Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

85510492 tarot-dos-anjos

4,757 views

Published on

Esoterismo

Published in: Spiritual
  • Be the first to comment

85510492 tarot-dos-anjos

  1. 1. Tarot dos anjos Monica BuonNio i, Oficina Cultural- Esotérica Ltda.
  2. 2. Copyright © 1994 by Monica Buonfiglio Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio, sem expressa autorização do autor. Fotolitos (Capa e Miolo)): Brazís Gráficos & Editores Impressão: Indústria Gráfica Rodar Ltda. Editado pela Oficina Cultural Esotérica Ltda. Os direitos da autora, Mônica Buonfiglio serão doados à "AACD" - Associação de Assistência à Criança Defeituosa.
  3. 3. AGRADECIMENTOS Este livro é mais um sonho realizado, graças à cola- boração e confiança de pessoas queridas: Laura Buonfiglio, minha mãe e amiga de todas as horas . Marcia Buonfiglio, Helle Nice B. Silva e Elza Borges, trio que me ajuda (e muito!) na Oficina Cultural Esotérica. Márcia Saad e Catarina Casanova, pela confiança no meu trabalho de oraculista na TV Bandeirantes. Urbano Valezim, meu companheiro e amigo, que sempre me incentivou para a concretização deste sonho. Alunos da Oficina Cultural Esotérica e telespectadores do quadro Abracadabra, do programa Dia-a-Dia da TV Bandei- rantes. dezembro de 1993. A AUTORA
  4. 4. ÍNDICE APRESENTAÇÃO 11 INTRODUÇÃO 13 ARCANOS MAIORES 15 1 - O MAGO 16 2 - A PAPISA ---18 3 - A IMPERATRIZ 20 4 - O IMPERADOR 22 5 - O PAPA 24 6 - OS ENAMORADOS ........... ...... . ........... 26 7 - O CARRO . 28 8 - A JUSTIÇA 9 - O ERMITÃO 32 10 -A RODA DA FORTUNA 34 11 -A FORÇA 36 12 -O ENFORCADO 38 13 -A MORTE 40 14 -A TEMPERANÇA 42 15 -O DIABO 44 16 -A TORRE 46 17 -A ESTRELA 48 18 - A LUA 50 19 -O SOL 52 20 -O JULGAMENTO 54 21 -O MUNDO 56 22 -O LOUCO 58 OS ARCANOS MAIORES E A CONSULTA 60 ARCANOS MENORES 62 VALETE DE COPAS 63 VALETE DE PAUS 64 VALETE DE OUROS 65 7
  5. 5. —Mb VALETE DE ESPADAS 66 CAVALEIRO DE COPAS 67 CAVALEIRO DE PAUS 68 CAVALEIRO DE OUROS 69 CAVALEIRO DE ESPADAS 70 REI DE COPAS 71 REI DE PAUS 72 REI DE OUROS 73 REI DE ESPADAS 74 RAINHA DE COPAS 75 RAINHA DE PAUS 76 RAINHA DE OUROS 77 RAINHA DE ESPADAS 78 ÁS DE COPAS. 79 ÁS DE PAUS. 80 ÁS DE OUROS 81 ÁS DE ESPADAS 82 OS ARCANOS MENORES E A CONSULTA 83 MÉTODO DE TIRAGEM 84 CONSAGRANDO O TAROT 84 PREPARANDO O JOGO 85 JOGO DAS 16 CASAS 86 JOGO DAS 16 CASAS COM 2 CARTAS 95 TIRANDO DÚVIDAS 102 SUGESTÕES DE INTERPRETAÇÃO 106 CASA DO ASTRAL 106 CASA 1 108 CASA 2 111 CASA 3 114 CASA 4 116 CASA 5 119 CASA 6 122 CASA 7 125 CASA 8 128 8
  6. 6. CASA 9 131 CASA 10 133 CASA 11 135 CASA 12 138 CASA 13 140 CASA 14 143 CASA 15 149 CASA 16 149 CONCLUSÃO 152 APÊNDICE 153 TABELA DOS 72 GÊNIOS CABALÍSTICOS 153 BIBLIOGRAFIA 155 9
  7. 7. APRESENTAÇÃO A idéia de criarTarot dos Anjos, surgiu da necessida- de que sempre senti de encontrar beleza em tudo que faço, talvez influenciada pela categoria angelical a que pertenço— Virtudes. Além disso, após o lançamento de meu livro Anjos Cabalísticos, meus leitores começaram a cobrar-me gravu- ras de seus anjos. Quando me dei conta, estava mergulhada em todos os livros de arte que estivessem ao meu alcance. Estava nascendo o Tarot dos Anjos. A procura pelos livros, cada dia me fascinava mais, pois minha intenção era transmi- tir a essência de vários anos de estudo, através das figuras que iriam formá-lo. Quando o trabalho da escolha das cartas já estava bastante adiantado, vi em sonho, nitidamente, a figura que deveria ser usada na capa do livro e não poupei esforços para encontrar uma tela que fosse semelhante àquela que eu ha- via visto. Já estava convencida que ela não existia, quando a encontrei num livro, que apesar de belíssimo, é desconheci- do do grande público. Finalmente, tinha todos os elementos para a conclusão deste trabalho, cujo principal objetivo é tor- nar fácil a leitura do tarot, o que tenho certeza acontecerá pela suavidade das figuras dos anjos, que presentes em cada carta, certamente ajudarão em sua interpretação. Baseada em minha experiência, concluí que o tempo no tarot é diferente. Cada carta contém uma carga de ener- gia, capaz de penetrar nos domínios psíquicos dos significa- dos que estão no inconsciente, onde presente-passado-futu- ro estão juntos. Ler as cartas do tarot é um modo de concen- trar passado e futuro num tempo e espaço do presente. O consulente no fundo, conhece melhor que ninguém as res- postas para suas dúvidas; o tarólogo será apenas o catalisador, que o ajudará a captar esse conhecimento no mais profundo de sua mente. Cada carta cria uma energia entre o consulente 11
  8. 8. e o tarólogo, que enquanto dura a consulta, poderá ter sua consciência levemente alterada, ocorrendo imagens em sua tela mental, que talvez não ocorressem sem o baralho. O prin- cipiante pode não entender imediatamente estes sinais, de- vendo então pedir auxílio ao seu anjo de guarda. Com o tem- po, cada pessoa criará seus próprios códigos e saberá interpretá-los quando houver necessidade. Existem muitas espécies de baralho, cada um deles contendo imagens e arquétipos que falam através do incons- ciente coletivo. As cartas do Tarot dos Anjos expõem, além dos significados tradicionais, muitas verdades contidas na própria simbologia dos trabalhos que escolhi para esta obra, cujos autores eram, em sua maioria, grandes alquimistas. Embora não considere as cartas como uma viagem arquetípica, este tarot funciona como uma chave, que abre as portas para o inconsciente, podendo trazer à tona mensa- gens de grande importância, cuja compreensão poderá tor- nar mais suave nossa jornada terrena. Monica Buonfiglio 12
  9. 9. INTRODUÇÃO O Tarot é talvez entre todos os oráculos, o que exerce maior fascínio sobre as pessoas. Embora sua origem seja desconhecida, as cartas do tarot vêm chamando a atenção dos homens por mais de quinhentos anos. Existem muitas teorias sobre as origens do tarot: para alguns vem dos rituais religiosos e dos símbolos do antigo Egito, para outros surgiu dos cultos misteriosos dos Mitras, nos primeiros séculos da era cristã. Acredita-se que as cartas do tarot chegaram à Europa somente no século XIV levadas pelos cruzados ou sarracenos, mas uma teoria muito difundida, divulgada nos tempos modernos pelo ocultista francês Papus, afirma que o tarot foi introduzido nessa região pelos ciganos originários da Ásia Central. O primeiro relato de que se tem registro a respeito do tarot é de um monge alemão que em 1377 em Brefeld, na Suiça, escreveu um ensaio no qual falava sobre um "jogo de cartas" que chegara a seu conhecimento. Segundo Antoine Court de Gebelin, o Tarot nada mais é do que o lendário livro de Thoth, a chave de toda a sabedoria antiga. Para ele a palavra Tarot vem do antigo idioma egípcio, onde tar = caminho, rota e rho = rei, real. Seu significado seria então "caminho real" ou "caminho verdadeiro" A última versão do tarot foi desenhada no século XVIII, em Marselle, por um ilustrador chamado Fautner. Durante os séculos XVIII e XIX, devido à grande repressão da Igreja que associava a leitura do tarot às coisas do demônio, as cartas foram relegadas ao esquecimento e já não eram acessíveis ao público. Em conseqüência disto, as cartas começaram a ser alteradas de acordo com as crenças daqueles que detinham o poder. Dessa maneira as cartas do tarot que conhecemos hoje, são influenciadas por tudo: do pensamento cabalísticol às lendas da Távola Redonda; das antigas práticas de magia, até o simbolismo Rosa-cruz de nossos dias. Relativo à cabala — tratado filosófico-religioso hebraico, cujo conteúdo visa decifrar um sentindo secreto da bíblia através de uma teona e de um simbolismo dos números e das letras 13
  10. 10. O Tarot tradicional ó compoStO por 78 lalltaS, daS quais 56 são chamadas de arcanos menores e 22 de arcanos maiores. Entretanto, o Tarot dos Anjos é composto por 42 lâminas, sendo 22 arcanos maiores e 20 arcanos menores. Trabalhando-se cabalisticamente com as duas quantidade diferentes de lâminas, podemos perceber que na verdade não estaremos perdendo nada ao usarmos apenas 42 cartas: Tarot Tradicional 78 cartas 7 + 8 = 15 = 1 + 5 = 6 Tarot dos Anjos 42 cartas 4 + 2 = 6 A soma é a mesma, nada seperde. O objetivo deste trabalho é desmistificar a leitura do tarot, tornando-a simples e acessível a qualquer pessoa interressada. 14
  11. 11. 15 O Ertfortzsía Tompen.x. 20 21 ARCANOS MAIORES o nabo Os Arcanos Maiores são as principais cartas do tarot e funcionam como onentação, como um guia que mostra a direção, aconselhando ou alertando o consulente. Eles foram elaborados com o intuito de expressar as inter-relações das leis matemáticas, idéias e pensamentos divinos que levaram à Criação do Universo Eram os grandes iniciados hebreus que conheciam estes elementos. Cada arcano maior é vinculado a uma letra do alfabeto hebraico primitivo. Cada letra deste alfabeto também é um número; cada palavra, uma sequência de números, que resulta em um total que expressa o seu significado implícito. Vem dai a importância de somar as cartas, porque o resultado da soma pode expressar algo muito mais significativo do que as cartas individualmente. 15
  12. 12. 16
  13. 13. 1 - O MAÇO Palavra-chave: PONTO DE PARTIDA Profissão:qualquer profissão que escolher, inclusive temas esotéricos. Saúde: espiritual. Amor: conquista. Inteligência aberta e alerta, capacidade de aceitar riscos. O mago demonstra empenho em falar, ativar, estudar ou escrever. É a força criadora, que concretiza no mundo exterior a vontade do Ser Supremo. Esta carta representa o cres- cimento contínuo, a força de vontade, a imaginação, a auto confiança, a flexibilidade e a capacidade de escolha. Os braços do Mago simbolizam o princípio da criação; com o esquerdo (doação), ele oferta a bola de cristal à adivinhação; com o direito ele recebe o bastão (vara de condão), que é o símbolo da espiritualidade e do conhecimento, numa alusão a estar sempre estudando, pois para ser feliz na Terra é importante ter conhecimento das leis espirituais. O Príncipe Raphael simbolizando o Mago, usa uma túnica justa, porque a verdade está nas palavras, atos e não nas roupas. O verde da túnica, representa simpatia e boa vontade, o vermelho representa a fé em Deus, o amarelo a razão. Sua essência é divina; é um anjo branco no jardim de Deus. Está imóvel, de frente, pronto para iniciar o caminho do auto conhecimento. A figura do Mago atribui-se o número 1, a letra aleph, o número divino. É o pai de todos os outros números. Na cabala angelical, esta carta corresponde à primeira hierarquia dos anjos, à 1' Sephirah — Kether, osSerafins. Aleph é o primeiro nascimento, o nascimento da criança divina, o primeiro lampejo da consciência. "O Mago é uma criança que brinca de usar seus dons divinos". 17
  14. 14. 18
  15. 15. 2 - A PAPISA Palavra-chave: INTUIÇÃO Profissão: psicólogo, pedagogo, terapeuta. Saúde: útero, ovários ou intestinos. Amor: a inteligência atrai mais do que o sexo Sabedoria, bom senso, conhecimento, intuição, sere- nidade, objetividade, discernimento e segurança. A sacerdotisa representa a percepção das próprias necessidades espirituais, a mãe, a mulher, o mistério Pode significar o surgimento de uma nova idéia ou uma gravidez desejada. Nesta carta, a Senhora está sentada, segurando o menino com o braço esquerdo, tendo a mão direita apoiada no braço direito do menino, sugerindo que um não existiria sem o outro. Ela está calma, misteriosa, majestosa Tem na cabeça uma auréola amarela que representa a magnitude espiritual e seu estado passivo, receptivo, feminino. Com o rosto desnudo, ela revela sua natureza maternal. Seu manto longo é azul; ela está repleta de fé pura e cristalina e de amor pela humanidade. O vermelho do vestido mostra a espiri- tualidade, que é manifestada exteriormente quando toca o braço do menino. O amarelo mostra a razão, ela sabe o motivo e a natureza de sua missão O branco do chão simboliza o mundo espiritual. A carta da Papisa tem o número 2 e sua letra é Beth. O dois significa divisão, representa os dois mundos- a vida material com suas alegrias e sofrimentos e o que está do outro lado, com os verdadeiros valores que podemos levar quando morremos A letra Beth significa a boca do homem. A Papisa mantém sua boca fechada, não revela seus segredos, mas permite que eles existam, provocando o interesse pela procura Na cabala angelical esta carta corresponde à 2' Sephirah — Hochmach, à segunda hierarquia dos anjos, os Querubins, que representam a verdadeira inteligência 19
