Guia dos modelos

850 views

Published on

Guia para new faces da agencia G2 Model de Brasilia

Published in: Lifestyle
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
850
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Guia dos modelos

  1. 1. Guia doSmodeloS Feito por Diego Giallanza
  2. 2. SER MODELO Ter o Visual que o Cliente precisa para o projeto em curso de acordo com as característicasestabelecidas pelas equipes de publicidade e de comunicação, portanto, forme um “personagem”, uma“personalidade” que você e que a sua Agência considerem vendável ao mercado; Facilitar o Trabalho do Fotógrafo, do Designer e do Diretor são pré-requisitos de um[a] bom/boamodelo. [Se tudo ocorrer da melhor maneira durante os Trabalhos, sempre desejarão trabalhar contigo]; A Concorrência é tão acirrada nesse meio que você deve estar SEMPRE lembrando os Profissionaisdo ramo que você EXISTE e que está Disponível. [Demonstre os seus Talentos para o seu Booker]; [Mantenha seu Visual em Dia de Acordo com o seu Material Fotográfico]; Qualquer mudança em seu Visual, resultará na Necessidade de uma nova Produção de Material; E em caso de qualquer expectativa de realizar Mudança de Visual, consulte, previamente, suaAGÊNCIA. Feito por Diego Giallanza
  3. 3. QUEBRANDO O TABU MODELOS NÃO SÃO APENAS AS PESSOAS QUE ESTÃO NO QUE É CONSIDERADO O PADRÃO DE BELEZA. MODELOS TAMBÉM SÃO PESSOAS EXÓTICAS OU COM PERFIS ESTEREOTIPADOS.EXEMPLO: UM GAROTO COM FEIÇÕES DE INTELIGENTE [“NERD”, “CDF”] PODE SER CONSIDERADO UM MODELO. UM GORDINHO? TAMBÉM PODE. E IDOSOS, ÍNDIOS E GESTANTES? TAMBÉM PODEM. NÃO EXISTEM RESTRIÇÕES! POIS OS PERFIS ESTEREOTIPADOS SÃO IMPORTANTÍSSIMOS PARA AS AGÊNCIAS QUE TRABALHAM COM O RAMO DA PUBLICIDADE. Feito por Diego Giallanza
  4. 4. PERFIS ESTEREOTIPADOS [EXEMPLOS] Feito por Diego Giallanza
  5. 5. POR QUE PRECISA-SE DE MODELOS NO MERCADO? Todos os trabalhos de modelos, exceto o Erótico, surgem por que há um cliente que tem algopara vender. Numa economia de mercado, o cliente é o REI e o cliente pretende aumentar suas vendas. O tipo de modelo a ser contratado[a] depende de quanto o cliente está disposto ainvestir e do que o mercado tem disponível a esse preço. Dois mercados recorrem constantementeaos[às] modelos: MODA E PUBLICIDADE. MODA PUBLICIDADE Feito por Diego Giallanza
  6. 6. TIPOS DE TRABALHOS PARA OS[AS] MODELOS NO RAMO DA MODA As indústrias dos produtos de beleza e de vestuário são as maiores utilizadoras de modelos.Estes[as] servem para mostrar aos clientes que os referidos produtos ficam bem nas pessoas. Quasesempre as roupas são desenhadas para uma imagem estereotipada de homem, de mulher ou de criançaideal, ou seja, pessoas belas. Como as roupas são desenhadas com medidas determinadas, os[as] modelos contratados[as]para este tipo de trabalho têm que ser adequados[as] às roupas previamente concebidas. Atualmente,as medidas não são tão importantes como outrora, mas continua a ser importante ter um visualcomercial. Este visual pode ser o da beleza clássica, ou, em menor números de casos, um visualextremo e exótico, como apresentando em algumas revistas de moda. HOMENS: Acima de 1m82 de Altura – Rosto Bonito – Corpo Definido e Tórax com menos de 100cm. MULHERES: Acima de 1m72 de Altura – Rosto Bonito – Corpo com medidas máximas de 90cm para o Busto e Quadril e 60cm para Cintura. Feito por Diego Giallanza
