Proposta de arquitetura para coleta e disponibilização de informações públicas sobre compras governamentais

543 views

Published on

Artigo apresentado no CISCI 2011 - Orlando-FL-USA

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
543
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Proposta de arquitetura para coleta e disponibilização de informações públicas sobre compras governamentais

  1. 1. Proposta de arquitetura para coletae disponibilização de informações públicas sobre compras governamentais Prof Dr Eduardo Moresi Coordenador do Laboratório de Cibernética e Inteligência moresi@ucb.br Dr Gilson Libório Diretor de Informações Estratégicas – SPCI - CGU liborio@cgu.gov.br Prof MSc Wesley Vaz Silva Auditor do TCU wvaz@ucb.br
  2. 2.  Contexto: ◦ O orçamento do Governo Federal impacta vários setores da Economia. ◦ A corrupção está entranhada na Administração Pública nas esferas Federal, Estadual e Municipal. ◦ A justiça apura as irregularidades de forma lenta, mas não pune os corruptos. ◦ A capacidade de auditoria dos profissionais de controle (auditores e analistas) cresce em taxa inferior ao aumento do volume de aquisições efetuadas pelo Governo Federal. 2
  3. 3.  Óbices ao controle pela sociedade: ◦ interfaces de consulta disponibilizam somente informações específicas sobre licitações; ◦ Informações resultantes da consulta são complexas e de difícil entendimento; ◦ impossibilidade de cruzamento de informações de procedimentos licitatórios provenientes de duas consultas distintas. Resultado: apesar da informação ser pública, não permite análises conclusivas. 3
  4. 4.  Lei Nr 8.666/93 - normas gerais sobre contratações na Administração Pública; Lei Nr 10.520/02 - regulamenta a modalidade de licitação pregão para aquisição de bens e serviços comuns; Princípio básico: publicidade da despesa pública; Em 2005 – pregão eletrônico – ComprasNet – Portal de Compras do Governo Federal. 4
  5. 5. www.comprasnet.gov.br 5
  6. 6. Fonte: ComprasNet 6
  7. 7.  A arquitetura é composta pelos seguintes módulos: ◦ um extrator de informações do Portal Comprasnet; ◦ parser para estruturar as informações sobre as atas de pregões em formato HTML em um repositório de dados semi-estruturados; ◦ interface direta entre os usuários e o SGBD. 7
  8. 8. 8
  9. 9. ComprasNet 9
  10. 10. ComprasNet 10
  11. 11. ComprasNet 11
  12. 12. ComprasNet 12
  13. 13.  Estágio atual de desenvolvimento: ◦ extração automática de Atas de Pregões, por Órgão, por período ou por Estado (UF); ◦ transformação em informações semi-estruturadas; ◦ Atas já processadas: 31.583. O funcionamento de cada módulo da solução depende dos parâmetros de entrada associados ao tipo de informação disponível a ser tratada. 13
  14. 14.  Como o formato das Atas armazenadas no ComprasNet é variável, a melhora do algoritmo de parser do arquivo HTML é iterativa para cada nova estrutura diferente identificada e codificada. Atualmente a eficiência do parser, em teste realizada em uma amostra de 400 Atas (total de 10.000) resultou em 60% de acertos (margem de erro < 5%). 14
  15. 15. Conclusão Os dados presentes na ata de pregão caracterizam todo o processo de compra governamental, desde a abertura das propostas até a adjudicação do resultado ao vencedor. Pela completude das informações, a ata de pregão é um objeto interessante para a análise exploratória tanto pelos cidadãos quanto pelos auditores, que buscam nas informações indícios de irregularidades ou impropriedades no processo de compra. A arquitetura da solução, embora ainda incompleta, provê elementos para coleta, armazenamento e disponibilização das informações obtidas sobre pregões. 15
  16. 16. Conclusão Trabalhos em andamento: ◦ melhoria dos algoritmos utilizados para o parser de informações sobre atas de pregão; ◦ modelagem relacional dos elementos de dados gerais do pregão para cada um dos seus tipos; ◦ validação dos dados obtidos e tratados por meio da comparação com repositórios de referência; ◦ execução das fases de modelagem, avaliação e implantação previstas no CRISP-DM, visando finalizar o ciclo de descoberta de conhecimento para os dados públicos sobre compras governamentais; ◦ cruzamento com informações publicadas no Diário Oficial da União. 16
  17. 17. moresi@ucb.br http://www.del.icio.us/moresihttp://www.slideshare.net/moresi

×