RE-VA-M2 - Estilos de Aprendizagem

8,093 views

Published on

SlideShow constante do Módulo 2 da Oficina "Virtualizando a Aula" da RedEducação <www> elaborado pelo Prof. Milton JB Sobreiro.

Published in: Education
0 Comments
8 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
8,093
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
594
Actions
Shares
0
Downloads
335
Comments
0
Likes
8
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

RE-VA-M2 - Estilos de Aprendizagem

  1. 1. Teoria dos Estilos de Aprendizagem Prof. Milton JB Sobreiro
  2. 2. <ul><li>Segundo Alonso e Gallego (2000, 2002): </li></ul><ul><li>Uma série de distintos comportamentos sob uma etiqueta; </li></ul><ul><li>Rasgos cognitivos, afetivos e fisiológicos – indicadores relativamente estáveis – de como o aluno percebe, interage e responde ao seu ambiente de aprendizagem; </li></ul><ul><li>Preferências e tendências altamente individualizadas que influenciam na maneira de aprender um conteúdo. </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Conceituando Estilos de Aprendizagem
  3. 3. <ul><li>Segundo Alonso e Gallego (2000, 2002): </li></ul><ul><li>Caráter Positivo: na classificação e análise dos comportamentos individuais na aquisição do conhecimento; </li></ul><ul><li>Caráter Negativo: quando se presta, exclusivamente, para rotular o indivíduo. </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Conceituando Estilos de Aprendizagem
  4. 4. <ul><li>Os Quatro Estilos de Aprendizagem Segundo Alonso e Gallego (2002): </li></ul><ul><li>Ativo: Valoriza dados da experiência, entusiasma-se com tarefas novas, muita agilidade no agir; </li></ul><ul><li>Reflexivo: Atualiza os dados, estuda, reflete e analisa; </li></ul><ul><li>Teórico: Estabelece teorias, princípios e modelos, busca a estrutura, sintetiza, é lógico; </li></ul><ul><li>Pragmático: Aplica a idéia, faz experimentos. </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Classificando Estilos de Aprendizagem
  5. 5. Auxilia no Planejamento do Processo de Ensino-Aprendizagem; Considera as diferenças individuais; Componente de flexibilização Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Contribuição dos Estilos de Aprendizagem
  6. 6. Potencialização do Processo de Ensino-Aprendizagem atendendo às necessidades dos diversos Estilos de Aprendizagem Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Diversidade de Possibilidades Virtuais
  7. 7. A predominância de determinado EA pode sofrer alteração com o passar do tempo... Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Diversidade de Possibilidades Virtuais
  8. 8. ... Ou com o Ambiente de Trabalho onde o indivíduo atua Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Diversidade de Possibilidades Virtuais
  9. 9. O indivíduo que estiver mais preparado para assimilar informações e transformá-las em conhecimento terá maiores chances de convivência e crescimento Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Darwinismo da Era da Informação e Comunicação
  10. 10. Observando os Esilos de Aprendizagem sob a ótica dos Estilos Cognitivos Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Estilos de Aprendizagem e Estilos Cognitivos
  11. 11. <ul><li>Dependência de Campo </li></ul><ul><li>(Teste de Figuras Ocultas) </li></ul><ul><li>Preferem: </li></ul><ul><ul><li>Maior Estrutura Externa; </li></ul></ul><ul><ul><li>Direção; </li></ul></ul><ul><ul><li>Informação de Retorno e </li></ul></ul><ul><ul><li>Trabalho em Equipe </li></ul></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Estilos de Aprendizagem e Estilos Cognitivos
  12. 12. <ul><li>Independência de Campo </li></ul><ul><li>(Teste de Figuras Ocultas) </li></ul><ul><li>Preferem: </li></ul><ul><ul><li>Menos Estrutura Externa; </li></ul></ul><ul><ul><li>Menos Informação de Retorno; </li></ul></ul><ul><ul><li>Resolução Pessoal de Problemas; </li></ul></ul><ul><ul><li>Trabalho Individual </li></ul></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Estilos de Aprendizagem e Estilos Cognitivos
