Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Como Criar Sua Primeira Campanha De Anuncios No Youtube

3,312 views

Published on

Como Criar Sua Primeira Campanha De Anúncios No Youtube. Dicas de Google Ads com Tiago Tessmann

Published in: Internet
  • Be the first to comment

Como Criar Sua Primeira Campanha De Anuncios No Youtube

  1. 1. Como criar sua primeira campanha de anúncios no Youtube. Quando você entra na sua conta de Google Ads, na lateral esquerda vai ter a opção “campanhas de vídeo” e elas são campanhas que você faz com anúncio em vídeo que vai aparecer tanto no Youtube, como na rede de display do Google. Em “campanhas da rede de display” você também pode aparecer no Youtube. Sabe quando tem um vídeo e durante ele tem um banner? Esse banner é uma campanha que aparece no Youtube, porém não é uma campanha de vídeo. Nesse conteúdo, nós vamos aprender o passo-à-passo, do zero, a criação de uma campanha corretamente no Youtube, na sua conta no Google, para você ver que não tem nenhum segredo. Beleza? Então vamos lá.
  2. 2. 1˚ PASSO – SELECIONANDO O FORMATO DA CAMPANHA Quando você entra na sua conta de Google, tem um botão de “+”, que é onde você cria as suas campanhas. Quando você clica em “campanhas” e depois escolhe “Nova Campanha” vai abrir uma nova página com as opções de você criar a sua campanha: Rede de pesquisa. Rede de display, que é aparecer em outros sites. O Google Shopping. Campanha em vídeo e campanhas universais para apps. E, aqui, nós vamos selecionar “Campanha em Vídeo”, que vai ter alcance muito forte no Youtube. Principalmente, mas também você pode aparecer em artigos, blogs e aí no lugar daquele espaço publicitário aparece um vídeo que a pessoa pode clicar, ir para o Youtube ou assistir ali mesmo.
  3. 3. 2˚ PASSO – ESCOLHENDO A META DA SUA CAMPANHA Então, você vai clicar em “campanha de vídeo”. Quando você fizer isso, vai aparecer as opções de metas. O que você quer com essa campanha? Esse é o primeiro objetivo. Quando você começa uma campanha em qualquer fonte de tráfego, é necessário ter um objetivo, uma meta. O que você quer com essa campanha? Qual resultado você quer alcançar? Nesse caso, nós temos campanhas de leads, que são possíveis interessados no seu negócio, no seu projeto. Pode ser lista de e-mail, lista de WhatsApp, enfim, qualquer forma de leads. As pessoas quentes que tem interesse maior em comprar de você. Tráfego do site é simplesmente levar pessoas para o seu site. Consideração de produto e marca, levar a galera a conhecer mais o seu produto e sua marca.
  4. 4. 2˚ PASSO – ESCOLHENDO A META DA SUA CAMPANHA E alcance e reconhecimento de marca, que é praticamente a mesma coisa que o anterior, que é para fazer com que pessoas assistam mais os seus vídeos e acabem conhecendo mais a sua empresa como um todo. Quando você escolhe qualquer um desses aqui, o Google vai lhe ajudar na hora de selecionar a configuração da sua campanha, mas eu sempre gosto de colocar e, vou indicar nesse caso, a opção “criar uma campanha sem meta”. Porque eu sei o que eu quero alcançar, já sei o meu objetivo, vou colocar criando a minha campanha e vai aparecer todas as opções e eu posso discutir elas com você. Mas não muda a parte de configuração, aqui o Google só te ajuda a direcionar a sua campanha. Por exemplo, se você selecionar para leads, porque deseja conversão, terá que colocar o lance focado para otimizar para conversões.
  5. 5. 2˚ PASSO – ESCOLHENDO A META DA SUA CAMPANHA Agora, se quer mais um alcance, para pessoas assistirem o seu vídeo, você pode colocar o lance para custo por visualização, para as pessoas assistirem mais os seus vídeos. Então, dependendo do seu objetivo, altera um pouco a configuração da campanha. Aqui, nesse passo-à-passo, nós vamos escolher “criar uma campanha sem meta” e aí nós vamos definir toda essa configuração manualmente. Eu, particularmente, gosto dessa forma. Então, bem simples. Para criar a sua campanha no Youtube nós vamos passar essa etapa e ir para a parte de confirmação. Colocando o vídeo e por fim fazendo uma análise geral.
