Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Fernando Oliveira (fernando.oliveira@itec.al.gov.br)
Analista de Sistemas - ITEC
descomplicado
UMA BREVE HISTÓRIA...
LIMPE SUA MENTE DE TUDO QUE
VOCÊ CONHECE SOBRE OUTROS
SISTEMAS DE CONTROLE DE
VERSÃO…
Antes de começar…
GIT NÃO É SUBVERSION
(Thanks God!)
git-scm.com
FEATURES
GIT É UM SISTEMA DE
CONTROLE DE VERSÃO
DISTRIBUÍDO
SISTEMAS DE CONTROLE DE
VERSÃO CENTRALIZADO
SISTEMAS DE CONTROLE DE
VERSÃO DISTRIBUÍDO
“SNAPSHOTS”, AO INVÉS DE “DIFERENÇAS”
CONCEITUALMENTE, GRANDE PARTE
DOS OUTROS SISTEMAS ARMAZENAM
INFORMAÇÃO COMO UMA LISTA DE
ARQUIVOS BASEADOS EM MUDANÇAS
GIT PENSA SEUS DADOS MAIS COMO
UM CONJUNTO DE SNAPSHOTS DE
UM MINI SISTEMA DE ARQUIVOS
QUASE TODA OPERAÇÃO É LOCAL
A maioria das operações no Git só precisa de arquivos e
recursos locais para ser executada
GIT GARANTE INTEGRIDADE
Tudo no Git é “check-summed”
OS TRÊS ESTADOS
CONFIGURAÇÕES…
Sua identificação
$ git config --global user.name “Fernando Oliveira”
$ git config --global user.email
fernandooliveira@ny...
Seu editor
$ git config --global core.editor emacs
Sua “DiffTool”
$ git config --global merge.tool vimdiff
Verificando suas configurações
$ git config –list
Ou uma chave específica
$ git config user.name
Estas configurações também
podem ser feitas editando o
arquivo ~ /. gitconfig
Buscando ajuda
$ git help <verb>
$ git <verb> --help
$ man git-<verb>
Inicializando um repositório Git em um diretório existente
$ git init
Clonando um repositório existente
$ git clone <repository address>
GRAVANDO MUDANÇAS NO
REPOSITÓRIO
Verificando o status dos seus arquivos
$ git status
”Tracking” novos arquivos ou ”Staging” arquivos modificados
$ git add
Visualizando mudanças “Staged” e “Unstaged”
$ git status
$ git diff
$ git diff --cached
Submetendo suas alterações
$ git commit
$ git commit –m ‘some message’
$ git commit –a
$ git commit –am ‘some message’
Removendo arquivos
$ git rm <file>
$ git rm --cached <file>
Movendo arquivos
$ git mv file_from file_to
Isto é equivalente a
$ mv file_from file_to
$ git rm file_from
$ git add file_...
Visualizando o histórico de commits
$ git log
$ git log --stat
$ git log –graph
$ gitk
DESFAZENDO COISAS
Alterando seu último commit
$ git commit --amend
“Unstaging” um arquivo “Staged”
$ git reset HEAD <file>
Revertendo modificações em um arquivo
$ git checkout -- <file>
TRABALHANDO COM REPOSITÓRIOS
REMOTOS
Clonando
$ git clone <endereço do repositório>
Visualizando
$ git remote
$ git remote -v
Adicionando repositórios remotos
$ git remote add <remote_name> <remote_address>
Buscando e puxando do repositório remoto
$ git fetch [remote-name]
$ git pull [remote-name]
Enviando para o repositório remoto
$ git push origin master
Inspecionando um repositório remoto
$ git remote show origin
Removendo e renomeando repositórios remotos
$ git remote rename from_name to_name
$ git remote rm name
TAGGING
Tipos de tag
LightWeight tags
Annotated tags
Listando suas tags
$ git tag
Criando annotated Tags
$ git tag -a v1.4 -m 'my version 1.4’
CriandoLightweight Tags
$ git tag v1.4-lw
Verificando Tags
$ git show v1.4
Tagging Later
$ git tag -a v1.2 -m 'version 1.2' 9fceb02
Compartilhando Tags
$ git push origin v1.5
$ git push origin --tags
BRANCHING
Visualizando Branchs
$ git branch
$ git branch -v
Criando Branchs
$ git branch <nome_do_branch>
$ git checkout -b <nome_do_branch>
Submetendo alterações no novo branch
$ git commit -a -m ’<mensagem>’
Mudando de branch
$ git checkout <nome_do_branch>
Merging
$ git merge <nome_do_branch>
Entendendo melhor o merge
Excluíndo
$ git branch -d <nome_do_branch>
REBASING
Excluíndo
$ git rebase <nome_do_branch>
ATENÇÃO
Não faça rebase de commits que você enviou para um
repositório público.
STASHING
Criando
$ git stash
Listando stashs
$ git stash list
Recuperando stashs
$ git stash apply
THE END!
Git Descomplicado
Git Descomplicado
Git Descomplicado
Git Descomplicado
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Git Descomplicado