  7. 7. TIPOS DE TRABALHOS PARA OS[AS] MODELOS NO RAMO DA MODA PUBLICIDADE À ROUPAS E AOS ACESSÓRIOS: O[a] Modelo colabora na produção de anúncios de determinada marca de roupas ouacessórios. Nesta atividade, o importante é que o[a] modelo consiga transmitir o conceito. Estesanúncios surgem freqüentemente em revistas, outdoors, ou nas lojas da marca como merchandizing. Este é talvez o trabalho melhor pago, mas como em todos os trabalhos de publicidade, muitasvezes é exigida “EXCLUSIVIDADE” ao[à] modelo, ou seja, durante um tempo predeterminado o[a]modelo não pode fazer outros trabalhos que possam interferir com o conceito do trabalho anterior. EDITORIAL: Na Moda, são os trabalhos realizados para VOGUE, ELLE... Os trabalhos apresentados nessas Revistas, excetos os publicitários, são recomendados pelas mesmas e refletem aquilo que a revista pensaque será moda na próxima época. Os trabalhos em editoriais, embora não sejam tão bem pagos comona publicidade, é ótimo para se fazer currículo... Feito por Diego Giallanza
  8. 8. TIPOS DE TRABALHOS PARA OS[AS] MODELOS NO RAMO DA MODA PASSARELA: Os designers e as marcas de roupas mostram as suas coleções tradicionalmente duas vezespor ano [Outono-Inverno e Primavera-Verão] aos potenciais compradores e à comunicação socialobviamente. O Trabalho dos[as] modelos é destacar as roupas que vestem e incentivar a sua compra ouchamar atenção da comunicação social que, ao destacar determinado vestuário, também consegue sepromover a venda. É por isso que cada designer quer ter os[as] manequins mais adequados[as] dentro do quepodem pagar. Quanto mais os[as] modelos cumprem os requisitos, mais serão solicitados[as], e melhorserão as suas remunerações. Feito por Diego Giallanza
  9. 9. TIPOS DE TRABALHOS PARA OS[AS] MODELOS NO RAMO DA MODA CATÁLOGOS DE ROUPA: Para se promover uma cadeia de lojas, ou para se promover um armazém de vendas porcorrespondência, determinados fabricantes ou gestores de marcas editam catálogos. Alguns destescatálogos são reservados a comerciantes, não sendo normalmente vistos pelo público consumidor final;outros são distribuídos nas lojas como suplementos de revistas, etc... Geralmente os[as] modelos para catálogos são escolhidos[as] de acordo com o segmento quea roupa se destina (crianças, jovens, adultos, idosos, etc...). Quase sempre os[as] modelos para essetipo de trabalho são escolhidos[as] pela sua beleza clássica. São trabalhos bem pagos pelo volume detrabalho em si, que por vezes, pode ocupar vários dias com uma só marca. Feito por Diego Giallanza
  10. 10. TIPOS DE TRABALHOS PARA OS[AS] MODELOS NO RAMO DA MODA MODELOS DE LINGERIE E TRAJES DE BANHO: É um dos trabalhos mais exigentes, pois o[a] modelo tem que ter a cor correta da pele e asformas corporais com as medidas estéticas da beleza padrão. São Requisitados os[as] Modelos musculosos[as] para anúncios relacionados comdietas, ginásticas e esportes em geral... Os anúncios destes tipos de artigos requerem modelos com “algum músculo” e formasdefinidas. Os[as] modelos especializados[as] neste trabalho têm que reforçar nas atividades físicas. Feito por Diego Giallanza
  11. 11. TIPOS DE TRABALHOS PARA OS[AS] MODELOS NO RAMO DA MODA ESPETÁCULOS DE MODA: O Fascínio do Público pelo mundo da Moda levou a que os empresários do mundo doEntretenimento se interessassem pela organização de eventos de moda. Nestes eventos, o importantenão é vender os artigos, mas atrair o público aos eventos e vender bilhetes e/ou consumos. A exigência deste mercado varia consoante o cliente e o quanto está disposto a investir. Hojeem dia, há espetáculos de moda desde a pequena discoteca nas províncias até os mega-espetáculospara milhares de pessoas. Feito por Diego Giallanza