  6. 6. 3˚ PASSO – NOMEANDO A SUA CAMPANHA E DEFININDO ORÇAMENTO O terceiro passo é criar um nome para essa campanha. Aqui, eu vou colocar: Campanha Teste Vídeo. Então, você vai colocar aqui uma campanha que quer promover no Youtube e também na rede de display. Em seguida, você vai definir o orçamento. Ele pode ser diário ou total da campanha. O primeiro, vai gastar diariamente. E o total da campanha você pode colocar um teto, por exemplo, R$500 reais e quando chegar nesse valor, podendo ser em dois ou três dias, e o Google encerra a campanha. Eu sempre coloco diário, porque eu posso pausar a campanha na hora que eu quiser, posso ativar, enfim, tenho um controle melhor. Vou colocar aqui, por exemplo, R$10 reais por dia.
  7. 7. 3˚ PASSO – NOMEANDO A SUA CAMPANHA E DEFININDO ORÇAMENTO Logo abaixo, está meio oculto, mas nós temos o método de exibição. O que é isso? Bom, o método de exibição é como você vai aparecer os seus anúncios. O padrão é quando o orçamento é gasto de maneira uniforme ao longo do tempo. Por exemplo, eu coloquei R$10 reais e o Google vai fazer com que esse valor dure o dia inteiro. Então, ele aparece um pouco de manhã, um pouco a tarde, um pouco à noite e assim por diante. Agora, quando você coloca o modo acelerado, seus anúncios aparecem o mais rápido possível. Então, ele gasta o seu orçamento mais rápido possível, ele tende a aparecer sempre, até gastar todo o orçamento. Você pode começar uma campanha meia noite e terminar 1h da manhã. Porque o seu orçamento já foi todo para aquelas pessoas que você selecionou.
  8. 8. 3˚ PASSO – NOMEANDO A SUA CAMPANHA E DEFININDO ORÇAMENTO Nesse caso, você deve utilizar o padrão e acelerado quando o seu público for muito restrito e você tem que aparecer mais e mais vezes. Como campanhas de remarketing, por exemplo. Agora, em uma segmentação padrão, eu gosto de utilizar a exibição padrão para aparecer o dia inteiro.
  9. 9. Depois de orçamento, você vai definir a data de início e término da sua campanha. Você pode, por exemplo, colocar para começar a campanha na segunda-feira e terminar na outra quinta-feira. É possível escolher no calendário especificamente. Vou deixar livre, porque assim posso pausar e começar quando eu quiser. Quando você coloca aqui ele vai pausar automaticamente, depois você pode ir e reativar. 4˚ PASSO – DATA DE INÍCIO E TÉRMINO DE CAMPANHA
  10. 10. Aqui é onde você quer aparecer o seu vídeo. Um ponto muito importante. Porque você pode aparecer o seu vídeo no resultado de pesquisa do Youtube e também vídeos do Youtube, que é o Discovery e o in-stream. Vamos falar rapidamente sobre isso porque é bem simples. Resultado de pesquisa no Youtube é simples. Sabe quando você vai lá na plataforma e digita na barra de pesquisa alguma palavra para encontrar um vídeo? Você coloca lá, por exemplo, como anunciar no Youtube e aí aparece o meu vídeo. Isso é a rede de pesquisa. O seu anúncio quando você seleciona a opção “Resultado de Pesquisa do Youtube” vai aparecer na primeira posição. Então, você vai colocar o seu vídeo nas primeiras posições para destacar e aí ter mais visualizações qualificadas. 5˚ PASSO – REDES
  11. 11. 5˚ PASSO – REDES Esse tráfego vindo da pesquisa é super, hiper, qualificado, porque a pessoa está procurando aquele assunto, aquele vídeo para assistir e você aparece nesse momento. Em Vídeos do Youtube, mais focados em Display, temos o anúncio em in-stream e o vídeo Discovery. O anúncio em in-stream é aquele que antes de você assistir o vídeo que você clicou para ver, aparece com aquela barrinha de 5 segundos em que logo após você pode pular. O vídeo Discovery é aquele que você entra no Youtube, na lateral direita tem vários vídeos semelhantes aquele que você está assistindo ou baseado no seu histórico de visualização e aqui você pode colocar o seu vídeo na primeira posição, baseado em várias segmentações como, por exemplo, palavra-chave.
