Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Mmx outubro 2012 - português - apimec v3

599 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Mmx outubro 2012 - português - apimec v3

  1. 1. Apresentação Pública Apimec SP 1º de Novembro de 2012
  2. 2. AVISOEsta apresentação contém algumas afirmações e informações prospectivas relacionadas aCompanhia que refletem a atual visão e/ou expectativas da Companhia e de sua administração arespeito de seu plano de negócios. Afirmações prospectivas incluem, entre outras, todas asafirmações que denotam previsão, projeção, indicam ou implicam resultados, performance ourealizações futuras, podendo conter palavras como "acreditar", "prever", "esperar", "contemplar","provavelmente resultará" ou outras palavras ou expressões de acepção semelhante. Tais afirmaçõesestão sujeitas a uma série de expressivos riscos, incertezas e premissas. Advertimos que diversosfatores importantes podem fazer com que os resultados reais divirjam de maneira relevante dosplanos, objetivos, expectativas, estimativas e intenções expressos nesta apresentação. Em nenhumahipótese a Companhia ou suas subsidiárias, seus conselheiros, diretores, representantes ouempregados serão responsáveis perante quaisquer terceiros (inclusive investidores) por decisões ouatos de investimento ou negócios tomados com base nas informações e afirmações constantes destaapresentação, e tampouco por danos conseqüentes, indiretos ou semelhantes. A Companhia não temintenção de fornecer aos eventuais detentores de ações uma revisão das afirmações prospectivas ouanálise das diferenças entre as afirmações prospectivas e os resultados reais.Esta apresentação e seu teor constituem informação de propriedade da Companhia, não podendo serreproduzidos ou divulgados no todo ou em parte sem a sua prévia anuência por escrito. 2
  3. 3. 1O MERCADO DE MINÉRIO DE FERRO
  4. 4. PRODUÇÃO DE AÇO BRUTOA produção mundial de aço bruto se recuperou para os patamares pré-crise de2008 e espera-se que permaneça em crescimento, impulsionado pela produçãochinesa. Fonte: CRU, World Steel Association (Abril, 2012) 4
  5. 5. DEMANDA ESTIMADA DE MINÉRIO DE FERRO Demanda estimada de minério de ferro (milhão de toneladas) Fonte: CRU (Julho, 2012) 5
  6. 6. DESEMPENHO DO MERCADO DE MINÉRIO DE FERRO Consumo Consumo de Minério de Ferro Importado entre 2007 – 2011: • China: 15,7% CAGR (crescimento anual médio) • Mundo: 8,4% CAGR (crescimento anual médio) Oferta Elevadas barreiras de entrada com acesso limitado à infraestrutura Exportação de Minério de Ferro entre 2007 – 2011: • Mundo: 8,4% (crescimento anual médio) 6
  7. 7. PERSPECTIVAS POSITIVAS PARA A INDÚSTRIA DEMINÉRIO DE FERRO Oferta inferior a demanda dos países emergentes dados os seguintes fatores: Teor de minério de ferro declinantes enquanto a relação estéril/minério cresce Restrições de licenciamento ambiental Impostos elevados em investimentos de mineração Gargalos na infraestrutura logística Capex elevado para projetos de mineração A contínua expansão da taxa de urbanização e o crescimento do poder de consumo chinês, adicionalmente ao aumento do consumo de aço per capita no mundo, indicam um longo ciclo de crescimento da demanda por minério de ferro. Nesse contexto, a MMX, dado a qualidade de seus ativos, o desenvolvimento da sua infraestrutura portuária própria e os seus projetos de expansão em mineração em curso, será capaz de expandir e consolidar sua posição no mercado de minério de ferro. 7
