Profª. Maria Alice JovinskiAula 11 – Google AnalyticsMARKETING DIGITAL
MÉTRICAS Métricas são importantes para a gestão demarketing; Exemplos de métricas: Vendas; Mercado; Market-share; Mi...
WEB ANALYTICS Segundo a Web Analytics Association:“Web analytics é o processo de medição, coleta, análisee a produção de ...
WEB ANALYTICS PERMITE MENSURAR SUCESSO EPROPOR MELHORIAS EM UM CICLO VIRTUOSOMensuraçãoCompilaçãoAnáliseDiagnósticoPropost...
WEBCOUNTERS (1990) Contadores, hit counters ou ainda web counters; Incrementa um número a cada visualização e exibeao us...
LOG ANALYZERS (1993) Os log analyzers recolhem informações sobre acesso ao site apartir da leitura dos logs do web server...
FERRAMENTAS DE LOG ANALYZERSWeb Trends (1993) I/PRO (1994)Analog (1995)
FERRAMENTAS “TAG-BASED” (1996) O uso de tags javascript permitiu obtenção deinformações relevantes sem a necessidade dopr...
PADRÕES TECNOLÓGICOS DAS FERRAMENTASPrós Contras Exemplos• Maior disponibilidade dedados;• Informações precisas;• Não dema...
GOOGLE ANALYTICS (GA) Ferramenta de Web Analytics disponibilizadagratuitamente a qualquer usuário Google; Modelado a par...
CÓDIGO GA<script type="text/javascript">var gaJsHost = (("https:" == document.location.protocol) ? "https://ssl." :"http:/...
ENTENDENDO O CÓDIGO INSERIDO NASPÁGINAS<script type="text/javascript">var gaJsHost = (("https:" ==document.location.protoc...
TESTANDO SE O CÓDIGO FOI INSERIDOCORRETAMENTE1. Utilizar um analizador de HTTP (como HTTPFox ou Firebug);2. Entrar no site...
TESTANDO SE O CÓDIGO FOI INSERIDOCORRETAMENTE Se as chamadas estiverem ocorrendo sem erros,está ok; Imediatos os resulta...
CONTAS E PERFIS O Google Analytics suporta, por e-mail Google, a criação deno máximo 25 contas e 50 perfis por conta cria...
FILTROS E SUBCONTAS As segmentações dos perfis são realizadas através desubcontas “independentes” ou “espelhadas com filt...
O DASHBOARD O Dashboard fornece umavisão inicial geral do siteantes de análises maiscomplexas e profundas. É customizáve...
ALERTAS INTELIGENTESConfigurar sensibilidade paraidentificar mudançassignificativas de comportamento;Configurar alarmescus...
PANORAMA DE VISITANTESPanorama geral de comportamento dosvisitantes do site;Ponto de partida para iniciar aformulação de h...
ORIGEM GEOGRÁFICA
NAVEGADORES E S.O. Informações técnicasrelevantes para avaliar aexperiência do usuário nosite: Navegadores; Profundidad...
FONTES DE TRÁFEGO Usuário digita URL (acessodireto); Link de outro site; Busca:• Orgânica;• Paga; Link de Campanhas; ...
RELATÓRIOS DE TRÁFEGO “Buscas pagas”integradas ao Adwords,gerando maisinformações; Buscas internas (nopróprio site) sãoc...
 O Google Analytics possui parâmetros de URL quedevem ser passados para rastreamento decampanhas que gerem tráfego ao sit...
METAS Até 20 metas individuais podem serconfiguradas no Google Analytics,estas podendo também serconfiguradas em 4 grupos...
CONTEÚDO Principais relatórios: Páginas maisacessadas; Páginas de entrada; Páginas de saída; Palavras utilizadas para...
EVENTOS Além de páginas o GA também permite monitorar eventoscustomizados. Usando “_trackEvent” é possível mapear o comp...
EVENTOS Estas informações possibilitam obter um mapa decomo o usuário interage e consome conteúdo devídeo, incluindo temp...
MENSURANDO RETORNO DE CAMPANHASOFFLINE Informar apenas “site offline” em publicações, TV, rádio; Inserir página de redir...
GOOGLE ANALYTICS EM FANPAGE DOFACEBOOK Crie uma conta no Google Analytics com a url daFanPage; Faça o download do Facebo...
GOOGLE ANALYTICS EM FANPAGE DOFACEBOOK Analytics Code: código deTracking obtido nocadastramento do GoogleAnalytics; Doma...
GOOGLE ANALYTICS EM FANPAGE DOFACEBOOK No Facebook adicione o aplicativo Static FBML àsua página oficial; Acesse a FanPa...
