Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Folder da chapa Mudar para Fortalecer o PPGED

171 views

Published on

Folder da chapa Mudar para Fortalecer o PPGED

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Folder da chapa Mudar para Fortalecer o PPGED

  1. 1. OLGAÍSES CABRAL MAUÉS - Graduada em Pedagogia pela UFPA, com Mestrado em Planejamento e Administração Educacional pela UnB, Doutorado pela Université des Sciences et Technologies de l’Université de Lille III, Charles de Gaulle, França, Pós-Doutorado na Université Laval em Quebec, Pós-Doutorado na UFMG. É Professora Associada IV, estando na Instituição desde 1986, onde trabalha na Graduação e na Pós-Graduação, nos Cursos de Mestrado e Doutorado. Compõe o quadro docente permanente do PPGED desde a sua criação, ministrando disciplinas e orientando diversas teses e dissertações. Desde 2002 coordena projetos de pesquisa, todos com financiamento externo de órgãos de fomento, como CAPES e CNPq. É Pesquisadora Produtividade do CNPq, atua como consultora ad-hoc desse órgão e da CAPES. Coordenou projetos interinstitucionais (CASADI- NHO e PROCAD), em parceria com a UFMG, Programa de Educação Nota 7, ação importante para a inserção do PPGED no cenário nacional. Participou em 2013 da Comissão da Avaliação Trienal da CAPES, da Área de Educação (2010-2012). É Editora-Adjunta da Revista Ver-a-Educação, Consultora das Revistas: Educação e Rea- lidade; Educação e Pesquisa, Pró-Posições, dentre outras. Atua junto a entidades acadêmicas nacionais, como a ANFOPE e a ANPEd (tendo estado na diretoria dessa última por 4 anos, no Conselho Fiscal), e internacionais, como Red Estrado, AFIRSE e CRIFPE. Tem produção acadêmica qualificada, com inúmeros artigos, livros e capítulos de livros publicados, o que lhe credencia a atuar no Mestrado e no Doutorado do PPGED. Foi Vice-diretora e Diretora do Centro de Educação (atual ICED). Também foi diretora de Currículo da PROEG. É militante de movimentos sociais, lutando pelos direitos dos trabalhadores e por uma educação pública, democrática, laica e gratuita. Atualmente é Coordenadora Pro Tempore do PPGED e seu primeiro ato foi propor ao Colegiado do Programa a realização de eleições diretas e universais para a escolha da próxima coordenação. (Conferir currículo completo em http://lattes.cnpq.br/0118802077232494). SÔNIA MARIA DA SILVA ARAÚJO - Graduada em Pedagogia pela UFPA, com Especialização em Educação e Problemas Regionais, Mestrado e Doutorado em Educação pela Uni- versidade de São Paulo e Pós-Doutorado no Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra. É professora Associada II, atuando como docente do ICED desde 1992. Integra o corpo docente do PPGED desde 2004 e atualmente ministra disciplinas e orienta dissertações e teses. Exe- cutou três projetos financiados pelo CNPq, que contou com a participação de pesquisadores nacionais e internacionais. É Editora-Adjunta da Revista Ver a Educação e é Editora Associada da Revista La- tinoamericana de Ciencias Sociales, Niñez y Juventude, além de fazer parte do Conselho Editorial do periódico Cadernos de História da Educação. Foi consultora da CAPES entre 2007-2008 e atualmente é revisora de projetos do CNPq. Tem publicações qualificadas em periódicos e livros, que lhe creden- cia a atuar no mestrado e no doutorado. Participa anualmente de eventos nacionais e internacionais apresentando trabalhos aprovados e em mesas redondas como convidada. Entre os anos 2009-2013 compôs a diretoria da Sociedade Brasileira de História da Educação (SBHE). Possui várias premiações decorrentes de submissão de trabalhos em editais. Recorrentemente é convidada a compor comitês científicos importantes, como o Congresso Luso-Brasileiro de História da Educação e o EPENN. Como avaliadora de Programas de Pós-Graduação, participou da avaliação do Projeto de Mestrado da UERN e da avaliação de desempenho dos docentes do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFAM. Projetou e coordenou as duas versões do Curso de Especialização em “Educação, Cultura e Organização Social”. Foi