Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

A Lua de Joana

8,731 views

Published on

  • Be the first to comment

A Lua de Joana

  1. 1. A Lua de JoanaMaria Teresa Maia Gonzalez Professora: Lurdes Augusto
  2. 2. Dia 28 de Agosto – relações pessoais e motivações1 - Esta é uma página de diário, com factos e emoções. Justifica a afirmação.Esta é uma página de diário, com elementos objetivos e subjetivos. Justifica.Esta é uma página de diário. Justifica.2 – Apresenta a motivação de Joana para a escrita.3 – A cor dominante no quarto de Joana é o branco, porquê, qualé o seu simbolismo? 3.1 – Qual o simbolismo e intencionalidade da “lua”?4 – Apresenta o estado psicológico da protagonista. ( tempo psicológico)5 – É já possível descrever o espaço social presente no excerto? Justifica, fazendoreferência a elementos do texto.6 - A linguagem é marcada por uma pontuação muito expressiva. Apresenta a suaintencionalidade e efeito.7 – Descreve a relação entre Joana e os diferentes elementos da sua família.
  3. 3. Dia 12 de Setembro – relação com o exterior próximo1 - Descreve como decorreu o encontro da Joana com a família de Marta.2 – Explica a razão da existência de tantas reticências no discurso da mãe daMarta.
  4. 4. Dia16 de Setembro – relação com o exterior próximo1 - Compara os dois núcleos familiares apresentados até ao momento2 – Descreve a relação de Joana com Diogo neste momento.
  5. 5. Dia 18 de Setembro e 24 de Setembro – relações sociais1 – Como é que joana encara a posição dos colegas e da professora, nos primeirosdias de aulas? Justifica.2 – Descreve a relação social que Joana estabelece na escola/turma.3 – Descreve o seu estado de espírito e justifica.
  6. 6. - Lê ainda estes excertos retirados de A Lua de Joana “ A avó Ju pediu-me para falar com o Pré- “A avó Ju deu-me uns brincos que usava histórico, por causa da minha mãe, mas quando era nova (…) Um amor, a minha acho que não vale a pena.” avó.” “ À minha avó ofereci uma coisa especial: “A avó Ju e a minha mãe fazem anos como a moldura do meu avô estava muito amanhã. Como é possível que duas velhota, fiz eu uma, (…) e coloquei-lhe à pessoas tão diferentes tenham nascido no volta uma fita de seda que era de um mesmo dia?!” vestido feito pela minha avó quando eu tinha 8 anos.”– A relação entre a Joana e a avó era especial, pois a avó tinha um papel importantena família. Justifica a afirmação com palavras tuas e recorrendo às citaçõesanteriores. – Tendo em conta todo o conhecimento que tens da obra, caracterizapsicologicamente a personagem principal.
  7. 7. Ficha de verificação de leitura e Síntese da primeira parte: Até à morte da avó Ju - Dia 2 de Abril1 - Joana escreve o diário, porque sempre o fez e agora não tem com quem falar. F1 - Escrever o diário é uma forma de manter viva a memória de Marta. V2 – Joana foi muito amiga de Marta, mas não a consegue perdoar. V2 – Como Joana é muito amiga de Marta, perdoou facilmente Marta e compreendeu oque lhe acontecera. F3 - Quando faz catorze anos, Joana recebe um relógio uns brincos e um diário. F3 – Faz um mês que Marta morreu e Joana faz 14 anos, no dia em que começa a escrever.V4 – Joana redecorou o quarto e comprou uma escrivaninha branca – F4 – Joana redecorou o quarto , a cor dominante é o branco e arranjou um banco dossonhos. F5 – A Joana voltou a falar com a família de Marta e Luís logo após a morte de Marta. F5 – Joana vai a casa dos pais de Marta todos os dias, desde que Marta morreu, assimsente-se mais próxima dela. F
  8. 8. 6 – Esta escrita do Diário foi recomendada pelos pais.F6 – esta escrita do Diário foi recomendada pela avó Ju. F7 – Marta quer continuar amiga de Diogo, mas ele encontra-se muito perturbado equase não fala com ninguém. F7 – Nesta primeira fase, ela tem pesadelos com a Marta, quer falar com o pai, mas elediz-lhe que aquilo vai passar com o tempo. F8 – A mãe de Marta oferece uma caixa a Joana, onde estão coisas da Marta. Ela abre-aimediatamente. F8 – Dentro da caixa que a mãe da Marta dá a Joana está, entre outras coisas, umacolecção de caleidoscópios. F9 – Joana quer ajudar Diogo e tenta aproximar-se dele. V9 – No primeiro dia de aulas, ninguém se queria sentar no lugar da Marta. V10 – O Luís fez um discurso, dizendo que não compreendia como é que alguéminteligente, com apoio familiar pudesse enveredar pelo caminho das drogas. F10 – Joana concorda com João Pedro, quando ele diz não compreender Marta, mastenta defendê-la na presença do colega. V
  9. 9. 11 – O aniversário do pai aproxima-se e ela quer oferecer-lhe uma moldura com asua fotografia. V11 – O aniversário do pai causa um ataque de nervos à mãe e Joana oferece-lheuma moldura sem foto. V12 – Finalmente, Joana consegue falar com Diogo, este diz que não conhece ogrupo de Punks com que a irmã se deu nos últimos seis meses. Mas que são todosiguais. F12- Na opinião de Diogo, não há nada de novo nos grupos de punks, são todosiguais, começam por um charro e acabam todos mortos. V13 – A relação de Joana com o irmão é complicada, ela considera que ele é mal-educado e mimado. V13 – A mãe de Joana pensa que o filho está traumatizado, porque chumbou no anoanterior, a Joana não concorda com isso. V14 – A Joana engorda dois quilos, mas ninguém repara, por isso começa uma dieta àsescondidas. F14 – O “Pré-histórico” vai ao psicólogo e, a partir daí, o seu comportamento melhorarámuito. F
