Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Metricas nas redes sociais

1,235 views

Published on

Published in: Business, Technology
  • Ótima apresentação.


    Para quem sabe o valor de medir, recomendo o artigo que contém alguns conceitos e dicas de várias ferramentas muito úteis -
    Marketing: Métricas e Ferramentas para Mídia Social - http://wp.me/pMSqs-3r

    Att. @neigrando
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Metricas nas redes sociais

  1. 1. Evento ENDEAVOUR<br />Métricas nas redes sociais: seja efetivo no mundo 2.0<br />19/05/2010<br />
  2. 2. O Evento<br />Métricas nas redes sociais: seja efetivo no mundo 2.0<br />As redes sociais não estão desconectadas do mundo real. As empresas precisam montar estratégias de relacionamento no mundo digital baseadas em dados concretos.<br />A construção de métricas é fundamental para o melhor entendimento do novo universo online. Para isso, medidas como relevância, favorabilidade e dispersão de marcas e produtos nas redes sociais podem ser quantificadas pelos empreendedores e usadas a favor do seu negócio.<br />Neste workshop Endeavor, Manoel Fernandes vai passar dicas práticas para monitorar seu negocio e as oportunidades existentes nas redes sociais na web.<br />Inicio: 19/05/2010 às 08:30<br />Fim: 19/05/2010 às 10:30<br />Local: Insper<br />Auditório Steffi e Max Perlman<br />Endereço: Rua Uberabinha s/n° Vila Olímpia - SP<br />
  3. 3. Palestrante<br />Manoel Fernandes<br />manoel@bites.com.br<br />http://www.facebook.com/home.php?#!/bitesbr<br />http://bites.com.br<br />
  4. 4. O que as marcasbuscamnasredessociais<br />Relacionamento (Capital Social)<br />Colaboração ( produtos)<br />Branding( Percepção de marca)<br />Atendimento ao cliente (SAC)<br />Vendas<br />
  5. 5. Balanced ScoreCard<br />O que não é medido, <br />não é gerenciado. <br />
  6. 6. Métrica 1<br />Taxa de Dispersão<br />Quantidade de internautas que foram impactados com o post<br />Qtde de seguidores do emissor <br />+ <br />Número de seguidores (1º Nível) <br />que retuitaram o post<br />Utiliza-se a mesma regra de anúncio de revistas onde não se tem certeza da leitura, mas considera-se, por exemplo, 4 leitores por exemplar de cada revista.<br />
  7. 7. Métrica 2<br />Favorabilidade<br />A qualidade da percepção das marcas nas redes sociais<br />Total de menções favoráveis <br />(positivas + neutras – negativas) <br />/ <br />Total de menções<br />Para alguns clientes, emitem-se relatórios diários visando tomada de ações para transformar os posts negativos em neutros ou positivos.<br />Se possivel chegar ao nivel do perfil, tendo estas métricas para cada pessoa.<br />Processoinicialmenteautomatizado (via robô de captação) e posterior análisepessoal de TODO o conteúdo, paracategorizá-lo<br />
  8. 8. Métrica 3<br />Aderência<br />Volume de citaçōes sobre a marca em determinado Universo<br />Total de posts no Universo escolhido <br />/ <br />Total de citaçōes à minha marca<br />Com isso você consegue identificar os Top Talkers da marca (Positivos ou Negativos)<br />
  9. 9. Métrica 3<br />Relevância<br />Análise qualitativa do emissor das sitações sobre a marca<br />Raio-X de 40 fontes de informação sobre o emissor<br />(Orkut, Twitter, Facebook, Blogs, comparação com Analytcs, etc...)<br />Não é software que faz isso. São pessoas.<br />A relevância é volúvel - Nas redes sociais as pessoas aparecem e somem com freqüência, com ciclos de vida pequenos (30 dias em média), e vários ciclos pequenos ao longo do tempo, em momentos diferentes.<br />
  10. 10. Case de uso das métricas<br />Em um projeto buscava-se encontrar os 10 TopTalkers da marca cliente<br />Iniciou-se o processo por dados quantitativos, como por exemplo, numero total de seguidores.<br />Com estecritérioinicial, um usuárioficounaposição 11o <br />Após a aplicação da métrica 4 (Relevância) percebeu-se que este internauta não tinha muitos seguidores mas:<br />era jornalista<br />editor de uma revista para publico alvo na editora Globo <br />moderador do maior grupo do Orkut sobre o tema alvo.<br />Resultado<br />foiincluido entre os10 TopTalkers, nas primeiras posições<br />
  11. 11. Balanced ScoreCard<br />É mais fácil inventar o futuro do que desvendá-lo.<br />Alan Kay<br />
  12. 12. Momentosnasredessociais<br />“Precisamosentrarnasredessociais”<br />(1 ano e meioatrás)<br />“Precisamosmedir”<br />(momentoatual)<br />“Como encaixaremos nossa estratégia corporativa à nossa estratégia nas redes sociais”<br />(aindavamoschegarnestemomento)<br />Empresaquadrada no mundo real <br />nuncavai ser COOL nasredessociais.<br />
  13. 13. Síndrome de Alice<br />Alice em dúvida, numa encruzilhada pergunta ao gato:<br />- Qual o caminho que devo seguir?<br />O gato responde com outra pergunta:<br />- Para onde você quer ir?<br />
  14. 14. Quemfaz o quênasredessociais<br />Programadores<br />Geradores de conteúdorelevante.<br />Re-Programadores<br />Re-distribuemconteúdo de programadores (Re-Twittes)<br />Via de Regra, <br />programador é sempreprogramador<br />e re-programador é sempre re-programador<br />
  15. 15. Quemestáestudando as redessociais<br />Empresas<br />Razorfish e outras<br />GrandesUniversidades<br />Harvard, FGV, USP e outras<br />GrandesConsultorias<br />MacKinsey e outras<br />Se alguémdisserque é especialistaemredessociais de hoje a daqui a 10 anos, fuja! É mentira!<br />
  16. 16. Gerenciamento de crisenasredessociais<br />Não existe maneira de conter a crise, nas redes sociais. <br />Oque se deve tentar fazer é conter o "efeito manada“ da melhor maneira possível.<br />
  17. 17. Plataforma da Bites paraRedesSociais<br /><ul><li>Ferramentas automatizadas de captação
  18. 18. 2.000 Blogs cadastrados varridos por um robô buscando palavras chave
  19. 19. Robosque varrem o Twitter buscando palavras chave
  20. 20. Log e Registro local de todasestasinformações</li></ul>(No Twitter, porexemplo, temosdisponívelapenasosúltimosdias de conteúdo)<br /><ul><li>Um time multi-disciplinar de profissionais
  21. 21. Analisandoestes dados
  22. 22. Qualificandoestes dados
  23. 23. Gerandorelatórios</li></li></ul><li>Case das candidaturas Serra x Dilma<br /><ul><li>Análise de 2 dias das redessociaisapós o anúncio
  24. 24. 10.000 posts
  25. 25. Serra se deu melhor, porque o PSDB parecia ter uma rede articulada, e planejada para retwittaros postscom inteligência
  26. 26. Dilma se deu pior pois o PT não estava organizado e os posts eram passionais, xingando o Serra e declarando amor ao PT</li></li></ul><li>Livro<br />http://bites.com.br/2009/noticias/2010/04/17/o-livro-de-bites/<br />
  27. 27. www.mol.com.br<br />Apelidopadrãonasredessociais: molcombr<br />

×