  12. 12. TIPOS DE TRABALHOS PARA OS[AS] MODELOS NO RAMO DA MODA MODELOS DE PARTE[S] DO CORPO: Este é talvez o mais desconhecido do grande público, mas tem sua razão de existir, pois paraalguns trabalhos apenas é necessário que o[a] modelo tenha alguma parte do corpo espetacular.Pode ser o rosto (retrato), mas também podem ser os pés, as mãos, o abdômen... As indústrias da Moda usam estes modelos, por exemplo, em joalherias [mãos com a jóia], emacademias [um abdômen trabalhado], em podólatras [pés bem cuidados] e etc... Feito por Diego Giallanza
  13. 13. PAPÉIS DOS[DAS] MODELOS NO RAMO DA PUBLICIDADE APRESENTAÇÃO DE PRODUTO: Geralmente, neste tipo de trabalho, o modelo segura ou está a utilizar o artigo. RELACIONAR O PRODUTO OU O SERVIÇO COM UM ESTILO DE VIDA: Aqui, muitas vezes, o artigo nem se vê, pois o que pretende é transmitir uma determinadaidéia. Este tipo de trabalho está mais relacionado com a publicidade de serviços, pois, nem sempre, autilização destes produz imagens apelativas à compra, mas sim a serviços. DEMONSTRAÇÃO DE PRODUTOS: Exemplo: Publicidade Televisiva. Normalmente, o modelo tem que falar e apresentar umproduto. MODELOS DE FEIRAS E ESPAÇOS COMERCIAIS: Todos nós conhecemos as promotoras que trabalham em supermercados. Noutros mercados,como em Feiras e Eventos, onde o mais importante é prestigiar a marca, a exigência para com taispromotoras é muito maior e, conseqüentemente, a remuneração é muito melhor. Feito por Diego Giallanza
  14. 14. EROTISMO São os modelos que realizam fotografias que insinuam o sexo, mostrando mais ou menos anudez. Pode ir das fotografias de lingerie ou biquíni, ou até mesmo o nu no caso de revistas como aPlayboy e a G MAGAZINE. Podem ainda realizar trabalhos que posteriormente serão utilizados emeducação sexual em livros tipo Kama-Sutra e, no fim da escala, vem as produções pornográficas emque além da nudez explícita, os modelos se encontram em plena atividade sexual. O Trabalho para uma Revista como a Playboy ou a G é um dos mais exigentes e bem pagosdo mercado. Em termos físicos, valorizam-se de modelos com corpos insinuantes e com o tom da pelecorreta. A altura já não é algo tão importante, já ser conhecida[o] pelo público é fator valorizador. É desnecessário dizer que somente modelos com idade superior a 18 anos podem realizareste tipo de trabalho e que antes de tomar tal decisão é necessário fazer uma reflexão profunda. Feito por Diego Giallanza
  15. 15. DESENVOLVER CARACTERÍSTICAS IMPORTANTES Lembre-se sempre que várias ações, cuidados e preocupações do[a] modelo dependemexclusivamente da especialização e do ramo que o[a] modelo pretende seguir. Existem áreas onde altura, a boa forma física e a beleza são mais importantes do quenoutras... Dependendo do Ramo ao qual você venha destinar-se a trabalhar, inclusive a ausência debeleza de acordo com o padrão imposto, pode ser um fator positivo para você conseguir ganhartrabalhos. Feito por Diego Giallanza
