A mediunidade através dos tempos - Coeem-GEB

1,585 views

Published on

Published in: Spiritual
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,585
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
90
Actions
Shares
0
Downloads
63
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A mediunidade através dos tempos - Coeem-GEB

  1. 1. • Arthur Conan Doyle - História do Espiritismo - I a V• Gabriel Delanne - O Fenômeno Espírita –1ª p. – I e II• Allan Kardec – Introdução à Doutrina Espírita – 3ª parte• Léon Denis - No Invisível – 1ª parte – IV• J. Herculano Pires – Mediunidade-Vida e Comunicação• Allan Kardec – O Livro dos Médiuns – 2ª parte – I e II – O Evangelho seg. o Espiritismo – Introdução
  2. 2. “O espírita precisa ainda, conhecer um pouco de História, a fim de dar expansão às inspirações que descerão do invisível, ajudando nos trabalhos a realizar para divulgação de sua crença, pois em todas as civilizações deste mundo existiram o rastro de comunicação dos espíritos e dos princípios divinos.”Yvonne Pereira - Pelos caminhos da
  3. 3. Períodos da História Pré-História – Antes de 3.500 a.C. – Invenção EscritaIdade Antiga – 3.500 a.C. a 476 d.C.- Fim do Império Romano do OcidenteIdade Média – 476 d.C. a 1.453 d.C. – Fim... do Oriente-T. Constantinopla.Idade Moderna – 1.453 d.C. a 1.789 d.C.- Revolução FrancesaIdade Contemporânea – 1.789 d.C. ...
  4. 4. MEDIUNIDADE Faculdade natural, inerente ao ser humano, que independe de crença religiosa e se fez presente em todas as épocas da humanidade. A MEDIUNIDADESe transforma em crescimento e amadurecimento espiritual quando for exercida com prazer e compreendida em termos de espontaneidade e predisposição natural.
  5. 5. MÉDIUM “Todo aquele que sente em qualquer graua presença dos Espíritos é,por isso mesmo, médium.” (AK.LM-XIV)
  6. 6. "A mediunidade é omediunismodesenvolvido, DOUTRINAracionalizado esubmetido aos princípios ESPÍRITAreligiosos, filosóficos eàs pesquisas científicasnecessárias aoesclarecimento dos COEEMfenômenos, suanatureza e suas leis.”
  7. 7. Para desenvolver a mediunidade, é necessário, inicialmente, aprender a comunicar-se com os próprios sentimentos para, a partir daí, entrar em contato com os deoutras pessoas (encarnadas ou não). Autoconhecimento
  8. 8. Os fenômenos mediúnicos sempre existiram ESPIRITISMO: estudo e divulgação
  9. 9. REVELAÇÕES conforme onível de entendimento dos homens do seu tempo ESPIRITISMO - amadurecimento da humanidade - conhecimento de outras ciências
  10. 10. MOISÉS JESUS ESPIRITISMO
  11. 11. DECÁLOGO Recebido por MoisésSuas palavras resumema Lei, dada por Deus ao povo de Israel. Êxodo, 20:2-17Deuteronômio 5:6-21
  12. 12. ÍNDIA – “VEDAS” quatrotextos, escritos emsânscrito por volta de 1500 a.C. , queformam a base doextenso sistema deescrituras sagradas do hinduísmo
  13. 13. CHINA desde tempos imemoriaisevocação dos Espíritos dos ancestrais EGITOmagos dos faraós realizavam prodígios HEBREUS proibição de Moisés - exercício da evocação de Espíritos
  14. 14. • GRÉCIA – crença nas evocações era geral – Templos – pitonisas encarregadas de receber os oráculos evocando os deuses. – HOMERO, na Odisseia, descreveu as cerimônias onde Ulisses podia conversar com a sombra do adivinho Tirésias.• ROMANOS – prática das evocações era comum: – Sibilas evocavam os mortos, interrogavam os Espíritos; – Consultadas pelos generais - decisão após conselhos.
  15. 15. O profeta Eliasalimentou-se,graças a um anjoque lhe depositava,ao lado, pão cozidodebaixo de cinza(Reis III, 19:5,6).APARIÇÃO eTRANSPORTE