  13. 13. Conceituação e Categoria Consistência Teórica e Lógica na utilização de conceitos e interpretação das informações Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Estilos de Aprendizagem e Estilos Cognitivos
  14. 14. Dimensão Reflexiva e Impulsiva Noção de precaução e aceitação do risco; Objetiva a reflexão e rapidez de adequação da resposta ante soluções alternativas. Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Estilos de Aprendizagem e Estilos Cognitivos
  15. 15. http://neurocienciasaplicadas.blogspot.com/ Modalidades Sensoriais Cada indivíduo faz uso de todas as suas faculdades sensórias (audição, visão, tato), mas alguma pode se desenvolver mais que as demais. Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Estilos de Aprendizagem e Estilos Cognitivos
  16. 16. <ul><li>Fatores Afetivos </li></ul><ul><li>Emoção e relacionamentos pessoais; </li></ul><ul><li>Características motivacionais e participativas do sujeito na aprendizagem. </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Estilos de Aprendizagem e Estilos Cognitivos
  17. 17. <ul><li>Fatores Fisiológicos </li></ul><ul><li>Condições Físicas do Indivíduo; </li></ul><ul><li>Interferências nas condições adequadas de aprendizagem. </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Estilos de Aprendizagem e Estilos Cognitivos
  18. 18. <ul><li>O que o aluno necessita conhecer e ser capaz de fazer; </li></ul><ul><li>O seu estilo de aprender; </li></ul><ul><li>Preferências e tendências individualizadas; </li></ul><ul><li>Atividades organizadas para aumentar a competência da pessoa aprender </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Componentes da Idéia de Aprendizagem
  19. 19. <ul><li>Alonso, Honey e Gallego </li></ul><ul><li>Estilos – Conclusões sobre forma de atuação cotidiana do indivíduo; </li></ul><ul><li>Características individuais de estabelecimento de laços com a realidade. </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem
  20. 20. Carl Gustav Jung Dentre as funções psíquicas há alguma tendência individual à alguma específica. &quot;é o velho jogo do martelo e da bigorna: entre os dois, o homem, como o ferro, é forjado num todo indestrutível, num indivíduo. Isso, em termos toscos, é o que eu entendo por processo de individuação&quot; (Jung). Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem
  21. 21. David Kolb Inicia reflexão sobre a repercursão dos Estilos de Aprendizagem na vida adulta. Cada indivíduo enfoca a aprendizagem de forma peculiar fruto de heranças, experiências anteriores e exigências atuais do ambiente em que se move. Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem David Kolb
  22. 22. <ul><li>5 Forças Condicionantes dos Estilos de Aprendizagem </li></ul><ul><li>Tipo Psicológico; </li></ul><ul><li>Especialidade de Formação Elegida; </li></ul><ul><li>Carreira Profissional; </li></ul><ul><li>Trabalho Atual; </li></ul><ul><li>Capacidade de Adaptação </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem David Kolb
  23. 23. <ul><li>4 Etapas da Aprendizagem Eficaz </li></ul><ul><li>Experiência Concreta </li></ul><ul><li>Observação Reflexiva </li></ul><ul><li>Conceitualização Abstrata; </li></ul><ul><li>Experimentação Ativa. </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem David Kolb
  24. 24. <ul><li>4 Estilos de Aprendizagem de Kolb </li></ul><ul><li>Acomodador; </li></ul><ul><li>Divergente; </li></ul><ul><li>Assimilador; </li></ul><ul><li>Convergente. </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem David Kolb
  25. 25. 4 Estilos de Aprendizagem de Kolb Acomodador Ponto forte na Execução; Experimentação. Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem
  26. 26. 4 Estilos de Aprendizagem de Kolb Divergente Ponto forte na Imaginação; Confronta as situações de múltiplas perspectivas. Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem
  27. 27. 4 Estilos de Aprendizagem de Kolb Assimilador Baseia-se na criação de modelos teóricos; Ferramenta de trabalho – Pensamento indutivo. Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem
  28. 28. Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem 4 Estilos de Aprendizagem de Kolb Convergente Aplicação prática das idéias.
  29. 29. Ciclo de Aprendizagem de Kolb
  30. 30. Alonso, Honey e Gallego - Elementos Influentes na Aprendizagem <ul><li>Necessidades Imediatas </li></ul><ul><li>Som; </li></ul><ul><li>Luz; </li></ul><ul><li>Temperatura; </li></ul><ul><li>Forma do Meio; </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem
  31. 31. Alonso, Honey e Gallego - Elementos Influentes na Aprendizagem <ul><li>Própria Emoção </li></ul><ul><li>Motivação; </li></ul><ul><li>Persistência; </li></ul><ul><li>Responsabilidade; </li></ul><ul><li>Estrutura. </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem
  32. 32. Alonso, Honey e Gallego - Elementos Influentes na Aprendizagem <ul><li>Necessidade Sociológica de Trabalho Pessoal </li></ul><ul><li>Namorados; </li></ul><ul><li>Companheiros; </li></ul><ul><li>Pequeno Grupo; </li></ul><ul><li>Outros Adultos. </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem
  33. 33. Alonso, Honey e Gallego - Elementos Influentes na Aprendizagem <ul><li>Necessidade Físicas </li></ul><ul><li>Alimentação; </li></ul><ul><li>Tempo; </li></ul><ul><li>Mobilidade; </li></ul><ul><li>Percepção. </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem
  34. 34. Alonso, Honey e Gallego - Elementos Influentes na Aprendizagem <ul><li>Necessidade Psicológicas </li></ul><ul><li>Analítico Globais; </li></ul><ul><li>Reflexivas Impulsivas; </li></ul><ul><li>Dominância Cerebral (Hemisférios Direito ou Esquerdo) </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem
  35. 35. Anthony Gregorc – Recepção e Processamento da Informação <ul><li>4 Estilos de Aprendizagem </li></ul><ul><li>Concreto Sequencial; </li></ul><ul><li>Abstrato Sequencial; </li></ul><ul><li>Abstrato Aleatório; </li></ul><ul><li>Concreto Aleatório. </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem
  36. 36. Honey e Mumford – Elaboram Questionário (Diferem de Kolb) - 1988 <ul><li>Aspectos de Diferenciação </li></ul><ul><li>Descrições mais detalhadas; </li></ul><ul><li>Baseadas nas ações dos diretivos. </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem
  37. 37. Catalina Alonso Garcia - 1992 Leva a teoria de Honey e Mumford da área corporativa para a Educação. Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem
  38. 38. Howard Gardner - 1993 Proposição das Inteligências Múltiplas. Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem
  39. 39. Rita Dunn e Shirley Griggs - 1995 <ul><li>5 Fatores que afetam os alunos </li></ul><ul><li>Entorno em que vivem; </li></ul><ul><li>Emoções; </li></ul><ul><li>Conduta Social; </li></ul><ul><li>Características Fisiológicas e </li></ul><ul><li>Forma de Uso da Informação. </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Teorias, Instrumentos e Modelos dos Estilos de Aprendizagem
  40. 40. Instrumentos de Medição dos Estilos de Aprendizagem <ul><li>Inventários </li></ul><ul><li>Informações que as pessoas desejam prover se si mesmo. </li></ul><ul><li>Autorreporte Direto: Perguntas diretas sobre características que podem ou não se manifestar em uma pessoa; </li></ul><ul><li>Autorreporte Indireto: Perguntas indiretas que necessitam de procedimento especial. </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Identificando os Estilos de Aprendizagem
  41. 41. Instrumentos de Medição dos Estilos de Aprendizagem Testes ou Provas de Caráter Mais utilizados para definir Tipos Cognitivos e se prestam mais à Psicologia. Observação Identifica comportamento individual apoiada em listas de características. Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Identificando os Estilos de Aprendizagem