  8. 8. 2A EMPRESA
  9. 9. ESTRUTURA SOCIETÁRIA 16% Wisco 46% 14% SK Acionista Networks controlador 24% Outros 94,52% 100% 100% 100% MMX Minera MMX Superporto Corumbá MMX do Sudeste Sudeste Mineração Chile5,48% EBX Serra Bom Azul Sucesso 9
  10. 10. DIRETORIA: UMA LONGA HISTÓRIA EM MINERAÇÃO Guilherme Escalhão Aproximadamente 25 anos de experiência no setor de mineraçãoDiretor Presidente e de Exerceu cargos de diretoria em empresas como Vale e Grupo Caemi e Relações com Investidores integrou o Conselho de Administração da MRS Logística Mais de 20 anos de experiência profissional Ricardo AssefDiretor responsável pela Larga experiência em Finanças. Iniciou no Grupo EBX em 2008 como Diretor área financeira Financeiro da UTE Porto do Itaqui Geração de Energia S.A. Mais de 40 anos de experiência no setor de mineração Chequer Bou HabibDiretor responsável pela Exerceu cargos de diretoria em empresas como Vale, SAMITRI, Ferteco área comercial Mineração, Gulf Industrial Investments e AVG Mineração Luciano Ferreira Mais de 25 anos de experiência no setor de mineração, siderurgia e portoDiretor responsável pela Exerceu cargos de alta gerência em empresas como Caemi e Vale, onde por área de Operações Portuárias último exerceu o cargo de vice-presidente da Companhia Siderúrgica Pecém Antônio Schettino Aproximadamente 30 anos de experiência no setor de mineração Diretor responsável pela área de Operações e de Desenvolvimento e Exerceu cargos na Diretoria no Grupo Votorantim e na CSN. 10 Implantação de Projetos
  11. 11. PILARES DA MMX Certificação da SRK: 3,1 bilhões de toneladas de recursos Base de minerais. Potencial mineral de até 1,4 bilhão de toneladas. Recursos Reservas certificadas de aproximadamente 1 bilhão de toneladas em Serra Azul. Baixa relação estéril/minérioEstrutura de Escala competitiva – Nova planta de beneficiamento Custo Contrato com a MPX para fornecimento de energiaCompetitivo Infraestrutura com logística integrada Superporto Sudeste com capacidade para 50 Mtpa e Logística possibilidade de expansão para 100 Mtpa, permitindo acesso ao Garantida mercado transoceânico Contrato de longo prazo com a MRS para até 36 mtpa Venda 64% da produção futura está comprometida com contratosComprometida de venda de longo prazo Equipe com experiência em implantação e operação de Histórico projetos de minério de ferro.Operacional Capacidade instalada de 10 Mtpa (Unidades Serra Azul e Corumbá) 11
  12. 12. IMPORTANTES REALIZAÇÕES DA MMX P P P P P P 1S10 2S10 1S11 2S11 1S12 2S12 Wuhan SK Networks Contrato com LP de expansão LI de Conclusão daadquire 21.5% adquire 14.6% a Usiminas de Serra Azul expansão de construção civilda MMX da MMX Serra Azul offshore do Aquisição de Contrato com a Superporto EIA-RIMA de 92% das ações MPX Início da Sudeste expansão de da PortX expansão de Bom Sucesso e Contrato com a Serra Azul Incorporação Serra Azul MRS da PortX pela MMX Certificação SRK de 1bi de Emissão de reservas serra R$ 600 mm em Azul debêntures 12
