Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Banco do Brasil: Linhas de crédito para agronegócio

14,647 views

Published on

http://mudasnobres.com.br/
João Bosco Messias Costa

II Workshop Brasileiro de Mogno Africano
15 e 16 de agosto de 2013

Banco do Brasil: Linhas de crédito para agronegócio

  1. 1. Banco do BrasilBanco do Brasil
  2. 2. CUSTEIO
  3. 3. Custeio Empresarial Destina-se ao apoio financeiro para desenvolvimento de atividades agropecuárias sendo classificado como: Custeio AgrícolaCusteio Agrícola – custear despesas normais do ciclo produtivo de lavouras tais como insumos, tratos culturais, sementes, entre outras. Custeio PecuárioCusteio Pecuário – destinado a despesas normais da exploração durante o ciclo produtivo dos animais. PRONAMP MCR 6-2 e MCR 6-4 (Controlado) FUNCAFÉ Produção de Mudas e Sementes Agroindústrias em Regime de Parceria Linhas de Crédito FCO Rural MCR 6-4 Não Controlado Retenção de Animais - Não Controlado Custeio Antecipado Retenção de Matrizes e Crias Controlado
  4. 4. Programa ABC investimento PROGRAMA ABC - Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura PROGRAMA ABC - Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura Público AlvoPúblico Alvo Produtores rurais, pessoas físicas ou jurídicas, e suas cooperativas. OBJETIVOOBJETIVO 1. Reduzir as emissões de gases de efeito estufa oriundas das atividades agropecuárias; 2. reduzir o desmatamento; 3. ampliar a área de florestas cultivadas; 4. estimular a recuperação de áreas degradadas.
  5. 5. Programa ABC Investimento PROGRAMA ABC - Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura PROGRAMA ABC - Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura FINALIDADEFINALIDADE 1. recuperação de áreas e pastagens degradadas; 2. implantação de sistemas de integração lavoura- pecuária, lavoura-floresta, pecuária-floresta ou lavoura-pecuária- floresta; 3. implantação e melhoramento de sistemas de plantio direto "na palha"; 4. implantação de sistemas orgânicos de produção agropecuária; 5. implantação, manutenção e melhoramento do manejo de florestas comerciais, inclusive aquelas destinadas ao uso industrial ou à produção de carvão vegetal (ABC Florestas); 1. recuperação de áreas e pastagens degradadas; 2. implantação de sistemas de integração lavoura- pecuária, lavoura-floresta, pecuária-floresta ou lavoura-pecuária- floresta; 3. implantação e melhoramento de sistemas de plantio direto "na palha"; 4. implantação de sistemas orgânicos de produção agropecuária; 5. implantação, manutenção e melhoramento do manejo de florestas comerciais, inclusive aquelas destinadas ao uso industrial ou à produção de carvão vegetal (ABC Florestas);
  6. 6. Programa ABC Investimento PROGRAMA ABC - Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura PROGRAMA ABC - Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura JUROSJUROS •Juros efetivos de 5% ao ano.•Juros efetivos de 5% ao ano.
  7. 7. •Até R$ 1 milhão por beneficiário, por ano-safra (O presente teto pode ser elevado para até R$ 3 milhões, quando se tratar de financiamento para implantação de florestas comerciais) •Até R$ 1 milhão por beneficiário, por ano-safra (O presente teto pode ser elevado para até R$ 3 milhões, quando se tratar de financiamento para implantação de florestas comerciais) Programa ABC Investimento PROGRAMA ABC - Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura PROGRAMA ABC - Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura TETO PRAZO 1. Em função do Projeto. 2. Projetos para implantação e manutenção de florestas comerciais: até 15 anos, incluídos 8 de carência quando a espécie florestal assim o justificar. 3. Sistemas produtivos de integração lavoura/pecuária, lavoura- floresta, pecuária/floresta ou lavoura/pecuária/ floresta: Até 12 ano , incluídos até 3 anos de carência; 3. implantação de viveiros de mudas florestais: até 5 anos, incluídos até 2 anos de carência; 1. Em função do Projeto. 2. Projetos para implantação e manutenção de florestas comerciais: até 15 anos, incluídos 8 de carência quando a espécie florestal assim o justificar. 3. Sistemas produtivos de integração lavoura/pecuária, lavoura- floresta, pecuária/floresta ou lavoura/pecuária/ floresta: Até 12 ano , incluídos até 3 anos de carência; 3. implantação de viveiros de mudas florestais: até 5 anos, incluídos até 2 anos de carência;