  12. 12. 5˚ PASSO – REDES Vamos supor, todo mundo que está assistindo a um vídeo relacionado a palavra “Youtube”, aparece o meu vídeo lá na primeira posição. Então, tenho grandes chances de ter muito mais cliques, muito mais visualizações. Essas aqui são as opções que você deve escolher. Então, nesse caso eu posso selecionar todos ou selecionar, por exemplo, só Resultados de Pesquisa. Nesse passo-à-passo, vou selecionar apenas “Vídeos do Youtube. Agora, um ponto importante. Você percebeu que temos a opção “parceiros de vídeo na rede de display”. O que é isso? Você aparecer o seu vídeo em outros canais que não seja o Youtube. Como, por exemplo, sites e blogs de terceiros. Então, tem um blog que fala sobre marketing digital, eu quero colocar o meu vídeo nesse blog. Ele tem um espaço publicitário e aí vai aparecer o meu vídeo lá, para a pessoa clicar no próprio blog.
  13. 13. 5˚ PASSO – REDES Ah, Tiago, eu não quero aparecer assim. Só quero aparecer, realmente, no Youtube. Basta você desmarcar a caixa. Eu, geralmente, quando o orçamento é menor, como R$10 reais, gosto de focar no Youtube, porque a pessoa que está no Youtube, realmente, está ali para assistir vídeos e eu acho melhor nessa opção. Mas, você pode definir o que achar melhor para o seu negócio.
  14. 14. Agora, nós temos aqui idiomas, que vamos definir, por exemplo, como “português”, que é baseado no usuário. Nesse caso, você está selecionando os idiomas que os seus clientes falam. Por isso, você também pode colocar o “inglês”. Muita gente coloca, porque tem usuários que utilizam o Youtube no Brasil para treinar o seu inglês. O Local é simples. Onde você vai aparecer, na parte geográfica, o seu vídeo. Se você clicar em “pesquisa avançada”, verá que, por exemplo, se eu colocar a cidade de “Criciú- ma”, vai surgir no mapa a área de segmentação. Se eu fizer isso e salvar, meu vídeo vai aparecer só para quem mora em Criciúma. Então, você vai definir a localização, se quer aparecer Brasil inteiro ou não. Enfim, você vai escolher de acordo com as suas necessidades e características do seu negócio. Só que aqui você não pode errar. Se colocar, por exemplo, “Todos os países/territórios”, vai aparecer para o mundo inteiro e aí você não vai ter visualizações qualificadas. 6˚ PASSO – IDIOMAS E LOCAIS
  15. 15. Aqui é o grande X da questão, que é a estratégia de lances. Então, como você quer ser cobrado pelo Google? Nós temos, disponíveis aqui, o CPV máximo, o CPM máximo. O CPV máximo é quando você paga por visualização. Seria como se você dissesse: Google, eu pago, no máximo, R$0,12 centavos por visualização. E CPM máximo é quando você define por mil impressões. Qual é a diferença entre visualizações e impressões? Sim, tem diferença. Visualização é quando a pessoa entra no seu vídeo e assiste, não sei ao certo nesse momento porque pode ser modificado, mas, pelo menos, 15 segundos. Se ela ver o seu vídeo e pular, ou viu no Discovery depois de pesquisar e não clicou é uma impressão. Então, eu gosto de otimizar por CPV máximo. Você também pode otimizar por CPA desejado, até esse ponto ele não vai estar disponível, mas vai ficar depois se você escolher segmentar por lead ou por conversão. 7˚ PASSO – ESTRATÉGIA DE LANCES
  16. 16. 7˚ PASSO – ESTRATÉGIA DE LANCES O CPA Desejado é você anunciar focado em conversão. Ou seja, é como dizer: Google, eu quero que a cada lead que o Youtube me gera seja um R$1-2-3 reais e ele vai otimizar e brigar para isso também. Só que você precisa ter conversões. Eu não sei se nessa conta ao qual estou fazendo teste tem conver- sões, pode ser por isso que ele não está ativo agora. Basicamente, é preciso ter conversões para o CPA Desejado estar disponível, porque assim o Google já conhece mais as conversões, o tipo de público e aí você pode trabalhar com esse tipo de lance.
