos corredores de ônibus (média dos coletivos, que levam a maioria das pessoas)
  43. 43. Informações sobre São Paulo
  44. 44. Informações sobre São Paulo Cidade que mais cresce em competitividade no mundo The Economist
  45. 45. Informações sobre São Paulo Cidade que mais cresce em competitividade no mundo Cidade com mais transtornos mentais no mundo The Economist OMS
  46. 46. Informações sobre São Paulo Cidade que mais cresce em competitividade no mundo Cidade com mais transtornos mentais no mundo The Economist OMS Gastos com doenças do trabalho cresceram mais do que com aposentadoria INSS
  47. 47. Informações sobre São Paulo Cidade que mais cresce em competitividade no mundo Cidade com mais transtornos mentais no mundo The Economist OMS Gastos com doenças do trabalho cresceram mais do que com aposentadoria INSS ESSES DADOS NÃO SÃO CRUZADOS PARA UMA VISÃO INTERDISCIPLINAR DA CIDADE
  48. 48. e se medíssemos...
  49. 49. As vantagens econômicas do uso de carros e bicicletas na cidade?
  50. 50. As vantagens econômicas do uso de carros e bicicletas na cidade? A prefeitura de Copenhague mediu
  51. 51. As vantagens econômicas do uso de carros e bicicletas na cidade? A prefeitura de Copenhague mediu A cada km percorrido de carro a cidade perde R$ 0,30
  52. 52. As vantagens econômicas do uso de carros e bicicletas na cidade? A prefeitura de Copenhague mediu A cada km percorrido de bicicleta a cidade ganha R$ 0,70 A cada km percorrido de carro a cidade perde R$ 0,30
  53. 53. Como a mobilidade interfere nas relações entre as pessoas?
  54. 54. Como a mobilidade interfere nas relações entre as pessoas? O urbanista Donald Appleyard mediu
  55. 55. Como a mobilidade interfere nas relações entre as pessoas? O urbanista Donald Appleyard mediu As linhas coloridas mostram a circulação de pessoas, que é maior em vias de trânsito mais leve.
  56. 56. Como a mobilidade interfere nas relações entre as pessoas? O urbanista Donald Appleyard mediu As linhas coloridas mostram a circulação de pessoas, que é maior em vias de trânsito mais leve. Quanto menos carros passando pela rua, maior o número de conhecidos e amigos por pessoas.
  57. 57. Como a mobilidade interfere nas relações entre as pessoas? O urbanista Donald Appleyard mediu As linhas coloridas mostram a circulação de pessoas, que é maior em vias de trânsito mais leve. Quanto menos carros passando pela rua, maior o número de conhecidos e amigos por pessoas. Trânsito intenso 0.9 amigos 3.1 conhecidos
  58. 58. Como a mobilidade interfere nas relações entre as pessoas? O urbanista Donald Appleyard mediu As linhas coloridas mostram a circulação de pessoas, que é maior em vias de trânsito mais leve. Quanto menos carros passando pela rua, maior o número de conhecidos e amigos por pessoas. Trânsito intenso 0.9 amigos 3.1 conhecidos Trânsito moderado 1.3 amigos 4.1 conhecidos
  59. 59. Como a mobilidade interfere nas relações entre as pessoas? O urbanista Donald Appleyard mediu As linhas coloridas mostram a circulação de pessoas, que é maior em vias de trânsito mais leve. Quanto menos carros passando pela rua, maior o número de conhecidos e amigos por pessoas. Trânsito intenso 0.9 amigos 3.1 conhecidos Trânsito moderado 1.3 amigos 4.1 conhecidos Trânsito leve 3.0 amigos 6.3 conhecidos
  60. 60. Com uma visão mais completa dos espaços urbanos
  61. 61. Com uma visão mais completa dos espaços urbanos é hora de pensar
  62. 62. Com uma visão mais completa dos espaços urbanos é hora de pensar em ideias e projetos que melhorem as cidades para pessoas
  63. 63. é comum começar por aqui projetos de larga escala
  64. 64. mas o início devia ser aqui é comum começar por aqui mapear problemas e potenciais com precisão projetos de larga escala
  65. 65. mas o início devia ser aqui é comum começar por aqui mapear problemas e potenciais com precisão projetos de larga escala repertório de ideias para resolver os problemas e ativar os potenciais
  66. 66. mas o início devia ser aqui é comum começar por aqui mapear problemas e potenciais com precisão projetos de larga escala repertório de ideias para resolver os problemas e ativar os potenciais permitir que essas ideias sejam testadas na prática
  67. 67. mas o início devia ser aqui é comum começar por aqui mapear problemas e potenciais com precisão projetos de larga escala repertório de ideias para resolver os problemas e ativar os potenciais permitir que essas ideias sejam testadas na prática
  68. 68. mas o início devia ser aqui é comum começar por aqui mapear problemas e potenciais com precisão projetos de larga escala repertório de ideias para resolver os problemas e ativar os potenciais tudo isso com foco nas pessoas permitir que essas ideias sejam testadas na prática
  69. 69. Há dois tipos de projetos/ideias para as cidades
  70. 70. Há dois tipos de projetos/ideias para as cidades – Hardware: infraestrutura construída
  71. 71. Há dois tipos de projetos/ideias para as cidades – Hardware: infraestrutura construída – Software: novos usos para infraestruturas existentes
  72. 72. Esse é um hardware que possui um único software possível: carros passando. É como se essa ponte fosse um iPad de última geração com um único aplicativo
  73. 73. Essa praia artificial é montada durante o verão à beira no rio Sena e transforma o uso dessa avenda expressa de Paris. Um exemplo de projeto de software.