  16. 16. 20
  17. 17. 3 - A IMPERATRIZ Palavra-chave: RAZÃO Profissão: qualquer atividade ligada às ciências exatas. Saúde: nervos, stress Amor: a condição sócioeconômica é de grande peso na relação. Ação, desenvolvimento, fertilidade, realização, riqueza material, ambição, sabedoria, idealismo, decisão e progresso feminino Capacidade de concluir coisas, sensatez e talento natural. Esta carta simboliza a mulher de negócios, que encara de frente cada novo dia porque confia em si mesma. Nor- malmente é proprietária de um negócio. Pode representar uma gravidez planejada. Nesta carta, vemos uma bela mulher revelando-se em sua nudez, que só não é completa porque tecidos de seda a cobrem parcialmente. Olha para o seu lado direito que é o lado da razão. Ela sabe que aqui na Terra predomina a lei da matéria e que o espírito precisa reconhecer esta lei. Está sentada, com a mão esquerda toca o ouvido (simboliza órgão sexual) e com a mão direita segura um pombo, que mostra o mistério pelo qual o espírito se une a matéria, quando o divino torna-se humano. Ela tem o dom da procriação e sabe escolher o momento certo para usá-lo, pois isto só depende dela. Dispõe do mundo material e espiritual, conseguindo mantê-los unidos. Sua pureza é mostrada por um anjo de asas brancas, que enquanto flutua, toca sua cabeça; o outro anjo com jóias nas mãos, mostra a riqueza material que possui. Sua perna direita esticada, indica sua receptividade para a força criadora masculina e a esquerda dobrada, diz que o lugar de mulher voluptuosa é só dela A figura da Imperatriz tem o número 3 e sua letra é Ghimel. O 3 representa a harmonia perfeita, o equilíbrio. A letra Ghimel significa a garganta humana, a manifestação material das idéias. Na cabala angelical, esta carta cor- responde à 3' Sephirah — Binah, à terceira hierarquia de anjos a categoria Tronos, que são os músicos do reino celestial. 21
  18. 18. 22
  19. 19. 4 - O IMPERADOR Palavra-chave: PODER Profissão: qualquer atividade relacionada às ciências exatas. Saúde: articulações e estômago. Amor:quando solteiro, é exigente, galante e dedicado a con- quistas. Depois de casado torna-se pai e marido dedicados. Vontade, força de execução, riqueza material, perse- verança, estabilidade, certeza e positivismo. Figura patriar- cal, representa a firmeza e o desejo de aumentar seu domí- nio em todas as direções. Esta carta é representada pela imagem de um impe- rador sentado em seu trono. O fato de estar sentado indica que ele ocupa esse lugar graças à sua proteção espiritual. A barba representa maturidade nas decisões. A Gola branca indica que todas as decisões tomadas são isentas de qualquer conotação de culpa posterior. Os pés descobertos pelo manto, mostram que todas as decisões cabem somente a ele. As mãos seguram 2 bastões, mostrando que o poder do mundo terreno e o conhecimento do plano astral podem ser exercidos sem violência, com amor. A figura do imperador tem o número 4 e corresponde à letra Daleth. Complementando a carta feminina a Impera- triz, que tem o número 3, formam 7, que é o número chave do mundo terreno. A letra Daleth é a representação do princípio ativo do Universo, corresponde à 4$ Sephírah- Hesed, que significa amor gentileza e fraternidade e à 4á hierarquia angelical, Dominações, que auxilia nas emergências ou nos conflitos que devem ser resolvidos imediatamente. 23
  20. 20. 24
  21. 21. 5 - O PAPA Palavra-chave: DEVER, MORAL E CASAMENTO Profissão: professor, líder religioso Saúde: coluna vertebral e cabeça Amor: leal, companheiro e grande amigo, não sabe dizer não à pessoa amada. Poder espiritual, autoridade, inteligência analítica, prudência, benevolência, equilíbrio, dignidade, dever, moral, facilidade de expressão. Líder conselheiro, tem necessidade de conhecer todos os lados de uma questão antes de opinar sobre ela. Pode representar também uma sociedade de sucesso. Nesta carta, vemos uma figura masculina em pé, vol- tada para a esquerda, que é o seu lado espiritual. Seu rosto não está velado, pois não tem nada a esconder. O cabelo e a barba, sinônimos de sabedoria, mostram que ele é um ser dedicado ao espiritual. Os dois anjos sobre sua cabeça representam o céu e o iluminam para o ensino. O anjo maior esconde o rosto do outro anjo, simbolizando o estado interior da alma do Papa. A coluna à esquerda representa a base sobre a qual o Rei Salomão edificou seu templo. A cortina à direita talvez esteja ocultando a verdade misteriosa e absoluta que repousa no inconsciente dos homens. O Papa segue suas convicções interiores e a cada nova experiência se espiri- tualiza, porque venceu todos os seus desejos e prazeres. O leão a seus pés, miticamente atua em sua consciência, mas de alguma maneira lembra também a força de seu corpo. Ele conhece a vida sob todos os ângulos (por isso está em pé — posição ativa) e ocupa-se com muitos problemas. A carta do Papa corresponde ao número 5 e à letra He. Cinco é o número da humanidade, o número dos sentidos, a estrela de cinco pontas, a corrente vital que circula no corpo. Na cabala, He corresponde à respiração (inspirar Deus), à vida criada e preservada através da respiração. Corresponde à 5'Sephirah — Geburah, à categoria Potências, cujos anjos protegem a procriação e a perpetuação das mais diferentes espécies vivas do Universo. 25
  22. 22. 26
  23. 23. 6 - OS ENAMORADOS Palavra-chave:DÚVIDA Profissão: qualquer atividade artística. Saúde: estômago, pés, garganta e maxilares. Amor:com tendência a fantasias, é um eterno apaixonado em busca da pessoa ideal. Representa o momento de decisão entre dois cami- nhos, a necessidade de enfrentar provas, a renúncia aos pra- zeres, o desejo ardente, a curiosidade e os sentimentos pro- fundos. É o arcano das artes e da beleza. A luz que emana do anjo envolve os personagens que aparecem nesta carta é positivamente clara, demonstrando que eles são francos e destemidos. O jovem ao centro encontra-se ao lado de 2 pessoas. A esquerda, reconhecemos a consciência positiva através do manto branco (paz) e roupa verde (renovação). A direita ve- mos a representação da consciência negativa, com roupa escura. Simbolizam a luta interior do homem (ao centro) na encruzilhada dos caminhos. O lado esquerdo (espiritual) nos leva para uma vida virtuosa, que envolvem renúncias e sacri- fícios. O lado direito (material) nos atrai para o sucesso fácil, sem luta, com prazeres efêmeros das nossas necessidades físicas. O número 6 da carta dos enamorados resulta de dois triângulos, um com o vértice apontando para cima e outro com o vértice apontando para baixo. Os amantes represen- tam os dois mundos; o espiritual e o terreno, havendo então a necessidade da concretização de ambos. À 62 carta do tarot corresponde a letra hebraica Vau, que significa olho, estando relacionada com a beleza da aber- tura do conhecimento de tudo que é espiritual; representa o brilho do sol. Corresponde à 62 Sephirah - Thiphereth, à 62 hierarquia angelical, Virtudes, cuja atribuição é orientar as pessoas a respeito da sua missão e cumprimento do Karma. 27
  24. 24. 28
  25. 25. 7 - O CARRO Palavra-chave: DIREÇÃO Profissão: diretor de empresas, gerente de pessoal e admi- nistrador. Saúde: desgaste físico; cuidado com as pernas. Amor: detestam pessoas preguiçosas e quando encontram o parceiro certo, são predestinados e fiéis. Conhecimento de si mesmo, amparo material e mo- ral. Sucesso nos projetos e merecido triunfo sobre os obstá- culos. Viagens rápidas e bem sucedidas. Pode também re- presentar o local de trabalho ou algum trabalho realizado. Nesta carta, vemos um homem com postura resoluta e auto confiante, sobre uma carruagem puxada por três cava- los. Usa uma coroa que irradia luz (consciência) e um manto amarelo que cobre seus ombros, mostrando que ele manifes- ta sua espiritualidade através do intelecto e que a inteligência sobrepõe-se à espiritualidade cega. Na mão direita segura um cetro, ou um bastão mágico, mostrando que ele é agora o regente de seu próprio mundo. O carro é coberto por um toldo apoiado em quatro hastes, levadas por quatro cavaleiros. As hastes representam os quatro elementos (terra, fogo, água e ar), fazendo com que o homem que ocupa o carro seja o quinto elemento, que recebe conhecimentos e os transmite à huma- nidade. Os três cavalos brancos que puxam o carro, repre- sentam a limpeza, a ordem mental e a opção pelo caminho certo, pois embora os cavalos tentem caminhar em direções opostas, são reconduzidos à trilha correta, pela energia do cavaleiro que monta o cavalo do centro, brandindo um chico- te com a mão direita levantada. À sétima carta do tarot corresponde a letra Zain, que significa firmeza para superar cada obstáculo, para obtenção da vitória. Corresponde à 72 Sephirah - Netzah, à r hierar- quia angelical Principados, cujos anjos protegem contra as forças do mal e ajudam a resolver os problemas de amor. 29
  26. 26. 30
  27. 27. 8 - A JUSTIÇA Palavra-chave:EQUILÍBRIO Profissão: advogado, contador, político, médico e administrador. Saúde: pressão arterial, coração e diabetes. Amor: excelente cônjuge. Equilíbrio, imparcialidade, integridade, disciplina, pron- tidão, decisão, resolução e boas intuições. Representa o nosso "eu" tentando liberar a ação a ser realizada. Capacidade de perceber a tentação e evitar o mal. Nesta carta, vemos um anjo trazendo na cabeça um halo dourado, que em sua magnificência, significa o árduo trabalho realizado para a purificação do espírito. A beleza de suas vestes de bordas vermelhas, e o colorido de suas asas, simbolizam a manifestação de Deus, na simpatia e benevo- lência para com todas as criaturas vivas. Com a mão direita, que dá o veredicto, ele segura um bastão ou vara, para que a sentença seja mais suave e compreensiva do que seria com a crueldade da espada. Com a mão esquerda, que pesa, se- gura uma balança, nos quais são colocadas as boas e as más ações, alcançando-se a plenitude quando eles se equili- bram de forma absoluta. O número oito e a forma dos pratos da balança lembram a Lemniscata, que representa a espiritualidade. Esta carta faz com que o homem descubra se tem amigos leais e verdadeiros, que o ajudam apontando seus erros. O número oito é o símbolo do Espírito Eterno que ava- lia, registra e modifica experiências; faz com que o homem crie uma ordem dentro dele mesmo. À fP carta do tarot corresponde a letra hebraica Heth, que significa louvor e esplendor; corresponde à 82 Sephirah - Hod, Er hierarquia angelical Arcanjos, cujos anjos são invo- cados para defesa e proteção divina. 31
  28. 28. 32
  29. 29. 9 - O ERMITÃO Palavra-chave: CALMA, PRUDÊNCIA Profissão: mestre ou qualquer atividade ligada às ciências alternativas. Saúde: usa sua sabedoria para se precaver de doenças Amor: isolamento Prudência, reserva, silêncio, cautela para atingir a sabedoria, conhecimento, meditação, paciência e poder para recomeçar a qualquer momento. É a carta do sábio autodidata, do verdadeiro esotérico. Na figura vemos um anjo muito jovem, em contrapartida a outros baralhos de tarot que mostram sempre o ermitão como um homem velho, com longas barbas e cabelos brancos, dando a entender que só se consegue conhecer os mistérios do esoterismo em uma fase mais madura. A roupa deste anjo é vermelha, indicando que ele é ativo, assim como é ativa sua fé em Deus. Sua mão esquerda está apoiada sobre um livro, onde encontram-se as verdades que o tornarão preco- cemente maduro, mostrando também que o conhecimento espiritual é adquirido através do estudo. Revela-se introvertido, trabalhando sua evolução interior. Ele é sempre confiante e calmo, conhecendo com exatidão a direção a seguir, por isso, as pessoas podem confiar e associar-se a ele. A nona carta do tarot atribui-se a letra hebraica Teth. Corresponde à 9aSephirah— Yesod, 9' hierarquia angelical, Anjos, da qual Deus mais se utiliza para fazer milagres O número 9 tem características extraordinárias e significativas (1 + 2 + 3 + 4 + 5 + 6 + 7 + 8 = 36 / 3 + 6 = 9). Esse desdo- bramento mostra que para ser um ermitão esotérico, é preciso ter dentro de si: um ponto de partida (1- O Mago), usar a intuição (2 - A Papisa), ter os pés no chão (3 - A Imperatriz), adquirir poder através do conhecimento (4 - O Imperador), falar com magnitude (5 - O Papa), nunca duvidar de suas potencialidades (6 - Os Enamorados), continuar sempre buscando até encontrar a direção (7 - O Carro), conseguir o equilíbrio (8 - A Justiça) e finalmente NASCER. 33
