Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

O que é o amor - Caldas Barbosa

2,168 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

O que é o amor - Caldas Barbosa

  1. 1. Levantou-se na cidadeum novo e geral clamor:todos contra amor se queixam,ninguém sabe o que é amor.
  2. 2. Dizem uns que ele é doçuraDizem uns que ele é doçura outros dizem que ele é dor;outros dizem que ele é dor; não lhe acertam nome próprio,não lhe acertam nome próprio, ninguém sabe o que é amor.ninguém sabe o que é amor.
  3. 3. Que importa que alguém presumanestas cousas ser doutro,se ele ignora como os outros?Ninguém sabe o que é amor.
  4. 4. Amor é uma ciência que não pode haver maiorpois por mais que amor se estude, ninguém sabe o que é amor.
  5. 5. Em mil formas aparece o menino encantador;inda assim não se conhece...Ninguém sabe o que é amor.
  6. 6. Ao valente faz covarde,ao covarde dá valor:como é isto não se sabe,ninguém sabe o que é amor.
  7. 7. Choram uns o seu desprezo,outros cantam seu favor,de amor chora, de amor cantam...Ninguém sabe o que é amor.
  8. 8. A uns faz gelar de susto,noutros causa um doce ardor;não se sabe a qualidade,ninguém sabe o que é amor.
  9. 9. Amor tem um ser divino,não tem forma, corpo ou cor, sente-se mas não se vê...Ninguém sabe o que é amor.
  10. 10. O AUTOR:Domingos CALDASBARBOSA
  11. 11. Domingos CALDAS BARBOSA 04/8/1738 – Rio de Janeiro - Brasil 09/11/1800 – Lisboa - PortugalFilho de um português com uma escrava angolana, foi enviado para Portugal em1763, para estudar em Coimbra. Posteriormente em Lisboa, celebrizou-se pelastrovas improvisadas ao som da sua viola de corda de arame. Suas composiçõesestão reunidas no livro Viola de Lereno, pseudônimo que ele adotava.Foi soldado nas lutas na Colônia de Sacramento, fez, em Lisboa, uma vida depadre mundano, que Tolentino satirizou, animando assembleias burguesas, salõesfidalgos e até serões do paço real.Em sua poesia tratou das peculiaridades afetivas do povo brasileiro, distinguindo-as das dos portugueses. Se aproximou assim de temas românticos, ainda que demaneira não tão profunda.É o Patrono da Cadeira nº3 da Academia Brasileira de Música .
  12. 12. FORMATAÇÃO: Mima (Wilma) Badan mimabadan@yahoo.com.br MÚSICA: É o amor (Zezé de Camargo) Execução: Flauta de Pan IMAGENS: da Internet (Repasse com os devidos créditos) BLOGs de MIMA BADAN: www.mimabadan.blogspot.com wwwrecantodepalavras.blogspot.com wwwrecantodasreceitas.blogspot.com wwwpurezadoutrinaria.blogspot.com wwwcasadavovomima.blogspot.comPPSs e ESTÓRIAS INFANTIS de MIMA BADAN: www.slideshare.net/mimabadan

×