  17. 17. Caso não queira aparecer para algum tipo de conteúdo específico, você pode fazer essa definição nessa sessão. Por exemplo, não quero aparecer para conteúdos que falam sobre tragédias, problemas sociais, ou qualquer outro dentro das categorias que possam impactar negativamente a sua marca. 8˚ PASSO – EXCLUSÕES DE CONTEÚDO
  18. 18. 9˚ PASSO – CONFIGURAÇÕES ADICIONAIS Essa parte é bem legal. Antes de falar sobre Dispositivos, quero falar de uma sessão antes que gosto muito: Limite de Frequência. O que é limite de frequência? Você pode definir as impressões ou visualizações. Número máximo que um usuário vai ver o seu anúncio ou vai assistir por dia. Sabe aquele cara chato que não para de aparecer? Aquele anúncio repetitivo, que você não aguenta mais ver? Cara, isso é muito ruim. Então, você pode limitar. Porque, no geral, não vale a pena, talvez para algumas estratégias até valham, ficar focando só na mesma pessoa e gastar um dinheirão com ela. Você pode alcançar um público maior limitando a frequência. Por exemplo, eu posso colocar aqui que eu quero limitar por 5 views por dia, por semana, mês. Ou por nível de campanha, grupo de anúncio ou um anúncio específico. Nesse caso, eu vou escolher por nível de campanha.
  19. 19. 9˚ PASSO – CONFIGURAÇÕES ADICIONAIS Então, por exemplo, se o cara assistiu o meu vídeo 5 vezes em um dia, ele não vê mais o meu anúncio. Isso é ótimo, não aparece mais para ele, mas aparece para mais pessoas. Fique atento, porque essa opção é bem importante e eu sempre coloco ela. Vamos voltar aos dispositivos. Nessa sessão, você pode definir segmentação por dispositivos. Para quem você quer aparecer, sendo bem específico. É possível escolher por sistemas operacionais, se quer aparecer só para Android, iOS, Windows Phone, porque, por exemplo, se você está oferecendo algum produto que tenha a ver só com usuários do iPhone, você pode anunciar só para eles. Também, modelos específicos de iPhone. Assim como também é possível escolher entre marcas e modelos de dispositivos android. Tem como deixar bem específico. E ainda tem um ponto legal.
  20. 20. 9˚ PASSO – CONFIGURAÇÕES ADICIONAIS Você pode escolher a rede para segmentar. Por exemplo, quero segmentar só para pessoas que estão com Wi-Fi ou pessoas que estão com o 3G de alguma operadora específica. Por que isso é importante? Porque vídeo a gente sabe que consome muitos dados. Muita gente, às vezes, vê o vídeo e já sai rápido para não consumir tanto. Então, você pode definir que o seu anúncio apareça para pessoas que estão com o Wi-Fi ligado. E você acaba recebendo mais views qualificados. Isso é estratégia, você pode escolher entre um e outro e está tudo bem. Aqui eu vou deixar tudo padrão, mas você pode alterar como achar necessário. Por último aqui, para não esquecer, temos a programação de anúncio. Que é você definir que horas o seu anúncio vai aparecer. Quero que o meu anúncio apareça só das 8h da manhã às 6h da tarde. Então, você pode definir, ou só a noite, ou só de manhã, só a tarde.
  21. 21. 9˚ PASSO – CONFIGURAÇÕES ADICIONAIS Ou ainda, só segunda e terça, só final de semana ou só dia de semana. Essa escolha pode ser feita nessa sessão, optando pelos dias desejados. Assim, você otimiza o seu orçamento e não fica aparecendo 24h por dia, caso esse seja o seu intuito.
  22. 22. Beleza. Você terminou a configuração de campanha, deixou tudo correto, então nós vamos configurar o grupo de anúncio. E o grupo de anúncio, nós vamos basicamente definir o lance, ou seja, o valor do lance e a segmentação além do vídeo, depois, de anúncio. Então, na sessão do grupo de anúncio a gente vai colocar um outro nome. Por exemplo, Grupo 1. E aí nós vamos para as informações demográfi- cas. Aqui você vai escolher sexo, idade, status parental e renda familiar. Para quem você vai aparecer. Eu costumo sempre falar, antes de você começar qualquer campanha no Google, que é importante que saiba exatamente quem é o seu público-alvo. Porque se for homem e você definir feminino nessa confi- guração, basicamente a sua verba vai ser dividida em 50% para cada um, obviamente, que dependendo do seu ramo vão ter buscas mais para A do que para B, mas vai ter muito view que não é qualificado. Caso você não foque só no seu público-alvo. 10˚ PASSO – GRUPOS DE ANÚNCIOS
  23. 23. 10˚ PASSO – GRUPOS DE ANÚNCIOS Eu sempre falo. Foque no seu público comprador, pessoas que de fato são os seus cliques ou que têm uma probabilidade maior de se tornar o seu cliente. Assim, você vai ter um resultado melhor. Na renda familiar, da mesma maneira, como a gente está aqui. 10% com maior renda no Brasil, 11-20% e assim por diante. Então, você vai vim e escolhe as opções da forma como queira e ao selecionar, já fica segmentado, sem nenhum problema. É importante dizer que quanto mais focado nessa parte melhor. Eu sempre gosto de falar que você deve começar uma campanha extremamente focado e aí você vai ampliando conforme o resultado. Não precisa começar a campanha com tudo amplo, sem segmentação nenhuma, porque aí você vai aparecer para quem não vai comprar do seu negócio e é desperdício de dinheiro.
