Projeto mulheres e cidadania

15,610 views

Published on

Published in: News & Politics

Projeto mulheres e cidadania

  1. 1. Mulheres e Cidadania. Eu enxergo e me importo! Pela primeira vez, o Governo Federal vai ter uma radiografia fiel da situação da mulher brasileira de todas as regiões brasileiras. Com a implantação deste projeto, o Governo pode tornar pública a sua visão de que, em se tratando de mulheres e cidadania, ele enxerga e também se importa.
  2. 2. ÍNDICE 02. Apresentação 03. Estúdio-Móvel 04. Integração das mulheres para a formação de Políticas Públicas Federais 05. Justificativa - Público-alvo 06. Objetivo Geral - Objetivo Específico 07. Metas - Metodologia 08. Avaliação de Impacto 09. Parcerias e Alianças - Comunicação do Projeto 10. Plano de Ação - Fase I 11. Plano de Ação - Fase II 12. Cronograma de Atividades 13. Benefícios do Investidor 14. Investimentos 15. Contato 01
  3. 3. APRESENTAÇÃO Nas últimas décadas, a cidadania feminina e as relações de gênero passaram a fazer parte dos debates sobre uma nova concepção dos seus direitos. No Brasil, a luta política pelos direitos das mulheres e pela igualdade nas relações de gênero impulsionaram a adoção de políticas públicas e leis em campos como saúde sexual e reprodutiva, trabalho, direitos políticos e civis e violência de gênero. Os direitos de cidadania das mulheres e as condições para seu exercício são questões centrais da democracia. Apesar dos avanços que comprovam o reconhecimento da questão de gênero, as mulheres ainda são as mais vulneráveis a condições de trabalho e validação de seus direitos prioritários. O objetivo do Projeto “Mulheres e Cidadania. Eu Enxergo e me Importo” é o de identificar as demandas e orientar para a solução das problemáticas vividas pelas mulheres, por meio da internet como espaço expositivo e de integração às mídias digitais, diagnóstico situacional, fóruns permanentes, identificação de lideranças sociais, exposições itinerantes compostas de imagens e textos que relatem a condição atual e mostrem as condições ideais, criando, assim, um exército de mulheres cidadãs. 02
  4. 4. ESTÚDIO-MÓVEL 03
  5. 5. Integração das mulheres para a formação de Políticas Públicas Federais Estratégia de Atuação • Capitais de 13 ou mais estados brasileiros. • Administrações com Governo e/ou prefeituras do PT, articulados com as entidades do Terceiro Setor local, engajadas nas questões da mulher. • O levantamento das demandas será realizado com depoimentos em estúdios- móveis, com equipe especializada, que vão nutrir pela internet: blogs, fóruns com mediadores e a rede social. • A mobilização será realizada pelas entidades locais mais atuantes indicadas pelos administradores. • A equipe de campo e a virtual fornecerão orientação e divulgação sobre ações, serviços e programas disponíveis para as mulheres. Resultados imediatos • Por meio de um Fórum Participativo que envolva a comunidade local (organizações sociais locais, regionais, públicas e privadas), será redigida uma carta de intenção a ser apresentada ao futuro Governo Federal como subsídio para o Plano de Governo. • Reforçar o discurso da candidata/presidente ao Governo Federal sobre a importância, inicialmente, da integração entre Governo Federal e Administração Estadual, com a participação da mulher na construção de Políticas Públicas Federais, por meio do levantamento das necessidades locais, criando maior interação com as mulheres. 04
  6. 6. JUSTIFICATIVA Apesar de ter seus direitos garantidos pela Constituição, a mulher brasileira sabe que ainda há muito a conquistar. Só para ter ideia da importância das mulheres, basta saber que elas representam mais da metade da população brasileira. De acordo com a Síntese de Indicadores Sociais - 2007, a população brasileira é de 187,2 milhões de habitantes. Deste total, 96 milhões são mulheres. É fundamental uma ampla política nacional para as mulheres, além de medidas que contribuam para o acesso ao poder feminino, assegurando a todas as mulheres os seus direitos nas mais variadas dimensões da vida social. O Projeto começa com os novos governantes e se perpetua com ele. PÚBLICO-ALVO Mulheres de todas as classes sociais. 05