  30. 30. 34
  31. 31. 10 - A RODA DA FORTUNA Palavra-chave: MUDANÇA RÁPIDA Profissão: atividades ligadas ao mercado financeiro. Saúde: estado de ânimo alterado. Amor:qualquer que seja a origem social da pessoa amada, gosta de mostrá-la para todos. Destino, mudança, ascensão, supremacia, êxito e melhora financeira. A roda significa a eternidade; sua energia é norteada pelo princípio da mudança, que diz que nada é permanente na vida. Em seu movimento perene, a roda dis- tribui alegria e tristeza, o bem e o mal, a vida e a morte, enfim, uma alusão ao caráter duplo de todos os elementos, para que se tenha plena consciência deles. Nesta carta, vemos uma roda com quatro estranhos personagens, que ocupam simbolicamente diferentes posi- ções. O que está à esquerda, em ascensão, representa a in- tenção do homem na elevação do espírito; ele sabe controlar seus instintos, dominados pelo uso da razão. O que está no topo, coroado e segurando um bastão, representa o equilíbrio e o conhecimento. O da direita, que está descendo, represen- ta o mau uso do conhecimento, que provoca o seu retroces- so. O que está na parte inferior da roda, mostra acomodação e total falta de interesse em elevar-se espiritualmente. A mulher que aparece no canto direito, tocando a roda com a ponta dos dedos, representa o caráter ambíguo dos personagens colocados na roda. Esta carta sugere ainda, que cada ser humano é dono do seu destino e o quanto são frá- geis as posições que ele pode ocupar durante sua caminha- da, porque qualquer uma dessas posições poderá inverter-se a qualquer momento. A Roda da Fortuna é a representação da letra hebraica Yod e seu número é 10, que é o número de Deus, da perfei- ção, da criação e da plenitude. O círculo da roda simboliza o Universo. 35
  32. 32. 36
  33. 33. 11 - A FORÇA Palavra-chave: FORÇA Profissão:psicólogo ou qualquer atividade relacionada com estéticaa, roupas femininas e alimentação. Saúde: obesidade ou problemas sexuais. Amor: sexualidade pura, possessão, egoísmo e ciúmes. Inteligência, sucesso, magnetismo sexual, poder invencível, maturidade, domínio do "eu", harmonia e equilí- brio entre o espírito e a matéria. Visão e compreensão do mundo; força para resistir e continuar em frente. Nesta carta vemos uma linda mulher sentada, que olha para frente, símbolo do espírito presente. Segura com a mão esquerda uma foice que repre- senta o ultrapassado. A mão direita está apoiada sobre o leão (controle da sexualidade). Aparentemente tranquila, é senhora da situação. Não teme o animal, que está receoso em mordê-la, nem faz esfor- ço para isso. Apesar de aparentemente frágil, ela domina o leão e irradia amor e calor. Perfeito equilíbrio entre o espírito e a matéria. Representa a conquista, força e vitalidade. É podero- sa porque usa o amor em tudo na vida. Esta é a duplicidade que a soma dos dígitos 1+1=2 (A Papisa), dá a esta carta, pois o onze representa força, sexua- lidade, instinto e o dois significa intuição. À décima primeira carta do tarot, atribui-se a letra Kaph, que corresponde ao nome Chabirt, o primeiro céu, a primeira causa que movimenta tudo aquilo que pode ser mo- vido. O significado da letra Kaph é a mão humana, como um conceito de força e segurança. 37
  34. 34. 38
  35. 35. 12 - O ENFORCADO Palavra-chave: KARMA ou ACOMODAÇÃO Profissão: estagnação. Saúde: problemas kármicos. Amor: não vai à luta para encontrar o parceiro ideal; o passado é o melhor momento da vida. Crise interna que pede imediata resolução, idealismo exagerado, sacrifício voluntário, falta de vontade, abandono. O inconsciente tenta produzir uma situação impossível, a fim de forçar o indivíduo a desenvolver o que tem de melhor. Influências kármicas poderão interferir; deve trabalhar com a espiritualidade. O Enforcado simboliza um momento de reto- mada de consciência, de reavaliação da própria vida, que muitas vezes obriga a um sacrifício voluntário, com o propósito de atingir alguma coisa mais valiosa, deixando para trás qualquer postura arrogante ou a insistência em atingir uma meta impossível. Embora os anjos sejam puro amor e bondade infinita, nesta carta vemos um anjo preocupado, com feições tristes, mostrando que ele sofre, por ser difícil a compreensão para quem nunca vivenciou uma perda. As mãos entrelaçadas pedem forças a Deus (5 dedos + 5 dedos = 10, que é o número de Deus), para manter o equilíbrio entre a razão e a intuição. O anjo não tem voz interior; sabe o que Deus quer dele, pois ele é Seu instrumento. Onde quer que suas asas o levem, será sempre conduzido por sua fé. Ele está em outro nível de consciência e está de cabeça para baixo para poder expandi- la. À 12a carta do tarot, corresponde a letra Lamed. O doze é um número mágico que determina limites de tempo para a nossa realidade; são 12 horas do dia alternando com as 12 horas da noite, são doze os meses do ano, são 12 os signos do zodíaco, que representa as influências que podem alterar o destino do homem e que estão fora do seu controle O doze está intimamente relacionado a tudo que tem força. 39
  36. 36. 40
  37. 37. 13 - A MORTE Palavra-chave: TRANSFORMAÇÃO, FIM NECESSÁRIO Profissão: médico. Saúde:problemas de pele; a saúde terá uma melhora consi- derável. Amor: tenta dar tudo de si, podendo inclusive anular-se. Mesmo que o relacionamento não dê certo ganha-se um amigo. A carta da morte sugere que após o reconhecimento da futilidade, ocorre uma transformação de fato, no sentido de uma regeneração espiritual. Mas como se sabe, existe um período de tristezas e incertezas, entre a poda do velho e a maturação do novo. Assim, podemos dizer que a morte é ao mesmo tempo mudança e estabilidade. Este é o paradoxo extremamente intrigante, que existe na carta da morte, cujo número 13 é considerado negativo e fatalista para alguns e de sorte para outros. O 13 é o número dos anjos, é o número de Jesus. No Tarot dos Anjos, a morte é representada por um anjo, símbolo da renovação do espírito e da alma; o princípio positivo, a consciência de que tudo pode ser transformado quando usamos o verdadeiro amor ( as mãos cruzadas no peito do anjo). A carta n2 13 não significa "morte física", mas coloca fim em tudo o que é fútil, para atingir o poder (1+3=4), com o conhecimento adquirido pela experiência da mudança. A carta da morte, portanto, não significa necessaria- mente uma mudança negativa. Pode estar ligada a fatos agra- dáveis: casamento, nascimento, mudança para outro país, fatos que não indicam apenas um novo começo, mas tam- bém o fim de uma antiga forma de vida. À carta da morte corresponde a letra hebraica Mem que representa o espírito na matéria, o renascimento, a "mor- te" do corpo para entender a espiritualidade. 41
  38. 38. 42
  39. 39. 14 - A TEMPERANÇA Palavra-chave: BOM SENSO Profissão:trabalho em empresas multinacionais, no exterior ou em atividades ligadas à arte e antiguidades. Saúde: rins, retenção de líquidos. Amor: muito afeto, com um toque de proteção. Ponderação, confiança, benevolência, serenidade, equi- líbrio, autocontrole, harmonia, paciência e estabilidade. Viagens bem sucedidas ao exterior. A Temperança representa o processo alqulmico no qual tudo tende a se transformar em ouro espiritual e equilíbrio. Nesta carta, vemos uma mulher jovem com os cabelos presos, usando um vestido claro e segurando em seus braços um manto vermelho (símbolo da sabedoria). A mão esquerda apoiada na perna, indica que ela toma suas decisões usando a emoção. A posição da mão direita, representa a doação de paz e equilíbrio. Seu traje claro com nuances em rosa, denota suavidade e representa o amor à consciência superior, que liga a matéria ao divino. Ela está livre e seus pés tocam o solo verde escuro, que representa boa vontade e humanidade. A figura feminina que aparece do lado esquerdo da carta, representa a pureza, a bondade e a castidade. A figura feminina que está do lado direito, representa os prazeres mundanos, notados pelo estampado de suas vestes. O anjo (cupido) que paira no ar, procura acertar a moça pura. O número 14 contém duas vezes o 7, o significado da vida espiritual e sua importância. Se analisado, fazendo-se 1 + 4 = 5 representa o homem, o pentagrama. A 14a carta do tarot corresponde a letra hebraica Nun, que se relaciona com o nome Emanuel, que nos textos bíblicos é o nome da criança divina que habita em nós. O fruto. 43
  40. 40. 15 O Diabo
  41. 41. 15 - O DIABO Palavra-chave: DIFICULDADE DE COMUNICAÇÃO Profissão: poderá exercer várias funções ao mesmo tempo, e como hobby gosta de atividades esotéricas Saúde: confusa. Cuidado com os orgão reprodutores Amor: oportunista, adora jogos amorosos. /Influências astrais, ação mágica, poder paranormal, força misteriosa, sedução, paixões violentas. Destino, proteção contra encantamentos, magnetismo, instinto, domínio sobre as pessoas. Normalmente não consegue se expressar com clareza./Quando a carta do diabo sai no final da consulta, representa muita sorte, dinheiro e sucesso. Antes do cristianismo, Lúcifer (Lucipherus - portador de luz), representado na carta 15 — O Diabo, nunca havia sido o nome do demônio. Um dos primeiros Papas de Roma usava esse nome e no século IV, uma seita cristã era chamada de "Luciferianos", correspondendo à palavra grega, phosphoros. A igreja transformou Lúcifer em Satã, para fazer a polarização das energias positiva/negativa. Lucipherus é o nome da entidade angélica que preside a luz da verdade. Pode representar a nossa mente, ser tentador ou redentor; o que livra ou o que condena. Representa o instinto da procriação para a preservação da espécie. A figura representada na carta tem os cabelos claros em alusão à sua inteligência e conhecimento. Suas mãos se elevam aos céus e seu rosto está sereno. O manto que envolve seu corpo, sugere o uso do sexo com amor para se chegar a Deus. A presença do verde, à direita da carta, significa: verdade, transmutação, alquimia. Segundo a tradição medieval, o Santo Graal foi escul- pido a partir de uma grande e única esmeralda, caída da tiara de Lúcifer quando desceu dos céus. A esmeralda é verde, o símbolo da verdade. A carta 15 do tarot é o valor da soma 1 + 5 = 6, que é o número da curiosidade humana. A letra hebraica cor- respondente é Samech, que significa Ser Universal. 45
  42. 42. 16 A Torre 46
  43. 43. 16 - A TORRE Palavra-chave: ABRIR A MENTE Profissão: professor. Com facilidade em expor suas idéias, é especialista em passar conhecimentos. Saúde: coluna vertebral, ossos e cabeça. Amor: carente de afeto, atrai com facilidade pessoas problemáticas. A torre é a representação esotérica da casa de Deus; é a mente que deve abrir-se para a sabedoria, pois para cres- cer são necessários sacrifícios. Abandono de relacionamen- tos do passado, mudança de opinião, perda de afeto, proble- mas financeiros. Nesta figura, vemos Deus, Jesus e vários anjos. A torre significa que com inteligência supera-se cada etapa que leva até o Pai. O amarelo presente na imagem indi- ca inteligência, o anjo azul indica que somente atingimos total harmonia quando falamos a verdade. A Torre, mostra que so- mos regentes de nosso próprio destino, se não sentirmos medo e tivermos consciência de que contamos com a prote- ção de Deus e de nosso anjo guardião. No tarot tradicional a torre representa a destruição, que sabemos poder ser anula- da, se abrirmos nossa mente e estivermos conscientes do poder angelical que emana de Deus. À carta 16 corresponde a letra hebraica Hain, que significa o forte, o corajoso, o consciente, que não pode ser destruído por nada. A soma 1 + 6 = 7 mostra o número da carta O Carro, que indica dificuldade necessária para o encontro do verdadeiro caminho. 47