  13. 13. ATIVOS DE ALTA QUALIDADE EM REGIÕESTRADICIONAIS Dois sistemas em operação: Serra Azul eCorumbá Capacidade de produção de 10 Mtpa Ativos em tradicionais regiões de minério deferro no Brasil : Minas Gerais e Mato Grossodo Sul Porto com localização estratégica e MMX Sudesteprivilegiada Unidade de Serra Azul Unidade de Bom Sucesso MMX Corumbá Produção comprometida com consumidoresestratégicos – China e Coréia do Sul –através de contratos de venda de longo prazo Superporto Sudeste Expansão para cerca de 40 Mtpa no Brasilatravés de sistemas totalmente integrados:Porto próprio. 13
  14. 14. 3SISTEMA SUDESTE
  15. 15. 3.1UNIDADE SERRA AZUL
  16. 16. LOGÍSTICA INTEGRADAMinério de Ferro é uma commodity a granel e, por isso, a logísticaintegrada (Mina -> Ferrovia -> Superporto) é o fator chave parauma operação de sucesso Contratos de longo prazo Contrato de longo prazo (20 anos) para aquisição de 50% da produção do Sistema Sudeste. Mina Ferrovia Superporto Contrato de longo prazo (20 anos) para aquisição de 14% da produção do Sistema Sudeste. MMX tem contrato de O Superporto Sudeste terá 64% da produção totalA Unidade de Serra Azulestá próxima da ferrovia longo prazo para utilização capacidade de 50Mtpa, em está comprometidada MRS - 6 km da mina, da ferrovia da MRS, que sua primeira fase. O para SK e Wiscotrajeto. conecta a mina ao porto empreendimento terá da CSN e ao Superporto profundidade de 20 Sudeste, ambos metros, que permitirá a localizados no município atracação de navios de Itaguaí. Capesize. 16
  17. 17. Quadrilátero Ferrífero QUADRILÁTERO FERRÍFERO 17
  18. 18. SERRA AZUL 18
  19. 19. SERRA AZULProjeto de expansão com logística integradaDestaques Meta de produção: 29 Mtpa 64% da produção futura comprometida comcontratos de venda de longo prazo 997,4 milhões de toneladas de reserva auditadapela SRKAtualizações do Projeto Início da construção da expansão da Unidade SerraAzul Licença de construção emitida em Abril, 2012 Equipamentos adquiridos: britadores giratórios,moinhos de bola, semi-autógenos e verticais Contrato com a CNEC WorleyParsons Contrato com a MPX para fornecimento de energiapor 15 anos e preço-base de R$ 125/MWh. 19
  20. 20. SERRA AZULQualidade esperada para o produtoO projeto Serra Azul foi desenvolvido para produzir 29 milhões de toneladas/ano de pellet feedde alto teor de ferro através de minério compacto/friável• Fe = 66,65%,• SiO2 = 3,23%•P = 0,025%• Al2O3 = 0,54%,• Mn = 0,018%• LOI = 0,75% Itabirito Friável Itabirito Compacto 20
  21. 21. SERRA AZULProjeto de Expansão da Unidade Serra Azul Cava Nova Planta, correia transportadora, linha de transmissão e duto de água, pátio de estocagem e terminal ferroviário 21
  22. 22. SERRA AZUL Terraplanagem Moagem Sump e BeneficiamentoEspessadores Canteiro e Pilhas Almoxarifado Beneficiamento Substação Oficina de Britagem Manutenção Canteiros Primária Prédios Administrativos 22
  23. 23. Serra Azul Canteiro eAlmoxarifado 23
  24. 24. Acesso Principal Canteiro e almoxarifado Estação Elevatória 2Serra AzulCanteiro ealmoxarifado 24
  25. 25. Serra AzulEstação Elevatória 2 25
  26. 26. Serra AzulCanteiro MMX 26
  27. 27. Serra AzulBritagem Primária 27
  28. 28. Serra Azul:3D Nova Planta deBeneficiamento 28
  29. 29. FERROVIAAcesso ferroviário através da MRS ao Superporto Sudeste 29
  30. 30. CONTRATO COM MRSMMX assinou contrato de longo prazo para prestação de serviçosferroviários Contrato assinado em 28 de dezembro de 2011. Contrato de longo prazo até 2026. Volume de até 36 milhões de toneladas por ano. Tarifa: R$ 26,463/ton, líquido de impostos, reajustada anualmente porfórmula paramétrica que envolve a variação do IGP-DI e do óleo diesel. 30
