Palestra do Dr. Gilvacir Vidal Draia sobre Engenharia Civil

57 views

Published on

No dia 7 de junho de 2013, tivemos a presença ilustre do engenheiro civil Gilvacir Vidal Draia, morador de Paty do Alferes. Ele fez o curso de Engenharia Civil na Universidade Veiga de Almeida (UVA) no Rio de Janeiro.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
57
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Palestra do Dr. Gilvacir Vidal Draia sobre Engenharia Civil

  1. 1. Palestra do Dr. Gilvacir Vidal Draia sobre Engenharia Civil No dia 7 de junho de 2013, tivemos a presença ilustre do engenheiro civil Gilvacir Vidal Draia, morador de Paty do Alferes. Ele fez o curso de Engenharia Civil na Universidade Veiga de Almeida (UVA) no Rio de Janeiro. Deu-nos uma palestra sobre sua profissão, e o seu diferencial é que ele exerce sua profissão na nossa região. Conseguimos saber como é a área de trabalho em Engenharia Civil aqui. Explicou-nos que, realmente, é difícil crescer profissionalmente nesta área, pois como é uma pequena cidade, não abre muitas portas, ou seja, o mercado é pequeno. Não há também grandes empresas na região, nem pessoas de classe social muito alta para a contratação de grandes obras. Os salários pagos aos engenheiros civis nesta região são consequentemente inferiores ao que é pago aos profissionais nas grandes cidades. Perante todas essas dificuldades, o Dr. Gilvacir é um dos únicos engenheiros civis nesta região. Ele tem um escritório na cidade de Paty de Alferes em conjunto com um amigo arquiteto. Em alguns trabalhos com projeto e construção de casas e estabelecimentos comerciais, eles os realizam juntos. Foi também explicado o papel do engenheiro civil, que é acompanhar todas as etapas de uma construção. Devem-se estudar, primeiramente, as características do solo (se é arenoso, barrento, etc.), para que as fundações da obra não cedam e ocorra o desgaste da obra; destino (ou ocupação) da obra, características dos materiais a serem usados; incidências de vento e chuva. Esses detalhes devem ser altamente levados em conta, pois pequenos detalhes podem acarretar grandes erros em qualquer profissão. Mostrou-nos alguns de seus projetos para conhecermos todos os tipos de plantas, como devem ser colocadas as ferragens e blocos corridos (alicerce) em certo tipo de construção. Tudo deve ser estudado detalhadamente. Construções novas em prédios antigos são obras complicadas se não se tem a planta, ou se não se conhece os materiais com que o prédio foi construído, pois não há como saber se os alicerces aguentariam uma nova reforma ou não. Há noticias de desabamento por irresponsabilidades de profissionais que não estudaram com cuidado as construções originais dos locais onde fazem reformas. Então, obras desse gênero necessitam de ferragens fortes e caras. Já construções pequenas, como a de casas, podem ser menores e consequentemente, mais baratas, sem nenhum perigo. Os cálculos feitos pelos engenheiros civis permitem dimensionalizar o material necessário que garanta a robustez da obra sem torná-la mais cara desnecessariamente. Um dos trabalhos do nosso palestrante é o Laboratório de Ciências do nosso Colégio Estadual Edmundo Peralta Bernardes (CEEPB). Ele nos garantiu que foi uma das obras em que ele teve de fazer alicerces reforçados nas mesas, por solicitação da direção do nosso colégio.
  2. 2. Engenharia Civil é sim uma boa ideia para quem tem o desejo de estudar e a exercer. Oo Brasil tem um déficit de engenheiros para projeção de obras, e mais ainda agora com tantos eventos e projetos brasileiros de grande envergadura como a Copa do Mundo e as Olimpíadas no Rio de Janeiro.

×