  44. 44. 48
  45. 45. 17 - A ESTRELA Palavra-chave: OTIMISMO Profissão: qualquer atividade artística. Saúde: alergias. Amor: com simplicidade, é sempre um ótimo amigo. Inspiração, criatividade, beleza, esperança, otimismo, discernimento, despojamento e humildade. A força de vontade e a boa vibração de pensamentos são essenciais para a felicidade, pois evita-se o acúmulo de karma. Nesta carta vemos uma bela mulher despojada de quaisquer atributos materiais. Não usa coroa, não carrega cetro, tem os pés descalços e seu corpo nu foi envolto em um manto, com a ajuda de um anjo que desceu das alturas para protegê-la e auxiliá-la em sua grande obra: levar otimismo para as pessoas. Está ajoelhada em sinal de respeito e humildade, simbolizando a alma dos homens e mostrando-a tal como Deus a criou. Sua força e coragem, são demonstradas por seus longos cabelos. Suas maiores riquezas, são a compreensão e o amor. A posição do seu rosto mostra que em seu inconsciente não há mais nada, já conhece a si mesma. Sua personalidade purificada, não lhe permite pensamentos vulgares ou que corra atrás das coisas fúteis da vida. Suas mãos postadas em agradecimento, mostram que para a Estrela, renúncia não representa sacrifício, mas sim momentos de alegria. Esta carta é como a luz cintilante de uma estrela, que quando avistada numa noite escura, enche de esperança o coração. À 17a carta do tarot corresponde a letra Pe, que significa "língua", o poder da palavra, a capacidade de falar sempre de forma positiva. A linguagem é o "fluido" da comunicação, pois é através dela que se passa o conhecimento. 49
  46. 46. 50
  47. 47. 18 - A LUA Palavra-chave: OCULTO, MUDANÇA Profissão: atividades ligadas à magia, artes ou viagens. Saúde: órgãos genitais femininos Para o homem, vícios. Amor: sempre com ar de insatisfação; é importante dar margens à fantasias. Atração pelo mundo místico, por magia e alquimia; excesso de imaginação, instabilidade, inimigos desconhecidos, coisas escondidas. Necessidade de prudência e de agir mais lentamente. Possibilidade de mudança de residência. Nesta carta, vemos uma bela mulher, de face meiga e delicada, com um menino no colo. Está voltada para o lado direito e tem a parte superior da cabeça coberta por um manto, que simboliza a pureza, a devoção e a fé em Deus. Do lado esquerdo está um homem de barbas brancas, representando o passado e do lado direito está uma bela jovem, representando o futuro. O prateado das vestes representa a espiritualidade, manifestada através do poder de procriar da mulher. No centro inferior estão dois anjos de rostos lunares, que irradiam curiosidade, boa vontade e humanidade; estão ali como se estivessem esperando ordens para trabalhar terrenamente As cortinas verdes, indicam que o espírito não pode nem deve interferir nesta ordem celestial. As nuvens são a representação mítica dos pensamentos e da memória humana. A lua é sempre relacionada com mistério, com misticismo, com meditação; muda de fase quatro vezes e está relacionada ao ciclo feminino. Ela aparece à noite, refletindo tal qual um espelho, a luz que captou do sol durante o dia. Por isso, sua luz só é suficiente para revelar formas não muito definidas, apenas delineadas. À 18a carta do tarot corresponde a letra hebraica Tzzaddi, que representa uma margem, um final; a margem entre a vida e a morte. Tzzaddi, representa o mundo dos sonhos, do inconsciente, um lugar habitado pelos elementais. Desdobrando o número 18, temos o 1, que representa o Divino, o princípio e o 8, que tem a forma da Lemniscata, que representa espírito/ matéria. Fazendo-se 1 + 8 temos o 9, que é a carta do ermitão e significa conhecimento. 51
  48. 48. 52
  49. 49. 19- O SOL Palavra-chave: SUCESSO Profissão: será bem sucedido em qualquer atividade. Saúde: sensibilidade nos olhos. Amor: tem necessidade de ter filhos e ama tudo que está a sua volta. Sucesso, contentamento, presságio favorável, criati- vidade, lealdade, sinceridade, facilidade de expressão, boas amizades e cordialidade. Capacidade de aceitar a vida como ela é e assim viver contente. Representando o sol, vemos nesta carta vários anjos felizes e brincalhões. Eles são crianças, pois simbolizam algo recém-nascido, vital e integral. Possuem a sabedoria dos Querubins, por isso são plenamente conscientes, capazes de resolver suas dúvidas. Usam apenas mantos que lhes cobrem o sexo, que é visto de forma espiritual, mostrando a verdadeira natureza de suas almas: puras, sadias e belas. A igualdade que há entre eles, é demonstrada pelo abraço que os une. Eles irradiam espiritualidade e sabedoria, iluminando toda a Terra com sua graça, acarretando alterações positivas. Toda a figura é essencialmente amarela, cor realçada pelo brilho do sol, que com sua energia acelera o desenvolvimento terreno, preparando o corpo para receber e absorver as frequências divinas de ordem mais elevada. O número 19 da carta do sol sendo desdobrado, mostra o 1, que significa princípio e o 9, que significa sabedoria; somando obtemos 10 - Yod, o número de Deus. No antigo testamento, o primeiro nome de Deus era "Soim", substantivo plural, em reconhecimento do fato de conter a divindade tanto masculina quanto feminina. 198 carta do tarot corresponde a letra Koph, que na linguagem hieroglífica simboliza Luz, que defende e protege as pessoas e dá vida à terra. 53
  50. 50. 54
  51. 51. 20 - O JULGAMENTO Palavra-chave: COBRANÇA Profissão: contará com a participação da família em suas atividades profissionais. Saúde: apatia. Amor: resgate kármico de outras encarnações; a família poderá interferir nos relacionamentos. Renascimento, libertação, sentimento de justiça, de- senvolvimento, reparação, progresso, novas revelações. Oportunidade de se fazer respeitado e obter sucesso nas realizações religiosas. Necessidade de se arrepender e perdoar; momento de prestar contas pela forma como usamos as nossas oportunidades. Nesta figura, vemos o Arcanjo Miguel e sua legião de soldados angelicais, que estão presentes para defender o mestre e, admirados por sua força, auxiliam na realização da grande obra. Ele segura nas mãos um grande bastão, anun- ciando a chegada de um novo tempo que virá libertar os homens de qualquer sentimento de culpa ou cobrança. Esta carta enfatiza o julgamento dos atos terrenos, do pensar, fazer e dizer, para que todos estejam livres para alcançar o progresso espiritual. Do lado esquerdo da carta aparece a Rainha do Céu, com o menino nos braços, representando o nascimento de um novo homem. Essa figura representa a Papisa (20 = 2 + O = 2), que irradia a luz de sua intuição O Julgamento é a carta do tarot que simboliza a força da oração, a totalidade e a integração. O número 20 representa Símbolo do espaço ilimitado e sua letra é Resh, que em hebraico significa a cabeça do homem, o retorno ao mundo divino. Representa o homem que percebe os dois mundos e entende as mensagens da Papisa — não existem verdades, mas apenas a verdade única e sagrada: Deus. 55
  52. 52. 56
  53. 53. 21 - O MUNDO Palavra-chave: MELHOR CARTA DO TAROT Profissão: terá sucesso em qualquer profissão que escolher. Saúde: perfeita. Amor: Ama de modo completo, empenhando sua energia afetiva, emotiva e física. Detesta relacionamentos sufocantes. Recompensa, apoteose, segurança, favorecimento, realização, conclusão, equilíbrio e organização entre espírito e matéria. Perfeição, mudanças definitivas resultando no triunfo final de todos os esforços. Nesta carta, vemos uma linda mulher vestida de branco, apoida sobre a Terra que está centrada no Universo. Embora somente seu pé direito esteja tocando a esfera, ela está bem equilibrada em sua posição. Seu pé esquerdo, está apoiado sobre a cobra que simboliza o infinito, o grande zero ou a serpente que morde a própria cauda. A ponta da meia lua que aparece no canto direito da carta, indica que para obtermos a paz, teremos que agir usando sempre a própria intuição O manto azul que cobre seus cabelos, simboliza a espiritualidade verdadeira. Suas mãos postas em frente ao chackra cardíaco, mostram que ela ama de todo coração, sentindo-se completa e realizada. Ela representa o aspecto maternal de Deus; é a grande mãe, a natureza. Os anjos que a cercam obedecem suas leis, são os guardiões da verdade, se harmonizam para formar a base da vida sobre a Terra e a formação de cada dia As pessoas podem contatá-los por intermédio da concentração consciente, através das preces e orações, ou inconsciente, através dos sonhos. 21a carta do tarot corresponde a letra Shin, que representa o fogo, o Self Superior, o início de uma nova vida 57
  54. 54. 58
  55. 55. 22 - O LOUCO Palavra-chave: OITO OU OITENTA Profissão: atividades inovadoras, onde a criatividade seja importante. Saúde: abuso de remédios. Amor:difícil manter-se apaixonado; adora relacionar-se com pessoas diferentes. Liberdade plena, inexistência de travas ou limites, ale- gria, prazer, entusiasmo juvenil. Possibilidade de início de um processo, com novos horizontes se abrindo. Surge a necessi- dade de se avaliar o que possui e determinar um novo caminho. Nesta carta vemos um homem peregrino, aparente- mente despreocupado, vestindo roupas simples. Seus om- bros desnudos significam completo despojamento dos valo- res materiais. Com o rosto voltado para cima demonstra toda pureza de seus pensamentos e desejos que facilmente al- cançam o plano angelical. Esse é o Louco, que não se preo- cupa com sua roupa rasgada e continua o seu caminho tranquilo sob a proteção do anjo. A carta do Louco não tem número, mas a letra que se atribui a ela éThau, que segundo a cabala, por determinação de Deus, pertence ao reino do elemento fogo, que representa ativi- dade a ação. O homem amadurecido esotericamente, vê o louco como um arcano positivo (o ingênuo Parsival, que encontrou o Graal), reconhecendo que chegamos a Deus somente des- pojados materialmente. O homem imaturo acha que o louco não passa de um tolo, um doente mental, o inferno. 59
  56. 56. A Rip= Os Arcanos Maiores e a consulta: Durante uma consulta, a importância dos Arcanos Maiores é muito grande, porque além de todos os seus elementos significantes e interpretativos, possuem números que determinam se a situação é favorável ou desfavorável, qual o período de tempo em que se realizará e qual o sentido implícito da interpretação. Para descobrir todos esses elementos, os arcanos devem ser somados e reduzidos a um número que esteja entre 1 e 22, que portanto, seja equivalente a um dos arcanos maiores. Por exemplo: É feita uma pergunta e as cartas viradas são: Somando-se as cartas temos: 2 + 5 + 1 = 8 1.~ A Justiça responde como sim, portanto é uma carta favorável. A questão será resolvida até o mês de agosto(8) ou em até oito meses. 60
  57. 57. A tabela abaixo apresenta um resumo dos arcanos maiores, suas palavras-chaves e como cada um deles responde: Número Carta Palavra - chave Responde como 01 O MAGO Ponto de Partida sim 02 A PAPISA Intuição sim 03 A IMPERATRIZ Razão sim 04 O IMPERADOR Poder sim 05 O PAPA Dever, moral, casamento sim 06 05 ENAMORADOS Dúvida dúvida - tirar outra carta 07 O CARRO Direção sim 08 A JUSTIÇA Equil ibno sim 09 O ERMITÃO Calma, prudência sim 10 A RODA DA FORTUNA Rápida mudança sim 11 A FORÇA Força sim 12 O ENFORCADO Karma ou acomodação não 13 A MORTE Transformação não 14 A TEMPERANÇA Bom senso sim 15 O DIABO Dificuldade de comunicação não 16 A TORRE Abnr a mente não 17 A ESTRELA Otimismo sim 18 A LUA Oculto não 19 0 SOL Sucesso sim 20 O JULGAMENTO Cobrança dúvida - tirar outra carta 21 O MUNDO A melhor carta do Ta rot sim 22 O LOUCO Oito ou oitenta sim 61