  16. 16. DESENVOLVER CARACTERÍSTICAS IMPORTANTES MEDIDAS E O VISUAL No passado, os/as modelos tinham que cumprir critérios de altura e outras medidas muitorigorosas e, é claro, tinham que ser bonitos[as] no estilo clássico. A razão para tal é que os fabricantesconfeccionavam as roupas, também calçados e acessórios, com um determinado tamanho no qual osmodelos tinham que servir. Atualmente, com estilos alternativos e a procura inconstante de inovação, as regras mudaramum pouco. É claro que os/as modelos com as dimensões e a beleza clássica é ainda os que tem maisfacilidades em encontrar trabalhos. No entanto, cada vez mais procuram-se novos valores de beleza.Muitas vezes, pretende-se um visual tipo anoréxico e viciado em drogas, noutras vezes procuram-se aspessoas “gordinhas” ou “rechonchudinhas” ou em outras vezes necessitam de modelos que passem oconceito de inocência e de infantilidade. Os modelos étnicos também são muito procurados, mesmo emmercados onde a quase totalidade dos clientes são brancos caucasianos. Na publicidade, a procura orienta-se mais para a beleza clássica ou para os modelos tipoestereotipado. Por exemplo, cientista, boxeador, secretária, fanático por computadores, comilão, etc...Se o modelo conseguir se enquadrar num perfil estereotipado, terá boas chances de conseguirtrabalhos. Se o modelo estiver mais inclinado para o ramo da MODA literalmente, tais conceitos não sãofundamentais, e sim, a manutenção da boa forma física, da pele, medidas, dentre outros pré-requisitos... Feito por Diego Giallanza
  17. 17. DESENVOLVER CARACTERÍSTICAS IMPORTANTES SER REALMENTE APOIADO Embora não indispensável, o apoio da família e de amigos poderá ser de uma grande ajuda.Se o/a modelo não deixar de estudar ou aprender outra profissão, na maioria dos casos, eles[as]conseguem o apoio familiar e de amigos. Contudo o apoio, para ser realmente eficiente, tem que traduzir-se em atos mais do que empalavras de encorajamento. No início da carreira os modelos precisam de alguém que: Aprenda como funciona o meio e dê conselhos. Ajude a organizar o dia a dia. Ajude com os transportes. Faça a gestão da conta bancária no caso do modelo ser menor de idade. Apóie com palavras de encorajamento. Financie os pequenos gastos inerentes ao meio. Feito por Diego Giallanza
  18. 18. DESENVOLVER CARACTERÍSTICAS IMPORTANTES FAMÍLIA Muitas vezes, essas tarefas expostas serão desempenhadas por pessoas diferentes, e énatural que assim o seja. Cada pessoa tem as suas responsabilidades profissionais e familiares que nãopode-se descuidar. Não estimular e/ou não ajudar ou até mesmo apenas demonstrar desinteresse, pode ser umfator desestimulante pro futuro modelo. Atenção também aos pais que se empolgam em demasiado com a carreira dos filhos, nãodeixando-os ter suas decisões e erros. Com essa proteção extremada podem vir a prejudicar também acarreira, por não os deixarem aprender a valer-se por si próprio. Valer-se por si mesmo é fundamental para desenvolver o trabalho profissional como modelo. E cabe lembrar que em geral tudo que é demais para mais ou para menos é prejudicial. Feito por Diego Giallanza
  19. 19. DESENVOLVER CARACTERÍSTICAS IMPORTANTES PERSONALIDADE A DESENVOLVER Além das características físicas necessárias, para triunfar como modelo é necessáriodesenvolver a personalidade que define um bom profissional. Ninguém nasce com estas características,mas cada um deve ter a consciência de que tem que fazer um esforço em desenvolvê-las. ADORAR O TRABALHO Quando se adora o próprio trabalho, estudar, trabalhar durante longas horas, fazer sacrifícioscusta menos e o resultado é muito melhor. SABER VENDER-SE A SI PRÓPRIO[A] O mundo da publicidade ou da moda é um mundo de negócios, no qual os modelos vendemos seus serviços. Não quer dizer que usem as técnicas dos vendedores de enciclopédias, mas deveproceder de forma que as pessoas queiram trabalhar consigo, como profissional e como pessoa. TRABALHAR ARDUAMENTE Para alguns trabalhos específicos pode ser necessário viajar ao outro lado do mundo, chegarlá e estar disponível por 12 horas, comer rapidamente, dormir entre 4 e 5 horas. Estes trabalhos não sãotão constantes, mas, mesmo nesses casos, o modelo não pode deixar de fazer o melhor de si. Feito por Diego Giallanza
