Formação docente

5,020 views

Published on

Aula do dia 14/08/2010

Published in: Education
1 Comment
2 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
5,020
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
15
Actions
Shares
0
Downloads
195
Comments
1
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Formação docente

  1. 1. Formação docente O professor como intelectual Maria Cristina Bortolozo de Oliveira Martins
  2. 2. Trabalho = práxis <ul><li>Ação consciente transformadora </li></ul>
  3. 4. Professor pesquisador a partir de 1990 <ul><li>Antonio Gramsci (início o século XX): Os intelectuais e a organização da cultura – intelectual orgânico </li></ul><ul><li>Brasil: Pedro Demo, Ivani Fazenda, etc. </li></ul><ul><li>Stenhouse (1975) – profissionalismo docente e pesquisa como base, André Giroux, Elliot entre outros </li></ul>
  4. 5. Schön: ação, reflexão, depuração, ação (prática reflexiva – metacognição) O professor reflexivo: reflete acerca de as prática, ancorado na pesquisa e na teoria.
  5. 6. Philippe Perrenoud: Dez novas competências para Ensinar <ul><li>1.Organizar e dirigir situações de aprendizagem. </li></ul><ul><li>Conhecer os conteúdos e sua tradução em objetivos de aprendizagem. </li></ul><ul><li>Trabalhar a partir das representações dos alunos. </li></ul><ul><li>Trabalhar a partir dos erros e dos obstáculos à aprendizagem. </li></ul><ul><li>Construir e planejar dispositivos e sequências didáticas. </li></ul><ul><li>Envolver os alunos em atividades de pesquisa, em projetos de conhecimentos. </li></ul>
  6. 7. <ul><li>2. Administrar a progressão das aprendizagens. </li></ul><ul><li>Conceber e administrar situações-problema ajustadas ao nível e às possibilidades dos alunos. </li></ul><ul><li>Adquirir uma visão longitudinal dos objetivos de ensino. </li></ul><ul><li>Estabelecer laços com as teorias subjacentes às atividades de aprendizagem. </li></ul><ul><li>Observar e avaliar os alunos em situações de aprendizagens, de acordo com uma abordagem formativa. </li></ul><ul><li>Fazer balanços periódicos de competências e tomar decisões de progressão. </li></ul>
  7. 8. <ul><li>3. Conceber e fazer ouvir os dispositivos de diferenciação. </li></ul><ul><li>Administrar a heterogeneidade. </li></ul><ul><li>Abrir, ampliar a gestão de classe para além do espaço da sala de aula. </li></ul><ul><li>Fornecer apoio integrado, trabalhar com alunos portadores de grandes dificuldades. </li></ul><ul><li>Desenvolver a cooperação entre os alunos – aprendizagem colaborativa. </li></ul>
  8. 9. <ul><li>4. Envolver os alunos em sua aprendizagem e em seu trabalho. </li></ul><ul><li>Fomentar o desejo de aprender, explicar a relação com o saber, o sentido do trabalho escolar e desenvolver no aluno a capacidade de auto-avaliação. </li></ul><ul><li>Instituir e fazer funcionar um conselho de alunos (conselho de classe ou de escola) – negociar regras. </li></ul><ul><li>Oferecer atividades opcionais de formação. </li></ul><ul><li>Favorecer a definição de um projeto pessoal do aluno. </li></ul>
  9. 10. <ul><li>5. Trabalhar em equipe. </li></ul><ul><li>Elaborar projetos. </li></ul><ul><li>Direção e condução de atividades grupo. </li></ul><ul><li>Formar e renovar uma equipe pedagógica. </li></ul><ul><li>Enfrentar e analisar em conjunto situações complexas, práticas e problemas profissionais. </li></ul><ul><li>Administrar crises ou conflitos interpessoais. </li></ul>
  10. 11. <ul><li>6. Participar da administração escolar. </li></ul><ul><li>Participar da elaboração do PPP. </li></ul><ul><li>da gestão dos recursos da escola. </li></ul><ul><li>Trabalhar com o entorno (serviços paraescolares, bairro, associações de pais, etc). </li></ul><ul><li>Favorecer e fomentar a participação dos discentes. </li></ul><ul><li>7. Informar e envolver os pais. </li></ul><ul><li>abrir canais de diálogo e participação dos pais tanto na gestão escolar como na aprendizagem dos filhos. </li></ul><ul><li>Envolver os pais na construção dos saberes. </li></ul>
  11. 12. <ul><li>8. Utilizar novas tecnologias. </li></ul><ul><li>Explorar as potencialidades didáticas </li></ul><ul><li>Comunicar-se por meio da telemática. </li></ul><ul><li>Utilizar as ferramentas multimídia no ensino. </li></ul><ul><li>9. Enfrentar os deveres e os dilemas éticos da profissão. </li></ul><ul><li>Prevenir a violência na escola e fora dela. </li></ul><ul><li>Lutar contra os preconceitos e as discriminações de qualquer ordem. </li></ul><ul><li>Participar da criação de regras de vida comum referentes à disciplina, às sanções e à apreciação da conduta. </li></ul><ul><li>Desenvolver o senso de responsabilidade, a solidariedade e o sentimento de justiça. </li></ul>
  12. 13. <ul><li>10. Administrar sua formação permanente. </li></ul><ul><li>Saber explicitar as próprias práticas. </li></ul><ul><li>Refletir a respeito de suas competências e seu programa pessoal de formação contínua. </li></ul><ul><li>Negociar um projeto de formação comum com os colegas (equipe, escola, rede). </li></ul><ul><li>Envolver-se em tarefas em escala de uma ordem de ensino ou do sistema educativo. </li></ul><ul><li>Acolher a formação dos colegas e participar dela. </li></ul>
  13. 14. Imagem: http://www.mundoeducacao.com.br/educacao/a-importancia-formacao-continua.htm

×