Presentación incidencia política ugt brasil

515 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
515
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Presentación incidencia política ugt brasil

  1. 1. Campaña continental “Mujeres, Vida y Derecho”: a la búsqueda de herramientas prácticas para promover los derechos laborales de las mujeres<br />COMBATE À DESIGUALDADE DE GÊNERO NO ÂMBITO DA UGT-BRASIL<br />Resumo por Elsie Andrade<br />2ª. Vice-Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Bancários no Amazonas<br />Secretária-Adjunta da UGT-Brasil<br />
  2. 2. COLETIVO DE GÊNERO<br />Grupo de pessoas que atuam de forma sistêmica em todas as Secretarias da UGT-Brasil e em cada UGT Estadual;<br />Simultaneamente transversal e horizontal;<br />Instrumento para dar sequência à Campanha, lançada em 2008.<br />
  3. 3. COLETIVO DE GÊNERO<br />Atuação interna: aumento significativo do quantitativo e qualitativo da participação feminina na Central e nas entidades filiadas;<br />Atuação externa: ações em conjunto com as demais sindicais e com outras entidades sociais;<br />
  4. 4. SEMINÁRIO “MULHERES UNIDAS PELA PROMOÇÃO DA IGUALDADE”<br />Realizado pelas Centrais Sindicais: UGT, CTB, Força Sindical, Nova Central e CGTB, no mês de maio/2011;<br />Participaram centenas de representantes dos diversos segmentos das entidades filiadas, inclusive internacionais, e parlamentares de todas as esferas do Governo;<br />Objetivos: debater as leis existentes e os projetos de lei que criam mecanismos para garantir a igualdade de gênero e buscar meios de empoderamento da mulher.<br />
  5. 5. SEMINÁRIO “MULHERES UNIDAS PELA PROMOÇÃO DA IGUALDADE”<br />Projeto de Lei da Igualdade, de autoria do senador Inácio Arruda, que cria mecanismos para prevenir, coibir e punir a discriminação contra a mulher e estabelece medidas de proteção e garantia de iguais oportunidades de acesso, permanência e remuneração nas relações de trabalho no âmbito rural ou urbano”;<br />Conceitua as formas de discriminação contra a mulher;<br />Prevê a criação de políticas e ações de prevenção, combate e punição;<br />Realização de programas de educação e capacitação, visando ao acesso e permanência da mulher no mercado de trabalho;<br />
  6. 6. SEMINÁRIO “MULHERES UNIDAS PELA PROMOÇÃO DA IGUALDADE”<br />Estabelecimento, ao final, de Resoluções, das quais podem-se destacar:<br />Construir Fóruns estaduais das mulheres das Centrais Sindicais;<br />Articular junto aos Parlamentares Estaduais Projetos de Lei semelhantes aos Nacional que visem à igualdade;<br />Dar visibilidade à luta pela igualdade no mundo do trabalho, na Marcha das Margaridas, que ocorrerá de 16 a 17/08/2011;<br />
  7. 7. AÇÕES POLÍTICAS<br />Lançamento da Frente Parlamentar;<br />Participação ativa e massiva das Centrais Sindicais na Comissão Tripartite de Igualdade de Oportunidades e de Tratamento de Gênero e Raça no Trabalho (TEM);<br />Aliança de parlamentares de diversas correntes políticas, em parceria com as Centrais Sindicais Brasileiras, lançaram esta frente no dia 25/11/2010;<br />Enfrentamento a todas as formas de violência contra a mulher;<br />
  8. 8. “O que vale na vida é a caminhada. Caminhando e semeando, no fim terás o que colher”<br />Cora Coralina <br />

×