Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Mecanismo de ação dos antimicrobianos

80,820 views

Published on

Material que descreve os antimicrobianos

Published in: Education
  • Be the first to comment

Mecanismo de ação dos antimicrobianos

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÒGICAS E DA SAÚDE INSTITUTO BIOMÉDICA DEPARTAMENTO DE MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA AGENTES ANTIMICROBIANOS Profa. Carmen Saramago
  2. 2. HISTÓRICO1495- uso de mercúrio para tratamento da sífilis1630- uso de quinina para tratamento da malária1905- Paul Erlich - uso de arsenobenzóis para tratamento da sífilis1935- uso de sulfa para tratamento de septicemia estafilocócica1929 - Alexander Fleming - substância com ação antibiótica, produzida pelo fungo Penicillium notatum Penicilina
  3. 3. CONCEITOS ANTIBIÓTICO - Substância produzida por seres vivos (fungos oubactérias) capaz de matar ou inibir outros micro-organismos QUIMIOTERÁPICO - Substância produzida em laboratório, capaz dematar ou inibir micro-organismos ANTIMICROBIANO - Substância capaz de matar ou inibirmicro-organismos e dotada de toxicidade seletiva TOXICIDADE SELETIVA - Capacidade de lesar o micro-organismo,sem ser tóxica para o hospedeiro SINERGISMO - Quando a combinação de 2 drogas aumenta aatividade de ambas ANTAGONISMO - Quando um antimicrobiano diminui a ação de outro
  4. 4. AÇÃO BACTERIOSTÁTICA - Capacidade de inibir o crescimento deum micro-organismo CONCENTRAÇÃO MÍNIMA INIBITÓRIA (CMI) – Menor concentraçãoda droga capaz de inibir o crescimento de um micro-organismo AÇÃO BACTERICIDA - Capacidade de matar ou lesarirreversivelmente o micro-organismo CONCENTRAÇÃO MÍNIMA BACTERICIDA (CMB) – Menorconcentração da droga capaz de matar o micro-organismo
  5. 5. OBTENÇÃODe fungos : Penicillium , CephalosporiumDe bactérias : Bacillus, Streptomyces
  6. 6. MECANISMOS DE AÇÃO DOS ANTIMICROBIANOS1- INIBIÇÃO DA SÍNTESE DE PAREDE CELULAR2- ALTERAÇÃO DA PERMEABILIDADE DA MEMBRANA CELULAR3- INIBIÇÃO DA SÍNTESE DE PROTEÍNAS4- INIBIÇÃO DA SÍNTESE DE ÁCIDOS NUCLEICOS5- OUTROS
  7. 7. MECANISMOS DE AÇÃO DOS ANTIMICROBIANOS
  8. 8. MECANISMOS DE AÇÃO DOS ANTIMICROBIANOS1- INIBIÇÃO DA SÍNTESE DE PAREDE CELULAR
  9. 9. MECANISMOS DE AÇÃO DOS ANTIMICROBIANOS1- INIBIÇÃO DA SÍNTESE DE PAREDE CELULARβ-LactâmicosGlicopeptídicos : Vancomicina, TeicoplaninaBacitracinaIsoniazidaEtionamidaEtambutolCicloserina
  10. 10. MECANISMOS DE AÇÃO DOS ANTIMICROBIANOS1- INIBIÇÃO DA SÍNTESE DE PAREDE CELULAR β - Lactâmicos Anel β - Lactâmico Centro da atividade da molécula
  11. 11. β-Lactâmicos : Ligam-se às PBPs, impedindo a ligação cruzada entras cadeias do peptideoglicana (transpeptidação)PBPs Proteínas ligantes de penicilina, que são enzimas reguladoras da transpeptidação.
  12. 12. β - Lactâmicos
  13. 13. β – Lactâmicos :• Penicilinas• Cefalosporinas• Cefamicinas• Carbapenem• Monobactâmicos• Inibidores de β – Lactamase
  14. 14. β – Lactâmicos : PENICILINAS Cristalina (EV) Naturais : Pen G Procaína (IM) Benzatina (IM) Grampositivos Pen V (oral) Resistentes às β – Lactamases: (Meticilina) Oxacilina Cloxacilina, Dicloxacilina Amino-penicilinas : Ampicilina, Amoxicilina Carboxi-penicilinas : Carbenecilina, Ticarcilina Ureído-penicilinas : Piperacilina Espectro ampliado para bastonetes Gram negativos
  15. 15. β – Lactâmicos
  16. 16. β – Lactâmicos PENICILINAS
  17. 17. β – LactâmicosCEFALOSPORINAS 1ª geração : Cefalotina, Cefazolina, Cefalexina, Cefadroxil Atuam sobre Gram positivos 2ª geração : Cefaclor, Cefuroxima, Cefprozila 3ª geração : Cefotaxima, Ceftriaxona, Cefodizima, Ceftazidina, Cefoperazona, Cefixima, Cefetamet, Cefpodoxima 4ª geração : Cefepima, Cefpiroma, CeftobiproleEspectro ampliado CEFAMICINAS Cefoxitina
  18. 18. β – LactâmicosCEFALOSPORINASCEFAMICINAS
