Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Motivação                       Método                            Fechamento            Estimativa do Risco Individual e S...
Motivação                        Método                               FechamentoO UTLINE      1     M OTIVAÇÃO            ...
Motivação                             Método                                       FechamentoF ONTES M ÓVEIS X F IXAS     ...
Motivação                      Método                                FechamentoM ÉTODO HSE      O OBJETIVO DESTE ARTIGO   ...
Motivação                          Método                               FechamentoM ÉTODO HSE             O método propost...
Motivação                            Método                            FechamentoPASSOS DE CÁLCULO            1   Definir c...
Motivação                       Método                            Fechamento1. D EFINIR CATEGORIAS DE PROBABILIDADE EFREQU...
Motivação            Método                            Fechamento1. D EFINIR CATEGORIAS DE PROBABILIDADE EFREQUÊNCIA PARA ...
Motivação                  Método                                   Fechamento2. D EFINIR GRUPOS DE INTERESSE             ...
Motivação                               Método                                       Fechamento3 E 4. I DENTIFICAÇÃO DE P ...
Motivação                                Método                                            Fechamento5 E 6. C ONSEQUENCIAS...
Motivação             Método                           Fechamento5 E 6. C ONSEQUENCIAS E I MPACTOS                 F IGURE...
Motivação                                          Método                                                         Fechamen...
Motivação                                 Método                                                Fechamento7. E STIMAR O RI...
Motivação                      Método                            Fechamento7. E STIMAR O RISCO INDIVIDUAL E S OCIAL      N...
Motivação                               Método                                           Fechamento7. E STIMAR O RISCO IND...
Motivação                       Método                              FechamentoR ESULTADOS      R ESULTADOS "‘MORADORES"’  ...
Motivação                      Método                            FechamentoR ESULTADOS      "‘CLORO"’ E "‘VEÍCULOS"’      ...
Motivação            Método    FechamentoR ESULTADOS - R ISCO S OCIAL
Motivação                       Método                            FechamentoF ECHAMENTO            A utilização do modelo ...
Motivação                       Método                               FechamentoF ECHAMENTO            No entanto, o analis...
Appendix                           Obrigado !!!     C ONTATOS     e-mail: moacyr@ita.br     Linkedin: Moacyr Machado Cardo...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Enegep 2012