  58. 58. ARCANOS MENORES As etapas do desenvolvimento da consciência humana são manifestadas pelos quatro elementos conhecidos, segundo a denominação antiga, por: fogo, terra, água e ar. Estes elementos estão representados no tarot, pelos quatro naipes dos arcanos menores: Paus c> fogo c> salamandras Ouros ,=:> terra c> gnomos Espadas ,=> ar c> sinos Copas ,=> água c> ondinas Os significados dos Arcanos Menores são fixos; não possuem a nqueza de interpretação dos Arcanos Maiores, mas assumem a função de esclarecer, explicar, detalhar e pnncipalmente determinar prazos: Valete c> semanas; Cavaleiro meses; Rei /Rainha c>até um ano. 62
  59. 59. VALETE DE COPAS Indica pouco amor, amor passageiro; algum tipo de abor- recimento que pode levar a uma desestimulação e provocar intrigas. O Valete de Copas é representado por um anjo jovem com lindas asas cor-de-rosa, tão grandes que chegam a tocar o chão. Suas asas indicam que ele é todo amor. O rosto atento e os olhos reflexivos, mostram que ele está na expectativa de receber algo. O símbolo de copas é representado pela jarra onde, com a mão esquerda, o anjo coloca um galho verde que miticamente representa a esperança. O lado esquerdo da carta, onde está o anjo, simboliza emoção. O lado direito, onde estão seis livros fechados, simboliza a razão. O número seis representa a curiosidade, a busca; os livros representam o conhecimento, a razão e, como estão fechados, mostram que o amor deve ser entendido pela experiência e não através de livros. 63
  60. 60. VALETE DE PAUS Pode representar pouco conhecimento da espiritua- lidade, notícias rápidas e pouco estudo. O anjo que representa esta carta, esta em atitude de benevolência e de bondade. A base da coluna, significa a fortificação de qualquer pedido. O anjo segura com as mãos, um bastão simbolizando a espiritualidade com amor. Ele ama a natureza, é um amigo fiél e leal, portador de notícias importantes. Enviado de Deus para alguma missão. 64
  61. 61. VALETE DE OUROS Indica a falta ou o recebimento rápido de algum dinheiro, que também poderá ir embora rapidamente, levando a uma dependência financeira. Esta carta mostra três anjos. O Valete de Ouros é representado pelo querubim que está à frente, segurando com a mão direita uma palma que simboliza a cultura e o respeito pelo conhecimento. Com a mão esquerda ele segura uma coroa (naipe de ouros), símbolo do pentagrama. Pela direção do seu olhar, percebe-se que ele é o único com o objetivo de descer para a Terra, pois os outros olham para o lado esquerdo da carta, estão ligados ao passado e não trazem nenhum naipe nas mãos. Este anjo é benfazejo, portador de boas novidades ligadas à área financeira. 65
  62. 62. VALETE DE ESPADAS Mostra que uma situação passa por momentos tumultuados. Indica pouco trabalho e desarmonia espiritual. Além disso, a falta de discrição pode causar brigas e desentendimen- tos. O Valete de Espadas é representado por um anjo ágil, com auréola e asas douradas. Sua vestimenta é suntuosa e seus pés, firmemente apoiados no chão mostram que ele tem consciência da realidade. Segura na mão esquerda os mandamentos de Deus, lembrando que devem ser obedecidos. Sua disposição é de não intervir, apenas de estar vigilante. Com a mão direita segura uma espada. Ele tem o dom da percepção, é discreto, está atento aos perigos desconheci- dos e estaria na Terra para colocar as coisas em ordem. A figu- ra está olhando para a nossa direita, ou seja, insistirá nesta vigilância, apesar de não ter permissão do plano elétrico para permanecer aqui. 66
  63. 63. CAVALEIRO DE COPAS É a carta do amante e mostra que o consulente está a caminho de um amor ou de uma satisfação. Pode também indicar um convite, uma proposta ou boa notícia. O Cavaleiro de Copas está representado por um lindo homem, numa atitude de reverencia com seu chapéu à mão direita, míticamente simbolizando o "graal"(amor). Suas veste claras simbolizam a pureza de emoções e o instinto sem maldades. A faixa azul sobre o ombro e seu peito denotam integridade de caráter. O cavalo representa o inconsciente e o acúmulo de emoções, das quais pretendemos sempre ter as rédeas em nossas mãos. Ele é um homem satisfeito e relizado. Sua ex- pressão facial é contemplativa e firme, própria de quem pos- sue sentimentos elevados. 67
  64. 64. CAVALEIRO DE PAUS Está a caminho da espiritualidade e poderá fazer cur- sos ou estudar sobre o assunto. Indica uma mudança pro- missora e que poderão surgir contratos a serem realizados. O cavaleiro de Paus está representado nesta carta por um guerreiro ricamente vestido. Ele está em uma posição de combate contra o mal, sob a proteção do "Pai", que vem das alturas para socorrê-lo prontamente. O cavaleiro tem na mão esquerda o controle das rédeas. A mão direita segura um bas- tão de ouro, significando que usa as forças angelicais somente nas horas de muita necessidade. Não se atemoriza com a pre- sença do dragão, representando simbolicamente o instinto. O cavalo representa a confiança em assumir suas responsabilidades, resolvendo todos os problemas sem qual- quer sentimento de culpa. As montanhas rochosas ao fundo, representam o anseio em chegar próximo a Deus. 68
  65. 65. CAVALEIRO DE OUROS Representa a habilidade, a confiança em si mesmo, a dignidade e a ambição. Indica que algum dinheiro está a caminho. O Cavaleiro de Ouros está representado nesta carta por um nobre, majestosamente montado em um cavalo bran- co, segurando em sua mão direita um cetro dourado. O cha- péu que cobre sua cabeça, mostra que é grande sua ativida- de mental e sua vestimenta indica que ele se fundamenta na verdade. Os detalhes amarelos são a representação do ouro (saber ganhar dinheiro com inteligência e dignidade). A posi- ção de seus braços indica suas intenções - o esquerdo do- brado, demonstra vontade de falar e o direito para trás, repre- senta a firmeza do ideal de proteger o cavaleiro. O cavalo domado, representa o instinto controlado e demonstra, junta- mente com o cavaleiro, confiança e habilidade. 69
  66. 66. CAVALEIRO DE ESPADAS Representa o guerreiro, o apoio, a bravura. Indica que um trabalho está a caminho e uma ação está para ser realizada. Nesta carta, o Cavaleiro de Espadas está representado por um anjo de cabelos loiros (miticamente o amarelo representa a razão), empunhando uma espada com a mão direita. Sua túnica branca (cor da pureza e da paz), diz que ele tem bom coração e é muito corajoso. Um homem velho de barbas brancas, está montado em um cavalo e brande o animal com um bastão que representa a espiritualidade. O anjo interfere no contexto espacial, como defensor do bem e adversário do mal. Ele é mestre da ação e da bravura e se caracteriza por sua sagacidade para a resolução de qualquer problema. 70
  67. 67. REI DE COPAS Esta carta simboliza uma realização afetiva, uma satis- fação e indica que o consulente poderá contar a qualquer momento com o auxílio de uma pessoa refinada e importante. Ela pode mostrar também o gosto pelas artes. O Rei de Copas usa barba e cabelos compridos, símbolo de segurança e amadurecimento; olha para sua frente mostrando seu respeito pelo plano divino. Está cercado por muitos anjos, que além de protegê-lo, estão atentos às suas palavras. A coroa sun- tuosa que usa é símbolo da riqueza espiritual. As mãos represen- tam pureza e nobreza de caráter, estão abençoando a coroação da Virgem Maria, feita por Jesus, símbolo máximo do amor. Sua roupa rica e majestosa tem debruns que irradiam força espiritual doadora. O rei personifica a pessoa ponderada, bondosa, digna de confiança, extremamente generosa, que ama a tudo e a todos, principalmente as coisas bonitas da vida. 71
  68. 68. REI DE PAUS Indica realização espiritual, maturidade, honestidade, prestígio, respeito e grande conhecimento teórico. Além dis- so, pode significar também que o consulente está passando por uma fase de acomodação. O Rei de Paus exibe uma expressão facial de grande nobreza e seu olhar sereno está voltado para sua esquerda. É o símbolo da maturidade e da experiência. Ele está em pé, usa vestimenta verde, símbolo de riqueza e prosperidade. Sua mão esquerda segura um bastão representado por alguns lí- rios. Seu manto vermelho é o símbolo do estudo e da espiritualidade ativa. Sua inteligência é representada pelo dou- rado dos ornamentos. O Rei de Paus ou Bastão, é represen- tado aqui pelo Príncipe dos anjos: "Gabriel". 72
  69. 69. REI DE OUROS Representa a realização financeira decorrente de uma correta administração dos bens; deve tomar cuidado com a avareza. Pode indicar também, muita experiência e obsti- nação. O Rei de ouros segura com a mão esquerda uma grande moeda, símbolo do seu naipe, significando que o dinheiro que recebe é justo e merecido. Com a mão direita ele abençoa, mostrando que não existe qualquer sentimento de culpa pela vida próspera que leva. Seu rosto mostra que ele é experiente, próspero, capaz e seguro. Os olhos voltados levemente para sua direita, mostram que tem expectativas de uma boa vida futura. Sua túnica verde simboliza a renovação, e o manto que traz no ombro, representa responsabilidade. Uma legião de anjos o protege. O desenho dourado que se forma no alto de sua cabeça, como uma coroa, mostra que é um líder experiente e bem sucedido, por seu caráter e inteligência. 73
  70. 70. REI DE ESPADAS Simboliza a realização profissional ou um bom profis- sional, que age sempre produtivamente e de modo correto. O Rei de Espadas está sentado em um trono, segu- rando com a mão esquerda uma espada em posição ereta, símbolo de sua autoridade. Está vestido ricamente com uma roupa verde (transformação e crescimento), com punhos ama- relos (inteligência ativa). Suas longas barbas simbolizam sua experiência e maturidade. É respeitado e admirado pelos sú- ditos que o circundam. O rei representa poder, superioridade, autoridade e lei. 74
  71. 71. RAINHA DE COPAS Esta carta representa a plena satisfação decorrente de uma realização sentimental. Também pode significar uma ami- zade promissora, a felicidade conjugal ou uma gravidez feliz. A Rainha de copas está sentada em um trono coloca- do entre duas colunas; representação mítica das colunas do Templo de Salomão, significando a vida e a morte, a luz e a escuridão, o yin e o yang. Suas mãos amparam o bebê. Sua roupa rica e majestosa, indica fé e ação. Os pés cobertos, mostram que ela sabe onde pisa e toma as decisões certas nas horas certas. As pernas não estão cruzadas, mostrando que ela aceita tudo de forma amorosa, não tem nada a es- conder e encara tudo de forma otimista. Ela é feliz e acredita na permanência desta felicidade. 75
  72. 72. RAINHA DE PAUS Sacerdotisa de culto, representa o grau máximo de sa- bedoria, de simplicidade, de virtude e de gentileza. A Rainha de Paus, vestida com lindas roupas, está sentada em um trono colocado sobre um degrau, significando que apesar de ser uma personificação da realização espiritual, participa também do mundo terreno, tomando suas decisões acertadamente. O manto vermelho que descansa em seu colo, é simbolo da espiritualidade prática. Seus cabelos amarrados denotam praticidade. Entre as mãos segura um cetro dourado, representação do poder es- piritual. Na mão esquerda ele está entre o dedo mediano (re- presentando o meridiano correspondente ao chackra do estô- mago - o instinto) e o indicador (correspondente ao chackra laríngeo - o falar). Na mão direita o polegar pressiona o cetro, indicando que ela pensa com firmeza. Compassiva, amigável e sinceramente interessada pelas outras pessoas, a Rainha de Paus tem a força do seu anjo guadião a defendê-la de quem utilizar-se de má-fé. 76
