Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
18
PÚBLICO 4 JUNHO 2005
                       LIVROS
                       INFANTO-JUVENIL




| LETRA PEQUENA |        ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Mf18 Letras E Letrias

7,909 views

Published on

Página do Mil Folhas de 4 de Junho de 2005, Letra pequena

Published in: Education
  • Be the first to comment

Mf18 Letras E Letrias

  1. 1. 18 PÚBLICO 4 JUNHO 2005 LIVROS INFANTO-JUVENIL | LETRA PEQUENA | Letras & Letrias é uma co-produção de pai e filho. José Jorge Letria trata r i t a p i m e n t a das palavras, André Letria das ilustrações. Do resultado, cuidamos nós. Texto e imagem dançam felizes | Rita Pimenta autor, “subalternizava dema- Letras & Letrias — assumida inteiramente no siado o texto”. André ressal- AUTOR José Jorge Letria título do livro. Brincar com as palavras e as va que, não sendo “designer”, ILUSTRADOR André Letria “O trabalho está a ser muito Na cabeça imagens, “à semelhança de Ramón Gómez de la Serna não se aventura nesse campo, mas, como sabe que nem EDITOR Dom Quixote 60 págs., €12,5 gratificante, porque nos co- nhecemos muito bem de um piolho Fernando Aramburu faz-nos entrar na cabeça de um piolho e de alguns surrealistas”, foi o propósito dos autores de “Letras & Letrias”. José sempre as editoras contam com esses profissionais nas suas equipas, sugere “sempre um ao outro, porque nos completamos e porque temos e acompanhá-lo durante a sua curta existência — “Cinco se- Jorge Letria é pai de André o mais simples possível”. Per- imaginários manas representam uma idade avançada para os indivíduos Letria e juntos já editaram cebe, no entanto, a posição do com muitos da minha espécie.” vários títulos para crianças, escritor. pontos em De início, o leitor mais sugestionável pode até sentir al- um deles, “Versos de Fazer “Mais tarde, quando chegá- comum. É gum incómodo, sobretudo nas descrições pormenorizadas Ó-Ó” (Terramar), recebeu o mos à editora e vimos o tra- muito bom da forma como o protagonista se alimenta do hospedeiro — o Prémio Nacional de Ilustra- balho de José Maria Nolasco, t rabalhar maquinista Matias, de quem se apodera do nome. Com o ção 1991. Aqui, criaram de gostámos logo” — a cada con- com um avançar da narrativa, a simpatia pelo piolho vai crescendo e já novo uma dança feliz entre junto de ilustração/aforismo ilustrador não lhe passará pela cabeça texto e imagem. corresponde um tipo de letra como o An- A Vida de Um Piolho que ele lá esteja. Claro que De uma série de frases já diferente e inspirada no que dré Letria”, Chamado Matias para o leitor mais jovem esse escritas, ambos selecciona- é representado. Ou seja, o diz o pai. AUTOR Fernando problema nunca se põe, pois ram, após discussões várias, “lettering” também entra E diz o filho: Aramburu sempre se diverte com os ce- as que seriam depois ilustra- na dança. “Gosto bastante TRADUTOR Luísa Lobão nários mais escatológicos. das por André para o “Letras Sendo um projecto que de trabalhar com o Moniz Primeiro solitário, Ma- & Letrias”. “Escolhemos as vinha de há algum tempo, foi meu pai porque ficamos ILUSTRADOR Raúl Arias tias cedo encontra uma mais sugestivas, mais ime- acelerado pelo contacto das com uma relação ainda mais EDITORA Teorema companheira piolha, muito diatas e que dessem melhores Publicações D. Quixote e am- próxima. Só há uma coisa de 112 págs., €8,40 mais divertida e arrojada imagens”, explica o ilustrador. bos estão bastante satisfeitos que ele se lamenta sempre, é que ele. Descobrem que Exemplo de uma frase do li- com o resultado de trabalhar que nunca lhe deixo uma pági- são irmãos. Juntos serão