516 views

Published on

Estimativa do Risco no transporte de produtos perigosos pelo modal rodoviário

  • Be the first to comment

Enegep 2012

  1. 1. Motivação Método Fechamento Estimativa do Risco Individual e Social para o transporte de produtos perigosos pelo modal rodoviário utilizando um modelo simplificado M. Cardoso1 R. Scarpel2 1 Doutorando ITA 2 Professor Associado ITA XXXII Encontro Nacional de Engenharia de Produção - ENEGEP
  2. 2. Motivação Método FechamentoO UTLINE 1 M OTIVAÇÃO “Estudo de Risco para fontes móveis X fixas” Proposta para Simplificação 2 M ÉTODO Método HSE para cálculo do risco individual e social Os passos para o cálculo do risco individual e Social Resultados
  3. 3. Motivação Método FechamentoF ONTES M ÓVEIS X F IXAS EAR Todo empreendimento que tenha certo potencial para impactar as comunidades situadas em sua circunvizinhança deve elaborar um Estudo de Análise de Riscos (EAR); I NSTALAÇÕES I NDUSTRIAIS A análise de riscos tem se mostrado importante na análise de instalações industriais já em operação, de modo que os riscos possam ser avaliados e gerenciados; T RANSPORTE DE P RODUTOS P ERIGOSOS No entanto, o transporte de produtos perigosos pelo modal rodoviário não é objeto de análise de risco por parte da CETESB; M ÉTODOS Existem métodos adaptados ao Estudo de Análise de Riscos para o transporte de produtos perigosos, mas todos envolvem uma grande complexidade, pois as variáveis ao longo do trecho em análise são dinâmicas (DE LIMA; BORBA, 2010 e RASHID, et al., 2011);
  4. 4. Motivação Método FechamentoM ÉTODO HSE O OBJETIVO DESTE ARTIGO Contribuir com uma proposta para análise de risco para o transporte de produtos perigosos pelo modal rodoviário, utilizando o método preconizado pelo Health and Safety Executive - HSE para cálculo do risco individual e social de forma simplificada;
  5. 5. Motivação Método FechamentoM ÉTODO HSE O método proposto por Franks [20??] proporciona um modelo simplificado para a obtenção da estimativa conservativa do risco individual para membros de grupos populacionais definidos; O método é simples é pode ser implementado com o auxílio de uma planilha eletrônica; É RECOMENDADO QUANDO A) O número de eventos de interesse seja modesto (50-100); B) Os materiais perigosos estejam em poucos locais (1-3); C) O número de populações de interesse seja pequeno (5 ou menos).
  6. 6. Motivação Método FechamentoPASSOS DE CÁLCULO 1 Definir categorias de probabilidade e frequência para utilização no estudo; 2 Definição dos grupos populacionais de interesse e suas características; 3 Definição dos eventos acidentais de interesse; 4 Estimar as frequências dos eventos acidentais; 5 Estimar as consequências dos eventos acidentais; 6 Determinar os impactos dos eventos acidentais nos locais de interesse; 7 Estimar o risco individual e Social.
  7. 7. Motivação Método Fechamento1. D EFINIR CATEGORIAS DE PROBABILIDADE EFREQUÊNCIA PARA UTILIZAÇÃO NO ESTUDO Essencial para o método F IGURE : Categorias de Probabilidade
  8. 8. Motivação Método Fechamento1. D EFINIR CATEGORIAS DE PROBABILIDADE EFREQUÊNCIA PARA UTILIZAÇÃO NO ESTUDO F IGURE : Categorias de Frequencia
  9. 9. Motivação Método Fechamento2. D EFINIR GRUPOS DE INTERESSE F IGURE : Grupos de Interesse e Proporção de Tempo
  10. 10. Motivação Método Fechamento3 E 4. I DENTIFICAÇÃO DE P ERIGOS E POSSÍVEISCENÁRIOS ACIDENTAIS O evento iniciador de uma liberação de cloro está ligado aos acidentes rodoviários. Um acidente rodoviário pode, com a probabilidade α, gerar de um furo no tanque que pode ser de 5 mm, ou de 25 mm. C ATEGORIA DE FREQUENCIA FINAL DOS EVENTOS É DEFINIDA POR F5mm = Facidente + αfuro.5mm F25mm = Facidente + αfuro.25mm Utilizando os dados da DNIT (2008) para as principais Rodovias Federais que "‘cortam"’ o Estado de São Paulo, tem-se que: VALOR M ÉDIO - TRECHOS PAULISTAS DAS E STRADAS F EDERAIS O valor médio encontrado foi de 3, 4.10−4 , o que pela Tabela 2 será representado pela categoria "‘3"’. A S CATEGORIAS DE PROBABILIDADE PARA FURO DE 5 MM OU 25 MM 5 mm, está entre 0,1 e 0,3, o que é sintetizado pela categoria "‘c"’ 25 mm pela categoria "‘a"’, menor do que 0,01.