  74. 74. Aos domingos, algumas avenidas de São Paulo rodam um software diferente: a ciclofaixa de lazer ocupa uma das faixas dos carros.
  75. 75. Nessa via de Amsterdam há espaço para pedestres, ciclistas, carros e transporte público sobre trilhos. Um hardware com vários softwares rodando.
  76. 76. Em algumas vias de Manhatan, em Nova Iorque, o hardware foi modificado para permitir novos softwares. Antigas faixas de carro foram convertidas em espaços de convivência e ciclovias.
  77. 77. Esses totens de sinalização para pedestres nas cidades de Londres, Portland e Cidade do México são hardwares que encorajam o software dos deslocamentos a pé.
  78. 78. Os parklets são estruturas construídas em antigas vagas públicas de carros na cidade de São Francisco. Novos Hardwares para novos softwares.
  79. 79. Baixo Centro: festival de ocupação artística da região central de São Paulo que transformou esse viaduto para carros...
  80. 80. ...em uma festa para pessoas Um belo exemplo de como o software pode transformar o hardware foto: Bruno Fernandes
  81. 81. Exercício 2: analise um espaço público de sua cidade com base nos 12 critérios abaixo 1. Tráfego 5. Permanecer 6. Sentar-se ausência de obstáculos, superfícies regulares e acessíveis espaços públicos e paisagens para contemplar mobiliário urbano confortável 7. Observar 8. Conversar 9. Exercitar-se baixo nível de ruído, mobiliário que convide à interação equipamentos públicos para a prática de esportes 10. Escala Humana Ambiente circulação de pessoas, abrigo da chuva, áreas atividades diurnas e noturnas, verdes que amenizem o boa iluminação calor e a poluição vistas e paisagens que não estejam escondidas Conforto pedestres em segurança 4. Caminhar Proteção 2. Violência 11. Clima 12. Natureza construções e percursos que respeitem a escala das pessoas espaços para aproveitar o clima e a topografia da cidade árvores, plantas e cursos d’água acessíveis 3. Sensações ruins
  82. 82. Faça assim: Escolha um local público movimentado e observe durante alguns minutos como as pessoas se relacionam entre si e com o espaço. Depois, analise esse local de acordo com os 12 critérios. Por fim, pense em um projeto de software que possa melhorar esse local. O importante do exercício é a percepção de como a ocupação das pessoas pode transformar um espaço.
  83. 83. Exemplo: o Largo da Batata, em São Paulo, poderia se beneficiar de novos softwares como uma feira de alimentos e um sistema de sinalização para pedestres.
  84. 84. As ferramentas dessa aula têm como objetivo te ajudar a perceber e pensar a cidade
  85. 85. As ferramentas dessa aula têm como objetivo te ajudar a perceber e pensar a cidade Lembre-se: não há uma única resposta certa
  86. 86. As ferramentas dessa aula têm como objetivo te ajudar a perceber e pensar a cidade Lembre-se: não há uma única resposta certa Compartilhe seus exercícios, mande dúvidas e sugestões para cidadesparapessoas@gmail.com
  87. 87. Para mais informações, acesse www.cidadesparapessoas.com por Juliana Russo e Natália Garcia

×