Successfully reported this slideshow.

Negocios impacto 1212 sha

532 views

Published on

Negócios com Impacto social para a base da piramide

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Negocios impacto 1212 sha

  1. 1. Negócios comImpacto Social http://www.slideshare.net/micfre12
  2. 2. Serviços Criando Desenvolvimento institucional Técnica Jurídica Terceiro Setor Gestão Marketing e ComunicaçãoConsultoria Planejamento estratégico Responsabilidade Social Empresas Desenvolvimento SustentávelPalestras, Cursos e Assessoria paraOficinas implementação de PMRS
  3. 3. OS SETORES DA SOCIEDADEAgentes Fins SetorPrivados Privados MercadoPúblicos Públicos EstadoPrivados Públicos 3º SetorPúblicos Privados Corrupção Fonte: Fernandes, 1998
  4. 4. Os 3 SetoresPrimeiro SegundoSetor – Setor –Estado Empresas Terceiro Setor
  5. 5. Os 3 Setores BASE DA PIRÂMIDE Investimento social Empresa socialVenda de produtos Empresa com impacto social Empréstimo Cooperativas 2,5 Franquia social Negócio social ONG que vende
  6. 6. Feeling / IntuiçãoExercício:O taco e bolacustam R$ 1,10.O taco custa R$ 1 amais que a bola.Valor do taco?Valor da bola?
  7. 7. Não dependa da intuiçãoPara DanielKahneman, Nobel deEconomia, é um granderisco tomar decisõesusando a área preguiçosae irracional do cérebro. Amente é comandada por 2sistemas (rápido e lento)
  8. 8. PRINCIPAIS FONTES DE RECURSOS / FINANCIAMENTO / ESTRATÉGIAS Iniciativa EVENTOS Governos privada Federal Estadual PROJETOSEmpresas Indivíduos Municipal Internacional Institutos corprativos PARCERIAS Organizações Negócio com Religiosas Projetos de impacto social Geração de Renda Fundações Nac e Fontes Venda Endowment Internacionais Institucionais Prestação de serviços Pela causa Comunitárias Fundos Ongs MRC AlugueisEmpresariais Familiares Agências Internacionais Mantenedores
  9. 9. PRINCIPAIS FONTES DE RECURSOS / FINANCIAMENTO / ESTRATÉGIASIniciativa privada Negócio com Governos impacto social BNDESOrganizações Private Eqauity Religiosas Investidor Anjo Empreendedor social Fundações Nac e Empresas Internacionais Avina / Ashoka / Artemisia Fontes Franquia socialInstitucionais Fundos – Vox Capital
  10. 10. GERAÇÃO DE RENDA Tipos Taxas de associados /mantenedores Venda de serviços Venda de produtos Royalties MRC Aluguéis Rendimento de patrimônio(Endowment)
  11. 11. GERAÇÃO DE RENDA Tipos1) Prioridade Beneficiários: artesãos, comunidade carente2) Prioridade Instituição / Beneficiário: beneficiário produz e pode também se beneficiar financeiramente3) Prioridade é a diversificação das fontes: compõe a renda da instituição. Produtos são fabricados por terceiros e / ou por beneficiários.
  12. 12. PROJETOS DE GERAÇÃO DE RENDA Vantagens Alternativa importante na liberalidade do uso derecursos Auto-sustentação da OSC e do público atendido Inovações Apoio de fundações
  13. 13. IMUNIDADEConceito Imunidade é uma proibiçãoaos entes políticos(União, Estados, DistritoFederal e Municípios), previstana Constituição Federal, detributar determinadaspessoas, atos e fatos. Não é renúncia fiscal
  14. 14. Monello & Associados Consultores LtdaDIFERENÇAS BÁSICAS ENTRE IMUNIDADE E ISENÇÃO IMUNIDADE ISENÇÃO Regida pela Constituição Federal. Regida por legislação infraconstitucional. Não pode ser revogada, nem Pode ser revogada a qualquer mesmo por Emenda tempo. Constitucional. Não há o nascimento da obrigação A obrigação tributária nasce, mas tributária. a entidade é dispensada de pagar o tributo. Não há o direito de cobrar o Há o direito de cobrar, mas ele não tributo. é exercido.