CERTIFICAÇÃO:GOOGLE ANALYTICS INDIVIDUAL QUALIFICATION• Válida por 18 meses• Administrada eletronicamente• 70 questões de ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Marketing digital - Aula Google Analytics

1,378 views

Published on

Aula sobre Google Analytics - Faculdade União

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,378
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Marketing digital - Aula Google Analytics

  1. 1. Profª. Maria Alice JovinskiAula 11 – Google AnalyticsMARKETING DIGITAL
  2. 2. MÉTRICAS Métricas são importantes para a gestão demarketing; Exemplos de métricas: Vendas; Mercado; Market-share; Mind-share; Promoções; Eventos; Mídias; Preço;
  3. 3. WEB ANALYTICS Segundo a Web Analytics Association:“Web analytics é o processo de medição, coleta, análisee a produção de relatórios de dados de navegação einteração com o objetivo de entender e otimizar o usodos sites e páginas na Internet.”
  4. 4. WEB ANALYTICS PERMITE MENSURAR SUCESSO EPROPOR MELHORIAS EM UM CICLO VIRTUOSOMensuraçãoCompilaçãoAnáliseDiagnósticoPropostaExecuçãoImplementaçãoConversão
  5. 5. WEBCOUNTERS (1990) Contadores, hit counters ou ainda web counters; Incrementa um número a cada visualização e exibeao usuário; O motivo do uso dos contadores era mostrar a umnovo visitante que sua página tinha umavisibilidade expressiva;Este slide já foi visualizado vezes!
  6. 6. LOG ANALYZERS (1993) Os log analyzers recolhem informações sobre acesso ao site apartir da leitura dos logs do web server; Informações obtidas na época: Página acessada; Número do IP identificado; Identificador do navegador (User-Agent); Sistema operacional; Erros de Servidor (404, 500, etc); Uso: Avaliar erro; Disponibilidade (up-time); Links quebrados; Latência e time-outs; Compatibilidade com navegadores e plugins; Unidade mínima de mensuração: HITS
  7. 7. FERRAMENTAS DE LOG ANALYZERSWeb Trends (1993) I/PRO (1994)Analog (1995)
  8. 8. FERRAMENTAS “TAG-BASED” (1996) O uso de tags javascript permitiu obtenção deinformações relevantes sem a necessidade doprocessamento monumental e configuraçãoaltamente complexa dos log analyzers; Foco em informações críticas para o negócio: Origem de tráfego; Tempo de permanência; Rejeição; Funis de navegação; Conversões e metas; Unidade mínima de mensuração: VISITAS
  9. 9. PADRÕES TECNOLÓGICOS DAS FERRAMENTASPrós Contras Exemplos• Maior disponibilidade dedados;• Informações precisas;• Não demanda coding no site,logo não impacta performance;• Segurança dos dados.• Demanda poder deprocessamento e armazenamento,(aumento de custo);• Configuração muito complexapara obter dados relevantes.• WebLog Expert• AWStats• Analog• Alta flexibilidade;• Fácil configuração daferramenta;• Processamento remoto, levee “infinitamente” escalável.• Demanda coding no site,podendo impactar performance;• Algumas informações sãoimpossíveis de conseguir;• Não funciona em browsers semsuporte a javascript/cookies;• Dados confidenciais remotos.• Google™ Analytics• Yahoo! Analytics• Omniture® SiteCatalyst• Todas as anteriores • Todas as anteriores! • Webtrends™• Urchin
  10. 10. GOOGLE ANALYTICS (GA) Ferramenta de Web Analytics disponibilizadagratuitamente a qualquer usuário Google; Modelado a partir da tecnologia da Urchin SoftwareCorporation, adquirida pelo Google em 2005; Detém atualmente o maior Vendor Share entre todas asferramentas de Web Analytics (mensuráveis)*; Ferramenta baseada em tags javascript (first partycookies);
  11. 11. CÓDIGO GA<script type="text/javascript">var gaJsHost = (("https:" == document.location.protocol) ? "https://ssl." :"http://www.");document.write(unescape("%3Cscript src=" + gaJsHost + "google-analytics.com/ga.js type=text/javascript%3E%3C/script%3E"));</script><script type="text/javascript">try{var pageTracker = _gat._getTracker("UA-XXXXXXX-Y");pageTracker._trackPageview();} catch(err) {}</script><script type="text/javascript">var _gaq = _gaq || [];_gaq.push([_setAccount, UA-XXXXX-Y]);_gaq.push([_trackPageview]);(function() {var ga = document.createElement(script); ga.type = text/javascript;ga.async = true;ga.src = (https: == document.location.protocol ? https://ssl :http://www) + .google-analytics.com/ga.js;var s = document.getElementsByTagName(script)[0];s.parentNode.insertBefore(ga, s);})();</script>PadrãoAssíncrono• Substitui antigo código “Urchin”;• Posicionado ao fim da página(imediatamente antes do </body>);• Versão mais difundida atualmente;• Ainda é a versão “default” de implantação.• Versão alternativa à versão padrão;• Posicionada no início da página(imediatamente antes do </head>);• Versão otimizada e recomendada.Estável, difundidoe com grandesuporte na WEBContabiliza menosvisitantes por ficarno fim da páginaMais leve, novo,flexível e captadados de formamais precisa.Menos testado eexige recoding emsites com a tagantiga.