  8. 8. BB FCO Rural - ABC Investimento Linhas de Crédito Investimento Financiamento de investimentos, de custeio agrícola, de custeio associado a projeto de investimento e de serviços e custos relacionados à regularização ambiental e fundiária dos imóveis rurais e à implantação de sistemas produtivos e tecnologias voltadas à mitigação da emissão de gases causadores de efeito estufa. Público AlvoPúblico Alvo •produtores rurais – pessoas físicas ou jurídicas – que desenvolvam suas atividades agropecuárias nas seguintes situações: isoladamente, ligados às associações e cooperativas de produção, em sistema de produção familiar, em sistema de integração, entre outros. •produtores rurais – pessoas físicas ou jurídicas – que desenvolvam suas atividades agropecuárias nas seguintes situações: isoladamente, ligados às associações e cooperativas de produção, em sistema de produção familiar, em sistema de integração, entre outros. Itens Financiáveis •implantação de sistemas agroflorestais e florestais, integrados ou não ; • florestamento e reflorestamento, para fins energéticos e madeireiros •implantação de viveiros regionais para fornecimento de mudas; •recuperação de áreas e de pastagens degradadas; •implantação de culturas permanentes de seringueira, erva-mate, pequi e castanha do Brasil •implantação de manejo florestal sustentado de baixo impacto; •implantação de culturas permanentes de espécies vegetais nativas, tais como: mangaba, baru, araticum, cagaita, faveiro, cupuaçu, açaí, dentre outras, para aproveitamento fitoterápico, alimentar e energético; •aquisição de matrizes bovinas e ovinas para reprodução; •implantação de sistemas agroflorestais e florestais, integrados ou não ; • florestamento e reflorestamento, para fins energéticos e madeireiros •implantação de viveiros regionais para fornecimento de mudas; •recuperação de áreas e de pastagens degradadas; •implantação de culturas permanentes de seringueira, erva-mate, pequi e castanha do Brasil •implantação de manejo florestal sustentado de baixo impacto; •implantação de culturas permanentes de espécies vegetais nativas, tais como: mangaba, baru, araticum, cagaita, faveiro, cupuaçu, açaí, dentre outras, para aproveitamento fitoterápico, alimentar e energético; •aquisição de matrizes bovinas e ovinas para reprodução;
  9. 9. BB FCO Rural - ABC Investimento Linhas de Crédito Investimento Financiamento de investimentos, de custeio agrícola, de custeio associado a projeto de investimento e de serviços e custos relacionados à regularização ambiental e fundiária dos imóveis rurais e à implantação de sistemas produtivos e tecnologias voltadas à mitigação da emissão de gases causadores de efeito estufa. •Operações contratadas de 01/07 a 31/12/13 - 4,12%a.a•Operações contratadas de 01/07 a 31/12/13 - 4,12%a.a Teto Prazo •variável de acordo com o item financiado. OBS: implantação de sistemas agroflorestais e de culturas permanentes de seringueira, erva-mate, pequi, castanha do Brasil, mangaba, baru, araticum, cagaita, faveiro, cupuaçu, açaí, dentre outras, para aproveitamento fitoterápico, alimentar e energético: até 15 anos, incluído o período de carência de até 8 anos; •variável de acordo com o item financiado. OBS: implantação de sistemas agroflorestais e de culturas permanentes de seringueira, erva-mate, pequi, castanha do Brasil, mangaba, baru, araticum, cagaita, faveiro, cupuaçu, açaí, dentre outras, para aproveitamento fitoterápico, alimentar e energético: até 15 anos, incluído o período de carência de até 8 anos; •R$ 200 milhões.•R$ 200 milhões. Encargos Financeiros Encargos Financeiros Bônus de adimplência .REBATE DE 15% sobre os juros.REBATE DE 15% sobre os juros
  10. 10. “....Creio ser da maior importância a necessidade de diversificar as atividades da Fazenda a fim de minimizarem os riscos da Agropecuária.” (João Roberto) Produtor rural
