Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Nascimento da Mecˆnica Quˆntica
                           a       a
                                      Maria Teresa Th...
Jorge Andr´ Swieca
             e          A.F.R. de Toledo Piza


       Este semin´rio ´ dedicado ao
                 a ...
1. A pergunta milenar ...
Uma proposta que veio antes da era de Cristo: o ´tomo.
                                         ...
2. As certezas, novidades e d´ vidas da F´
                             u           ısica do
s´culo XIX
 e
  As certezas:
...
As leis de Newton descrevem exatamente a Natureza.




                         Sir Isaac Newton

Eletricidade:    fil´sofo...
Lei de Coulomb: intera¸˜o entre duas cargas el´tricas
                      ca                      e
pontuais.




      ...
Magnetismo:       a magnetita era conhecida pelos gregos
antes da era de Cristo. Esta pedra vinha de regi˜o da
           ...
´
Optica geom´trica:
           e
Euclides ( 280 A.C.): a luz se propaga em linha reta. Ele
tamb´m formulou a lei da reflex...
Lei da refra¸˜o de Snell:
            ca




                  n1 sen(θ1 ) = n2 sen(θ2 ).
As novidades do s´culo XIX:
                  e
Teoria cin´tica dos gases:
          e                      tratamento est...
Eletromagnetismo:
Lei de indu¸˜o de Faraday (1831): varia¸˜o de fluxo de
           ca                          ca
campo ma...
Consequˆncias das 4 equa¸˜es de Maxwell:
       e                co
• Em 1862, Maxwell mostra que a velocidade de
propaga¸...
Tabela Peri´dica de Elementos (1869):
           o




Dmitri I. Mendeleiev dispˆs os elementos qu´
                      ...
Radioatividade espontˆnea: foi descoberta por Antoine H.
                     a
Becquerel em 1896.




                   ...
Problemas em aberto no s´culo XIX:
                         e
• Radia¸˜o de corpo negro: a radia¸˜o emitida por fornos
   ...
• Linhas espectrais: linhas de emiss˜o e absor¸˜o do ´tomo
                                    a         ca     a
de hidro...
3. Desenhando o ´tomo: a descoberta do el´tron
                a                        e
Joseph J. Thomson estudando os r...
Espalhamento de part´ ıculas α por filmes finos de ouro:
No per´ıodo de 1909-1911, Ernest Rutherford, Hans Geiger e
Ernest M...
Modelo planet´rio de Rutherford para o ´tomo de
             a                         a
hidrogˆnio:
      e




Raio atˆm...
Ap´s a interpreta¸˜o de Rutherford dos resultado
   o             ca
experimentais, passamos a “conhecer“ o que ´ o ´tomo,...
4. F´
    ısica atˆmica fenomenol´gica
            o              o
• Max Planck em 1900: prop˜e a quantiza¸˜o da energia ...
Express˜o de Planck
       a
para a densidade de
energia da cavidade:


             8πhc     1
E(λ, T ) =    λ5     hc
  ...
• Efeito Fotoel´trico: A corrente medida possui uma
               e
frequˆncia de corte e esta n˜o depende da intensidade...
Energia do f´ton:
            o       E = hν , sendo ν   a frequˆncia da luz.
                                            ...
´
• Atomo de Bohr- Rutherford:
                            Em 1913 Niels Henrick
                            David Bohr, p...
As energias estacion´rias do
                      a
  ´tomo de Bohr-Rutherford
  a
   para o hidrogˆnio:
                ...
Um meio conserto para o modelo de Bohr-Rutherford:
W. Wilson (1915) e Arnold J.W. Sommerfeld (1916):
trajet´rias el´
     ...
O templo      da F´
                  ısica Atˆmica:
                          o




O Instituto de F´
                ısi...
• A onda de mat´ria de Louis de Broglie
               e