coordenadora da Linha Educação, Cultura e Sociedade no biênio 2012-2013, aprovando financiamento para os Colóquios realizados pela Linha. (Conferir currículo em http://lattes.cnpq.br/5826372225106245). O dia 27 de março de 2014 marcará historicamente o Programa de Pós-graduação em Educação da UFPA, pois nessa data eleger-se-á pela primeira vez de forma direta e universal a nova Coordenação do Programa. Esse momento é resultado de uma luta do conjunto dos estudantes e de parte dos professores que integraram e integram o PPGED. Ao longo de seus últimos 11 anos de existência as coordenações do Programa foram eleitas no interior de seu Colegiado, com reduzida participação de professores e, principalmente, de estudantes – até então apenas 1/5 do Colegiado era composto por essa categoria. Essa eleição ganha maior importância quando consideramos o fato de que o último Coordenador PPGED, eleito pelo Co- legiado no início de 2012, foi destituído do cargo, após movimento organizado pelos estudantes do Programa. Tal destituição, implementada pelo Reitor da UFPA, após decisão do Conselho Universitário, foi um passo fundamental no processo de demo- cratização do PPGED. Também como resultado dessa luta conseguiu-se derrubar, na Congregação do ICED e no CONSEPE, a decisão do Colegiado do PPGED de impedir a participação ampla de estudantes em suas reuniões, assim como na escolha da Coordenação. Assim, o novo Regimento do PPGED, aprovado no CONSEPE em fins de 2013, assegurou composição paritária entre professores e estudantes no Programa e remeteu para o Colegiado a decisão sobre a forma de eleição da Coordenação. Desse modo, em janeiro deste ano tal instância decidiu que a próxima Coordenação será eleita de forma direta e universal. Enquanto subunidade do Instituto de Ciências da Educação, o PPGED era a única instância em que não ocorria eleição dire- ta e isso contradizia, inclusive, aos princípios e concepções defendidas nas pesquisas, dissertações e teses orientadas por muitos dos professores que não permitiam as eleições diretas. Assim, para além de ser um fato histórico para os que cotidianamente reivindicam e lutam por eleições diretas nas instituições educacionais, especialmente nas universidades, pelo “simples fato” de ter o direito de escolher seus dirigentes, esse processo eleitoral tem significado especial para o PPGED. Podemos finalmente de forma coletiva (professores, técnicos e estudantes) discutir qual projeto queremos para o PPGED. Além disso, o debate sobre o processo de democratização e fortalecimento do PPGED passa também pela questão da gra- tuidade na seleção, bem como em todas as atividades realizadas.Apartir de 2010, fruto de uma decisão da Congregação do ICED que contrariou o posicionamento histórico da maioria dos professores do PPGED, extinguimos a cobrança da taxa de inscrição. Entretanto, como ocorreu no último Seminário do Programa, realizado em 2012, ainda são cobradas taxas dos participantes em alguns eventos. Defendemos que uma universidade verdadeiramente pública deve ser totalmente gratuita, por isso reafirmamos nosso compromisso de extinguir qualquer cobrança no PPGED. Certamente, a garantia da democratização do PPGED, com a consolidação da eleição direta e universal para escolha da coordenação e extinção de cobrança de quaisquer taxas, insere-se no campo da disputa por projetos de educação/sociedade. Especificamente no âmbito do PPGED, e do próprio ICED, temos acirrado embate em torno de projetos distintos. O coletivo que integramos (composto de professores, técnicos e estudantes) sempre reafirmou os princípios históricos dos que lutam pela edu- cação pública, gratuita, laica, democrática e socialmente referenciada. Por isso, sempre defendemos eleições diretas e universais, como essencial na constituição da gestão democrática. Da mesma forma, nos pautamos na defesa da gratuidade do ensino público o que pressupõe a não cobrança de qualquer taxa dos estudantes. Outro grande desafio posto ao nosso Programa diz respeito à necessidade de construirmos um espaço de diálogo que res- peite a diversidade político-acadêmica.As tensões oriundas da disputa em torno de projetos socioeducativos não devem transpor- -se para o âmbito individual e, muito menos, gerar atos desrespeitosos e agressivos dos sujeitos que constituem o PPGED. Sem dúvida a Coordenação do Programa tem papel fundamental na condução desse processo. MUDAR PARA FORTALECER O PPGED MUDARPARA FORTALECEROPPGED OLGAÍSES MAÚES (Coordenadora) SÔNIA ARAÚJO (Vice-coordenadora)