  24. 24. 10˚ PASSO – GRUPOS DE ANÚNCIOS Vê aí: Qual é a idade? Qual é o sexo? Qual é a renda dele? Quais são as palavras que você quer apare- cer? Quais são os vídeos? E aí você vem para essa parte de segmentação um pouco mais profunda, que é a parte de palavras, tópicos, canais e aqui nós estamos falando de público-alvo. Essas são as formas que você pode, hoje, direcionar o seu anúncio. Vou falar rapidamente de cada um e você vai definir qual é melhor para o seu negócio. Públicos-alvo é você definir pessoas, que eu gosto sempre de focar no mercado, que estão com uma in- tenção e realmente comprando ativamente na internet. Você pode escolher, baseado no perfil da pessoa, o tema que quer anunciar. Por exemplo, são pessoas que estão procurando na internet sobre serviços financeiros, então você pode vir até aqui e selecionar e vai aparecer essa segmentação. E assim por diante.
  25. 25. 10˚ PASSO – GRUPOS DE ANÚNCIOS A segmentação por público-alvo é segmentada no público. Baseado nos interesses dele. Aí você vai oti- mizar baseado no gosto dele, que o Google vai pegando essas informações. Nós também temos aqui as campanhas de remarketing, que eu já falei em outros conteúdos também. Que são pessoas que já conhecem você, já têm alguma interação com seu negócio e aí você pode anunciar para elas. Então, nesse caso, a “Públicos-alvo” é uma segmentação bem interessante para você pesquisar, princi- palmente, no mercado, porque o “Afinidade” é muito amplo e no mercado são pessoas que já pesqui- sam ou planejam ativamente. É um público um pouco melhor.
  26. 26. 10˚ PASSO – GRUPOS DE ANÚNCIOS O próximo é o de palavras-chave. Onde você pode definir algumas palavras, ou seja, naquela página específica tem palavras e o seu vídeo vai aparecer ou até na pesquisa. Então, se a pessoa pesquisar “como anunciar no Google”, essa frase deve estar aqui, nesse bloco de palavras-chave. Se a pessoa pesquisar ou estiver vendo um vídeo relacionado a isso, vai aparecer o seu vídeo na pesquisa, na lateral direita ou in-stream, então vai aparecer em todos os modelos, baseado nas palavras que você selecio- nou. O “tópicos” é o que eu menos utilizo, mas você pode usar também. Ele é baseado em canais e sites que tem o tópico específico. Por exemplo, se você tem um blog ou um canal no Youtube falando sobre casa e jardim, você vem aqui e seleciona o tópico “casa e jardim”. Você tem também as subcategorias para segmentar o seu anúncio baseado na categoria do canal dele ou do blog ou do site que ele trabalha.
  27. 27. 10˚ PASSO – GRUPOS DE ANÚNCIOS E, por último, nós temos canais específicos. Que é: Tiago, eu quero que o meu vídeo apareça no canal do Zezinho. Beleza. Então, você vai colocar o canal do Zezinho ali específico para aparecer o seu vídeo. Mas, aqui, se você coloca poucos vídeos, que tem poucos views ou poucos canais, acaba tendo poucas visualizações. Então, é legal você segmentar por públicos-alvo, que eu acho mais interessante, até por palavra-chave é interessante. Canais e tópicos são os que eu menos utilizo. E aí um ponto importante é que nós temos aqui a união da segmentação. Que você pode segmentar por informação demográfica, por público-alvo e ainda segmentar por palavra-chave. Obviamente, que não pode deixar muito restrito, mas o próprio Google vai lhe avisar na plataforma se ocorrer.