  20. 20. DESENVOLVER CARACTERÍSTICAS IMPORTANTES PERSONALIDADE A DESENVOLVER INTELIGÊNCIA E ORGANIZAÇÃO Quando se quer progredir em qualquer carreira, a capacidade de aprender coisas novas e dese adaptar é essencial. Seja organizado[a], recorra à uma agenda para não esquecer de reuniões,sessões, dias de pagamentos, números de telefones e outros pormenores. SER EXTROVERTIDO[A] E DESCONTRAÍDO[A] Provavelmente, trabalhará com pessoas diferentes e em diversas situações. Nas sessões,estará muitas vezes sendo observado[a] pelo cliente, pelo fotógrafo, pelo diretor criativo, assistentes eainda por outros modelos... Na passarela, são centenas de clientes que o/a observam... Deverá sempre fazer o necessário para se mentalizar que isto tudo é absolutamente umasituação normal, e assim, conseguir demonstrar a sua naturalidade. SER EMPREENDEDOR[A] As boas agências ajudam e treinam os seus modelos, dão conselhos e etc, mas, nem sempre,a agência tem como te dar todo o suporte que precisaria ter, portanto, procure ter iniciativas próprias esempre estar esclarecendo dúvidas que possam o/a fazer evoluir. E Lembre-se que a forma como trata o seu corpo determinará até onde poderá chegar e quanto tempo poderá ser modelo. Quando não puderes mais satisfazer os requisitos dos clientes, eles não o [a] mais chamarão! Feito por Diego Giallanza
  21. 21. APRENDER A SER MODELO Se você vai ser Modelo e trabalhar em frente as câmeras deverá conhecer pontosfundamentais sobre a tarefa que você vai executar. Deverá aprender o mínimo sobre os métodos e osinstrumentos de trabalho daqueles que o rodeiam, tal como compreender perfeitamente o seu papel e ainteração com os mesmos. COMUNICAÇÃO COM O FOTÓGRAFO Há uma regra de ouro que se sobrepõe a todas as regras, por mais lógicas que estas sejam.Os/As Modelos devem conversar com o fotógrafo antes da sessão para compreender completamenteaquilo que lhe será pedido (ou até mesmo dar sugestões). Durante a sessão, deverá seguir unicamenteas instruções do fotógrafo. CONHECER O MEIO EM QUE SE TRABALHA Contudo, conhecer o meio em que se trabalha é fundamental. O Fotógrafo e demaisprofissionais presentes na sessão apreciam demais o trabalho de um[a] modelo em que não é precisogastar tempo nesse sentido. A sua atuação deve facilitar o trabalho do fotógrafo, para que esta seja feita rapidamente eeficientemente. Um[a] modelo que sabe o que tem de fazer, evita desgastes e demoras. Com estecuidado, o/a modelo será chamado[a] mais vezes para outros trabalhos. Feito por Diego Giallanza
  22. 22. APRENDER A SER MODELO A SESSÃO FOTOGRÁFICA Existem alguns aspectos relativos à técnica da fotografia que um[a] modelo devecompreender para melhor executar o seu trabalho.ANTES DA SESSÃO Durma bem para ter uma cara fresca e estar concentrado[a] e bem disposto[a]. O cliente, as agênciase os fotógrafos investem tempo e dinheiro na sessão. Em alguns casos, o tempo é curto é não existe apossibilidade de repetição de sessão no caso de algo não ocorrer bem, portanto, MINIMIZE OS RISCOS; Tenha uma lista do material