  10. 10. 15 – A peça que a Joana vai realizar com o João Pedro chamar-se-á “ De quem é aculpa?” F15 – A peça de teatro que a Joana vai realizar chamar-se-á “ Os Amigos da onça”. V16 – No dia de Todos os Santos, Joana dá um passeio com Diogo, os pais da Marta vão àmissa. F16 – no dia de todos os Santos, os pais da Marta convidam-na para ir à missa. O Diogonão quer, mas acaba por ir. F17 – A Joana continua a ser muito requisitada e respeitada pelos colegas. Ela defende oNinja num conselho disciplinar. V17 – Joana fala constantemente dos relógios que a mãe lheoferece, mas, ironicamente, os pais nunca chegam a horas. F18 – A apresentação da peça foi no final do 1ºperíodo e foi um sucesso, recolherammuito dinheiro, mas a direcção não permitiu que se fizessem as obras na sala deconvívio. F18 – A peça inspirada no que aconteceu à Marta decorreu no final do 1º Período, foium sucesso, mas a avó Ju não pôde ir porque estava adoentada. F19 – No Natal, O Diogo não lhe ofereceu nada, mas o João Pedro ofereceu-lhe um livro. F19 – No Natal, o Diogo ofereceu-lhe uma caixinha de música toda branca, o que a deixouradiante. V
  11. 11. 20 – A mãe e a avó Ju fazem anos no mesmo dia. Joana quer oferecer à avó uma moldurae à mãe uma planta. V20 - A mãe e a avó Ju fazem anos no mesmo dia, o que leva Ju a pensar que elas sãomuito parecidas. F21 – Joana continua preocupada com Diogo e faz referência às namoradas dele. V21 – Joana revela entusiasmo pelo Luís, considera-o adulto, interessante e giro. V22 – A avó de Joana adoece e ela mostra-se preocupada. Espera que ela adormeça epede-lhe para que não a abandone. V22 – A avó Ju adoece, pois tem o coração muito fraco. V23 – Quando a avó fica doente, Joana deixa de sonhar com a Marta, mas tem cada vezmais dificuldades em estudar e estar concentrada. V23 – A concentração da Marta começa a ser menor, ela já não tem vontade de estudar ea sua desadequação acentua-se. F24 – Joana vê os pais do Diogo no elevador e eles parecem chateados um com ooutro, dias depois sabe que eles se vão separar. V24 – Joana ouve uma discussão entre os pais da Marta, que a deixa chocadíssima. V25 – A avó Ju morre e ela sente-se eletrica, oca e não conseguiu chorar. V25 – A Avó Ju morreu e ela sente que o mundo acabou para ela, por isso chora durantetodo o dia. F
  12. 12. Segunda parte: Após a morte da avó Ju – Dia 2 de Maio4 e 6 Maio – novo poema ao pai que rasga e substitui por umacarta.12 de Maio - A relação com Deus – a experiência com a Dona Arminda – Deus é um círculo preto.13 de Maio – relação pais e filhos - não compreende a sua própria mudança - primeiras semelhanças com a Marta25 de Maio – comportamento desviante - envolvimento com Diogo - corte do cabelo25 de Maio – falta de perspetivas para o futuro29 de Junho – pouca exigência consigo mesma - novas companhias de Diogo - o grande ponto de interrogação – o estado de alma
  13. 13. 14 de Julho – visita ao lar - grande tema - velhice20 de Agosto – encontra o cão: Lucas28 de Agosto – o seu aniversário - mudança de atitude do irmão10 de Setembro – suspeitas sobre o comportamento de Diogo - sinais evidentes de consumo de drogas30 de Setembro - inicia uma amizade com uma antiga amiga de Marta - Rita - início da ligação ao mundo de Marta - abordagem pouco ofensiva/conquista da amizade.
  14. 14. 6 de Outubro – necessidade do estímulo exterior25 de Outubro – o Diogo pede dinheiro à Joana pelaprimeira vez1 de Novembro – Dia de todos os Santos (mais próximada morte) - a festa com novos amigos - pedido de dinheiro - a cara estranha de Rita - experiência com o álcool25 de Dezembro – descobre que o Diogo e a Rita sedrogam3 de Janeiro – confusão/ não sabe o que fazer20 de Fevereiro – experimenta pela primeira vez2 de Março – já experimentou mais vezes20 de Março – consciência de que é fraca e covarde
  15. 15. 25 de Março - tatuagem no pulso - simbologia do relógio - necessidade de se curar1 de Abril – Diogo entrou para um programa de desintoxicação - Joana afasta-se para Cascais - aproximação à mãe15 de Abril – Diogo está curado - ela continua instável20 de Maio – nova tentativa de se afastar da droga - tenta cortar o contacto com a dealer26 de Maio - desiste da pintura2 de Junho – balanço – pai continua longe - a mãe faz um esforço para falar com ela - não sabe nada do Diogo nem doas antigos amigos - não se perdoa, mas perdoa a Marta5 de Julho – sonho – da morte ascensão a um outro estado - último telefonema à Rita. - fim
  16. 16. Grandes Temas: Grandes Temas: A morte O divórcio Grandes Temas: A existência de DeusGrandes Temas: A Toxicodependência Grandes Temas: A relação entre pais e filhosGrandes Temas: A velhice
  17. 17. A Lua de JoanaMaria Teresa Maia Gonzalez Professora: Lurdes Augusto

×