vro: “O silêncio é uma música em conjunto, considerando- na em branco para ele escrever capturados e sujeitos a tra- que emudeceu de espanto.” se já uma “parceria criativa” as dedicatórias.” • balhos forçados, até à fuga Diz o pai: “O texto nasceu de Matias para um gorro de antes da imagem, como prati- lã. Daí, viajará para a cabeça camente sempre acontece nos de um miúdo. É então que trabalhos com o André e com descobre a televisão. os outros ilustradores.” E por- No conjunto de aventuras que não inverter o processo e deste piolho, o autor conse- começar pelas ilustrações? gue, sem nunca o nomear, “Houve apenas um caso em falar de xenofobia, fome, que escrevi sobre ilustrações injustiças sociais, relações do André, mas o livro, intitu- familiares, amor e abando- lado ‘De Caretas’, está ainda no. Todos os aspectos da organização social estão lá, mas inédito. Gostava bastante de surgem com naturalidade e sem se pretender fazer doutrina. o ver publicado”, responde o O autor nasceu em San Sebastián, é formado em Filologia escritor ao Mil Folhas. Hispânica e professor de Espanhol na Alemanha. Publicou A José Jorge Letria agrada anteriormente: “Fuegos com Limón”, “Los Ojos Vacíos” a “forma muito estimulante” (Prémio Euskadi 2001), “El Trompetista del Utopia”, “No como discutem os trabalhos ser no Duele” e “El Artista e su Cadáver”. e diz dar “total liberdade ao A primeira vez que Matias sobe ao topo da cabeça do André de conceber os livros maquinista, durante uma das suas viagens de comboio, da forma que achar mais apercebe-se comovido da dimensão do mundo: “Agora sei adequada”. Estão sempre em que o mundo é imenso, e mesmo ao dizer imenso parece-me contacto: “Conversamos mui- que não consigo dizer tudo” (pág. 24). to ao telefone, ao vivo e por Enquanto esteve na cabeça do miúdo, Matias apaixonou- ‘e-mail’ e eu sei que ele gosta se. Costumava ir passear com a sua namorada até à franja do de conhecer a minha opinião, menino. “Passávamos as tardes entretidos com as imagens do mesmo modo que eu gosto de algum jogo de vídeo ou a ver os filmes da programação de ver evoluir o trabalho dele. infantil” (pág. 76). Um dia decidiram criar descendência: Estamos cada vez mais a tor- “Para isso, dançamos, num canto do bosque muito povoado nar-nos uma parceria de que de cabelos, a dança do amor com os abdómenes unidos.” eu me orgulho bastante e que Raúl Arias, o ilustrador, conseguiu criar uma imagem sim- se completa muito bem.” pática para um animal que à partida não o é. O pormenor de Diz o filho: “Ele visita-me no pé da página se localizar sempre um minúsculo Matias em muito e essa é também uma várias posições permite a divertida tarefa de folhear o livro ocasião para saber como rapidamente e parecer que ele está a mover-se — o chamado estão a andar as ilustrações. efeito “flip-o-rama”. Também aproveitamos para Depois de se livrar de muitas chuvadas (duches) e de vários ajustar questões práticas.” furacões (secadores de cabelo), Matias esteve quase a ser apa- Embora nem sempre con- nhado por “duas barras afiadas de aço [que] vinham a toda a sidere essencial, noutros velocidade, zás, zás, desbastando o bosque”. Safou-se. casos, que autor e ilustrador Com a ajuda de uma pulga, reencontrou a irmã e discutam o trabalho, André passou a viver no pêlo do cão da família. É daí que nos Letria gosta da relação que conta a sua história. • mantém com o pai a nível profissional. Letra Pequena sai no primeiro sábado de cada mês. Neste “Letras & Letrias”, Comentários sobre livros para o público infanto-juvenil o tipo de letra sugerido pelo podem ser enviados para letra.pequena@publico.pt ilustrador não agradou ao

×