que tem que levar para a sessão e deixe tudo arrumado no dia anterior.Esta lista de material, quando existe, já foi pedido ao[à] modelo pelo fotógrafo, produtor ou até mesmopelo cliente. Se ninguém tenha lhe pedido nada, telefone para os mesmos e pergunte se há algo a levarque seja necessário para o bom desenvolvimento da sessão. Essa é o tipo de atenção e interesse quedistinguem bons de maus modelos; Pergunte se tem que levar maquiagem própria e se tem que levar já aplicada. Nem todos os projetostêm maquiador próprio, pois nem sempre o orçamento o permite. Ser capaz de se produzir é algo valiosoe que lhe melhorará a reputação; Feito por Diego Giallanza
  23. 23. APRENDER A SER MODELO Verifique todos os itens que podem atrasar a sua chegada à sessão [Despertador, Trânsito, Situaçõesde Risco Metereológicos, etc]; Assegure-se que todos os profissionais responsáveis pela sessão têm seu número de telefone móvel ede que ele está funcionando; Obtenha o número do telefone do responsável pela sessão fotográfica. Telefone imediatamente severificar que não pode cumprir algo do que lhe é pedido.DURANTE A SESSÃO Seja pontual e chegue preferencialmente 5 à 10 minutos antes do início da sessão. Se não puderprever o tempo de viagem até o local da sessão, proceda de forma que, por mais que tudo ocorra mal,mesmo assim ainda consigas chegar com 15 minutos de antecedência; Depois de chegar e cumprimentar todos os presentes, é necessário falar com o fotógrafo e rever oplano de sessão; Por conseguinte, vá vestir-se, maquiar-se e pentear-se. Após, informar que estás pronto[a], aguardeserdes chamado[a] Feito por Diego Giallanza
  24. 24. APRENDER A SER MODELO No início e durante a sessão, o mais importante é uma comunicação entre o modelo e o fotógrafo. Seas instruções não forem bem compreendidas, o[a] modelo deve questionar até fica tudo muito bemesclarecido. Não inicie o trabalho até saber exatamente o que lhe é pedido; Mantenha-se relaxado[a] e confortável... Para que não se veja tensão no seu rosto e também no seucorpo (Exceto, se o que se pretende é obter essa expressão de tensão); Quando necessário e se possível, faça pausas, para repor as energias, beber uma água, conversarcom alguém por uns 5 minutinhos e assim aliviar a tensão. Se não borrar a maquiagem pode até mesmocomer alguma coisa. A LUZ É importantíssimo que o[a] modelo, durante a série de fotografias, permaneça na luz para qualo sistema foi planejado; ou até que o fotógrafo peça uma mudança, iniciando uma nova série com umnovo sistema de luz. Os equipamentos fotográficos têm que ser ajustados constantemente para umadeterminada luz. Cada tipo de luz permite uma margem de movimento determinada. O modelo precisasempre da ajuda do fotógrafo para compreender os limites do seu campo de movimentos. Sempre que,por iniciativa própria o[a] modelo sai do sistema, tem duas opções: regressar a posição inicial ou novasmedição e ajustes têm de ser realizados. É importante sempre perguntar quais são os limites demovimentos que a luz impõe e manter-se nesse limite até que a sessão seja finalizada. Feito por Diego Giallanza