  73. 73. RAINHA DE OUROS Pode representar uma realização financeira conseguida através de uma correta administração dos bens. Indica prosperidade, generosidade, riqueza, abundância e bem-estar. A Rainha de Ouros está sentada em posição frontal, mostrando que encara com firmeza os problemas materiais do dia-a-dia. Seu rosto expressa inteligência, generosidade e percepção. Nas pontas dos dedos de sua mão direita, segura uma moeda. Com a mão esquerda protege o menino, mos- trando sua afetividade e zelo em cuidá-lo. Suas vestes ver- melhas, indicam que tem responsabilidade sobre seus atos e o cordão que prende o manto sobre o chackra cardíaco, sim- boliza a generosidade de seu coração. Os dois anjos que es- tão ao seu lado, representam o bem querer e proteção. 77
  74. 74. RAINHA DE ESPADAS Esta carta indica uma realização profissional, através da inteligência. Pode representar também uma gravidez que requer cuidados. A Rainha de Espadas aparece com lindas roupas, sentada sob uma abóboda que personificá a proteção celes- te. Ela descansa sobre seu trono, segurando com a mão di- reita (razão) o gládio (força do pensamento positivo), repre- sentação da perspicácia e da inteligência. Sua mão esquerda está apoiada na perna, significando reconhecimento e gene- rosidade para com aqueles que lhe são caros. A espada dá à rainha um aspecto severo, porém virtuoso, próprio daqueles que suportam com nobreza qualquer dificuldade. 78
  75. 75. ÁS DE COPAS Representa o graal e traz com ele a abundância, a felicidade, a proteção, a plena satisfação e o aconchego. O Ás de Copas é representado por uma grande taça de prata, símbolo da emoção passiva feminina, ornamentada com pedrarias, símbolo da abundância. Regeneração e pro- gresso. 79
  76. 76. ÁS DE PAUS Indica proteção espiritual, inteligência, sorte e a cor- reta tomada de decisão. O Ás de Paus, é representado pelo cetro que impera com magnitude nesta carta. É a fonte doadora da vida e da fé; representação do progresso, da fertilidade, da descida do fluxo astral para a vida terrena. É o cetro mágico dos sacer- dotes, iniciados e adeptos, símbolo dos poderes sobre-hu- manos. Poderoso contra os maus pensamentos ou maus es- píritos; é o símbolo do trabalho divino. 80
  77. 77. ÁS DE OUROS Esta carta indica prosperidade, perfeição, realização, totalidade, felicidade e equilíbrio; a origem espiritual da causa e efeito. O Ás de Ouros é representado por uma grande moe- da, símbolo da prosperidade e de perspectivas sempre muito favoráveis (matéria), a verdadeira combinação entre a pros- peridade material e espiritual. 81
  78. 78. ÁS DE ESPADAS A espada simboliza a vitória, trazendo energia, dispo- sição incansável e muita força. O Ás de Espadas é representado pelo gládio que rei- na soberano. A espada, equivale à estrutura humana; ela tem vida, possibilitando a descida benéfica da força astral para o mun- do. Os dois gumes representam o equilíbrio de julgar, antes de executar. 82
  79. 79. Os Arcanos Menores e a consulta: Quando aparecem em um jogo, os arcanos menores podem facilmente ser interpretados, pois mantém fixa, entre o arcano em si e seu naipe, uma relação de significância que pode ser esquematizada em uma tabela: VALETE pouco ou rápido UMA SEMANA CAVALEIRO a caminho SEIS MESES REI / RAINHA realização UM ANO ÁS duradouro IMEDIATO COPAS pouco amor a caminho de uma satisfação realização sentimental muito amor e satisfação PAUS pouca espirituali- dade ou estudo a caminho da espiritualidade ou do estudo realização espiritual e rio estudo proteção espiritual OURO pouco dinheiro a caminho do dinheiro realização financeira — bom administrador mudo dinheiro e sorte ESPADAS pouco trabalho — tititi,bngas e fofocas a caminho de um trabalho realização profissional vitória — ótimo trabalho 83
  80. 80. MÉTODO DE TIRAGEM Consagrando o Tarot: Antes de ser efetivamente usado em consultas, o tarot deve ser consagrado ao Anjo de Guarda da pessoa a quem ele pertence. Desta forma o anjo irá utilizar-se do tarólogo como um canal entre o astral e o consulente, auxiliando-o nas soluções de suas dúvidas. Qualquer tarot pode ser consagrado, entretanto as imagens de anjos em cada carta do Tarot dos Anjos, torna mais fácil sua presença durante a consulta, mandando insights ao tarólogo. O procedimento para a consagração é muito simples: Em um lugar tranqüilo e silencioso, abra o tarot em leque (as cartas não precisam estar em ordem), com as figuras voltadas para cima, deixando para fora do leque, em uma posição de destaque, a carta que você achar mais bonita. Ao lado do leque, acenda uma vela de sete dias e faça a seguinte oração: Eu, (nome do tarólogo), invoco meu anjo de guarda (nome do anjo - ver Apêndice, pág. 153) peço para abrir minha terceira visão e aumentar minha clarividência, para que eu possa com isso auxiliar e orientar qualquer pessoa que me procure; para o bem de todos os envolvidos na questão. Amém. O tarot deve ficar aberto próximo à vela, durante os sete dias que ela estiver queimando. A oração é feita só no primeiro dia, porque a vela irá mantê-la no astral durante o tempo em que ela estiver acesa. Se durante os sete dias da consagração for preciso usar o tarot, retire-o do local, utilize- o e devolva-o, deixando na mesma posição em que estava. 84
  81. 81. Preparando o Jogo: O ambiente ideal para a tiragem do Tarot, deve ser determinado pelas necessidades e gostos do tarólogo e é independente do método de tiragem escolhido. Muitos tarólogos colocam alguns elementos no local da consulta para auxiliá-lo e protegê-lo durante o trabalho: • Pedra ametista (lilás) — depura o ambiente e abre a 34 visão, facilitando a leitura. A ametista transmuta ódio, raiva e ressentimento, em amor. • Pedaço de carvão dentro de um copo com água — filtra o ambiente. Obs.: o carvão deve ser trocado assim que afundar • Pequena faca ou adaga embaixo do pano — protege o tarólogo, funcionando como um pára-raios e captando as energias que possam ser prejudiciais. Para iniciar o jogo o tarólogo deve embaralhar as cartas (mínimo três, máximo sete vezes), para eliminar qualquer fluido da consulta anterior. O monte é colocado sobre a mesa em frente ao consulente, que deve cortá-lo em três. Muitos tarólogos pedem ao consulente para cortar para esquerda, que é o lado do coração. Entretanto, o corte para a frente, na direção do tarólogo, é a forma correta de cortar, pois leva a uma ligação astral entre consulente e tarólogo, resultando em uma boa consulta. O tarólogo recolhe as cartas pegando primeiro o monte mais próximo do consulente, em seguida o monte mais próximo de si e por fim o monte do meio. Recolhendo primeiro as cartas mais próximas do consulente, o tarólogo atinge seu corpo sutil, onde estão contidas todas as informações que serão importantes para a consulta. Colocando as cartas que estão mais próximas de si, entre as cartas do monte mais próximo do consulente e as do monte do meio, o tarólogo não expõe os fatos de sua vida e cria um elo astral para a consulta. Depois de cortadas, as cartas não devem ser emba- ralhadas novamente. O tarólogo coloca-as no centro da mesa e pede ao consulente para colocar suas mãos sobre elas. O tarólogo coloca as mãos sobre as mãos do consulente, ini- 85
  82. 82. ciando uma oração que invoca seu anjo de guarda, pedindo auxílio para que a consulta seja clara e benéfica para todos: Eu, (nome do tarólogo), invoco meu anjo de guarda (nome do anjo - ver Apêndice, pág. 153) peço para abrir minha terceira visão e aumentar minha clarivi- dência, para que eu possa com isso auxiliar e orientar a(o) (nome do consulente), para o bem de todos os envolvidos na questão. Amém. O tarólogo devolve o monte para o consulente, que repete o corte. Se durante o processo de corte ou em qualquer outro momento da consulta, cair uma carta no chão, ela deve ser considerada como uma mensagem para o tarólogo. O próximo passo é distribuir as cartas pelo método escolhido e começar a leitura. Jogo das 16 Casas: Existem vários métodos de tiragem, já difundidos pelos diversos livros que discutem o assunto. Entretanto, o Jogo das 16 Casas cria um sistema mais completo, que consegue abordar todos os níveis da vida do consulente e conse- qüentemente abranger todas as dúvidas que ele possa ter, sem que precise fazer perguntas. As cartas devem ser distribuídas, uma em cada casa, com as figuras voltadas para baixo, da seguinte maneira: /à1 01 Pg 05k teu 1 ó aN tà Dá fflá óóó R.A ó 2 ó ó ó ó 4 ó 4N 3 aN 054 tu 'til 9'S ó ó 4 ó ó ó ó ó ó ó 4 pró 5 ó da AN cá, dx à t4 t ON PáN 7 ó g..A ts ó ó C ó ó 10 ó ó ó a'A C tâ ó 6 ó * à ó ‘t 4 a ó 'z , tu 8 *ó ak 75N ó t ON dg 9 ó ó ANA dx ó AN t, ót, 16 *PN ó O ó In4 ah ãk ó w 11 ó ó ó 4N 4 ã õ PN aN gsk 12 ó ó 414N c4 *óce ó aN 13 AN ó ó ó ak *414 ó tu 14 ah ON 01 45, õ ótó gp ó a 15 aNaN t, thlt 86
  83. 83. tarólogo porque quer saber se vai encontrar um grande amor. A resposta é favorável, porque o Rei de Copas responde como sim, no prazo de l ano. Casa 2 (A família) — O Imperador O Imperador é uma carta que, conforme a tabela da pág. 61, responde como sim, portanto, o consulente se dá muito bem com sua família, é muito inteligente, tem opinião própria e sabe discutir sobre todos os assuntos. Casa 3 (Uma mudança favorável) — A Morte O consulente passará por uma transformação mais espiritual do que material, pois apesar de A Morte responder como não para assuntos materiais, responde favoravelmente para as- suntos espirituais. Portanto, no momento, as mudanças são espirituais, trazendo mais poder, que só poderá ser conseguido através de muita leitura. Desdobrando-se o 13 em 1 + 3 = 4, a resposta é O Imperador (poder). Casa 4 (Dinheiro e Profissão) — A Torre O consulente está passando por um momento de espera, pois o 16 responde negativamente. Seu trabalho não está definido, mas pode contar com o auxílio do anjo de guarda, que o está ajudando a descobrir sua verdadeira vocação. Casa 5 (Algo a alertar) — O Diabo Esta carta responde de forma negativa para assuntos mate- riais, é hora de não gastar. Atenção para descobrir quem são OS verdadeiros amigos. A soma 1 + 5 -= 6 (Os Enamorados), mostra que o consulente pode encontrar alguém ligado ao plano sentimental, não confiável, aventureiro, galanteador. Atenção, pois a Casa 1 fala sobre o encontro com uma pessoa mais madura, portanto, deverá ter paciência para esperar. Apesar de estar protegido espiritualmente, alguém pode estar lançando algo negativo como a inveja, contra o consulente. É importante fortificar o anjo de guarda. 89
  84. 84. Casa 6 (Amor e filhos) — A Papisa A Papisa responde de modo afirmativo. Se o consulente namora, ele é provavelmente a "mãe" ou "pai" do namorado. Se está sozinho, conhecerá uma pessoa em breve, talvez no prazo de dois meses. Deve ser muito ligado à família e se tem filhos, preocupa-se muito com eles. Casa 7 (Preocupação) — O Mago O Mago responde de modo afirmativo, portanto, não tem nada sério para se preocupar. O consulente quer ter uma vida nova, começar sua mudança pessoal, deve estar querendo tomar uma decisão. Casa 8 (Alegria) — Rainha de Ouros O consulente terá muitos motivos de alegria, pois a rainha responde de forma positiva, realizada e duradoura; seu naipe é ouros, portanto as alegrias serão materiais. Casa 9 (Viagem) — Valete de Espadas Não é o momento propício para viagens, pois o valete responde de forma negativa. Se insistir, poderá haver brigas e desen- tendimentos durante a viagem. Esta situação perdura apenas durante uma semana. Casa 10 ( Bens, poupança, valores) — O Ermitão O consulente administra o dinheiro que entra com muita sabedoria, aproveitando os lucros obtidos para fazer novos investimentos. Casa 11 (Novidade) — O Enforcado Todo o período ruim no campo material será definitivamente eliminado. Fim de um processo kármico. Cuidado com a acomodação espiritual. O consulente descobrirá sua verda- deira missão na Terra. 90