  2. 2. A experiência recente com a Professora Olgaíses Maués na condução do PPGED, além de caminhar no sentido de de- mocratizar o Programa, mostra que é possível mudar a forma de tratamento interpessoal entre professores e estudantes. Além disso, a história de vida acadêmica da professora é exemplar na defesa da educação pública e democrática, na elevação da produção acadêmica no PPGED, bem como no enfrentamento às desigualdades sociais. Por sua vez, o trabalho realizado pela Professora Sônia Araújo, especialmente na Coordenação da Linha Educação, Cultura e Sociedade, tem fortalecido a produ- ção e socialização ampliada do conhecimento produzido pelo coletivo de professores e estudantes da Linha. Esse empenho tem, inclusive, tido repercussão nacional e internacional, resultando concretamente em intercâmbios necessários à avaliação qualificada do Programa. As professoras Olgaíses Maués e Sônia Araújo representam, portanto, a concretização de uma ética pautada no compromisso político responsável com a coisa pública e com a produção do conhecimento científico. Todos esses elementos estão associados ao fortalecimento acadêmico do PPGED, o que implica também na elevação da nossa nota de ava- liação pela CAPES. Nas três últimas avaliações trienais recebemos o Conceito 4. Precisamos urgentemente sair desse patamar e para isso é fundamental instituirmos uma política de avaliação interna do Programa, com a participação ampla de professores e estudantes para superarmos, coletivamente, os problemas que enfrentamos. Se olharmos a última avaliação trienal (2010- 2012) do PPGED identificaremos que, ao contrário do que muitos propagam, não são os estudantes os responsáveis pela não elevação de nossa nota, mas um conjunto de fatores associados principalmente a gestões descompromissadas com a elevação da qualidade do Programa.Assim, precisamos também constituir uma ação que estimule a ampliação do número de professores do PPGED e, simultaneamente, incentive a elevação da produção acadêmica de todos os docentes. Os desafios postos são muitos, mas não são intransponíveis. Para superá-los é indispensável mudarmos a concepção de gestão implementada nos últimos anos. É fundamental fortalecermos o PPGED, ampliarmos sua inserção local e nacional, buscarmos (articulados com a Direção do ICED) parcerias com outras instituições e Programas de Pós-Graduação. Nesse sentido, nós da Chapa MUDAR PARA FORTALECER O PPGED, composta pelas professoras OLGAÍSES MAUÉS e SÔNIAARAÚJO, temos a satisfação de apresentar nosso Programa para o pleito em questão. As ideias, princípios e compro- missos aqui apresentados são frutos de uma construção coletiva e sintetiza nosso anseio de fortalecer o PPGED para elevar a sua qualidade e efetivar a sua democratização. Acima de tudo acreditamos que o processo eleitoral em curso cumprirá papel fundamental no fortalecimento do PPGED e esperamos caminhar coletivamente nesse processo. Por isso, convidamos os estudantes, a técnica-administrativa e os docentes do PPGED que se juntem a nós nessa construção. Vamos MUDAR PARA FORTALECER O PPGED! Dia 27 de março de 2014, vote: Olgaíses Maués e Sônia Araújo BLOG: http://mudarparafortaleceroppged.blogspot.com.br/ • FACE: http://www.facebook.com/mudarparafortacer PRINCÍPIOS • Defesa radical da universidade pública, gratuita, laica, plural, democrática e com qualidade socialmente referenciada; • Postura ética e responsável no trato à coisa pública, com bom uso dos recursos públicos e controle democrático das ações do Programa; • Respeito à diversidade socioeconômica, política, cultural e acadêmica; • Garantia do efetivo