  25. 25. APRENDER A SER MODELO Alguns estúdios e máquinas fotográficas dispõem deautomatismos que controlam a exposição à luz, facilitando o trabalhoe dando mais liberdade de movimento. No entanto, exceto se forclaramente indicado pelo fotógrafo, partiremos do princípio que osautomatismos não existem ou que não serão utilizados. ENQUADRAMENTO O Enquadramento que será utilizado numa fotografia ounuma série fotográfica também limita os seus movimentos. Porexemplo, se o fotógrafo, está a tentar encher o enquadramento com oseu rosto, não convém balançar o corpo pois isso dificultará otrabalho do fotógrafo. Também é importante conhecer o enquadramento parafocalizar a sua atenção na parte do corpo que está a serfotografada. Pouco importa a posição das pernas se o fotógrafo estáa enquadrar apenas o seu rosto. Se for uma fotografia de corpointeiro, então a posição do corpo ganha importância e a expressãofacial perde relevância, embora continue a ser importante. Feito por Diego Giallanza
  26. 26. APRENDER A SER MODELO A INTENÇÃO DA FOTOGRAFIA O que está a tentar ser comunicado, qual a motivação dapessoa na fotografia? Pretende-se um sorriso modesto ou uma caratriste, ou ainda uma gargalhada espalhafatosa? Clarificar a intenção dasessão é muito importante antes de começar a sessão. A MÁQUINA FOTOGRÁFICA Há máquinas fotográficas mais portáteis do que outras, asmais portáteis são as que utilizam filme 35mm e também, é claro, asdigitais. Estas permitem o manuseamento sem recorrer a tripé, há,portanto, mais liberdade de movimentos, e faz-se normalmente muitomais fotografias. As máquinas de médio formato permitem contudo maisqualidade e nitidez nas imagens, necessárias para se fazer grandesampliações e publicações em revistas. Quando se trabalha em médioformato, fazem-se normalmente menos fotografias, o/a modelo está maislimitado[a] nos seus movimentos e demora mais tempo para seconcretizar os trabalhos. Feito por Diego Giallanza
  27. 27. APRENDER A SER MODELO Existe ainda o campo de nitidez da Fotografia (conhecido porprofundidade de campo) que pode ser de interesse o/a modeloconhecer. Sempre que o modelo sai do campo de nitidez, a fotografiapode ficar desfocada. Por isso, tente saber junto ao fotógrafo qual ocampo de nitidez da série de imagens que está realizando. A amplitudedeste campo varia consoante a máquina e a objetiva utilizadas, com aintensidade da luz que incide sobre o/a modelo e com o tipo de filmeutilizado. Em máquinas digitais e de 35mm, a liberdade do modelo émuito maior do que em máquinas de médio formato. Como o modelo não tem que conhecer com profundidadeesses assuntos, bastar ter a consciência de que em cada sessão defotografias existe um campo de movimento do qual não pode sairpara que a fotografia não fique desfocada ou a luz desajustada. Estecampo pode limitar-se a alguns centímetros a sua volta. Feito por Diego Giallanza
  28. 28. APRENDER A SER MODELODEPOIS DA SESSÃO FOTOGRÁFICA Quando terminar a sessão deve assegurar-se de arrumar as suas coisas com cuidado de não deixarnada para trás e de não levar nada que não lhe pertença. O que poderá ser para si uma pequenasdistração, para outros, poderá ser um roubo descarado. A confiança total no modelo é fundamental paraqualquer profissional nesta área. Não deixe pretexto para a mínima suspeita. Não deixe que o desleixo eo ambiente informal de algumas sessões lhe faça pensar que este ponto será ignorado; Antes de sair mostre-se disponível para outros trabalhos; Se tiver disponibilidade, deve tentar tê-la, demonstre que gostaria de ver/ter as fotografias da sessão.Em caso de resposta afirmativa, esclareça como que procederá para tê-la ou vê-las. Se o tempo estivercurto para tais procedimentos, talvez não consigas ver as fotos, mas lembre-se que demonstrarinteresse sempre é um fator positivo. Feito por Diego Giallanza

×