Na tese de doutorado do Pr´ıncipe Louis Victor de Broglie
(19...
As ´rbitas de Bohr no
                            o
                         ´tomo de hidrogˆnio s˜o
                     ...
Com Einstein em 1905 e de Broglie em 1924 passamos a
saber que a Natureza ´ sim´trica/dual:
                     e    e
  ...
Reconhecimento da comunidade cient´  ıfica aos primeiros
desbravadores do interior do ´tomo: concess˜o de Prˆmios
         ...
5. Mecˆnica ondulat´ria × Mecˆnica das matrizes
       a               o            a
                   ısica Cl´ssica: n...
Em 1926, Schr¨dinger (35 anos) prop˜e sua equa¸˜o de
              o                    o          ca
ondas de mat´ria:
  ...
• Werner Karl Heisenberg


                           W. Heisenber foi orientado por
                           A. Sommerf...
Id´ia central de Heisenberg: abandonar os conceitos
  e
cl´ssicos, substituindo-os por ingredientes novos com rela¸˜o
  a ...
Em novembro de 1925, Wolfgang Pauli obteve o espectro do
´tomo de hidrogˆnio a partir da Mecˆnica de Matrizes de
a        ...
6. Uma Mecˆnica Quˆntica
          a       a
Interpreta¸˜o de G¨ttingen- Copenhagen: Max Born (1926)
          ca      o

...
Rea¸˜o de Schr¨dinger ` interpreta¸˜o de G¨ttingen-
    ca           o      a           ca      o
Copenhagen: rejei¸˜o. Pa...
7. A pergunta foi respondida? Uma estrada a
percorrer...
Hoje temos a Mecˆnica Quˆntica que descreve a dinˆmica
          ...
Para Dem´crito a palavra ´tomo significa o indivis´
        o                a                       ıvel.




A busca ao i...
8. Bibliografia
Este semin´rio ´ baseado nos livros:
          a    e




Agrade¸o as horas agrad´veis de leitura que tive ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Seminário: Nascimento da Mecânica Quântica

1,685 views

Published on

Visitamos a Física clássica de I. Newton a J.C. Maxwell até o aparecimento do problema de "corpo negro". Apresentamos a solução deste problema proposta por M. Planck, levando ao nascimento da Física Quântica. Mostramos a evolução da velha para a nova Mecânica Quântica.

Published in: Education
  • É interessante o olhar sobre o nascimento de algum ser e assim sendo a professora MMThomas nos brinda outra vez com o seu charme acadêmico nos remetendo ao mundo quântico esses slides são imperdíveis aproveite-os.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Seminário: Nascimento da Mecânica Quântica