  12. 12. ENTENDENDO O CÓDIGO INSERIDO NASPÁGINAS<script type="text/javascript">var gaJsHost = (("https:" ==document.location.protocol) ? "https://ssl." :"http://www.");document.write(unescape("%3Cscript src=" +gaJsHost + "google-analytics.com/ga.jstype=text/javascript%3E%3C/script%3E"));</script><script type="text/javascript">try{var pageTracker = _gat._getTracker("UA-XXXXXXX-Y");pageTracker._trackPageview();} catch(err) {}</script>Responsável pelacarga do “ga.js”Chamada doPageview Tracker
  13. 13. TESTANDO SE O CÓDIGO FOI INSERIDOCORRETAMENTE1. Utilizar um analizador de HTTP (como HTTPFox ou Firebug);2. Entrar no site onde o código foi inserido3. Procurar por chamadas tipo “imagem gif”, com parâmetros contendo a string“utm” (Urchin Tracker Monitor”);4. O parâmetro “utmac” deve possuir a sintaxe “UA-XXXXXXX-Y”, ondeXXXXXXX-Y é seu número de conta único, provido já no código provido.httpFox - https://addons.mozilla.org/pt-BR/firefox/addon/66471234567-1
  14. 14. TESTANDO SE O CÓDIGO FOI INSERIDOCORRETAMENTE Se as chamadas estiverem ocorrendo sem erros,está ok; Imediatos os resultados a ser contabilizados apartir da inserção do código; Compilação dos dados usualmente disponível apartir de 24h;
  15. 15. CONTAS E PERFIS O Google Analytics suporta, por e-mail Google, a criação deno máximo 25 contas e 50 perfis por conta criada; Não há uma regra oficial mas usualmente: Contas se referem a um mesmo site ou cliente; Perfis são segmentações de uma conta que demandadados separados; Exemplo de conta www.kmm.com.br, perfis: Portal do Cliente Intranet Produtos Trabalhe Conosco
  16. 16. FILTROS E SUBCONTAS As segmentações dos perfis são realizadas através desubcontas “independentes” ou “espelhadas com filtro”: Independentes: Contas com dados independentes sob umaconta Global, usualmente um subdomínio ou URL diferente. Ex:www.meusite-blog.com.br vs. www.meusite.com.br; Espelhadas: Monitoram o mesmo domínio de outra conta,porém adicionando ou removendo informações através de filtros.Ex: “Excluir sempre o meu próprio range de IP‟s”; Filtros são aplicados à informação ANTES doarmazenamento dos dados colhidos, logo não é possíveldesligá-lo para obter dados retroativamente. É recomendadomanter sempre um perfil espelhado sem o filtro até que omesmo se comprove funcional;
  17. 17. O DASHBOARD O Dashboard fornece umavisão inicial geral do siteantes de análises maiscomplexas e profundas. É customizável para até 12módulos. Por padrão oDashboard contém:1. Perfil sendo visualizado2. Menu de relatórios3. Período da análise4. Curva da dimensão escolhida(visitas)5. Dados gerais de uso do site6. Visitantes7. Origem geográfica8. Fontes de tráfego9. Páginas mais visitadas213456798
  18. 18. ALERTAS INTELIGENTESConfigurar sensibilidade paraidentificar mudançassignificativas de comportamento;Configurar alarmescustomizados a seremdisparados por e-mail.