  16. 16. SAULO - A caminho de Damasco vê um clarão que lhe cega os olhos, cai do cavalo e ouve uma voz: “Saulo, Saulo, por que me persegues?”
  17. 17. FRANÇA – Século XIVFrança aos pés dos inglesesAjuda de moça de 18 anos – França salva da morte – JOANA D’ARC – consulta às vozes – inspiração para suas palavras e seus atosAMÉRICA, OCEANIA, ÁFRICA – Feiticeiros ou xamãs
  18. 18. PRECURSORES do ESPIRITISMOEm História doEspiritismo,Arthur Conan Doyleconsidera três médiunscomo precursores daDoutrina Espírita:EmmanuelSwedenborg, EdwardIrving eAndrew Jackson Davis A. Conan Doyle
  19. 19. SÓCRATES - 469 a.C. (Atenas) - 399 a.C.PLATÃO - 427-428 a.C.(Atenas) - 347 a.C.
  20. 20. Doutrina de SÓCRATES e PLATÃO• Homem: alma encarnada - Preexistência da alma - Sobrevivência à morte do corpo lma) - Do m. material ao m. espiritual - Do m. espiritual ao m. material (Reencarnação) Germe da Doutrina Espírita
  21. 21. DANTE ALIGHIERI Florença – 1265 – 1321 Maior poeta da língua italiana A DIVINA COMÉDIA Obra prima escrita entre 1307 e 1321 Narra uma odisseia pelo Inferno, Purgatório e Paraíso; descreve cada etapa da viagem com detalhes quase visuais.
  22. 22. EMMANUEL SWEDENBORG Estocolmo-Suécia – 1688 Londres – Inglaterra - 1772 Dominava quase todo o conhecimento do seu tempo Amplas faculdades mediúnicas Primeira visão e revelação espírita em 1743, aos 55 a.
  23. 23. ANDREW JACKSON DAVIS EUA – 1826 – 1910- Um dos maiores médiunsde sua época, chamado de “Allan Kardec norte-americano”. - Faculdade de ver e descrever o corpo humano. - Descrevia o fenômeno desencarnatório
  24. 24. Em 31/03/1848 anotou: “Esta madrugada um sopro fresco passou pelaminha face, e ouvi uma voz suave e forte a dizer: Irmão, um bom trabalho foi iniciado – olha! ... Fiquei pensando o que queria dizer aquela mensagem.” Ficou conhecido como o Profeta da Nova Revelação.
  25. 25. FAMÍLIA FOX: John, Margareth e as filhas Kate e Maggie de 11 e 14 anos; membros da igreja episcopal metodista.1847: adquirem uma casa e instalam-se em 11/12.3 meses após a mudança: no meio de uma noite, os golpes fortes começaram e assim continuou. O chão dos quartos vibrava tanto que as camas tremiam. Não conseguiam dormir na casa.
  26. 26. 31 de março de 1848 Kate: “Senhor Pé Rachado, Faça o que eu faço. "Agora faça exatamente como eu. Conte um, dois, três, quatro" e bateu palmas.As meninas começaram a imitar fazendo batidas na parede com seus dedos e os golpes “respondiam”.Kate deu uma batida – uma resposta. Maggie pediu: “Agora faça como eu, conte um, dois, três, quatro...”
  27. 27. O ESPÍRITO O espírito que se comunicava era de Charles B. Rosma, homem de 31 anos e que foi assassinado naquela casa há 4 anos, cujo corpo foi enterrado na adega. Algum tempo depois, foi descoberta umaossada, mas, não foi possível a certeza de que era de Charles.
  28. 28. França - Europa - alguns lugares do mundo NOVIDADE : MESAS GIRANTES RIVAIL:1843 (Rivail - 50 anos) - escritor, mestre “Um efeito inteligentedeve ter por causa uma força inteligente.”
  29. 29. 18 de abril de 1857 – LE LIVRE DES ESPRITS “... Da comparação e da fusão de todas as respostas,coordenadas, classificadas e muitas vezes retocadas no silêncio da meditação, foi que elaborei a 1ª edição de O Livro dos Espíritos .” (AK)
  30. 30. O NOVO – A DOUTRINA ESPÍRITA. Explicação e demonstração lógica dos fatos . Conhecimento da natureza dos Espíritos, de sua missão e de seu modo de agir . Revelação de nosso estado futuro
  31. 31. Um Umamédium mediunidade
  32. 32. Um Um médium,batuirense, umaum amigo mediunidade

×