direito social à educação pública e gratuita; • Participação ampla e transparência administrativa como elementos norteadores da gestão democrática; • Indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão; • Valorização dos professores e técnico-administrativos; • Condições qualificadas para o trabalho acadêmico na universidade pública; • Avaliação interna e permanente na pós-graduação; • Reconhecimento da autonomia das categorias de docentes, estudantes e técnico-administrativos. • Apoio e engajamento nos movimentos sociais que lutam por uma sociedade justa; • Compromisso com a qualidade técnica e administrativa da gestão pública; • Defesa do Estado laico e de políticas públicas que atendam às necessidades e especificidades dos diferentes grupos social- mente excluídos e marginalizados; • Compromisso com o diálogo e o debate públicos; • Fortalecimento da formação do professor-pesquisador. COMPROMISSOS, PROPOSTAS E AÇÕES • Zelar pela excelência acadêmica como elemento essencial para elevar a qualidade dos cursos de mestrado e doutorado; • Pautar-se na construção de relações interpessoais e acadêmicas que respeitem a diversidade política, acadêmica, cultural e pessoal dos professores, técnicos e estudantes do PPGED; • Administrar os conflitos internos e encaminhar adequadamente os problemas e soluções, sempre respeitando e fazendo cum- prir as normas regimentais para assim zelar pela imagem pública do Programa; • Criar espaços democráticos de avaliação permanente do PPGED para buscar soluções aos problemas que enfrentamos e, es- pecialmente, garantir avaliações mais positivas pela CAPES, tendo como meta principal a elevação da nota do Programa para 5; • Acesso gratuito dos estudantes nos eventos e atividades do Programa de modo a assegurar a participação de todos na sua dinâmica acadêmica; • Lutar pela ampliação do número de bolsas de mestrado e doutorado para os estudantes do Programa e garantir ampla divul- gação e transparência na distribuição das bolsas existentes; • Criar a Revista eletrônica do PPGED para publicação dos resumos das dissertações e teses defendidas, além de artigos com- pletos para, desse modo, estimular a produção científica e o acesso a mais um periódico qualificado na área. • Promover a articulação efetiva entre a pós-graduação e os cursos de graduação (Pedagogia e Educação Física); • Articular ações com outros Programas de Pós-graduação da Região Norte e do Estado do Pará em específico; • Ampliar a articulação nacional e internacional do PPGED com outros Programas e Grupos de Pesquisas em educação; • Buscar intercâmbios internacionais com vistas à divulgação da produção acadêmica do Programa, e garantir formação mais sólida de nossos pós-graduandos; • Criar uma dinâmica de circulação da produção do conhecimento científico no Programa ao promover a presença de pesquisa- dores nacionais e internacionais em conferências, seminários e outras formas de intercâmbio; • Promover a articulação com as Secretarias de Educação do Estado e dos municípios do Pará com vistas a estudos e pesqui- sas que visem a melhoria da Educação Básica; • Estabelecer compromisso com os movimentos sociais que lutam por uma sociedade justa e pela educação pública; • Criar comissões compostas por professores e estudantes das três linhas para elaborar propostas de Resoluções a serem apreciadas pelo colegiado; • Implementar a avaliação interna do Programa para, a partir do diagnóstico da situação, desenvolver ações que possibilitem aumentar o conceito junto a CAPES; • Instituir fóruns e outros espaços democráticos para debater mudanças na estrutura curricular e organizacional do Programa; • Promover a realização de um seminário de avaliação do currículo dos cursos e encaminhar os ajustes capazes de tornar a formação acadêmica mais dinâmica e produtiva; • Zelar pelo preenchimento qualificado e satisfatório do Relatório CAPES para que o Programa não venha a ser prejudicado nos resultados finais do processo de avaliação. • Estimular os professores a participarem de editais junto a agências de fomentos ao apoiar a