Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Estudo do método de trabalho

8,462 views

Published on

Projeto de trabalho
Estudo do método de trabalho
Etapas do estudo do método

Published in: Engineering
  • Be the first to comment

Estudo do método de trabalho

  1. 1. ESTUDO DO MÉTODO Prof. Dr. Mauro Enrique Carozzo Todaro 1
  2. 2. PROJETO DO TRABALHO O PROJETO DO TRABALHO DEFINE: •A postura da pessoa frente ao trabalho; •Atividades em relação aos colegas; •Responsabilidades; •Fluxos de comunicação; •A cultura da organização. 2
  3. 3. PROJETO DO TRABALHO Divisão do trabalho Empowerment Trabalho em equipe Antes de 1900 1980 2000 1960 1900 Administração científica Teorias da motivação Trabalho flexível ABORDAGENS: Estudo do método e medição do trabalho 3
  4. 4. Registro sistemático e exame crítico dos métodos existentes e propostos de fazer o trabalho, como meio de desenvolver e aplicar métodos mais fáceis e mais eficazes e reduzir custos. Aplicação de técnicas projetadas para estabelecer o tempo de um trabalhador qualificado realizar um trabalho especificado em um nível definido de desempenho. PROJETO DO TRABALHO DEFINIÇÕES: 4
  5. 5. Passos: 1. Selecionar o trabalho a ser estudado. 2. Registrar os fatos relevantes do método em uso. 3. Examinar estes fatos criticamente e na seqüência. 4. Desenvolver o método mais prático, econômico e efetivo. 5. Instalar o novo método. 6. Manter o método com checagens periódicas. ESTUDO DO MÉTODO 5
  6. 6. SELEÇÃO DO TRABALHO A SER ESTUDADO • Devem ser selecionadas atividades que darão maior retorno sobre o investimento do tempo de estudá-las. • Normalmente, isso inclui atividades que oferecem escopo para melhorias, que estão causando gargalos, atrasos ou problemas na operação. ESTUDO DO MÉTODO 6
  7. 7. REGISTRAR O MÉTODO ATUAL • Qual é a seqüência de atividades no trabalho. • Qual o inter-relacionamento temporal das atividades no trabalho, ou • Qual a trajetória de movimentos de alguma parte do trabalho. ESTUDO DO MÉTODO 7
  8. 8. REGISTRAR O MÉTODO ATUAL ESTUDO DO MÉTODO Como registrar o método atual? Utilizando fluxogramas São técnicas de registro que permitem documentar e visualizar o processo e as atividades, utilizando para tal, um conjunto de símbolos para identificar os diferentes tipos de atividades. 8
  9. 9. REGISTRAR O MÉTODO ATUAL ESTUDO DO MÉTODO TIPOS DE FLUXOGRAMA FLUXOGRAMA DE BLOCOS FLUXOGRAMA DE PROCESSOS 9
  10. 10. REGISTRAR O MÉTODO ATUAL ESTUDO DO MÉTODO Vantagens dos fluxogramas: •Permitem verificar como funcionam os componentes de um sistema. •Facilitam a análise das deficiências. •Facilitam o entendimento e a comunicação de modificações introduzidas. 10
  11. 11. REGISTRAR O MÉTODO ATUAL ESTUDO DO MÉTODO Observações: • É útil vincular a Análise de Processos ao Estudo de Layout. • Existem softwares que auxiliam no desenho de fluxogramas – MS-Windows •Visio, Edge Diagrammer, SmartDraw, Harvard Graphics. – Linux •Kivio, DIA, OpenOffice.Org 11
  12. 12. EXAMINAR FATOS CRITICAMENTE: Técnica de questionamento. ESTUDO DO MÉTODO Por que? Onde? Quando?Quem? Como? Expõem-se as fragilidades do método12
  13. 13. EXAMINAR FATOS CRITICAMENTE: Carta AV/NAV ESTUDO DO MÉTODO Atividade 1 Pintura Atividade 5 Montagem Atividade 2 Inspeção Visual Atividade 3 Inspeção Dimensional Atividade 4 Estocagem em caixas especiais Atividade 6 Inspeção Final Tempo = 10min Tempo = 20min Tempo = 20min Tempo = 40min Tempo = 10min Tempo = 20min Tempo total do processo: 120min / AV: 30min / NAV: 90min 13
  14. 14. DESENVOLVER O MÉTODO MAIS PRÁTICO, ECONÔMICO E EFETIVO ESTUDO DO MÉTODO Algumas possibilidades de melhorias surgem da etapa anterior. Assim, a idéia é: •Eliminar partes de atividades; •Combinar elementos; •Mudar seqüência de operações; •Simplificar as atividades. 14
  15. 15. INSTALAR O NOVO MÉTODO ESTUDO DO MÉTODO Partindo do pressuposto de que toda mudança tende a gerar problemas colaterais: •Ações de prevenção (O que pode dar errado?) •Ações de correção. Uma vez estudadas as ações de prevenção e correção, o novo método precisa ser posto em funcionamento. 15
  16. 16. MANTER O MÉTODO COM CHECAGENS PERIÓDICAS ESTUDO DO MÉTODO As checagens permitirão realinhar o método, visando, entre outras coisas, garantir que as “melhorias” projetadas possam acontecer. As checagens permitirão realinhar o método, visando, entre outras coisas, garantir que as “melhorias” projetadas possam acontecer. 16
  17. 17. Referências Bibliográficas MARTINS, P. G. e LAUGENI, F. P. Capítulo 4: Estudo de tempos e métodos. In: Administração da produção. Petrônio Garcia Martins e Fernando P. Laugeni. 2 ed. São Paulo: Saraiva, 2006. MOREIRA, D. A. Capítulo 10: Projeto e medida do trabalho. In: Administração da produção e operações. MOREIRA, Daniel Augusto. 2 ed. São Paulo: Cengage Learning, 2011. SLACK, N; CHAMBERS, S e JOHNSTON, R. Capítulo 9: Projeto e organização do trabalho. In: Administração da produção. SLACK, Nigel; CHAMBERS, Stuar; JOHNSTON, Robert. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2008. 17
  18. 18. EXAMINAR FATOS CRITICAMENTE Propósito de cada elemento (o que é feito, por que é feito, o que mais poderia ser feito, o que deveria ser feito) Local onde é feito (onde é feito, por que é feito ali, onde mais poderia ser feito, onde deveria ser feito) Seqüência em que é feito (quando é feito, por que é feito nesse momento, quando deveria ser feito) Quem faz o elemento (quem faz, por que essa pessoa faz, quem mais poderia fazê-lo, quem deveria fazê-lo) Meios pelos quais é feito (como é feito, por que é feito dessa forma, de que outra forma poderia ser feito, como deveria ser feito) Com a técnica de questionamento, expõem-se as fragilidades do método: Anexo 18

×