  1. 1. Nascimento da Mecˆnica Quˆntica a a Maria Teresa Thomaz Roteiro da apresenta¸˜o: ca 1. A pergunta milenar ... 2. As certezas, novidades e d´ vidas da F´ u ısica do s´culo XIX e 3. Desenhando o ´tomo: a descoberta do el´tron a e 4. F´ ısica atˆmica fenomenol´gica o o 5. Mecˆnica ondulat´ria × Mecˆnica das matrizes a o a 6. Uma Mecˆnica Quˆntica a a 7. A pergunta foi respondida? Uma estrada a percorrer... 8. Bibliografia
  2. 2. Jorge Andr´ Swieca e A.F.R. de Toledo Piza Este semin´rio ´ dedicado ao a e Prof. Jorge Andr´ Swieca e ao e Prof. Antˆnio Fernando R. de Toledo Piza, o meus professores de Mecˆnica Quˆntica. a a
  3. 3. 1. A pergunta milenar ... Uma proposta que veio antes da era de Cristo: o ´tomo. a “Por conven¸˜o existe a cor, ca por conven¸˜o existe a do¸ura, ca c por conven¸˜o existe o amargo, ca mas na realidade existe ´tomos e espa¸o” a c Dem´crito (400 A.C.) o O que ´ o ´tomo? e a
  4. 4. 2. As certezas, novidades e d´ vidas da F´ u ısica do s´culo XIX e As certezas: Mecˆnica: a “Principia, The Mathematical Principle of Natural of Phylosophy” (1687) As 3 leis de Newton: descrevem o movimento de part´ ıculas pontuais ⇒ Corpo r´ ıgido: conjunto de part´ ıculas pontuais.
  5. 5. As leis de Newton descrevem exatamente a Natureza. Sir Isaac Newton Eletricidade: fil´sofos gregos 600 A.C. sabiam que o esfregando peda¸os de ˆmbar eles atraiam peda¸os de palha. c a c Eletrost´tica: Lei de Coulomb (1785) a Charles Augustin de Coulomb
  6. 6. Lei de Coulomb: intera¸˜o entre duas cargas el´tricas ca e pontuais. q1 q2 |F | = k r2
  7. 7. Magnetismo: a magnetita era conhecida pelos gregos antes da era de Cristo. Esta pedra vinha de regi˜o da a Gr´cia chamada de Magn´sia. e e • 2.700 A.C.: b´ ssula r´ stica dos chineses feitas de u u “lodestone”. • 1.000 D.C. - 1.200 D.C.: b´ ssulas para navega¸˜o u ca • 1.600 D.C.: William Gilbert, o “Pai do Magnetismo” “A Terra ´ um grande ´ a.” e ım˜ William Gilbert
  8. 8. ´ Optica geom´trica: e Euclides ( 280 A.C.): a luz se propaga em linha reta. Ele tamb´m formulou a lei da reflex˜o. e a Willebrod Snell (1621) e Ren´ Descartes (1637): lei da e refra¸˜o. ca
  9. 9. Lei da refra¸˜o de Snell: ca n1 sen(θ1 ) = n2 sen(θ2 ).
  10. 10. As novidades do s´culo XIX: e Teoria cin´tica dos gases: e tratamento estat´ ıstico das mol´culas que comp˜em os gases (∼ 1866). e o Esta teoria foi formulada independentemente por L. Boltzmann e J.C. Maxwell ⇒ nascimento da Mecˆnicaa Estat´ ıstica, que foi proposta separadamente por Ludwig Boltzmann e Josiah W. Gibbs. Ludwig Boltzmann Josiah W. Gibbs
  11. 11. Eletromagnetismo: Lei de indu¸˜o de Faraday (1831): varia¸˜o de fluxo de ca ca campo magn´tico no tempo geram campos el´tricos. e e Lei de Amp`re (1835): campos magn´ticos s˜o gerados por e e a cargas el´tricas em movimento. e James Clerk Maxwell (1855- 1856): formula¸˜o matem´tica ca a da lei de indu¸˜o de Faraday e introduziu o termo de ca corrente de deslocameno na lei de Amp`re =⇒ a unifica¸˜o e ca dos fenˆmenos el´tricos e magn´ticos explicados pelas 4 eqs. o e e do Eletromagnetismo. James Clerk Maxwell