  85. 85. Casa 12 (Saúde) — A Roda da Fortuna Responde de forma positiva, portanto a saúde está boa. Talvez ocorram algumas alterações de pressão. Casa 13 (Equilíbrio) — Rainha de Paus O consulente está em equilíbrio apesar de alguns problemas materiais, que com o passar do tempo se resolverão. Tem muita proteção astral; os anjos o consideram um ser muito especial. Casa 14 (Acontecimento Imediato) — Valete de Ouros Rapidamente um dinheiro aparecendo, para resolver pro- blemas imediatos. Casa 15 (Casamento ou associação) — Ás de Copas No que se refere a assuntos de sociedade, tudo bem. Se o consulente é casado, o casamento está as mil maravilhas. Se for solteiro encontrará um amor duradouro. Casa 16 (lima mensagem do tarot) — A Temperança O tarot tem uma ótima mensagem para o consulente, que por ter muito bom senso para resolver todos os problemas da melhor forma possível, poderá ser presenteado pelo astral com uma viagem para o exterior. Terminando a interpretação das 16 casas, começa a fase em que o consulente faz perguntas. As perguntas podem ser feitas para complementar o jogo anterior ou para sanar alguma dúvida que ainda não tenha sido resolvida. O tarólogo recolhe as cartas, começando pela casa do astral e seguindo sucessivamente até chegar à última. Junta as cartas recolhidas ao monte restante e embaralha (no mínimo 3, no máximo 7 vezes). Abre um leque de cartas, da esquerda para a direita. A direção da abertura é importante porque abrin- do da esquerda para a direita chama-se o anjo de guarda e 91
  86. 86. abrindo da direita para a esquerda chama-se o gênio con- trário. A forma que o leque está aberto, representa a mente do tarólogo. Portanto, o leque deve estar disposto de uma forma organizada e agradável para quem olha. O consulente deve pensar no assunto e formular uma pergunta em voz alta, para que haja intimidade entre ele e o tarólogo. Se a pergunta ficar no pensamento, além de dificultar a interpretação, compromete a interação entre consulente e tarólogo. Caso o consulente não aceite fazer a pergunta em voz alta, o tarólogo tem a liberdade de encerrar a consulta. Depois de formular a pergunta, o consulente retira 3 cartas do leque, colocando-as em frente ao tarólogo, uma ao lado da outra, viradas para baixo, de forma que a primeira carta retirada fique ao lado esquerdo do tarólogo, a segunda no centro e a terceira à direita. O tarólogo abre as cartas, começando com a da esquer- da, analisa primeiro a soma para saber se a resposta da pergunta é sim ou não. Em seguida, analisa as cartas indivi- dualmente para completar a resposta. Complementando o exemplo do Jogo das 16 Casas descrito anteriormente, tem-se: Z O consulente deseja saber sobre um projeto profissional. Vaiar 4 Oune, Somamos 5 + O + O = 5, responde favoravelmente. O projeto terá bons resultados, pois o consulente é o papa no assunto, e sendo ligado ao dever e à moral, faz tudo bem feito. Em breve terá uma grande satisfação, pois quando o valete acompanha uma resposta positiva, indica rapidez e como é valete de ouros indica entrada rápida de dinheiro. Em quanto tempo? O Papa é número 5, a carta que está ao lado do número é cavaleiro (que representa meses), portanto, esse acon- tecimento favorável será dentro de 5 meses. 92
  87. 87. 9 O Enmeao Após a interpretação, o tarólogo recolhe as três cartas, colocando-as no canto direito (essas cartas não devem voltar ao leque) e continua com as perguntas: O consulente pergunta sobre a saúde, que já foi analisada na casa 12 da jogada de 16 cartas. Ele pode querer mais esclarecimentos perguntando novamente. Se tiver saído algo como uma operação, isto pode ser confirmado numa pergunta específica. O Mundo A soma O + 8 + 21 é igual a 29; como não temos o arcano 29, deve-se desdobrar, 2 + 9 =11. O 11 responde favoravelmente, portanto, a saúde está bem; mesmo assim, O Cavaleiro de Espadas indica uma operação que esta a caminho, A Justiça recomenda a procura de um médico e O Mundo mostra que apesar desse problema, tudo está bem. Se o consulente quiser saber onde se localiza o problema, basta desdobrar o número 11, 1+1 = 2 (A Papisa), indica sensibilidade de útero e ovários. O consulente pergunta, se tudo sairia bem se houvesse alguma mudança em seu negócio que está em expansão. A resposta será positiva, pois a soma 9 + 13 + 1 = 23, que desdobrado em 2 + 3 = 5 (O Papa). O Ermitão mostra que consulente é sábio, cauteloso e não está fazendo nada às pressas. A Morte indica que ele está passando por uma 93
  88. 88. transformação e corte de tudo o que é ultrapassado e velho, para um novo ponto de partida em sua vida, que é indicado pelo Mago. Seu negócio será um sucesso. conforme foi colocado na jogada das 16 casas, aparece o encontro de uma pessoa mais velha que seria seu grande amor. Isso realmente acontecerá? Ndeer rie Zfatla, linprnaryu A soma 20 + O + 14 = 34, desdobrada 3 + 4 = 7, é O Carro, que além de responder favoravelmente, indica que a pessoa aparecerá em seu local de trabalho. O Julgamento mostra que tanto o consulente como a pessoa em questão, têm uma forte ligação com a família. O Valete de Espadas indica que pode haver divergências de opiniões. A Temperança está dizendo que o consulente precisa ter bom senso para não desprezar esta pessoa. O consulente poderá fazer perguntas, retirando de três em três cartas até acabar o leque. Se durante as perguntas o leque ficar com um espaço vazio entre as cartas, o tarólogo deve juntá-las, pois como o leque representa a sua mente, uma brecha entre ele indica que toda a sua percepção se perdeu. Terminada a consulta, o tarólogo embaralha novamente as cartas, abre um novo leque e retira uma carta, que indicará se o consulente gostou ou não da leitura. No caso, a carta retirada foi o Ás de espadas: O consulente ficou satisfeito com a consulta, princi- palmente pelas orientações de trabalho. 94
  89. 89. Jogo das ló Casas com 2 cartas: Este método de tiragem só deve ser usado quando o tarólogo conseguir dominar, através da prática, a técnica do jogo anterior, interpretando com desenvoltura as quarenta e duas cartas que compõem o Tarot dos Anjos. As primeiras dezesseis cartas devem ser distribuídas da mesma forma que no Jogo das 16 Casas com uma carta. Em seguida coloca-se mais uma carta em cada casa, com exceção da casa do Astral, que deve ter apenas uma carta. A leitura começa normalmente pela casa do astral e suces- sivamente pelas outras casas, tomando-se o cuidado de abrir primeiro a carta que estiver embaixo. A segunda carta comple- menta a resposta da primeira. A soma das duas cartas, informa se a resposta é favorável ou não e prevê em quanto tempo o fato irá acontecer. Por ex.: O Mago (1) + A Imperatriz (3) = 4. A resposta é favorável e acontecerá em quatro meses. O exemplo a seguir descreve uma jogada completa do Jogo das 16 Casas com 2 cartas: Casa do Astral O Carro: o jogo será ótimo, esclarecendo todas as dúvidas, principalmente questões de trabalho. Esta carta indica que o consulente é uma pessoa que triunfará em todos os aspectos da vida. Casa 1 (O consulente): Ás de copas: o consulente é uma pessoa muito amorosa, que sente grande amor pela vida. Possibilidade de um convite para sociedade ou casamento à vista. Complementar a informação com a segunda carta: O Papa: com certeza haverá um convite de sociedade ou uma proposta de casamento. Isto acontecerá rapidamente, pois O Papa está acompanhado do Ás de Copas, que indica algo imediato. A soma O + 5 = 5, responde de modo positivo. 95
  90. 90. Casa 2 (A família): Ás de espadas: o consulente é uma pessoa vitoriosa perante a família. Gosta de trabalhar e participar suas vitórias aos entes queridos. O Imperador: o consulente preocupa-se com o bem estar da família, e esta carta mostra que sua preocupação no momento é o pai. A soma O + 3 = 3, responde favoravelmente. Casa 3 (Uma mudança favorável): O Julgamento: o consulente quer tomar uma decisão, mas está preocupado com o que a família poderá pensar desta atitude. Ele preza muito a família e não quer sentir-se cobrado ou julgado por ela. Rainha de Copas: o consulente provavelmente tomará esta decisão, pois seguirá mais o coração. Como a soma das duas cartas (20 + O = 20) é a carta do julgamento, que responde como dúvida, o tarólogo deve alertar o consulente sobre essa decisão, da qual poderá arrepender-se depois e tirar outra carta do monte para confirmar a resposta: Rainha de ouros: o consulente provavelmente persistirá na decisão, pois no fundo sabe que tudo correrá bem, mas como persiste a mesma soma: 20 + O (rainha de ouros) = 20, deve- se puxar mais uma carta: A Roda da Fortuna: indica mudanças fortuitas, então 20 +10 = 30 / 3 + O = 3 (A Imperatriz) a resposta final indica uma mudança muito benéfica. Casa 4 (Dinheiro e profissão): O Mundo: o consulente está vivendo seus melhores dias no trabalho. Adora o que faz e seu trabalho é muito importante, trazendo-lhe enormes recompensas e satisfações. Rainha de Paus: esta carta mostra que o consulente é dos melhores em sua área, um verdadeiro mestre. A soma 21 + 0 = 21 é positiva, portanto confirma que o trabalho é a melhor coisa do mundo para o consulente. 96
  91. 91. Casa 5 (Algo a alertar): Valete de Ouros: o consulente deve ter cuidado com gastos financeiros neste período e comentar o menos possível sobre sua vida particular. A Papisa: mais atenção com a mãe ou com os filhos. A carta da papisa pode estar alertando para uma sensibilidade no útero ou ovários. A soma 2 + O = 2 é favorável, portanto não há nada sério para alertar. Casa b (Amor e filhos): Ás de Paus: o consulente está muito protegido, tanto com os filhos, como no amor. O Diabo: apesar da proteção espiritual que tem, algo está amarrado no plano material, pois a carta 15 responde de modo negativo. A soma O + 15 = 15, mostra que no amor as coisas estão confusas e amarradas, prejudicando a comunicação. Se o consulente é solteiro, significa que o encontro com sua alma gêmea no plano espiritual já está concretizado. Falta o encontro material, que só depende do consulente. Se des- dobrarmos 1 + 5 = 6 provaveliwte no prazo de 6 meses isto pode estar ocorrendo. Casa 7 (Preocupação): Cavaleiro de Ouros: o consulente está preocupado com a entrada de mais dinheiro, para concretizar seus planos que estão pendentes. A Torre: é necessário abrir mais a mente, para não deixar as oportunidades escaparem. A soma: O + 16 = 16, mostra que o consulente está preo- cupado, achando que as coisas estão demorando para acontecer. Pode estar passando pelo trânsito de Saturno, período em que o astral está preocupado somente em aprimorar seus conhecimentos e a sua espiritualidade. O jogo enfatiza, que apesar de muita preocupação, o consulente está no caminho certo:1+ 6 = 7 (O Carro) — direção. 97
  92. 92. Casa 8 (Alegria): Cavaleiro de Paus: o consulente está para receber uma alegria, que deve estar relacionada com contratos, estudo ou espiritualidade. Valete de Espadas: este é o único arcano menor que responde de forma negativa. As pessoas que estão próximas, poderão ir contra seus projetos, mas o consulente tem que ir em frente. Apesar deste arcano responder de forma negativa, a casa da alegria só fala de coisas boas. A soma O + O = O, responde de forma positiva. Casa 9 (Viagem): Rei de Copas: mostra uma viagem, no prazo de um ano, trazendo muita satisfação para o consulente, pois existe a possibilidade de encontrar sua alma gêmea. Rei de Ouros: esta carta mostra que esta viagem chegará no momento certo. O consulente, já munido desta informação, deve guardar dinheiro, pois será uma viagem longa e pro- veitosa. A soma O + O = O, responde de forma afirmativa. Casa 10 (Bens, poupança, valores): Rainha de Espadas: o consulente está bem financeiramente, mas ficará melhor ainda. Sabe que não deve esperar nenhum lucro vindo de jogos ou sorteios, como loterias, rifas etc. Todo seu dinheiro, provém de muito trabalho. A Imperatriz: o consulente sabe o que quer, encara todo o tipo de problema de frente. É fino, educado, gosta das coisas caras, terá uma velhice ativa profissionalmente e tranqüila financeiramente. A soma O + 3 = 3, responde de forma afirmativa. Casa 11 (Novidade): A Justiça: o consulente está entrando em uma fase de muito equilíbrio, principalmente com a aquisição de algo novo em 98