  42. 42. Entrevistas Conversa docente-aluno para levantamento de preferências de aprendizagem. Análise de Tarefas Revisar as atividades realizadas pelos alunos e que servem para identificar as preferências de aprendizagem. Instrumentos de Medição dos Estilos de Aprendizagem Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Identificando os Estilos de Aprendizagem
  43. 43. LSQ - Questionário de Estilos de Aprendizagem desenvolvido por Honey e Mumford (1992) com base no Modelo da Aprendizagem Experimental de Kolb. Este questionário permite identificar quatro estilos de aprendizagem: <ul><li>Activo </li></ul><ul><li>Reflexivo </li></ul><ul><li>Teórico </li></ul><ul><li>Pragmático </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Identificando os Estilos de Aprendizagem
  44. 44. CHEA – Cuestionario Honey-Alonso de Estilos de Aprendizaje <ul><li>Por Catalina Alonso, baseado no estudo de Honey e Mumford. </li></ul><ul><li>Composto de 80 itens – 20 de cada Estilo de Aprendizagem </li></ul><ul><li>Contempla questões sócio-acadêmicas para identificação de: </li></ul><ul><li>Idade; </li></ul><ul><li>Gênero; </li></ul><ul><li>Experiência... </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Identificando os Estilos de Aprendizagem
  45. 45. Aspectos Positivos e Negativos do CHEA <ul><li>Aspectos Positivos: </li></ul><ul><li>Geral: Determina Atitudes e Comportamentos identificadores das preferências dos Estilos de Aprendizagem; </li></ul><ul><li>Desenho e Modelo: Baseado no Modelo Juch, Bolb, Honey & Mumford; </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Identificando os Estilos de Aprendizagem
  46. 46. <ul><li>Aspectos Positivos: </li></ul><ul><li>Confiabilidade: Realizadas provas de confiabilidade; </li></ul><ul><li>Implicações Pedagógicas: Comprovado impacto pedagógico em diferentes trabalhos de pesquisas e teses doutorais. </li></ul>Aspectos Positivos e Negativos do CHEA Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Identificando os Estilos de Aprendizagem
  47. 47. <ul><li>Aspectos Negativos: </li></ul><ul><li>Geral: Risco de estigmatizar o indivíduo segundo uma etiqueta quando o resultado apresentar-se múltiplo; </li></ul><ul><li>Desenho do Modelo: A avaliação dos pesquisadores é cada vez mais crítica ao Instrumento; </li></ul><ul><li>Validade: Necessita de mais evidências estatísticas de porque se considera que o CHEA pouco usado em países de língua não espanhola </li></ul>Aspectos Positivos e Negativos do CHEA Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Identificando os Estilos de Aprendizagem
  48. 48. Centro no Aluno Respeito às individualidades Atendimento às necessidades específicas de cada aluno Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Implicações Pedagógicas dos Estilos de Aprendizagem
  49. 49. Estilo de Ensinagem Cada docente tem seu Estilo de Aprendizagem que influencia no de Ensinagem Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Implicações Pedagógicas dos Estilos de Aprendizagem
  50. 50. <ul><li>Aspectos Importantes para Melhora da Aprendizagem: </li></ul><ul><li>O docente deve concretizar quais as dimensões da forma de aprender dos alunos, considerando a idade, a maturidade e o tema que se está estudando; </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Implicações Pedagógicas dos Estilos de Aprendizagem
  51. 51. <ul><li>Aspectos Importantes para Melhora da Aprendizagem: </li></ul><ul><li>Deve eleger um instrumento e métodos didáticos apropriados para as características de seus alunos; </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Implicações Pedagógicas dos Estilos de Aprendizagem
  52. 52. <ul><li>Aspectos Importantes para Melhora da Aprendizagem: </li></ul><ul><li>Verificar como organizar a diversidade de estilos com os métodos e estratégias de aprendizagem; </li></ul>Teoria dos Estilos de Aprendizagem (Referencial Espanhol) Implicações Pedagógicas dos Estilos de Aprendizagem

×