  11. 11. Motivação Método Fechamento5 E 6. C ONSEQUENCIAS E I MPACTOS a estimativa das consequências será realizada com o auxilio do software ALOHA e pelo modelo probabilístico Probit para a cloro; No que se refere às condições atmosféricas, assumiu-se duas condições de estabilidade atmosférica, segundo a classificação de Pasquill-Gifford e duas combinações de velocidade do vento, conforme Tabela. F IGURE : Combinação Estabilidade Atmosférica e Velocidade do Vento
  12. 12. Motivação Método Fechamento5 E 6. C ONSEQUENCIAS E I MPACTOS F IGURE : Saída do Software ALOHA
  13. 13. Motivação Método Fechamento5 E 6. C ONSEQUENCIAS E I MPACTOS P ROBIT O modelo permite relacionar os efeitos de um vazamento de gás tóxico, utilizando um modelo matemático-estatístico. A forma funcional da Probit é definida na Equação. Pr = a + b.ln(X n t m ) onde: a, b, n e m são constantes e função do cenário específico. X: variável que descreve a amplitude do impacto físico. Pr: variável aleatória de distribuição gaussiana que representa uma medida da probabilidade de mortos e/ou feridos. t: tempo de exposição. E QUAÇÃO U TILIZADA Nesse trabalho foi utilizada a Equação proposta por Perry e Articola (1980) apud Cornwell e Marx (2002): Pr = −36, 45 + 3, 13.ln(X 2 , 64.t)
  14. 14. Motivação Método Fechamento7. E STIMAR O RISCO INDIVIDUAL E S OCIAL A estimativa do risco individual será feita conforme. R ISCO I NDIVIDUAL FIRi,j,K = Feo,j + αfat,i,j + αclima,j + αdirecao,i,j + αloc,i,k + αθ,K onde: FIRi,j,K : Categoria de Frequencia correspondente a IRi,j,K ; Feo,j : Categoria de Frequencia correspondente a feo,j ; αfat,i,j : Valor de α correspondente a categoria de probabilidade para Pfat,i,j ; αclima,j : Valor de α correspondente a categoria de probabilidade para Pclima,j ; αdirecao,i,j : Valor de α correspondente a categoria de probabilidade para Pdirecao,i,j ; αloc,i,k : Valor de α correspondente a categoria de probabilidade para Ploc,i,k ; αθK : Valor de α correspondente a categoria de probabilidade para θK
  15. 15. Motivação Método Fechamento7. E STIMAR O RISCO INDIVIDUAL E S OCIAL Na Tabela abaixo apresenta-se a estimativa do risco individual para o grupo de interesse "‘MORADORES"’.
  16. 16. Motivação Método Fechamento7. E STIMAR O RISCO INDIVIDUAL E S OCIAL R ISCO S OCIAL Nij = Nloc,i .10−αfat,i,j Onde: Nij é o número esperado de fatalidades na localidade i devido ao evento j; Nloc,i Número total de pessoas na localidade i.
  17. 17. Motivação Método FechamentoR ESULTADOS R ESULTADOS "‘MORADORES"’ O risco individual do grupo "MORADORES" é calculado da seguinte forma: 2.10−3 + 610−4 + 210−5 + 6x10−6 , ou seja, conta-se o número de vezes da ocorrência de cada categoria de risco Individual, 2 para categoria 3 e 6 para 4, 2 para 5 e 6 para a 6 resultando no risco individual total de 2, 63.10−3 .
  18. 18. Motivação Método FechamentoR ESULTADOS "‘CLORO"’ E "‘VEÍCULOS"’ Para os grupos "CLORO" e "VEÍCULOS", os valores de risco individual resultaram em 8, 08x10−4 , 1, 91x10−4 e 8, 08x10−6 , respectivamente "CLORO", "VEÍCULOS - DIA" e "VEÍCULOS - NOITE". Desta forma pode-se estimar o risco individual para cada grupo hipotético vulnerável ao vazamento de cloro devido a um acidente rodoviário. Verifica-se que o grupo "MORADORES" é o que apresenta o maior risco individual, 2, 63x10−3 xano−1
  19. 19. Motivação Método FechamentoR ESULTADOS - R ISCO S OCIAL
  20. 20. Motivação Método FechamentoF ECHAMENTO A utilização do modelo proposto por Franks [20??], mostra-se viável para a estimativa do Risco Individual e Social para o transporte de produtos perigosos pelo modal rodoviário; Fácil implementação e utilização; A utilização das Tabelas de frequência e probabilidade facilitam o trabalho do analista, pois são conservativas (adotam os valores mais restritivos) e permitem trabalhar mesmo com estimativas grosseiras no que se refere à frequência de acidentes rodoviários e frequência de liberação da carga tóxica no meio ambiente.
  21. 21. Motivação Método FechamentoF ECHAMENTO No entanto, o analista deve ter consciência de que sua interpretação é conservativa; A utilização de modelos de dispersão, tais como o utilizado neste trabalho auxilia em muito a estimativa das consequências pelos modelos Probit (Dose-Resposta).
  22. 22. Appendix Obrigado !!! C ONTATOS e-mail: moacyr@ita.br Linkedin: Moacyr Machado Cardoso Junior Twitter: @moacyr1964 Research Gate: Moacyr Machado Cardoso Junior

×