O Cuidar E O Educar No Dia A Dia Dos Ceme Is

1,276 views

Published on

Trabalho realizado pelas orientadoras pedagógicas Rachel e Ivete.

Published in: Education, Health & Medicine
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,276
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
18
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O Cuidar E O Educar No Dia A Dia Dos Ceme Is

  1. 1. O CUIDAR E O EDUCAR NO DIA A DIA DOS CEMEIs: D. EDUARDO PEREIRA DE ALMEIDA FRANCISCO XAVIER SIGRIST MARGARIDA MARIA ALVES SYLVIA MIRANDA DA CRUZ PASCHOAL QUE SÃO DIRIGIDOS COM MUITO CARINHO. CUIDAR E EDUCAR É... PROFESSORA DENISE / MONITORAS ELIZABETH, MARIA JOSÉ, HELOISY E FABIANA – CEMEI SYLVIA M. DA CRUZ PASCHOAL 2008
  2. 2. DIRETORA WALDINA,VICE – DIRETOR EDMILSON E MONITORA SIDILENE
  3. 3. GEM – CEMEI SYLVIA PASCHOAL 2008 GEM CEMEI DR. EDUARDO 2009
  4. 4. SITUAÇÕES COTIDIANAS EM SALA DE AULA. PROFESSORA LILIAN AGI A – CEMEI SYLVIA M. DA CRUZ PASCHOAL 2008
  5. 5. AG. I A – PROF. CRISTINA E MONITORA LUCELENA CEMEI DR. EDUARDO AG. II B – PROF. MIRIAM E MONITORA IVONE CEMEI DR. EDUARDO 2009
  6. 6. PROFESSORA IVETE AG. III C CEMEI FRANSCISCO X. SIGRIST 2008
  7. 7. NEUSA EQUIPE DE APOIO – CEMEI DR. EDUARDO 2009 AGII A – MONITORES JOÃO E FRANCISMARY CEMEI SYLVIA M. DA C. PASCHOAL
  8. 8. CULTURA E LAZER
  9. 9. ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
  10. 10. FESTA DAS FRUTAS PROFs IVETE E SUELI EMEI CANTINHO DA FELICIDADE – 2006
  11. 11. TRABALHANDO A PARTILHA- AGENTE DE APOIO MAGDA CEMEI MARGARIDA 2007
  12. 12. PARCERIA ESCOLA/ SAÚDE - LIGIA AGENTE DE SAÚDE CEMEI SYLVIA PASCHOAL 2008 AGENTE DE SAÚDE DO CENTRO DE SAÚDE PQ. DA FIGUEIRA CEMEI DR. EDUARDO 2009
  13. 13. REUNIÃO DE SETOR DO AG. II B CEMEI DR. EDUARDO 2009 RPAI CEMEI SYLVIA PASCHOAL - 2008
  14. 14. O educador como adulto de referência Ninguém chega a tornar-se humano se está só: tornamo-nos humanos uns aos outros. A nossa humanidade foi-nos "contagiada": é uma doença mortal que nunca teríamos desenvolvido se não fosse a proximidade dos nossos semelhantes! Passaram-no-la de boca em boca, pela palavra , mas antes ainda pelo olhar: quando ainda estávamos muito longe de saber ler, já tinhamos lido a nossa humanidade nos olhos dos nossos pais ou de quem, em seu lugar, nos deu atenção. (Fernado Savater, 2000).

×