  28. 28. 10˚ PASSO – GRUPOS DE ANÚNCIOS O que acontece nessa situação. Você vai anunciar só para essas pessoas que tem essa segmentação. Por exemplo, homens, de 25-35 anos, que curtem serviços financeiros e estão pesquisando sobre pala- vras-chave de investimentos. Então, você coloca aqui bem segmentado. E é dessa forma que você deve fazer os seus primeiros anúncios no Youtube. Se tiver poucos views, vai ampliando aos poucos, coloca mais palavras, coloca mais informações. Agora, quando você foca nesse cliente que, realmente, tem grandes chances de comprar do seu negó- cio, o resultado vai ser uma view qualificada. Porque são pessoas que tem verdadeiro interesse no seu mercado. View parece número lá, só que na verdade não importa tanto a quantidade, mas a qualidade do view. Realmente, são pessoas pertencentes ao seu público-alvo? São pessoas que podem se tornar clientes? Se a resposta for sim, beleza.
  29. 29. 10˚ PASSO – GRUPOS DE ANÚNCIOS Agora, se for negativa, não adianta você pagar R$0,03-0,04 ou até R$0,05 centavos por view, porque não vai adiantar nada. Vale a pena você pagar R$0,15 centavos em um view qualificado, de uma pessoa que é do seu público-alvo, do que R$0,03-0,04 centavos em um view ruim que não vai servir para nada. View no Youtube não vale nada, o que vai valer no final é, realmente, a venda do produto, o crescimento do seu negócio. Ou seja, fazer negócio com a pessoa que está assistindo o seu vídeo, o seu conteúdo. Aqui, agora, nós vamos definir o lance. Quanto que eu vou pagar por view. Em média, eu coloco em torno de uns R$0,15 centavos. Você pode definir R$0,10-0,12 e pode alterar conforme for gerenciando as suas campanhas. Mas, em média, que eu vejo, é em torno de R$0,08 a R$0,10 centavos que você vai pagar por view.
  30. 30. 10˚ PASSO – GRUPOS DE ANÚNCIOS Logo abaixo, nós temos “Ajuste de Lance para Conteúdo Principal”. Você pode, por exemplo, dizer: eu quero aumentar o lance para quando o próprio Google identificar que alguns canais são importantes para mim, estão me trazendo um resultado bom, e ele automaticamente aumenta o lance para esses canais dentro da porcentagem escolhida. Assim, é possível otimizar ainda mais as suas views. É impor- tante ressaltar que no momento da elaboração desse conteúdo, essa função ainda não estava disponí- vel na conta, embora houvesse previsão.
  31. 31. Terminamos a configuração do grupo de anúncios. Nós vamos criar agora o nosso anúncio em vídeo. Então, na barra, “Seu vídeo do Youtube”, você vai colocar a URL do vídeo. Basta escolher qual será o seu, copiar o domínio e colar na sua conta Google. Você vai ver que aparecerá o seu vídeo na lateral di- reita da tela. Assim que carregar, você vai escolher o formato do anúncio em vídeo. Como eu coloquei lá para não aparecer na rede de pesquisa do Youtube, nós vamos selecionar aqui em qual formato na Display que vamos fazer o anúncio. Nós temos a opção “Anúncio in-stream”, “Anúncio vídeo Discovery”, “Anúncio Bumper” e “Anúncio Out- -Stream”. Os dois últimos não estão disponíveis, porque o bumper trabalha com vídeos curtos, de no máximo 6 segundos de duração. São vídeos em que a pessoa não pode pular o anúncio. Nesse caso, eu peguei um vídeo de 40 minutos, então não tem como utilizar essa opção. CRIANDO O ANÚNCIO EM VÍDEO
  32. 32. CRIANDO O ANÚNCIO EM VÍDEO E o anúncio out-stream são formatos e anúncios que são reproduzidos automaticamente sem som. Em locais, como a parte superior de uma página ou dentro do texto de um artigo em dispositivos móveis. Nesse caso, o vídeo que eu escolhi tem som, então também não se enquadraria aqui. Então, nós temos aqui 2 formatos disponíveis, que é o in-stream e o Discovery. O primeiro é aquele famoso 5s que aparece antes de você assistir um vídeo e o segundo é aquele que é exibido na lateral direita, vídeos semelhantes ou recomendados. Se eu colocar in-stream, o Google não vai me pedir para criar nenhum texto. Porque realmente não tem nada escrito no anúncio, só aparece o vídeo e você tem a opção de pular.