  19. 19. β – LactâmicosCEFALOSPORINASCEFAMICINAS
  20. 20. β – Lactâmicos CARBAPENENS Imipenem, Meropenem Amplo espectro MONOBACTÂMICOS Aztreonam Atuam só sobre Gram negativosINIBIDORES DE β – LACTAMASES Ácido Clavulânico (+ Amoxicilina) (+ Ticarcilina) Sulbactam (+ Ampicilina) (+ Amoxicilina) Tazobactam (+ Piperacilina) • Têm baixa atividade antimicrobiana e maior afinidade de ligação com as β-lactamases. • São destruídos pela enzima, deixando a outra droga íntegra para exercer a ação antimicrobiana.
  21. 21. β – Lactâmicos CARBAPENENSMONOBACTÂMICOS
  22. 22. MECANISMOS DE AÇÃO DOS ANTIMICROBIANOS1- INIBIÇÃO DA SÍNTESE DE PAREDE CELULARβ-LactâmicosGlicopeptídicos : Vancomicina, Teicoplanina Atuam sobre Gram positivosBacitracina medicamentos de uso tópicoIsoniazidaEtionamida Atuam sobre MICOBACTÉRIASEtambutolCicloserina
  23. 23. MECANISMOS DE AÇÃO DOS ANTIMICROBIANOS1- INIBIÇÃO DA SÍNTESE DE PAREDE CELULAR2- ALTERAÇÃO DA PERMEABILIDADE DA MEMBRANA CELULAR3- INIBIÇÃO DA SÍNTESE DE PROTEÍNAS4- INIBIÇÃO DA SÍNTESE DE ÁCIDOS NUCLEICOS5- OUTROS
  24. 24. 2- ALTERAÇÃO DA PERMEABILIDADE DA MEMBRANA CELULAR Polimixina B, Polimixina E ( Colistina ou Colimicina ) Nistatina Anfotericina Tirotricina
  25. 25. 3- INIBIÇÃO DA SÍNTESE DE PROTEÍNAS• Aminoglicosídeos• Macrolídeos (Eritromicina, Claritromicina, Espiramicina, Miocamicina, Roxitromicina)• Azalídeos (Azitromicina)• Cloranfenicol, Tianfenicol• Tetraciclina, Minociclina, Doxiciclina, Terramicina• Lincosamídeos (Lincomicina, Clindamicina)• Cetolídeos (Telitromicina)• Glicilciclinas (Tigeciclina)• Oxazolidinonas (Linezolida)• Estreptograminas A (Dalfopristina) e B (Quinupristina)• Ácido Fusídico (Fucidina)• Mupirocina
  26. 26. AMINOGLICOSÍDEOS :EstreptomicinaNeomicinaGentamicinaTobramicinaAmicacinaNetilmicinaEspectinomicina Atuam principalmente sobre bastonetes Gram negativos
  27. 27. MACROLÍDEOS :EritromicinaClaritromicinaEspiramicinaMiocamicinaRoxitromicina Amplo espectro AZALÍDEOS : Azitromicina
  28. 28. 3- INIBIÇÃO DA SÍNTESE DE PROTEÍNAS• Aminoglicosídeos• Macrolídeos• Azalídeos• Cloranfenicol, Tianfenicol• Tetraciclina, Minociclina, Doxiciclina, Terramicina• Lincosamídeos (Lincomicina, Clindamicina)• Cetolídeos (Telitromicina)• Glicilciclinas (Tigeciclina)Amplo espectro
  29. 29. 3- INIBIÇÃO DA SÍNTESE DE PROTEÍNAS • Aminoglicosídeos • Macrolídeos • Azalídeos • Cloranfenicol, Tianfenicol • Tetraciclina, Minociclina, Doxiciclina, Terramicina • Lincosamídeos (Lincomicina, Clindamicina) • Cetolídeos (Telitromicina) • Glicilciclinas (Tigeciclina) • Oxazolidinonas (Linezolida) • Estreptograminas A (Dalfopristina) e B (Quinupristina) • Ácido Fusídico (Fucidina)Atuam sobre Gram positivos Atua sobre Estafilococos • Mupirocina Uso tópico spray nasal
  30. 30. 4- INIBIÇÃO DA SÍNTESE DE ÁCIDOS NUCLEICOSRifamicina ( Rifamicina SV, Rifamicina M, Rifampicina ) Inibe a RNA-polimerase Atua sobre Micobactérias e cocos Gram positivosMetronidazol Provoca dano no DNA Ação contra anaeróbios e fungosQuinolonas Inibição da DNA-girase1ª. Geração : Ácido nalidíxico Atuam só sobre Gram negativos2ª. Geração : Norfloxacina, Pefloxacina, Ciprofloxacina, Ofloxacina, Lomefloxacina Amplo espectro3ª. Geração : Levofloxacina, Gatifloxacina, Moxifloxacina Espectro ampliado
  31. 31. 5- OUTROS INTERFEREM COM A SÍNTESE DE ÁCIDO FÓLICOSulfonamidas : Co-Trimoxazol (Sulfametoxazol + Trimetoprim) Sulfadiazina Amplo espectroSulfonas : DapsonaÁcido p-aminosalicílico (PAS) Ação contra Micobactérias
  32. 32. 5- OUTROS AÇÃO CONTRA MICOBACTÉRIASClofazimina Liga-se ao DNA de Micobactérias Usada para tratamento de Hanseníase lepromatosa, em associação com Rifampicina e Dapsona Pirazinamida Usada no esquema primário de tratamento da Tuberculose associada com Rifampicina, Isoniazida e Etambutol (esquema RIPE) FIM

×