Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
TEORIA SOCIAL E DA COMUNICAÇÃO          Profa. Dra. Kelly Prudêncio                                        Aline Gonçalves...
BREVE HISTÓRICO- Dominique Wolton adora a televisão e lamenta ter pouco tempo para assisti-la.- Embora seja poliglota, exp...
WOLTON QUEM?Doutor   em   sociologia,   é   considerado   um   dos   grandesespecialistas europeus da atualidade em políti...
LINHA DE PENSAMENTOPara Wolton, não existe comunicação em si, pois ela está sempre ligada a um modelosociocultural, a uma ...
LINHA DE PENSAMENTOPara Wolton, não existe uma teoria da comunicação sem uma teoria da sociedade:                Comunicaç...
LINHA DE PENSAMENTOEmbora acredite que cada nova tecnologia comunicativa seja um avanço em relação àsanteriores, Wolton di...
DOMINIQUE WOLTONO analista de uma teoria da comunicação:
O CORAÇÃO DA SOCIEDADEPara se compreender o papel da comunicação na sociedade, deve-se analisar asrelações (conflituosas) ...
HISTORICIDADEWolton diz que algumas teorias analisam a história da comunicação traçando umparalelo com as grandes etapas d...
SOCIEDADE DEMOCRÁTICAPara a consolidação de uma sociedade democrática, Wolton desloca o problema nãopara a aproximação dos...
QUESTÕES- Existe uma real ruptura entre as mídiasde massa e a internet?-   A   inovação   das   tecnologias   estárelacion...
A QUESTÃO DA INTERNET- Do século XVI ao XVII, a imprensa favoreceu a emergência do modelo individual e aconstrução de um e...
A comunicação no coração da modernidadeUma nova era na comunicaçãoWolton afirma que “o grande público das mídias de massa ...
ANTIGA DESCONFIANÇAHá uma antiga desconfiança em relação à comunicação, como área deconhecimento.Que pode ser analisada a ...
IMAGEM | VIRTUAL X REAL | EUROPATópicos complementares- O papel da imagem na comunicação de massa, uma vez que ela deve se...
EM TEMPO REAL “Os homens, frente às tecnologias decomunicação, estão, como o coelhobranco de Alice no País dasMaravilhas, ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Wolton - Internet e Depois?

2,804 views

Published on

Breve resenha e apresentação dos conceitos do livros Internet e Depois?

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Wolton - Internet e Depois?