  33. 33. CRIANDO O ANÚNCIO EM VÍDEO Agora, o vídeo Discovery aparece na lateral, no topo da página, e você pode colocar um título específi- co e também uma chamada. Você verá que pode preencher a descrição 1 e descrição 2. E, assim, chamar mais a atenção da pessoa para assistir o seu vídeo. Então, eu vou optar aqui pelo Discovery. Um vídeo de 44 minutos é recomendado usar o Discovery, porque a pessoa clicou para assistir esse vídeo. O in-stream tem que ser um vídeo mais rápida, porque a pessoa está assistindo um vídeo ali e captar uma mensagem rápida, inclusive, sendo desmotivada a pulá-lo. O título do meu anúncio em vídeo vai ficar: Aprenda Google Ads. No Título 1: Aula Completa. Em Descri- ção 2: Crie sua Campanha. E aí eu posso colocar o nome do anúncio: Anúncio 1.
  34. 34. CRIANDO O ANÚNCIO EM VÍDEO Por que você pode criar um nome para o anúncio? Porque o mesmo vídeo pode ser utilizado em três anúncios diferentes. Como assim? É. Você pode criar três anúncios com o mesmo vídeo, com chamadas diferentes, e comparar qual vai trazer mais resultado para você. Fazendo isso, a gente clica em salvar e continuar. Se estiver tudo certo, já vai para a próxima página. Chegou a hora de olhar e revisar se está tudo correto. Se for isso mesmo, clique em “Continuar na Cam- panha”. Ou seja, acabei de criar a Campanha Teste Vídeo corretamente. Se você entrar nas suas campanhas de vídeo, ela estará lá. Se quiser ver seus grupos de anúncios, basta clicar nela. É possível ver seu anúncio em vídeo, inclusive, você pode criar vários vídeos.
  35. 35. CRIANDO O ANÚNCIO EM VÍDEO Agora, o seu vídeo vai ficar em revisão, depois de 1-2 dias o Google vai aprovar para ser vinculado, ou seja, ele vai verificar se seu conteúdo segue todos os termos do Youtube e tudo mais. No menu lateral você pode verificar e editar todas as segmentações que escolhemos. Fato é que depois que você criar a sua campanha, ainda há mais a fazer. É preciso depois otimizar, estar sempre melhorando para alcançar cada vez mais resultados.
  36. 36. Agora uma dica de ouro para a gente encerrar esse conteúdo: Quando você insere um vídeo no seu canal no Youtube para fazer uma campanha de vídeo, você precisa vincular a sua conta de Youtube com a sua conta de Google Ads. Porque quando faz essa vinculação, você tem mais informações do seu canal no Youtube. E com essa vinculação você consegue colocar um botão call to action, que aparece na lateral inferior esquerda do vídeo. Então, durante todo o vídeo ele fica aparecendo e isso é ótimo. E você pode também receber informações de pessoas que assistiram o seu vídeo para depois anunciar só para elas. Há várias possibilidades, como anunciar só para inscritos no canal, para quem deu like, para quem comentou, entre outras. Há várias formas de segmentação que você pode fazer a partir dessa vinculação de Google e Youtube. DICA DE OURO
  37. 37. DICA DE OURO Eu vou dar um exemplo de como funciona na prática. Vamos supor que você fez uma campanha de vídeo e conseguiu mil views. Se a sua conta de Youtube está vinculada com a sua conta de Google, ele vai criar um público das mil pessoas que assistiram esse vídeo. E você pode fazer um outro vídeo para essas pessoas vendendo o seu produto, falando sobre a sua empresa. E aí, tem muito mais chances de converter. Porque você aparece só para essas mil pessoas que, realmente, já se interessaram no primei- ro momento. Além disso, você pode ter um custo menor e focar em leads, realmente, qualificados. Então, é isso. Criamos a nossa primeira campanha de Youtube. Agora faça o teste aí, abra a sua conta de Google e comece, porque como você viu é bem tranquilo criar e já começar a gerar resultados logo de início. Nos vemos no próximo conteúdo. E até lá!
  38. 38. QUER APRENDER MAIS? Assista essa aula no Youtube Baixe o áudio dessa aula

×