  31. 31. 3.2SUPERPORTO SUDESTE
  32. 32. Superporto SudesteLocalização 32
  33. 33. Offshore Acesso Náutico Túnel Pátio de Pátio de estoque 06 estoque 32Superporto Sudeste AcessoVisão Geral Rodovia 33
  34. 34. SUPERPORTO SUDESTEVisão Geral Empreendimento licenciado para 50 Mtpa de capacidade, com possibilidade de expansão para 100 Mtpa Licenciamento de expansão para 100 Mtpa em andamento, com audiências públicas realizadas com sucesso em Maio de 2012 Outorga da Marinha para 100 Mtpa Movimentação de Navios Capesize Carregamento: 2 carregadores de navios de 25 Mtpa cada Construção do túnel e da infraestrutura offshore finalizadas Financiado pelo BNDES 34
  35. 35. ACORDO COM USIMINASPau de Vinho Mineração Conjunta Movimentação Superporto Sudeste Recursos de 810 Mtons em Pau de Tarifa: USD 12,63/ton ajustado peloVinho e potencial de 75 Mtons adicionais US-PPI Meta de produção de Pau de Vinho: 8Mtpa Volume de 12 Mtpa Sinergia com a operação atual da MMX 80% Take-or-Payem Serra Azul 13,5% da produção de Pau de Vinho Usiminas possui a opção de renovaçãoserá entregue a Usiminas do contrato por mais 1 a 5 anos MMX será responsável pelolicenciamento, CAPEX e operação por 30anos 35
  36. 36. Superporto SudesteAcesso Rodoviário 36
  37. 37. Superporto SudestePátio com elevação 6 37
  38. 38. Superporto SudesteViradores devagões pátio 6 38
  39. 39. Superporto SudesteMontagem doVirador de Vagões 39
  40. 40. Superporto SudestePátio com elevação 32 40
  41. 41. 11 m 20.5 mSuperporto SudesteEntrada túnel 41
  42. 42. Superporto SudesteSaída túnel 42
  43. 43. Superporto SudesteEstrutura OffshorePonte Ponte 450 m 43
  44. 44. Superporto SudesteEstrutura Offshore 44
  45. 45. Superporto SudesteShiploader (China -ZPMC) 45
  46. 46. Superporto SudesteShiploader (China - 46 ZPMC)
  47. 47. 3.3UNIDADE DE BOM SUCESSO
  48. 48. BOM SUCESSOMinério de ferro magnetítico de alta qualidade para fornecimentono mercado transoceânicoDestaques Meta de produção: 10 Mtpa 64% da produção futura comprometida comcontratos de venda de longo prazoAtualização sobre o Projeto Engenharia Conceitual Relatório de recursos minerais auditados pelaSRK: 365 Mtons e potencial de 741 MtonsadicionaisQualidade Esperada – Teste piloto naplanta de Ouro Preto Fe: 67,2% P: 0,01% SiO2: 2,5% PPC: 0,6% AL2O3: 0,2% FeO: 25% 48
  49. 49. 4CORUMBÁ
  50. 50. CORUMBÁDestaques Capacidade atual: 2,1 Mtpa Contratos de longo prazo com companhiasinternacionais de transporte fluvial 77% da produção comprometida comcontratos de venda de longo prazo Relatório de recursos minerais auditadospela SRK: 192 Mtons e potencial de 123Mtons adicionais 50
  51. 51. 5CHILE
  52. 52. CHILEUm dos menores custos de produção no mercado transoceânicoDestaques Minério de ferro de alta qualidade Meta de produção: 10 Mtpa 50% da produção comprometida comcontratos de venda de longo prazo 460 Mt de potencial de minério de ferrogarantidosAtualizações do Projeto Sondagem realizada em 2011:aproximadamente 43 mil metros Outorga de águaQualidade esperada: Testes preliminaresem Ouro PretoFe: 67,50% SiO2: 2,5%Al2O3: 0,85% P: 0,015% 52
  53. 53. Relações com InvestidoresGuilherme Escalhão – Presidente e DRI Adriana Marques – Gerente Daniella Maia - Analista Tel. + 55 21 2163-6197 +55 21 2163-4366 ri@mmx.com.br
  54. 54. MMX MINERAÇÃO E METÁLICOS S.A.

×