  7. 7. OBJETIVO GERAL Este Projeto pretende identificar as demandas e orientar para a solução das problemáticas vividas pelas mulheres. OBJETIVO ESPECÍFICO Com essa iniciativa, o Projeto pretende colher depoimentos primários de 100.000 mulheres por cidade em estúdios-móveis, promovendo autonomia, desenvolvimento pessoal e comunitário e qualidade de vida. O Projeto “Mulheres e Cidadania. Eu Enxergo e me Importo” estimula nas mulheres o sentimento de serem relevantes na sociedade e promoverá, assim, o aumento da autoestima, uma vez que é um projeto exclusivamente sob o “olhar feminino” e um meio de “desabafo” acessível a mulheres de todas as classes sociais. Um dos valores intrínsecos em um projeto como este é o de despertar nas participantes a noção de serem sujeitos de suas próprias histórias, da história de seus grupos ou da classe social na qual estão inseridas. Este Projeto tem por finalidade gerar as condições ideais para a sua concretização como iniciativa que proporcione às participantes a possibilidade de descobrirem a validação de seus direitos prioritários e de cidadãs. 06
  8. 8. METAS • Conscientizar as mulheres de seus direitos e dar acesso às informações necessárias para a resolução de seus problemas cotidianos. • Melhorar a qualidade de vida das mulheres participantes para contribuir com a inclusão social, amenizando os feitos da vulnerabilidade social. • Despertar e/ou afirmar uma compreensão mais ampla e crítica das formas alternativas de resolução de seus problemas. • Identificar e fortalecer lideranças femininas comunitárias (agentes multiplicadores das informações). METODOLOGIA A metodologia que será aplicada tem como foco o protagonismo das beneficiárias, apoiando-se em lideranças femininas comunitárias, parceria com organizações sociais locais, regionais, públicas e privadas para a implantação e gestão. As informações serão obtidas por meio de depoimentos em estúdios-móveis, que vão alimentar via internet blogs, fóruns com mediadores e a rede social. Uma das ferramentas utilizadas na ação será a das oficinas de psicodrama. A protagonista vai trocar de papel com os personagens do enredo psicodramático, contracenando com os Eus-auxiliares que tomam seu próprio papel na resolução dos seus problemas cotidianos. É a técnica mais importante no Psicodrama, pois é a que investiga e desenvolve a possibilidade de estar em relação, privilegiando a percepção do protagonista (e, em segundo lugar, do grupo) dos significados afetivos e simbólicos que este tem para o outro e, reciprocamente, o outro tem para este. 07
  9. 9. AVALIAÇÃO DE IMPACTO A avaliação proposta refere-se à permanência no tempo das transformações decorrentes da ação implementada, ou seja, à sua efetividade. O impacto será medido pela melhora ocorrida na qualidade de vida e bem-estar das mulheres, como resultado da melhora das condições sociais nos locais definidos pela equipe. Objetivo Indicadores de Impacto Meios de Específico Quantitativos Qualitativos Verificação Participação de 20% da população-alvo (mulheres), Indicadores adequados questionário aberto. para o projeto, trazendo Os resultados obtidos no informações diagnóstico nortearão o importantes, porém não Pesquisa Identificar as demandas; Comitê Executivo do em Diagnóstico Projeto nas ações a serem excesso, de modo a facili- tomadas, levando-se tar a operacionalização da sempre em consideração avaliação; as diferenças regionais. Observação no âmbito O projeto de fato está local e na central da coleta contribuindo para o Orientar para a solução Interesse na participação de informações. fortalecimento da das problemáticas dos assuntos referentes Reuniões de avaliação cidadania, o fortalecimento vividas pelas mulheres; ao maior poder da mulher. com a equipe do projeto. das lideranças, objetos Autoavaliação das da ação? participantes. Despertar nas participantes Gerou mudanças a corresponsabilidade no significativas - Autonomia, Relatórios; O objetivo do projeto processo de transformação valores, atitudes Autoavaliação; foi alcançado? social local. e autoestima. Fóruns; Quantas mulheres foram Formação de Participação social. Observações beneficiadas? multiplicadores para Desenvolvimento pessoal e e depoimentos. continuação do projeto. comunitário - lideranças. 08