  15. 15. PROGRAMAS DE GERAÇÃO DE RENDA Podem organizações sem fins lucrativos exercer atividadede natureza econômica? ─ Previsão estatutária, atividade meio e aplicação nas finalidades Inexiste na legislação brasileira proibição à prestação deserviços ou à comercialização de mercadorias por entidadesdo Terceiro Setor.
  16. 16. PROGRAMAS DE GERAÇÃO DE RENDA IRPJ – Imposto de Renda SobrePessoa Jurídica (imunidade ouisenção dependendo do caso) CSSL – Contribuição SocialSobre o Lucro (Imunidade,isenção ou não incidência) PIS – Contribuição para oPrograma de Integração Social(1% sobre folha de pagamento) COFINS – Contribuição para oFinanciamento da SeguridadeSocial ICMS e ISS
  17. 17. VENDA DE SERVIÇOS Para Associados / Mantenedores Frequentadores Entorno (empresas e pessoas físicas
  18. 18. VENDA DE SERVIÇOSAtravés de: Consultorias e Assessorias Cursos Web designer Guias de ecoturismo Educação e Saúde
  19. 19. PROJETOS DE GERAÇÃO DE RENDA Onde vender Na própria organização Internet (próprio site ou coletivo)www.airu.com.brwww.reviraideias.com.br Loja própria –http://www.adere.org.br/loja/index.php Lojas do mercado ‾ Supermercado ‾ Shopping center (especializadas ou não) ‾ Mundaréu (Vila Madalena) ‾ Lojas social da prefeitura de SP ‾ Feiras de artesanato
  20. 20. TAG
  21. 21. PLANO DE NEGÓCIOSUm plano de negócios é um instrumento degestão concebido para mapear uma determinadaidéias ou organização ao longo de umdeterminado período de tempo. (1 a 5 anos)
  22. 22. PROJETOS DE GERAÇÃO DE RENDA Planejamento http://www.nesst.org/ University Consulting Venture Fund Market Place Avaliar se as Organizações estão prontas
  23. 23. PROJETOS DE GERAÇÃO DE RENDA PN – conteúdo resumidoI. Objetivo do TrabalhoII. Direcionamento InstitucionalIII. Histórico InstitucionalIV. Áreas de Atuação e Público AlvoV. CenárioVI. JustificativaVII. Atuação e ProdutosVIII. Instrumentos Institucionais de AvaliaçãoIX. OrganogramaX. Aspectos financeiros / cenários
  24. 24. Monello & Associados Consultores Ltda
  25. 25. MARKETINGDE RELAÇÃOCOM A CAUSA
  26. 26. A empresa desenvolvidapelo grafiteiro Mundano,
  27. 27. MARKETING DE RELAÇÃO COM A CAUSA Etapas para a implementação da estratégiaPlanejamento e preparação — Busca de um parceiro — Alinhamento de objetivos — Conquista do envolvimento e compromisso desse parceiro Valores comuns, objetivos convergentes, benefício mútuo, transparência e reconhecimento dos ativos de cada parceiro devem orientar a negociação da parceria de MRC.
  28. 28. MARKETING DE RELAÇÃO COM A CAUSA
  29. 29. http://www.idis.org.br/biblio teca/publicacoes/guia-mrc- revisado-final1.pdf/viewMarketing relacionado a causas – Cause related marketing Caso American Express Brasil : ‾ Herbal - Avon ‾ Mac Donald’s - Mary Key ‾ Havaianas - Dudalina ‾ Casa Hope - Doutores ‾ Camila Klein - SOS ‾ Santander
  30. 30. MARKETING DE RELAÇÃO COM A CAUSA
  31. 31. Exemplos de Empreendedores SociaisJim Poss, fundador da Big Belly Solar, www.bigbellysolar.comMatt e Jessica Flannery, fundadores da Kiva, http://kiva.orgTom Szaky e Jon Beyer, fundadores da Terracycle, www.terracycle.netGilberto Meirelles, fundador da Estação Resgate, www.estacaoresgate.com.brFelipe Bottini, fundador da Neutralize Carbono, www.neutralizecarbono.com.brLito Rodrigues, fundador da Drywash, www.drywash.com.brIniciativa Verdehttp://www.iniciativaverde.org.br/__novosite/selo-carbon-free.php
  32. 32. Exemplos de Empreendedores SociaisTem que queirahttp://www.temquemqueira.com.br/Solar Ear - Howard Weinsteinhttp://www.solarear.com.br/solar/Banco Palmashttp://www.bancopalmas.org.br/Banco Pérolahttp://www.bancoperola.org.br/Rodrigo Baggio, CDIwww.cdi.org.br/Prof. Giba - Cursinho da Polihttp://www.cursinhodapoli.net.br/web/