  11. 11. (João Roberto) “...O programa ABC, através de seu escopo, prazo e juros torna possível a implantação de novas culturas, como a seringueira, que é, pela sua complexidade, extremamente dispendiosa.”
  12. 12. Programa ABC GOIÁS Posição: 26/07/2013
  13. 13. Programa ABC(2011 - 2013) Contratações por Atividade GOIÁS ATIVIDADE MILHÕES AGRICULTURA 200,68 PECUÁRIA 202,81 TOTAL 403,49 Posição: 17/07/2013
  14. 14. Safra Eucalipto /Pinus/Seringueira /Florestamento Goiás
  15. 15. Linhas de Crédito Investimento O Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras Público Alvo Encargos Financeiros • 5,00% a.a produtores rurais beneficiários do Pronamp Rural • 5,50% a.a para demais produtores rurais. • 5,00% a.a produtores rurais beneficiários do Pronamp Rural • 5,50% a.a para demais produtores rurais. Teto Prazo • até 4 anos• até 4 anos produtores rurais – pessoas físicas e jurídicas – e suas cooperativas produtores rurais – pessoas físicas e jurídicas – e suas cooperativas • Beneficiários do Pronamp Rural: até R$ 300 mil; • Demais produtores: equipamentos p/preparo, secagem e beneficiamento de café: até R$40 mil; demais itens: não há teto de valor de financiamento. • Beneficiários do Pronamp Rural: até R$ 300 mil; • Demais produtores: equipamentos p/preparo, secagem e beneficiamento de café: até R$40 mil; demais itens: não há teto de valor de financiamento. Itens Financiáveis •Itens usados: tratores(até 8anos), colheitadeiras(até 10anos), pulverizadores e plantadeiras, semeadeira(até 5anos). •Itens usados: tratores(até 8anos), colheitadeiras(até 10anos), pulverizadores e plantadeiras, semeadeira(até 5anos). ModerfrotaModerfrota
  16. 16. Linhas de Crédito Investimento Aquisição de bens de capital agrícolas - A presente linha de crédito contempla apenas empreendimentos localizados na Região Centro-Oeste. Público Alvo •Produtores rurais – pessoas físicas e jurídicas – inclusive cooperativas. •Produtores rurais – pessoas físicas e jurídicas – inclusive cooperativas. Itens Financiáveis INVESTIMENTO MCR 6.4 – Região Centro-OesteINVESTIMENTO MCR 6.4 – Região Centro-Oeste • Máquinas e equipamentos agrícolas novos, fabricados no País e credenciados pelo BNDES como passíveis de financiamento pela linha de crédito Finame Rural PSI •Infraestrutura para aviários e para suinocultura. •Demais infraestruturas pecuária e agrícola necessárias para exploração do empreendimento, tais como currais, cercas, eletrificação rural, obras de irrigação, drenagem, tanques para pisicultura e aquicultura e etc • Máquinas e equipamentos agrícolas novos, fabricados no País e credenciados pelo BNDES como passíveis de financiamento pela linha de crédito Finame Rural PSI •Infraestrutura para aviários e para suinocultura. •Demais infraestruturas pecuária e agrícola necessárias para exploração do empreendimento, tais como currais, cercas, eletrificação rural, obras de irrigação, drenagem, tanques para pisicultura e aquicultura e etc
  17. 17. Linhas de Crédito Investimento Encargos Financeiros •Taxa efetiva de juros de 3,5% a.a., para operações contratadas a partir de 01/07/2013 e até 31/12/2013. •Taxa efetiva de juros de 3,5% a.a., para operações contratadas a partir de 01/07/2013 e até 31/12/2013. Teto Prazo • até R$ 1 bilhão• até R$ 1 bilhão INVESTIMENTO MCR 6.4 – Região Centro-OesteINVESTIMENTO MCR 6.4 – Região Centro-Oeste •Até 120 meses, de acordo com item financiado. • Carência: de 3 a 24 meses de carência, de acordo com a necessidade técnica do empreendimento •Até 120 meses, de acordo com item financiado. • Carência: de 3 a 24 meses de carência, de acordo com a necessidade técnica do empreendimento
  18. 18. Comparativo BB x Demais Banco Posição: Fev/2013Fonte: SISBACEN Total: 10,89 bi
  19. 19.  O acolhimento de propostas de todas as linhas de crédito são condicionadas a:  Cadastro do cliente atualizado;  Limite de crédito vigente e margem disponível. OBSERVAÇÃOOBSERVAÇÃO ATENÇÃO
  20. 20. Superintendência do Banco do Brasil de Goiás Informações: Agronegócios •João Bosco Messias Costa: Fone: (62) 3216.5661 E-mail: jbmc@bb.com.br

×