Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Genoma guerra civil síria

0 views

Published on

Mapas e dados sobre a guerra civil na Síria

Published in: Education
  • Be the first to comment

Genoma guerra civil síria

  1. 1. GUERRA CIVIL NA SÍRIA
  2. 2. Evolução da Guerra .Grupos sunitas, xiitas e ismaelitas, animados pela “Primavera Árabe”, pegam em armas contra o governo Bashar Al Assad, represetante da minoria Alauita . Outros países árabes apoiam os rebeldes de acordo com seus interesses (Arábia Saudita – sunitas, Irã – Xiitas, Emirados e Barhein – Ismaelitas) . Russos apoiam e armam Bashar Al Assad . EUA e Israel acusam russos de entregar armas químicas a Assad . Israel faz ataques a comboios militares sírios próximos a Golã . Putin negocia acordo com Assad para destruição de armas químicas sírias. Armas são entregues aos russos e destruidas pelas Nações Unidas . Estado Islâmico inicia expansão na fronteira com o Iraque . Coalizam árabe e internacional inicia ataques a posições do EI na Síria
  3. 3. EVOLUÇÃO DA GUERRA . Coalizão tem armado as Milícias Curdas no Norte do país. . Fortalecimento militar curdo preocupa a Turquia, que teme os movimentos nacionalistas . Turcos iniciaram ataques a posições do EI próximas a suas fronteiras. E iniciou perseguição política a nacionalistas curdos . Possibilidade de intervenção por terra é pequena devido ao poder de veto dos russos na ONU . Russos temem que uma intervenção implique na deposição de Assad
  4. 4. A Guerra em Números . ONU estima em 4 milhões de pessoas refugiadas dentro do próprio país . Outras 2 milhões e meio deixaram o país e estão em campos de refugiados na Turquia, Líbano, Jordânia e diversos países da Europa . Mortos já somam 400 mil pessoas, a maioria civis.
  5. 5. Glossário Ismaelitas: ramo do xiismo, consideram-se descendentes do irmão mais velho de Ibrahim (Abrão) Sunitas: Os sunitas formam o maior ramo do Islão, ao qual no ano de 2006 pertenciam 84% do total dos muçulmanos. A maioria dos sunitas acredita que o nome deriva da palavra Suna (Sunna), que se refere aos preceitos estabelecidos no século VIII baseados nos ensinamentos de Maomé e dos quatro califas ortodoxos Xiitas: Xiita é uma seita do Islamismo, que significa "partidários de Ali". Os xiitas consideram Ali (o primo e genro do profeta Maomé) o sucessor legítimo da autoridade islâmica. A seita xiita considera ilegítimo os sunitas, outra seita do Islã, que assumiram a liderança da comunidade muçulmana, após a morte de Maomé (cont)
  6. 6. Alauitas: formam um grupo étnico-religioso do Médio Oriente, presente sobretudo na Síria, país em que constituem cerca de 15% da população, ou seja, cerca de 3 milhões [1] e onde dominam as estruturas políticas. Não devem ser confundidos com os Alevitas, minoria religiosa da Turquia, nem com a dinastia alauita que governa Marrocos. Os alauitas são também conhecidas como nusairitas, em função de uma figura importante do movimento, Ibn Nusayr. Contudo, este termo tem vindo a cair em desuso, sendo considerado ofensivo pelos alauítas Os drusos: são uma pequena comunidade religiosa autónoma que reside sobretudo no Líbano, Israel, Síria, Turquia e Jordânia. Eles usam a língua árabe e seguem um modelo social muito semelhante ao dos Árabes da região. Não são considerados muçulmanos pela maioria dos muçulmanos da região, apesar de alguns drusos dizerem que a sua religião é islâmica. Existem cerca de um milhão de drusos em todo o mundo, a maioria dos quais vivendo no Oriente Médio, especialmente em Israel (250 mil)
  7. 7. Curdos: são um grupo étnico que se considera como sendo nativo de uma região frequentemente referida como Curdistão, que inclui partes adjacentes do Irã, Iraque, Síria , Turquia , Armênia e Geórgia. Também há comunidades curdas no Líbano, Azerbaijão (Kalbajar e Lachin, a oeste de Nagorno-Karabakh) e, em décadas recentes, em alguns países europeus e nos Estados Unidos. Etnicamente aparentados com outros povos iranianos, eles falam curdo, uma língua indo-europeia do ramo iraniano. Todavia, as origens étnicas curdas são incertas. Há curdos muçulmanos, cristãos e cristãos ortodoxos

×