  93. 93. sua vida. Fechamento de um bom contrato. O Sol: muito sucesso, com o aparecimento somente de coisas boas. A soma das cartas: 8 + 19 = 27 = 9, O Ermitão, que responde de forma favorável. O 9 é o número da proteção dos anjos. Casa 12 (Saúde): O Louco: o consulente deve estar com um novo ritmo de vida mais agitado, por isso, pode estar menosprezando sua saúde. O louco algumas vezes indica abuso de remédios. A Morte: indica que algo deve ser limpo no organismo. O Louco é o arcano sem número, ou o arcano de número 22. A soma das duas cartas indicará como está a saúde: O + 13 = 13 ou 22 + 13 = 35 / 3 + 5 = 8, A Justiça, respondendo que apesar de estar em equilíbrio, precisa procurar um médico, pois o 8 é o número da medicina. Sua saúde não está boa, deve limpar algo que existe no organismo. A soma 1 + 3 = 4, indica que essa limpeza deve acontecer no prazo de 4 meses. Importante: Em hipótese alguma, A Morte representa a morte física. Na interpretação do tarot, as informações passadas ao consu- lente são depuradas e elaboradas, diferindo totalmente das previsões feitas por aqueles que trabalham com carto-mancia. Casa 13 (Equilíbrio): Valete de Copas: o consulente não está em equilíbrio, pois ainda está carente. Os Enamorados: o consulente tem algumas dúvidas de ordem pessoal e emocional. Está carente èm relação ao parceiro ou sente-se muito sozinho. A soma O + 6 = 6 indica dúvida, por isso é necessário puxar mais uma carta do monte. Rei de Espadas: vai encontrar um equilíbrio material e profissional, mas a soma continua sendo 6, por isso deve-se puxar mais uma carta do monte. Cavaleiro de Espadas: convite para trabalhar em outro lugar, mas a soma continua sendo 6, devemos puxar outra carta. 99
  94. 94. O Enforcado: mostra que o consulente não deve contar com os outros para resolver seus problemas, que só poderão ser solucionados por sua própria força. A soma 6 + 12 = 18, mostra que o consulente não está em equilíbrio e a causa deste descontrole é de ordem emocional e não material. Pode-se dizer que o consulente poderia readquirir seu equilíbrio, com uma mudança de residência, pois isto poderia influenciar sua parte emocional. Esta possibilidade é mostrada pelo número 18 (A Lua), que tem como um dos seus significados, mudança de residência Casa 14 (Acontecimento Imediato): Rei de Paus: realização de sua parte espiritual, da sua vocação de lecionar para passar às pessoas qualquer tipo de conhecimento, inclusive espiritual. Ás de Ouros: realização material, com a entrada de um dinheiro rápido. A soma O + 0= 0, é resposta favorável. Casa 15 (Casamento ou Associação): A Lua: o consulente deve se precaver, tanto no casamento, quanto na sociedade. Podem ocorrer algumas mudanças. O Ermitão: esta carta indica que o consulente deve encarar essas mudanças com calma. A soma 18 + 9 = 27 / 2 + 7 = 9, mostra novamente o ermitão, que responde favoravelmente e reafirma a recomendação de agir com ponderação, usando a sabedoria Casa 16 (Uma mensagem do tarot): Cavaleiro de Copas: o consulente está para receber uma satisfação A Força: o consulente tem muita força de vontade e tudo o que foi relatado na consulta, poderá ter influência no equilíbrio entre espírito e matéria. A soma O + 11 = 11, mostra que a mensagem é favorável. 100
  95. 95. Terminada a leitura da última casa, o tarólogo recolhe as cartas, sempre começando pela casa do astral, depois embaralha, abre o leque e responde às perguntas do consu- lente, que poderá fazer quantas perguntas desejar, enquanto durarem as cartas. Após as perguntas, o tarólogo embaralha novamente as cartas, abre o leque e retira uma carta que irá dizer se o consulente gostou ou não da consulta. 101
  96. 96. TIRANDO DÚVIDAS A experiência em ministrar cursos de tarot, trouxe a compreensão de que as principais dúvidas daqueles que estão começando a descobrir esse oráculo são muito parecidas, podendo ser relacionadas e respondidas, com o intuito de saná- Ias com maior facilidade. 1) O cavaleiro indica que algo está a caminho, mas para durar ou não? Depende da força de vontade do consulente e da situação em que acontece. Irá receber algo e caberá a ele decidir se era isso que queria e se vale a pena manter ou não Não se pode perder as oportunidades. 2) A Rainha e o Rei representam coisas que já aconteceram? Não necessariamente A interpretação de cada carta está intrinsecamente ligada à questão que ela vai responder. Por ex.: Como estou perante minha família? — Rainha de ouro. há muito tempo sinto-me realizado, ajudo financeiramente minha família. Sou um bom marido? — Qualquer Rei: sim, faz tempo Serei bem sucedido na vida? — Qualquer Rei: sim, futuramente. 3) Quando acontecer uma carta negativa ao lado de um valete, o que foi perguntado não acontece de jeito nenhum? O valete torna-se pouco quando a soma das cartas for igual a um número que responda negativamente. É muito difícil do fato acontecer, entretanto o consulente pode insistir em tentar realizá-lo e o tarólogo tem a obrigação de alertá-lo sobre as conseqüências. 4) Quantas cartas podem ser puxadas para responder uma pergunta? O ideal seria puxar 3 cartas, fazer a soma e verificar a resposta, analisando seus significados. Entretanto, não existe nenhum problema em se puxar mais ou menos cartas Quando 102
  97. 97. ainda se é inexperiente, sente-se a necessidade de puxar mais cartas e quando a experiência já é bem grande, pode-se obter uma resposta puxando apenas uma carta. 5) Se na casa do trabalho sair uma carta de copas, como poderíamos interpretá-la? O naipe de copas pode representar tanto o amor, como uma satisfação em qualquer área. Na casa do trabalho ele indicaria que a pessoa está satisfeita com seu trabalho. 6) Quando sai o ás de espadas, ou qualquer outra carta de espadas, quer dizer que alguma coisa vai ser cortada? Se a soma das três cartas resultar em um número que responde negativamente ou como dúvida (6, 12, 13, 15, 16, 18, 20), a espada contida em uma das três cartas pode representar um corte. 7) O rei pode representar uma pessoa mais jovem que seja madura? Sim. Normalmente o rei representa pessoas maduras, isso não impede que elas sejam jovens. 8) Como fazer para não captar energias negativas durante uma consulta? Em primeiro lugar, alimentar-se para equilibrar o chackra do instinto. Usar no ambiente da consulta, os elementos citados na pág. 85. Deixar sempre uma vela de sete dias para o seu Anjo Guardião. Sempre que sentir algo negativo, falar a palavra INCONSTÂNCIA. 9) Pode jogar durante a menstruação? É aconselhável que não, pois nesse período é feita também uma limpeza da aura e o consulente vem com problemas que poderão impregná-la durante a consulta. 10)Pode jogar quando a taráloga está grávida? Sim. Apesar de não existir o risco de se pegar algum miasma, é aconselhável o uso de uma peça vermelha no chackra do instinto, para protegê-lo. 11)Pode jogar quando a consulente está grávida? Sim. Não há nenhum inconveniente. 12) O que significa quando a carta sai de cabeça para baixo? Como o tarot é cabalístico, o importante é o resultado da soma das cartas e não se ela está invertida. 103
  98. 98. 13) O que fazer quando só aparecem coisas ruins? Parar o jogo, verificar o nome do anjo pessoal e fazer uma oração para cortar qualquer coisa negativa. A palavra INCONSTÂNCIA também é utilizada nesses casos. 14) Pode-se influenciar as cartas do tarot? Sim. Quando jogar o tarot para pessoas conhecidas, é necessário manter uma certa distância e interpretar o que realmente as cartas estão querendo dizer. Deve-se pensar firmemente no motivo das perguntas, para que não apareçam outras respostas. 15)Quando as cartas negativas podem ser positivas? Quando a pergunta é relativa à espidtualidade. Por ex.: Jogarei bem o Tarot? A Roda da Fortuna (10), O Mago (1) e a Papisa (2). A Soma é igual a 13 — a resposta é positiva. As únicas cartas negativas que nunca podem ser positivas são O Diabo (15) e A Lua (18). 16) Como calcular o tempo de algo que vai acontecer? Somando as cartas. O resultado será convertido em tempo, geralmente em meses. Por ex.: O Imperador (4) + O Papa (5) + O Enforcado (12) = 21 / 2 + 1 = 3. A soma é igual a 3, portanto o tempo será de 3 meses. Evite falar em anos pois pode ficar no inconsciente do consulente e acomodá-lo. Se a soma representar um dos meses do ano que ainda não passou, o acontecimento pode ser neste mês. Por ex • O Imperador (4) + O Papa (5) + Valete (0) = 9. A soma é igual a 9, portanto tudo terá acontecido até o mês de setembro 17) Como calcular o tempo quando as três cartas não têm número? Baseado na primeira figura: Valete = semanas; Cavaleiro = meses; Rei/rainha = até 1 ano; Às = imediato. 18)Como saber se alguma coisa que se quer, já é conhe- cida ou ainda vai conhecer? Analisando a posição do rosto da figura. Se estiver virado para a esquerda do tarólogo é passado. Se estiver olhando para a direita é futuro. 19) Ao virar as cartas, estas devem ficar voltadas para o consulente ou para o tarólogo? Para o tarólogo, porque é ele que irá interpretá-las. 104
  99. 99. 20) Pode se cobrar a consulta? Pode. A quantia deve ser determinada com muito bom senso, lembrando que 10% da consulta deve ser aplicado em benefício de outras pessoas ou para comprar material para o aperfeiçoamento do tarólogo. 21) Pode entrar mais de uma pessoa para a consulta? Melhor não. Porque o astral daquela pessoa pode interferir na consulta. 22) É possível visualizar nomes ou coisas durante a consulta? Sim. Depende da sensibilidade do tarólogo. 23) Existe algum problema em treinar o jogo no quarto, na cama? Não, desde que o tarot ainda não tenha sido consagrado. 24) Se não quiser mais o tarot, o que devo fazer com ele? Não deve emprestá-lo ou dá-lo a ninguém. O procedimento correto é queimá-lo e jogar as cinzas ao vento. 25) Onde deve ser guardado o tarot? Em um saquinho de seda ou de feltro, da cor de sua preferência. 26) Em quanto tempo o tarólogo iniciante começa a sentir- se mais seguro? Depois de cinco meses de prática e estudo, o tarólogo começa a se sentir mais seguro. Entretanto, esse tempo é relativo, pois se a freqüência de consultas for grande, o tempo tende a ser proporcionalmente menor. 27) É possível realizar o jogo mesmo sem a pessoa estar presente? Sim. Basta imaginá-la à sua frente e continuar normal- mente. 28) É possível responder a uma pergunta puxando apenas uma carta? Sim. Depois que já tiver bastante prática. 29) Quanto tempo dura uma consulta? No mínimo uma hora. Meia hora para o Jogo das 16 casas e meia hora para perguntas. 30) O jogo pode ser feito a qualquer hora? Sim. Como o tarot não está ligado a nenhuma religião, não há imposição de horário. 105
  100. 100. SUGESTÕES DE INTERPRETAÇÃO Para facilitar o jogo do tarólogo iniciante, elaborei baseada em minha experiência diária, algumas dicas que o auxiliarão na caminhada oracular. Somente a prática, a dedicação e os estudos, permitirão ao tarólogo desenvolver seu próprio código de interpretação, para ler todas as jogadas com desenvoltura e sem qualquer receio. CASA DO ASTRAL: O Mago: o jogo será altamente benéfico O consulente possui um poder espiritual excelente. Entenderá a consulta e terá grande habilidade para resolver todas as questões. A Papisa: o consulente receberá com muita atenção as orientações do tarólogo, falando pouco e fazendo poucas perguntas. A Imperatriz: o consulente tem os pés no chão, procurará a praticidade de tudo que será colocado durante a consulta. O Imperador: o consulente se interessará apenas pela verdade colocada de forma honesta. É provável que anote ou grave a consulta. O Papa: a consulta será tão interessante para o consulente, que ele aprenderá sobre as cartas do tarot e provavelmente quererá estudar os temas esotéricos. Os Enamorados: o consulente é uma pessoa curiosa e pode estar apenas querendo "testar" o tarólogo. Recolha as cartas, acenda uma vela e ofereça ao anjo de guarda do consulente e recomece o jogo. O Carro: o consulente procura uma nova direção para sua vida e através da consulta obterá bons resultados. A Justiça: a consulta será equilibrada e harmônica. 106

×