  1. 1. TEORIA SOCIAL E DA COMUNICAÇÃO Profa. Dra. Kelly Prudêncio Aline Gonçalves Miguel S. Pachioni
  2. 2. BREVE HISTÓRICO- Dominique Wolton adora a televisão e lamenta ter pouco tempo para assisti-la.- Embora seja poliglota, expressa-se em françês para “preservar a diversidade cultural”.- Diz que o Facebook “só disfarça a falta de relações humanas”.- E que a internet não serve para a constituição de democracia: “só funciona para formarcomunidades e não sociedades”. Wolton desconstrói a comunicação!
  3. 3. WOLTON QUEM?Doutor em sociologia, é considerado um dos grandesespecialistas europeus da atualidade em política e comunicação.É diretor do Laboratório de Comunicação e Política do CNRS(Centre National de Recherches Scientifiques) de Paris e darevista Hermes, especializada em comunicação;Publicou mais de uma dezena de livros, inclusive analisando aRede Globo em um de seus livros mais conhecidos (Elogio doGrande Público, 1990);Escreve regularmente, entre outros, para os jornais Le Monde eLibération.
  4. 4. LINHA DE PENSAMENTOPara Wolton, não existe comunicação em si, pois ela está sempre ligada a um modelosociocultural, a uma representação do outro que interage com uma dada coletividade.A comunicação nunca é um objeto neutro de conhecimento e por meio dela pode existirdomínio, mas não alienação.Os estudos de comunicação devem considerar, além dos objetos do estudo, osmeios/processos com que tais objetos se relacionam com a sociedade.A comunicação remete, simultaneamente, a sua dimensão normativa (a partilha comovalor e ideal) e sua dimensão funcional (a difusão e a interação enquanto fatos).
  5. 5. LINHA DE PENSAMENTOPara Wolton, não existe uma teoria da comunicação sem uma teoria da sociedade: Comunicação Economia Sociedade Modernidade Sociedade individualista de massa Indivíduo Massa Tecnologia
  6. 6. LINHA DE PENSAMENTOEmbora acredite que cada nova tecnologia comunicativa seja um avanço em relação àsanteriores, Wolton diz que a performance técnica não substitui a reflexão, ela a requer. Ser a favor ou contra as tecnologias? Essa questão retórica deve ser esclarecida: a SER OU NÃO SER? eficiência e o sentido de um sistema de comunicação não se reduzem a sua performance técnica.
  7. 7. DOMINIQUE WOLTONO analista de uma teoria da comunicação:
  8. 8. O CORAÇÃO DA SOCIEDADEPara se compreender o papel da comunicação na sociedade, deve-se analisar asrelações (conflituosas) entre suas três características:- o sistema/dimensão técnica;- o modelo cultural dominante;- o projeto que sustenta a organização das relações.“A dimensão técnica da comunicação suplantou adimensão humana e a social”Eis o motivo para tamanho encanto pela internet!
  9. 9. HISTORICIDADEWolton diz que algumas teorias analisam a história da comunicação traçando umparalelo com as grandes etapas dos avanços tecnológicos e conclui que a merarevolução das técnicas não provoca uma revolução na estrutura global da sociedade - oavanço técnico não condiz por si com o progresso da comunicação.No contexto geral, Wolton situa a comunicação como um dos elementos mais influentes(e necessários) para a conquista da emancipação individual, das lutas pelas liberdades edo vivenciar a democracia de massa.
  10. 10. SOCIEDADE DEMOCRÁTICAPara a consolidação de uma sociedade democrática, Wolton desloca o problema nãopara a aproximação dos indivíduos e das coletividades, mas para a administração desuas diferenças para suportar as dessemelhanças e conseguir coabitar.Entretanto, com a instrumentalização (perfil técnico) da comunicação, sua performancesociocultural foi se reduzindo diante ao capital/lucro associado à comunicação - dentreas três características, a tecnologia é aquela sentida de forma mais rápida, palpável ecom maior potencial de comercialização.
  11. 11. QUESTÕES- Existe uma real ruptura entre as mídiasde massa e a internet?- A inovação das tecnologias estárelacionada com uma mudança culturalnos modelos individuais e coletivos?- Existe, por conta desta nova geraçãotécnica, um projeto de organização dacomunicação e uma outra visão sobre oseu papel em uma sociedade aberta?
  12. 12. A QUESTÃO DA INTERNET- Do século XVI ao XVII, a imprensa favoreceu a emergência do modelo individual e aconstrução de um espaço público para a expressão e circulação de opiniões;- Do século XIX ou XX, o telefone, o rádio e a televisão estiveram relacionados com otriunfo do individualismo e da democracia de massa.A questão da internet não é tanto saber comotodo o mundo a utilizará nem o que ela permitefazer, mas principalmente se existe uma ligaçãoentre este sistema técnico e uma ruptura demodelo cultural e social da comunicação.
  13. 13. A comunicação no coração da modernidadeUma nova era na comunicaçãoWolton afirma que “o grande público das mídias de massa é o equivalente, na ordem dacultura, ao sufrágio universal na ordem da política” (p.29)Dois desafios teóricos:1- restabelecer a ligação entre a teoria da comunicação e a teoria da sociedade (estatutodo receptor);2- reavaliar as problemáticas das massas e da maioria.O grande apelo feito pelo autor é a para que as reflexões estejam mais focadas noreceptor e na problemática da maioria (democracia) do que nas dimensões técnicas.
  14. 14. ANTIGA DESCONFIANÇAHá uma antiga desconfiança em relação à comunicação, como área deconhecimento.Que pode ser analisada a partir de quatro questões:1- Em escala individual há a percepção que a comunicação não tem sucessopraticamente nunca.2- A comunicação em grande escala é sempre identificada como tentativa demanipulação, provoca medo.3- As mídias de massa condensam um duplo medo: da manipulação e da maioria.4- A inversão da problemática com as novas tecnologias (social x técnica).O autor pontua ainda dez razões para “não querer saber mais” sobre comunicação, entreelas o mito da onipotência e da manipulação e a dificuldade de análise (complexidade dotema).
  15. 15. IMAGEM | VIRTUAL X REAL | EUROPATópicos complementares- O papel da imagem na comunicação de massa, uma vez que ela deve ser analisadainserida no seu contexto, incluindo a dimensão crítica do receptor (a imagem não deveriaser investida de onipotência).-É eminente o perigo da não distinção entre o real e o virtual e a mescla dos dois,muitas vezes utilizada nos novos meios de comunicação.-Wolton ainda ressalta que seria necessário acionar o alarme para a Europa,continente que, segundo ele, estaria apto a convocar e provocar o debate sobre essaquestão.
  16. 16. EM TEMPO REAL “Os homens, frente às tecnologias decomunicação, estão, como o coelhobranco de Alice no País dasMaravilhas, sempre atrasados,sempre com pressa, sempreobrigados a ir mais rápido”(p.31)

×