  12. 12. Consequˆncias das 4 equa¸˜es de Maxwell: e co • Em 1862, Maxwell mostra que a velocidade de propaga¸˜o das ondas eletromagn´ticas ≈ velocidade da luz ca e =⇒ a luz ´ uma onda eletromagn´tica. e e • Em 1866, Heinrich Hertz detectou as ondas de r´dio. a ◮ No entanto: mesmo Maxwell supunha a existˆncia do ´ter e e como meio de propaga¸˜o das ondas eletromagn´ticas no ca e v´cuo. a
  13. 13. Tabela Peri´dica de Elementos (1869): o Dmitri I. Mendeleiev dispˆs os elementos qu´ o ımicos conhecidos num quadro em ordem crescente de suas massas atˆmicas e segundo suas propriedades. Ele previu a o existˆncia de novos elementos. e Dmitri Ivanovitch Mendeleiev
  14. 14. Radioatividade espontˆnea: foi descoberta por Antoine H. a Becquerel em 1896. Antoine Henri Becquerel Em 1898, atrav´s dos estudos dos ”raios de Becquerel”, e Pierre e Marie Curie descobriram o radium e o polonium, que possuem radioatividade natural. Pierre e Marie Curie
  15. 15. Problemas em aberto no s´culo XIX: e • Radia¸˜o de corpo negro: a radia¸˜o emitida por fornos ca ca tem a seguinte distribui¸˜o por comprimento de onda: ca A F´ısica Cl´ssica prevˆ que a intensidade da radia¸˜o a e ca emitida cresce com a frequˆncia (”cat´strofe do e a ultravioleta”, ν → ∞ e λ → 0):
  16. 16. • Linhas espectrais: linhas de emiss˜o e absor¸˜o do ´tomo a ca a de hidrogˆnio. e Johann Balmer (1885): “adivinhou“ a f´rmula que descreve o um conjunto de linhas de absor¸˜o/ emiss˜o do ´tomo de ca a a hidrogˆnio: e cte × m2 λ= 2−4 , m = 3, 4, 5, 6 e 7, cte = 3654, 6 × 10−8 cm m
  17. 17. 3. Desenhando o ´tomo: a descoberta do el´tron a e Joseph J. Thomson estudando os raios cat´dicos, descobriu o o el´tron em 1897. e Joseph John Thomson Proposta de Thomson para o ´tomo: pudim de ameixas a
  18. 18. Espalhamento de part´ ıculas α por filmes finos de ouro: No per´ıodo de 1909-1911, Ernest Rutherford, Hans Geiger e Ernest Marsden realizaram a experiˆncia do espalhamento e de part´ ıculas α por filmes finos de ouro: A interpreta¸˜o de Rutherford dos dados experimentais ca permitiu a resposta a pergunta milenar: O que ´ oe ´tomo? a Ernest Rutherford
  19. 19. Modelo planet´rio de Rutherford para o ´tomo de a a hidrogˆnio: e Raio atˆmico: 10−10 m , o Raio nuclear: 10−15 a 10−14 m. Instabilidade do ´tomo de Rutherford: a Eletromagnetismo Cl´ssico: cargas el´tricas aceleradas a e irradiam. Tempo para o el´tron cair no n´ cleo no modelo e u planet´rio de Rutherford: 10−9 s!!!!!! a
  20. 20. Ap´s a interpreta¸˜o de Rutherford dos resultado o ca experimentais, passamos a “conhecer“ o que ´ o ´tomo, mas e a que teoria descreve corretamente a dinˆmica dos fenˆmenos na escala de a o 10−10 m (dentro do ´tomo) ? a A descri¸˜o completa das part´ ca ıculas que comp˜em o ´tomo o a s´ ocorreu quando foram descobertos: o • Pr´ton em 1918 por Ernest Rutherford o • Neutron em 1932 por James Chadwick
