Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Termo De ReferêNcia Fdc & Invit

668 views

Published on

Published in: Business, Technology
  • Be the first to comment

Termo De ReferêNcia Fdc & Invit

  1. 1. Integração de Gestão de Negócios e Tecnologia da Informação Termo de Referência Outubro/2006
  2. 2. <ul><li>Promover a integração entre Gestão de Negócios e Tecnologia da Informação, tanto no âmbito conceitual-teórico quanto no pragmático-aplicado. </li></ul><ul><ul><li>Desenvolver e aplicar modelos integrados de gestão de processos, de desempenho, de conhecimento e de automação </li></ul></ul><ul><ul><li>Substanciar diretrizes e práticas de gestão a partir de soluções de TI intrinsecamente a elas alinhadas </li></ul></ul><ul><ul><li>Catalisar a competência corporativa em aplicação de Tecnologia da Informação </li></ul></ul><ul><ul><li>Potencializar empreendimentos e iniciativas intensivos em Tecnologia da Informação </li></ul></ul>OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS
  3. 3. <ul><li>Núcleo de Pesquisa em Tecnologia da Informação Aplicada </li></ul><ul><ul><li>Focado em competência na aplicação de TI ao ambiente de negócios, abordando Governança de TI, Gestão de Serviços, Alinhamento Estratégico, Terceirização, Inovação, Recursos Humanos e Negócios em TI </li></ul></ul><ul><li>Acordo operacional para Serviços ao Mercado Corporativo </li></ul><ul><ul><li>Pacote de serviços profissionais, integrando orientação estratégica e metodológica para gestão de negócios com consultoria e assessoria em TI </li></ul></ul>CONTEÚDO DO PROJETO
  4. 4. <ul><li>Invit: </li></ul><ul><ul><li>Agrega competência em gestão de informação, contemplando modelagem e automação de processos, gestão de conhecimento, gestão de desempenho, arquitetura e engenharia de software, tecnologia e inovação, gestão de requisitos, qualidade e testes, implantação e mudanças, gestão de serviços e governança de TI </li></ul></ul><ul><ul><li>Estrutura a proposta de valor em produtos, processos, estratégias de entrada, gestão de conta e gestão de nível de serviço </li></ul></ul><ul><li>Fundação Dom Cabral: </li></ul><ul><ul><li>Agrega competência em gestão de negócios, com programas que suportam e/ou demandam iniciativas correlatas de TI, desde o âmbito estratégico até o operacional </li></ul></ul><ul><ul><li>Estrutura a pesquisa e desenvolvimento de conceitos e métodos para aplicação de tecnologia TI em negócios </li></ul></ul><ul><li>MinasInvest: </li></ul><ul><ul><li>congrega esforços e capacitações e atua como aglutinador e interlocutor comum dos interesses das partes </li></ul></ul>PARCEIROS E ATRIBUIÇÕES
  5. 5. <ul><li>Invit: </li></ul><ul><ul><li>Sua atuação desde o âmbito estratégico e seu foco em necessidades de negócio frequentemente esbarram em questões de gestão, o que vem demandar articulação e competência que extrapolam a área e o executivo de TI das empresas. </li></ul></ul><ul><li>Fundação Dom Cabral: </li></ul><ul><ul><li>Cada vez mais a tecnologia da informação integra o rol de competências necessárias a uma gestão de alto desempenho – seja como ferramental, seja como empreendimento. </li></ul></ul><ul><ul><li>Além disso, grande parte das iniciativas e programas corporativos estão fortemente apoiados na capacidade de realização estratégica das áreas e provedores de TI – capacidade essa diretamente proporcional à maturidade de processos, métodos e conhecimentos e ao alinhamento das estratégias de TI com as de negócio. </li></ul></ul><ul><li>MinasInvest: </li></ul><ul><ul><li>Disponibiliza os serviços de ambos em suas proposta de Global Solution . </li></ul></ul>PRINCÍPIO DAS RELAÇÕES
  6. 6. <ul><li>Criação de um centro de referência em Gestão de Tecnologia da Informação, com modelos e propostas orientadas às necessidades e potencialidades nacionais </li></ul><ul><li>Aumento da maturidade de gestão do ambiente empresarial, melhorando a competitividade nacional e a efetividade dos investimentos em TI </li></ul><ul><li>Criação de massa-crítica consultiva e de massa-crítica decisória para o desenho e consumo de serviços e soluções de TI de alto valor agregado </li></ul><ul><li>Influência oxigenadora à mentalidade nacional para modelos de apoio à Tecnologia de Informação como atividade-fim e como atividade-meio </li></ul>RESULTADOS ESPERADOS
  7. 7. <ul><li>Governança Corporativa implica em transparência e maturidade de processos de negócio. Ambos demandam a contrapartida de TI (Governança de TI) e exigem um nível de serviço que extrapola a atuação executora da TI (automação) e atinge uma postura consultiva e pró-ativa, avançando às áreas de engenharia e execução de processos, gestão de desempenho e gestão de conhecimento </li></ul><ul><li>Grandes escolas de gestão internacionais têm há anos tratado a TI como competência essencial, gerando modelos de referência em adoção, gestão e exploração da tecnologia da informação </li></ul><ul><li>Vários ferramentais utilizados para desenvolver as áreas de TI corporativas (modelos de maturidade, técnicas de modelagem e especificação de processos, melhores práticas, normas de qualidade, etc.) acabaram por gerar competências que podem ser extrapoladas aos demais processos corporativos e que colocam os profissionais de TI como importantes atores na estruturação e na maturação dos processos e da gestão das empresas </li></ul>CONTEXTO
  8. 8. <ul><li>Grande parte das correntes administrativas tem contrapartidas em soluções de TI (como Mkt 1-2-1/CRM, BSC/BI,KM/EP, etc.). Via modismos tecnológicos, infelizmente muitas oportunidades reais de melhoria acabam sendo desperdiçadas por iniciativas despreparadas de TI, sem respaldo conceitual e metodológico e sem terem seus impactos organizacionais e estratégicos mensurados e geridos </li></ul><ul><li>A pesquisa científica e a indústria de TI nacionais tradicionalmente são focadas em tecnologia básica, com baixa interação empresa-escola e baixa sustentabilidade de negócios. Tal fato posa como uma das origens do déficit de competência em aplicação de tecnologia do país e da incipiência das empresas nacionais na competição pelos mercados internacionais de serviços de TI </li></ul>CONTEXTO
  9. 9. <ul><li>O desenvolvimento da parceria dar-se-ia como segue: </li></ul>ETAPAS & METODOLOGIA <ul><li>Avaliar complementaridade de propostas e áreas de interesse </li></ul><ul><li>Abordar uma empresa (cliente Invit) com demandas de negócio a partir de TI </li></ul><ul><li>Abordar uma empresa (apoiada pela FDC) com demandas de TI a partir de negócio </li></ul><ul><li>Definir proposta de pesquisa & desenvolvimento em pesquisa de TI aplicada </li></ul><ul><li>Montar acordo operacional para oferta integrada de “Serviços Corporativos” </li></ul><ul><li>Formar base de recursos profissionais orientados à proposta </li></ul><ul><li>Influenciar meios acadêmico, governamental e institucional para os estudos e as visões obtidas da parceria (projetos acadêmicos e soluções de negócio) </li></ul>

×