elaboração de projetos; • Incentivar professores a encaminhar projetos junto a agências de fomento ao apoiá-los na sua elaboração técnica; • Partilhar com o coletivo do Programa editais, projetos, convênios e intercâmbios que beneficiem a totalidade de professores e alunos; • Socializar e discutir coletivamente os editais que venham a beneficiar o conjunto de professores e alunos do Programa; • Agilizar a tramitação de processos que atendam às demandas dos estudantes; • Promover a ampliação qualificada e responsável do quadro docente do Programa; • Valorizar os professores e técnico-administrativos, realizando melhoria nas condições de trabalho, buscando o apoio da dire- ção do ICED e da PROPESP; • Lutar pela ampliação do quadro técnico-administrativo para assegurar melhores condições de trabalho à Secretaria e assim oferecer um serviço público mais eficiente; • Buscar apoio da direção do ICED e da PROPESP para ampliar as instalações do Programa e qualificar seu pessoal técnico- -administrativo, além de submeter propostas de financiamento de infraestrutura junto às instituições de fomento para especial- mente assegurar aos estudantes condições adequadas de estudo e convivência; • Lutar pela ampliação do orçamento do Programa; • Publicar orçamento e uso dos recursos utilizados na página do programa, assim como os beneficiados nos convênios, progra- mas de intercâmbio e de bolsas; • Realizar a manutenção permanente dos computadores e impressoras da sala de informática e lutar por sua ampliação para garantir condições adequadas de uso aos estudantes; • Reivindicar a atualização do acervo da biblioteca para promover o fortalecimento da formação teórica dos estudantes, além de assegurar o acesso facilitado à bibliografia constante nos planos de curso dos professores e para o desenvolvimento das dissertações e teses dos estudantes; • Lutar pela melhoria dos ambientes de lazer no PPGED/ICED, incluindo a constituição de espaço de descanso/convivência que atendam especialmente às necessidades dos estudantes; • Reivindicar melhorias das salas de aula e outros espaços de estudo e descanso de uso dos professores e estudantes, com infraestrutura adequada, ampliação e manutenção permanente dos equipamentos midiáticos e ambientais (refrigeração, mo- biliário e iluminação); • Lutar pela construção da nova Biblioteca do ICED; • Ampliar o rol de línguas estrangeiras aceitas como proficiência e lutar pela garantia da realização periódica e gratuita de tais cursos e exames no PPGED; • Atualizar a página do Programa, incluído informações sobre os estudantes, comissões, processos e dados completos das disciplinas dos cursos por Linha; • Garantir o exercício efetivo da pesquisa com condições adequadas para professores e estudantes; • Inserir o evento do Programa na agenda nacional de eventos em educação ao planejar com antecedência sua realização, buscar financiamento e garantir a publicação dos trabalhos apresentados; • Estimular o envolvimento dos estudantes nos grupos de pesquisa dos professores visando o fortalecimento da produção conjunta orientador-orientando; • Promover a divulgação do conhecimento científico na área; • Apoiar os eventos promovidos pelos Grupos e Linhas de Pesquisas com a sua divulgação pública e suporte da Coordenação do Programa; • Divulgar as atividades e eventos dos Grupos de Pesquisa e Linhas, indiscriminadamente; • Fortalecer os Grupos e Linhas de Pesquisas e incentivar a aproximação dos mesmos; • Promover eventos conjuntos com os demais programas de pós-graduação em educação do Estado e da Região Norte; • Apoiar a participação dos estudantes em eventos nacionais e internacionais com apresentação de trabalho ao reivindicar perante à PROPESP ampliação da ajuda de custo, além de orientar estudantes a solicitar financiamentos específicos como o Pro-discente da PROPESP; • Estimular a participação dos estudantes em mestrados e doutorados sanduíches, divulgando amplamente os editais disponíveis; • Fortalecer a Revista Ver-a-Educação como veículo de divulgação do conhecimento produzido no Programa.

×