  21. 21. 4. F´ ısica atˆmica fenomenol´gica o o • Max Planck em 1900: prop˜e a quantiza¸˜o da energia dos o ca osciladores harmˆnicos que descrevem as paredes internas o do corpo negro para resolver o problema da radia¸˜o do ca corpo negro: En = hνn . Max Planck Na express˜o da quantiza¸˜o da energia do oscilador a ca harmˆnico, nasce uma nova constante na F´ o ısica: −34 h = 6, 63 × 10 Js. A constante h tem dimens˜o de momento angular. a
  22. 22. Express˜o de Planck a para a densidade de energia da cavidade: 8πhc 1 E(λ, T ) = λ5 hc e λkT −1
  23. 23. • Efeito Fotoel´trico: A corrente medida possui uma e frequˆncia de corte e esta n˜o depende da intensidade da e a luz incidente. Em 1905 Albert Einstein usa a quantiza¸˜o da energia ca proposta por Planck para tratar a luz como part´ ıcula (f´ton). Ele prop˜e que o f´ton ´ absorvido completamente o o o e e instantaneamente pelo el´tron do meio material. e
  24. 24. Energia do f´ton: o E = hν , sendo ν a frequˆncia da luz. e Ec : energia cin´tica do el´tron ejetado do metal. e e W : fun¸˜o trabalho do metal (independente de ν). ca V0 : ddp para que o el´tron ejetado alcance a placa do e amper´ ımetro com velocidade zero. Express˜o de Einstein para o efeito fotoel´trico: a e conserva¸˜o de energia. ca Ec = hν − W hν = eV0 =⇒ V0 = −W e A dependˆncia linear do efeito fotoel´trico com a e e frequˆncia da luz incidente foi obtida experimentalmente e por R. A. Millikan em 1916.
  25. 25. ´ • Atomo de Bohr- Rutherford: Em 1913 Niels Henrick David Bohr, propˆs o 4 postulados para garantir a estabilidade do modelo planet´rio de a Rutherford para o ´tomo a de hidrogˆnio. e Postulados de Bohr: 1o : Existe um conjunto discreto de energias estacion´rias, calculadas a pela F´ısica Cl´ssica. As ´rbitas dos el´trons s˜o circulares. a o e a 2o : O el´tron atˆmico s´ pode fazer transi¸˜o entre 2 ´rbitas de e o o ca o energia estacion´ria (salto quˆntico). a a 3o : A energia se conserva nos fenˆmenos atˆmicos. A frequˆncia de o o e Bohr ν: ν = En −Em . h 4o : Quantiza¸˜o do momento angular: l = nh , n = 1, 2, 3 · · · . ca z 2π
  26. 26. As energias estacion´rias do a ´tomo de Bohr-Rutherford a para o hidrogˆnio: e me4 En = − 2n2 2 , n = 1, 2, 3, · · · h sendo = 2π , e h a constante de Planck. Acertos do ´tomo de Bohr-Rutherford: a ⇑ obt´m as linhas espectrais da s´rie de Balmer. e e 4 ⇑ o ´tomo ´ est´vel: possui um estado fundamental, Ef un = − me2 . a e a 2 Desacertos do ´tomo de Bohr-Rutherford: a ⇓ n˜o explica as linhas de absor¸˜o do ´tomo de hidrogˆnio sob a a¸˜o a ca a e ca de um campo el´trico (efeito Stark). e ⇓ a intensidade I da luz emitida numa transi¸˜o eletrˆnica entre dois ca o ıveis ´: I ∝ r1 . Qual raio usar se temos 2 raios de trajet´ria num n´ e 2 o salto quˆntico? a
  27. 27. Um meio conserto para o modelo de Bohr-Rutherford: W. Wilson (1915) e Arnold J.W. Sommerfeld (1916): trajet´rias el´ o ıpiticas s˜o tamb´m poss´ a e ıveis para o el´tron no e ´tomo de hidrogˆnio: a e Arnold J.W. Sommerfeld Regra de quantiza¸˜o de Sommerfeld ca para o momento angular: pi dqi = ni h, i = x, y, z. =⇒ as linhas de absor¸˜o do efeito Stark s˜o obtidas pela ca a nova regra de quantiza¸˜o do momento angular. ca
