Filosofia Política de Nicolau MaquiavelFilosofia Política de Nicolau Maquiavel
Prof. Marcos GoulartProf. Marcos Goulart
Aspectos BiográficosAspectos Biográficos

Nicolau Maquiavel nasceu em 1469 e morreu em 1527. De
família tradicional, mas ...
Contexto HistóricoContexto Histórico
RenascentistaRenascentista

Maquiavel viveu num período conhecido pelos historiadore...
Os Conceitos deOs Conceitos de VirtúVirtú e Fortunae Fortuna
• O intuito do bom governante é manter-se no poder,
portanto,...
Realismo PolíticoRealismo Político
• Maquiavel é considerado o pai da Ciência
Política por ser o primeiro filósofo a criar...
Ética e PolíticaÉtica e Política
• Maquiavel busca fugir daquela política
normativa, que diz como o mundo deve ser, ou
sej...
A democracia e o conflitoA democracia e o conflito
• Maquiavel busca fugir das teorias utópicas que
vislumbram uma socieda...
• Maquiavel elogia a Roma Antiga ao
afirmar que as divergências entre
aristocratas e povo não provocaram a
decomposição da...
Maquiavel no ENEM...Maquiavel no ENEM...
Nasce daqui uma questão: se vale mais ser amado que temido ou temido que
amado. R...
ReferênciasReferências
ARANHA, M. Filosofando: Introdução à Filosofia. São Paulo: Moderna, 2009.
MELLO, L. I. A. História ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Política em Nicolau Maquiavel

2,114 views

Published on

Apresentando introdutória sobre o pensamento político de Nicolau Maquiavel

Published in: Education
  • Be the first to comment

Política em Nicolau Maquiavel

  1. 1. Filosofia Política de Nicolau MaquiavelFilosofia Política de Nicolau Maquiavel Prof. Marcos GoulartProf. Marcos Goulart
  2. 2. Aspectos BiográficosAspectos Biográficos  Nicolau Maquiavel nasceu em 1469 e morreu em 1527. De família tradicional, mas não abastada, recebeu uma educação humanista e durante 14 anos foi secretário da República de Florença, adquirindo, na prática uma competência de estadista que, posteriormente, lhe forneceria a base para suas obras políticas. Suas obras mais importantes são:  O Príncipe (em Italiano Il Principe) – Escrito em 1513 e publicado postumamente em 1532.  Discursos sobre a Primeira Década de Tito Lívio (em Italiano Discorsi sopra la prima deca di Tito Lívio) – Escrito entre 1513 e 1517 e publicado postumamente em 1531.
  3. 3. Contexto HistóricoContexto Histórico RenascentistaRenascentista  Maquiavel viveu num período conhecido pelos historiadores por Renascimento (Séc. XIV) - , por ser um período em que o “homem” estava subjugado à ideia de Deus. Renascer, nesse caso, é fazer o “homem” voltar aos ideias gregos da antiguidade, isto é, fazê-los “senhores do seu destino”.  A Renascença foi marcada pelo individualismo, racionalismo, otimismo, naturalismo e hedonismo, encarnando a visão de mundo do burguês novo-rico.  Outra característica é o repúdio aos ideias medievais. Os renascentistas, em especial Maquiavel, atacam a subordinação da política à religião e o ideal de um governo com poderes limitados.
  4. 4. Os Conceitos deOs Conceitos de VirtúVirtú e Fortunae Fortuna • O intuito do bom governante é manter-se no poder, portanto, ele possui virtú (virtude) menos quando é bom e justo e mais quando percebe os jogos de força da política, não necessariamente fazendo somente o que é moralmente bom. • A noção de fortuna tem relação com a deusa grega Fortuna, que gira a roda da sorte, ou seja, o bom governante é aquele que busca os momentos oportunos para agir.
  5. 5. Realismo PolíticoRealismo Político • Maquiavel é considerado o pai da Ciência Política por ser o primeiro filósofo a criar uma teoria política baseada na psicologia e na história. • Entende-se por realismo político o princípio a ação política encontra em si mesma a própria justificação, ao garantir a ordem e a liberdade da convivência civil. A política, portanto, constitui uma ciência autônoma e independente de qualquer sistema ético ou religioso.
  6. 6. Ética e PolíticaÉtica e Política • Maquiavel busca fugir daquela política normativa, que diz como o mundo deve ser, ou seja, pautada no ideal. • A nova moral maquiaveliana não se pauta em valores a priori, mas nos consequências da ação política. Maquiavel não é imoral ou amoral, e sim, alguém preocupado com aquilo que é útil à comunidade e a manutenção do poder.
  7. 7. A democracia e o conflitoA democracia e o conflito • Maquiavel busca fugir das teorias utópicas que vislumbram uma sociedade pacifica sem antagonismo. Nada disso, para ele o mundo humano é um constante confronto e a atividade política é saber lidar com isso, ou seja, a política se faz justamente a partir da conciliação de interesses divergentes. A liberdade resulta de forças em luta, num processo que nunca cessa, já que a relação entre as forças antagônicas é sempre de equilíbrio tenso.
  8. 8. • Maquiavel elogia a Roma Antiga ao afirmar que as divergências entre aristocratas e povo não provocaram a decomposição da República, mas a fortaleceram. • Desse modo, o Estado deve criar mecanismos para que povo expresse seus desejos, bem como estabelecer formas de controle de seus excessos.
  9. 9. Maquiavel no ENEM...Maquiavel no ENEM... Nasce daqui uma questão: se vale mais ser amado que temido ou temido que amado. Responde-se que ambas as coisas seriam de desejar; mas porque é difícil juntá-las, é muito mais seguro ser temido que amado, quando haja de faltar uma das duas. Porque dos homens se pode dizer, duma maneira geral, que são ingratos, volúveis, simuladores, covardes e ávidos de lucro, e enquanto lhes fazes bem são inteiramente teus, oferecem-te o sangue, os bens, a vida e os filhos, quando, como acima disse, o perigo está longe; mas quando ele chega, revoltam-se. MAQUIAVEL, N. O príncipe. Rio de Janeiro: Bertrand, 1991. A partir da análise histórica do comportamento humano em suas relações sociais e políticas. Maquiavel define o homem como um ser (A) munido de virtude, com disposição nata a praticar o bem a si e aos outros. (B) possuidor de fortuna, valendo-se de riquezas para alcançar êxito na política. (C) guiado por interesses, de modo que suas ações são imprevisíveis e inconstantes. (D) naturalmente racional, vivendo em um estado pré-social e portando seus direitos naturais. (E) sociável por natureza, mantendo relações pacíficas com seus pares.
  10. 10. ReferênciasReferências ARANHA, M. Filosofando: Introdução à Filosofia. São Paulo: Moderna, 2009. MELLO, L. I. A. História Moderna e Contemporânea. São Paulo: Scipione, 1999. NICOLA, U. Antologia Ilustrada de Filosofia: Das Origens à Idade Moderna. São Paulo: Globo, 2005. WIKIPEDIA. Nicolau Maquiavel. Disponíevel em: < http://pt.wikipedia.org/wiki/Nicolau_Maquiavel>. Acesso em: 05 jul. 2014.

×