  19. 19. PANORAMA DE VISITANTESPanorama geral de comportamento dosvisitantes do site;Ponto de partida para iniciar aformulação de hipóteses;Benchmarking: caso habilitado (exigecompartilhamento de informações como Google) fornece referência dedesempenho de outros sites similares;
  20. 20. ORIGEM GEOGRÁFICA
  21. 21. NAVEGADORES E S.O. Informações técnicasrelevantes para avaliar aexperiência do usuário nosite: Navegadores; Profundidade de coresdo Desktop; Java Support ; Resolução; Flash;
  22. 22. FONTES DE TRÁFEGO Usuário digita URL (acessodireto); Link de outro site; Busca:• Orgânica;• Paga; Link de Campanhas; Cada tipo de tráfegodemanda análises distintas;
  23. 23. RELATÓRIOS DE TRÁFEGO “Buscas pagas”integradas ao Adwords,gerando maisinformações; Buscas internas (nopróprio site) sãocatalogadas em outrorelatório por não seruma fonte de tráfego;
  24. 24.  O Google Analytics possui parâmetros de URL quedevem ser passados para rastreamento decampanhas que gerem tráfego ao site:COMO RASTREAR UMA CAMPANHA?Campaign Source(utm_source)Obrigatório. Use utm_source para identificar a origem (motor de busca,newsletter, site, etc).Exemplo: utm_source=googleCampaign Medium(utm_medium)Obrigatório. Use utm_medium para identificar a forma de veiculação (e-mail, twitter, banner,busca paga).Exemplo: utm_medium=cpcCampaign Term(utm_term)Usado apenas em busca paga. Use utm_term pra informar as palavraschave.Example: utm_term=temaki+de+atumCampaign Content(utm_content)Usado para diferenciar versões de anúncios, linhas criativas e testesA/B.Examples: utm_content=sashimi or utm_content=hashisCampaign Name(utm_campaign)Usado pra identificação da campanha (nome).Exemplo: utm_campaign=aniversario_1ano
  25. 25. METAS Até 20 metas individuais podem serconfiguradas no Google Analytics,estas podendo também serconfiguradas em 4 grupos de 5“submetas”; Submetas podem constituir os passosnecessários para o cumprimento deuma meta maior, como a finalizaçãode um processo de compra oucadastro no site. Dependendo do tipode meta configurada é possívelinclusive desenhar um “funil deconversões”; Cada meta ou submeta pode aindareceber um valor definido pelo usuárioe é útil para cálculos de ROI,engajamento ou medição deefetividade;http://www.magnetsearchmarketing.com/images/funnel.jpg
  26. 26. CONTEÚDO Principais relatórios: Páginas maisacessadas; Páginas de entrada; Páginas de saída; Palavras utilizadas parachegar a cada página; Busca interna; Eventos;
  27. 27. EVENTOS Além de páginas o GA também permite monitorar eventoscustomizados. Usando “_trackEvent” é possível mapear o comportamento dousuário sem inflar os pageviews artificialmente:_trackEvent(category, action, optional_label, optional_value) ; Um exemplo de uso seria por exemplo a interação comvídeos no site: pageTracker._trackEvent(Video, „Reproduzir,„Fazendo_um_Temaki„); pageTracker._trackEvent(Video, „Pausa, „Fazendo_um_Temaki„); pageTracker._trackEvent(Video, „Para, „Fazendo_um_Temaki„,tempo_do_video); pageTracker._trackEvent(Video, „Fim,„Fazendo_um_Temaki„,tempo_do_video);
  28. 28. EVENTOS Estas informações possibilitam obter um mapa decomo o usuário interage e consome conteúdo devídeo, incluindo tempo de audiência e vídeos maisassistidos; O mesmo é válido para mapear downloads eimpressão de documentos, conteúdo em Flash equaisquer atividades não relacionadas àvisualização de páginas convencionais;
  29. 29. MENSURANDO RETORNO DE CAMPANHASOFFLINE Informar apenas “site offline” em publicações, TV, rádio; Inserir página de redirecionamento no site offline, com tagGA (manter diretório não indexável via “robots.txt”); Preferencialmente configurar direcionamento para site onlinejá com parâmetros de campanha citados anteriormente(utm_source=Globo&utm_medium=TV ouutm_source=Veja&utm_medium=revista); Para campanha online manter o site “oficial” da campanhaindexável por buscadores e apontado por banners, buscapaga e sites de referência;
  30. 30. GOOGLE ANALYTICS EM FANPAGE DOFACEBOOK Crie uma conta no Google Analytics com a url daFanPage; Faça o download do Facebook Google AnalyticsTracker na página oficial e salve em seu servidor.Ex: www.seusite.com.br/fbanalytics;
  31. 31. GOOGLE ANALYTICS EM FANPAGE DOFACEBOOK Analytics Code: código deTracking obtido nocadastramento do GoogleAnalytics; Domain on Analyticsendereço da FanPage; Page Link: nome que vaiser exibido na sua conta doAnalytics para identificar osite; Page Title: referência aotítulo da FanPage;
  32. 32. GOOGLE ANALYTICS EM FANPAGE DOFACEBOOK No Facebook adicione o aplicativo Static FBML àsua página oficial; Acesse a FanPage em “Editar página > AbaAplicativos“; Acesse "editar configurações" doStatic FBML e useo código gerado pelo Facebook Google AnalyticsTracker; Acompanhe suas estatísticas através do GoogleAnalytics;
  33. 33. CERTIFICAÇÃO:GOOGLE ANALYTICS INDIVIDUAL QUALIFICATION• Válida por 18 meses• Administrada eletronicamente• 70 questões de mútipla escolha (inglês)• Nota mínima: 80% de acertos• Valor: $50 USD (por tentativa)• Curso online:http://www.google.com/support/conversionuniversity/ (em inglês)• Teste: http://google.starttest.com/

×