  28. 28. O templo da F´ ısica Atˆmica: o O Instituto de F´ ısica Te´rica foi inaugurado por Niels Bohr o em Mar¸o de 1921 em Copenhagen. c Hoje ´: e Niels Bohr Institute Blegdamsvej 17 2100 Copenhagen ∅ Dinamarca
  29. 29. • A onda de mat´ria de Louis de Broglie e Na tese de doutorado do Pr´ıncipe Louis Victor de Broglie (1924): os el´trons se comportam como ondas, com e comprimento λ: h mv = . λ
  30. 30. As ´rbitas de Bohr no o ´tomo de hidrogˆnio s˜o a e a aquelas cujo o comprimento corresponde a um n´ mero u inteiro de comprimentos de ondas de mat´ria (λ). e A tese de doutorado de de Broglie era t˜o original, que foi a solicitada a avalia¸˜o de Albert Einstein. A sua opini˜o ca a sobre a tese: ”Ela levanta uma ponta do grande v´u.” e =⇒ a tese foi aprovada!!!!
  31. 31. Com Einstein em 1905 e de Broglie em 1924 passamos a saber que a Natureza ´ sim´trica/dual: e e luz : onda ⇋ part´ ıcula el´trons : part´ e ıcula ⇋ onda Aqui termina a era da fenomenologia da F´ ısica para distˆncias a 10−10 m.
  32. 32. Reconhecimento da comunidade cient´ ıfica aos primeiros desbravadores do interior do ´tomo: concess˜o de Prˆmios a a e Nobel: • Joseph J. Thomson: F´ ısica (1906)- pelas investiga¸˜es te´ricas e co o experimentais sobre a condu¸˜o de eletricidade nos gases. ca • Ernest Rutherford: Qu´ımica (1908)- pelas investiga¸˜es sobre a co desintegra¸˜o de elementos e a qu´ ca ımica de materias radioativos. • Max Planck: F´ ısica (1918) - pela descoberta dos quanta de energia. • Albert Einstein: F´ ısica (1921) - descoberta da lei do efeito fotoel´trico. e • Niels H. D. Bohr: F´ ısica (1922) - pelas investiga¸˜es sobre a co estrutura dos ´tomos e a radia¸˜o emitida por eles. a ca • Pr´ ıncipe Louis V. de Broglie: F´ ısica (1929)- pela descoberta da natureza ondulat´ria dos el´trons. o e
  33. 33. 5. Mecˆnica ondulat´ria × Mecˆnica das matrizes a o a ısica Cl´ssica: nasce a F´ Uma ruptura com a F´ a ısica Quˆntica!!!! a • Erwin Rudolf Josef Alexander Schr¨dinger o Em novembro de 1925 Schr¨dinger apresenta um semin´rio o a sobre a tese de doutorado de de Broglie. Schr¨dinger o relembra a observa¸˜o de Peter Debye: “... aquela forma de ca fazer as coisas lhe parece algo infantil; como aluno de Sommerfeld, tinha aprendido que, para lidar decentemente com ondas, ´ preciso que se tenha uma equa¸˜o de ondas.“ e ca
  34. 34. Em 1926, Schr¨dinger (35 anos) prop˜e sua equa¸˜o de o o ca ondas de mat´ria: e 2 2 ∂ψ(x, t) − ∇ ψ(x, t) + V (x)ψ(x, t) = i , Mecˆnica Ondulat´ria a o 2m ∂t sendo ψ(x, t) uma onda de mat´ria. e A partir desta equa¸˜o, Schr¨dinger obt´m o espectro de ca o e energia do ´tomo de hidrogˆnio: a e 13.6 En = − 2 eV, n = 1, 2, 3 · · · n assim como o espectro de energia do efeito Stark. A Mecˆnica Ondulat´ria parece n˜o ter saltos quˆnticos. a o a a Em 1926, na solu¸˜o do efeito Stark, Schr¨dinger ca o reinterpreta |ψ(x, t)|2 como a densidade espacial de carga el´trica. e