  33. 33. EMPREENDEDORISMO Instrumentos Necessários 10 dicas para o sucesso1) Saber identificar as oportunidades2) Analisar se o perfil do negócio combina com o perfil do empreendedor3) Olhar o negócio por todos os ângulos: do consumidor, do fornecedor e concorrentes4) Sondar a concorrência, copiar casos de sucesso e aprender com os erros dos outros5) Descobrir uma maneira de ganhar o cliente e oferecer um diferencial para fidelizá-lo
  34. 34. EMPREENDEDORISMO Instrumentos Necessários 10 dicas para o sucesso6) Treinar e formar mão-de-obra para gerar novos postos de emprego7) Ter capital para investir inicialmente e um fundo de reserva para manter-se ao menos nos 3 primeiros meses8) Reinvestir o lucro na empresa9) Renovar o negócio periodicamente e ter sempre novidades para o cliente10) Estar ciente que um novo negócio exige muito trabalho e dedicação em tempo integral Fonte: Jornal da Tarde
  35. 35. MENSAGEM FINAL "Para navegar contra a corrente, são necessárias condições raras: espírito de aventura, coragem, perseverança e paixão." (Nise da Silveira)
  36. 36. BIBLIOGRAFIA
  37. 37. BIBLIOGRAFIABARBOSA, Maria Nazaré Lins; Oliveira, Carolina Felippe de.Manual de ONGS – FGV Editora.As Fundações privadas e as associações sem fins lucrativos noBrasil: 2002/IBGE, Gerência do Cadastro Central de Empresas. –Rio de Janeiro: IBGE, 2004. 148 p. – (Estudos e pesquisas.Informações econômicas, ISSN 1679-480x; n. 4).ROCHA, MARCELO THEOTO; DORRESTEIJN, HANS; GONTIJO,MARIA JOSÉ. Empreendedorismo em negócios sustentáveis: planode negócios como ferramenta do desenvolvimento. São Paulo:Editora Peirópolis.RODRIGUES, FERNANDA PETERNELLI; GIUNTE, ISABELA DELIMA E RESSTOM, SUZANA BASILE. O Perfil dosEmpreendedores Sociais a partir do Resgate da História de Vida.TCC orientado por Manolita Correia Lima. São Paulo: ESPM, 2008.ROURE, MONICA DE; e PADUA, SUZANA MACHADO.Empreendedores Sociais Em Ação, São Paulo: Editora de Cultura,2001.
  38. 38. BIBLIOGRAFIA CRUZ, Célia e ESTRAVIZ, Marcelo. Captação de DiferentesRecursos para Organizações Sem Fins Lucrativos. Editora Global. NORIEGA, Maria Elena e MURRAY, Milton. Apoio Financeiro:Como Conseguir. Editora TextoNovo. KELLEY, Daniel Q. Dinheiro para sua Causa. Editora TextoNovo,1994. CICONTE, Barbara K. e JACOB, Jeanne Gerda. Fund RaisingBasics: A Complete Guide. Aspen Publication, 1997. AZEVEDO, Tasso Rezende. Buscando recursos para seusprojetos. TextoNovo1998. DAW, Jocelyne. Cause Marketing for Nonprofits. Wiley 2006 SZAZI, Eduardo, (org.)., et al. Terceiro setor: temas polêmicos 1.São Paulo: Peirópolis, 2004 – (Temas polêmicos; 1). SZAZI, Eduardo. Terceiro Setor: Regulação no Brasil. SãoPaulo: Editora Fundação Peirópolis Ltda. SPINA, Cassio A. Investidor Anjo – Guia prático deempreendedores e investidores
  39. 39. BIBLIOGRAFIA ASHOKA E MCKINSEY & COMPANY, INC. Negócios SociaisSustentáveis - Estratégias Inovadoras para o Desenvolvimento Social.São Paulo: Editora Peirópolis. DA SILVA, DANIEL BRANCHINI. A identidade do empreendedorsocial. Tese (Doutorado). São Paulo: PUC, 2008. DE MELO NETO, FRANCISCO P. e FROES, CÉSAR . Empreendedorismo social: transição para a sociedade sustentável.Rio de Janeiro: QualityMark Editora, 2002. HARTIGAN, PAMELA E ELKINGTON, JOHN. EmpreendedoresSociais - o exemplo incomum. Rio de Janeiro: Editora Campus, 2009. NECK, HEIDI; BRUSH, CANDIDA; E ALLEN, ELAINE. TheLandscape of social entrepreneurship. Business Horizons, 52, 13-19, 2009. OLIVEIRA, EDSON MARQUES. Empreendedorismo Social. Rio deJaneiro: Qualitymark Editora, 2008
  40. 40. ARIGAT0 MERCI GRACIE THANKS 감사합니다 GRACIAS HVALA DANKE go raibh TODA OBRIGADOmaith agathttp://www.slideshare.net/micfre12/ www.criando.net 11 –982-083-790 11-2307-4495 michel@criando.net

×