1,051 views

Published on

Published in: Technology

Git Descomplicado

  1. 1. Fernando Oliveira (fernando.oliveira@itec.al.gov.br) Analista de Sistemas - ITEC descomplicado
  2. 2. UMA BREVE HISTÓRIA...
  3. 3. LIMPE SUA MENTE DE TUDO QUE VOCÊ CONHECE SOBRE OUTROS SISTEMAS DE CONTROLE DE VERSÃO… Antes de começar…
  4. 4. GIT NÃO É SUBVERSION (Thanks God!)
  5. 5. git-scm.com
  6. 6. FEATURES
  7. 7. GIT É UM SISTEMA DE CONTROLE DE VERSÃO DISTRIBUÍDO
  8. 8. SISTEMAS DE CONTROLE DE VERSÃO CENTRALIZADO
  9. 9. SISTEMAS DE CONTROLE DE VERSÃO DISTRIBUÍDO
  10. 10. “SNAPSHOTS”, AO INVÉS DE “DIFERENÇAS”
  11. 11. CONCEITUALMENTE, GRANDE PARTE DOS OUTROS SISTEMAS ARMAZENAM INFORMAÇÃO COMO UMA LISTA DE ARQUIVOS BASEADOS EM MUDANÇAS
  12. 12. GIT PENSA SEUS DADOS MAIS COMO UM CONJUNTO DE SNAPSHOTS DE UM MINI SISTEMA DE ARQUIVOS
  13. 13. QUASE TODA OPERAÇÃO É LOCAL A maioria das operações no Git só precisa de arquivos e recursos locais para ser executada
  14. 14. GIT GARANTE INTEGRIDADE Tudo no Git é “check-summed”
  15. 15. OS TRÊS ESTADOS
  16. 16. CONFIGURAÇÕES…
  17. 17. Sua identificação $ git config --global user.name “Fernando Oliveira” $ git config --global user.email fernandooliveira@nyxk.com.br Se você quiser sobrescrever estas configurações com um nome e/ou email diferente(s) para um projeto específico, você pode executar os mesmos comandos sem a opção --global no repositório específico.
  18. 18. Seu editor $ git config --global core.editor emacs
  19. 19. Sua “DiffTool” $ git config --global merge.tool vimdiff
  20. 20. Verificando suas configurações $ git config –list Ou uma chave específica $ git config user.name
  21. 21. Estas configurações também podem ser feitas editando o arquivo ~ /. gitconfig
  22. 22. Buscando ajuda $ git help <verb> $ git <verb> --help $ man git-<verb>
  23. 23. Inicializando um repositório Git em um diretório existente $ git init
  24. 24. Clonando um repositório existente $ git clone <repository address>
  25. 25. GRAVANDO MUDANÇAS NO REPOSITÓRIO
  26. 26. Verificando o status dos seus arquivos $ git status
  27. 27. ”Tracking” novos arquivos ou ”Staging” arquivos modificados $ git add
  28. 28. Visualizando mudanças “Staged” e “Unstaged” $ git status $ git diff $ git diff --cached
  29. 29. Submetendo suas alterações $ git commit $ git commit –m ‘some message’ $ git commit –a $ git commit –am ‘some message’
  30. 30. Removendo arquivos $ git rm <file> $ git rm --cached <file>
  31. 31. Movendo arquivos $ git mv file_from file_to Isto é equivalente a $ mv file_from file_to $ git rm file_from $ git add file_to
  32. 32. Visualizando o histórico de commits $ git log $ git log --stat $ git log –graph $ gitk
  33. 33. DESFAZENDO COISAS
  34. 34. Alterando seu último commit $ git commit --amend
  35. 35. “Unstaging” um arquivo “Staged” $ git reset HEAD <file>
  36. 36. Revertendo modificações em um arquivo $ git checkout -- <file>
  37. 37. TRABALHANDO COM REPOSITÓRIOS REMOTOS
  38. 38. Clonando $ git clone <endereço do repositório>
  39. 39. Visualizando $ git remote $ git remote -v
  40. 40. Adicionando repositórios remotos $ git remote add <remote_name> <remote_address>
  41. 41. Buscando e puxando do repositório remoto $ git fetch [remote-name] $ git pull [remote-name]
  42. 42. Enviando para o repositório remoto $ git push origin master
  43. 43. Inspecionando um repositório remoto $ git remote show origin
  44. 44. Removendo e renomeando repositórios remotos $ git remote rename from_name to_name $ git remote rm name
  45. 45. TAGGING
  46. 46. Tipos de tag LightWeight tags Annotated tags
  47. 47. Listando suas tags $ git tag
  48. 48. Criando annotated Tags $ git tag -a v1.4 -m 'my version 1.4’
  49. 49. CriandoLightweight Tags $ git tag v1.4-lw
  50. 50. Verificando Tags $ git show v1.4
  51. 51. Tagging Later $ git tag -a v1.2 -m 'version 1.2' 9fceb02
  52. 52. Compartilhando Tags $ git push origin v1.5 $ git push origin --tags
  53. 53. BRANCHING
  54. 54. Visualizando Branchs $ git branch $ git branch -v
  55. 55. Criando Branchs $ git branch <nome_do_branch> $ git checkout -b <nome_do_branch>
  56. 56. Submetendo alterações no novo branch $ git commit -a -m ’<mensagem>’
  57. 57. Mudando de branch $ git checkout <nome_do_branch>
  58. 58. Merging $ git merge <nome_do_branch>
  59. 59. Entendendo melhor o merge
  60. 60. Excluíndo $ git branch -d <nome_do_branch>
  61. 61. REBASING
  62. 62. Excluíndo $ git rebase <nome_do_branch>
  63. 63. ATENÇÃO Não faça rebase de commits que você enviou para um repositório público.
  64. 64. STASHING
  65. 65. Criando $ git stash
  66. 66. Listando stashs $ git stash list
  67. 67. Recuperando stashs $ git stash apply
  68. 68. THE END!

×