  35. 35. • Werner Karl Heisenberg W. Heisenber foi orientado por A. Sommerfeld na sua gradua¸˜o ca na Univ. de Munique. Sommerfeld convida Heisenberg em 1922 para ir na Univ. de G¨ttingen, onde N. Bohr vai apresentar um conjunto de palestras. o Neste encontro, N. Bohr convida Heisenberg (21 anos) para passar uma temporada no Instituto de F´ısica Te´rica em Copenhagen. o Visita de Heisenberg ` Bohr em Copenhagen: a • primavera de 1924 • ano de 1924: setembro de 1924 a maio de 1925 (Bolsa da Funda¸˜o ca Rockfeller)
  36. 36. Id´ia central de Heisenberg: abandonar os conceitos e cl´ssicos, substituindo-os por ingredientes novos com rela¸˜o a ca direta com as propriedades observ´veis dos ´tomos. a a Candidato: saltos quˆnticos a Em junho de 1925, Heisenberg (23 anos) decide trabalhar com objetos com 2 ´ ındices e formula a dinˆmica de sistemas a quˆnticos: a • distˆncia: rEn ,Em ⇒ rn,m a Mecˆnica das Matrizes: a =⇒ o espectro do pˆndulo e • momento: pEn ,Em ⇒ pn,m quˆntico a Max Born e Pascual Jordan reconhecem que os objetos que Heisenberg usava para descrever a F´ ısica do ´tomo eram a matrizes!!!!!
  37. 37. Em novembro de 1925, Wolfgang Pauli obteve o espectro do ´tomo de hidrogˆnio a partir da Mecˆnica de Matrizes de a e a Heisenberg. De janeiro a fevereiro de 1926: Schr¨dinger mostrou a o equivalˆncia matem´tica de sua Mecˆnica Ondulat´ria com e a a o a Mecˆnica das Matrizes de Heisenberg. a O primeiro encontro entre Schr¨dinger e Heisenberg ocorre o em 1926: Sommerfeld convida Schr¨dinger para apresentar o um semin´rio na Univ. de Munique. Heisenberg est´ na a a plat´ia com cr´ e ıticas!!! O ponto da disc´rdia: os saltos quˆnticos o a
  38. 38. 6. Uma Mecˆnica Quˆntica a a Interpreta¸˜o de G¨ttingen- Copenhagen: Max Born (1926) ca o |ψ(x, t)|2 : densidade de probabilidade associada ` posi¸˜o do el´tron. a ca e Os el´trons s˜o encontrados e a pontos definidos no espa¸o. c Max Born Com a interpreta¸˜o de Born a Mecˆnica Quˆntica passa a ca a a ser uma teoria probabil´ ıstica.
  39. 39. Rea¸˜o de Schr¨dinger ` interpreta¸˜o de G¨ttingen- ca o a ca o Copenhagen: rejei¸˜o. Para Schr¨dinger as ondas ca o representadas por ψ(x, t) deveriam representar uma realidade f´ ısica compar´vel ` dos campos eletromagn´ticos. a a e 1927: Heisenberg demonstrou o Princ´ ıpio da Incerteza a partir da Mecˆnica de Matrizes: a ∆x ∆p ≥ =⇒ n˜o existem trajet´rias na MQ!!!!! a o 2 Desde a d´cada de 30 sabemos que a Mecˆnica Ondulat´ria e a o e a Mecˆnica das Matrizes s˜o duas maneiras diferentes de a a escrever a mesma dinˆmica da F´ a ısica do ´tomo!!!! a
  40. 40. 7. A pergunta foi respondida? Uma estrada a percorrer... Hoje temos a Mecˆnica Quˆntica que descreve a dinˆmica a a a de sistemas quˆnticos na escala atˆmica (∼ 10−10 m). a o Ser´ que Dem´crito est´ satisfeito a o a com a nossa resposta ` pergunta: a O que ´ o ´tomo? e a
  41. 41. Para Dem´crito a palavra ´tomo significa o indivis´ o a ıvel. A busca ao indivis´ ıvel continua... “Quando os reis constroem, os oper´rios tˆm o que fazer.“ a e F. von Schiller
  42. 42. 8. Bibliografia Este semin´rio ´ baseado nos livros: a e Agrade¸o as horas agrad´veis de leitura que tive aos autores c a amigos!!!

×