  10. 10. PARCERIAS E ALIANÇAS • Terceiro Setor; • Empresas; • Órgãos Governamentais. COMUNICAÇÃO DO PROJETO • Fortalecer o desenvolvimento institucional/governamental do Projeto. • Sensibilizar a imprensa e a opinião pública sobre todas as questões relacionadas à validação de direitos prioritários da mulher, estimulando discussões sobre o tema na mídia nos seus mais diversos aspectos-questões de ética, financeira, educacional, legislativa, entre outras. • Identificação de meios de comunicação mais eficientes, para que divulguem as mensagens mais adequadas para atingir e sensibilizar as mulheres, levando-as a participar do Projeto. • Lançamento do Projeto: mês de setembro, em plena campanha presidencial, com programação de palestras, conferências, painéis e expositores abordando o tema “Mulher e Cidadania”. • Exposição itinerante composta de imagens e textos impressos em tecido, pendurados em varal, relatando a condição atual da mulher e mostrando as condições ideais a serem atingidas. Durante a exposição, serão distribuídas publicações sobre a relevância do tema, além de terminal de computador com acesso a informações pertinentes, tais como diagnósticos da situação da mulher e programas oficiais existentes. 09
  11. 11. PLANO DE AÇÃO O plano de ação será dividido nas seguintes fases: Fase 1 - Desenvolvimento Esta fase destina-se à definição e ao desenvolvimento dos materiais de imprensa e das key messages que serão utilizadas ao longo do trabalho de divulgação, bem como à preparação dos porta-vozes do Projeto. Reuniões de briefing para o lançamento de material necessário para a elaboração do press-kit e definição dos “ganchos” que serão utilizados. Definição das key messages que serão utilizadas na divulgação, no caso, Projeto, por exemplo (Fonte: site Mulheres e Cidadania). Desenvolver material para a montagem de press-kit, incluindo: • Press-release institucional (Projeto). • Key messages. • Fact-sheet sobre a Mulher. • Biografia dos porta-vozes e profissionais de assessoria técnica do Projeto. • Material fotográfico. • Desenvolvimento de Q&As Perguntas e Respostas, para facilitar o contato dos porta-vozes com a imprensa. A ideia é formar uma “rede de jornalistas Projeto Eu Enxergo”, ou seja, uma lista de cerca de 100 jornalistas-chave que receberão periodicamente materiais espe- ciais com caráter jornalístico sobre o Projeto. A ação tem o objetivo de fazer com que os jornalistas se sintam “fazendo parte de uma comunidade seleta”. A criação de vínculo e rede de relacionamento ampliará a percepção do jornalista quanto à imagem Projeto como detentora de informação relevante e autoridade máxima em sua especialidade. 10
  12. 12. PLANO DE AÇÃO Fase 2 - Comunicação com público externo/execução • Desenvolver uma série de sugestões de pauta a serem oferecidas a veículos de expressão, redação, aprovação, distribuição e resultado (visibilidade); • Desenvolver um VNR (Vídeo News Release) com depoimentos de participantes, autoridades governamentais, acadêmicos, profissionais da assessoria e do Projeto sobre resultados positivos e processo de análise dos “cases” interessantes no decorrer deste. O material pode ser utilizado para ser enviado aos programas de TV e também como material complementar do press-kit. • Desenvolver artigos assinados pelo porta-voz do Projeto para distribuição junto à imprensa leiga e especializada. • Agendamento e acompanhamento de encontros de goodwill com jornalistas com o objetivo de estreitar o relacionamento com a imprensa. • Monitoramento da imprensa em todas as fases do Projeto, com o objetivo de identificar matérias que falem do Projeto, tanto na mídia leiga como nos veículos especializados. • Gerenciamento das solicitações de imprensa. 11
  13. 13. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES Ação Tempo Lançamento do Projeto; quatro semanas Coleta de dados, diagnóstico situacional e monitoramento três meses Propostas, soluções e resultado do impacto do Projeto dois meses 12
  14. 14. BENEFÍCIO DO INVESTIDOR 1. Inserção da logomarca da empresa ou patrocinador nos veículos. 2. Envio de relatório mensal referente aos resultados do Projeto. 3. Palestras referentes ao Projeto e seus impactos sociais. 4. Inserção da logomarca em peças de comunicação e uniformes utilzados no Projeto. 5. Inserção da logomarca da empresa ou patrocinador em ações de comunicação pertinentes ao Projeto com menção do patrocínio. INVESTIMENTOS Custo do projeto: R$ 930.000,00 (Custo mensal estimado com uma unidade-móvel: R$ 170.000,00 Esta estimativa contempla: kombi motohome, aluguel de imóvel, funcionários, salários e benefícios, bicicletas, computadores, material de comunicação visual, despesas operacionais, etc.). 13
  15. 15. CONTATO Maria Cristina Mendes Caldeira Cel.: (11) 6333.7626 14
  16. 16. Projeto: Maria Cristina Mendes Caldeira Revisão do projeto: Octopus Comunicações Ltda.

×