O pais de jesus

2,424 views

Published on

Descrição da sociedade e do país do tempo de Jesus.

Published in: Spiritual, Technology
1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,424
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
620
Actions
Shares
0
Downloads
55
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O pais de jesus

  1. 1. O país de Jesus Palestina De Patricia Torres Torres Traduzido para o 6º ano
  2. 2. Um país pequeno <ul><li>Palestina é uma pequena franja de terra junto ao Mediterráneo oriental com uma superficie de 25.000 km 2 . </li></ul><ul><li>Sua orografía é muito acidentada </li></ul>Río Jordán
  3. 3. <ul><li>O clima e a paisagem da Palestina são tipicamente mediterráneos. Sua agricultura: </li></ul><ul><ul><li>nas planicies: cereais e hortas. </li></ul></ul><ul><ul><li>Nas terras altas: vides, olivais e figueiras. </li></ul></ul>Um país pequeno
  4. 4. Três regiões importantes <ul><li>Palestina estava dividida en 7 regiões. As 3 mais conhecidas são: </li></ul><ul><li>- Galileia </li></ul><ul><li>- Samaría </li></ul><ul><li>- Judeia </li></ul>
  5. 5. G ALILEIA <ul><li>Era a mais rica e fértil da Palestina. Seus habitantes vivían da agricultura, o comércio e a pesca no lago de Tiberíades. </li></ul><ul><li>Entre as suas cidades encontram-se Cafarnaum, Betsaida, Naín, Caná e Nazaré. </li></ul>
  6. 6. S AMARIA <ul><li>Era fértil também, mas mais pobre que a Galileia. Seus habitantes tinham uma tradicional inimizade com os judeus. Suas principais cidades eram Samaria e Cesareia. </li></ul>
  7. 7. J UDEIA <ul><li>Era a mais pobre e extensa da Palestina. Nerla se encontra a cidade de Jerusalém, de grande importância, já que nela se encontra o Templo, centro de peregrinação para os judeus. Outras cidades importantes são Belém, Emaús e Jericó. </li></ul>
  8. 8. Una historia agitada <ul><li>A historia política da Palestina foi muito agitada: guerras, roubos, deportações e desterros foram frequentes. </li></ul><ul><li>No ano 63 a.C., Pompeu conquista Jerusalém e a Palestina se converte numa provincia romana. </li></ul><ul><li>Quando nasce Jesus governa em Roma o imperador Octavio César Augusto. </li></ul><ul><li>Era uma provincia sem importancia, na periferia do império. Um governador representava o poder central. </li></ul><ul><li>Roma procurava respeitar as tradições do povo judeu e servía-se dos reis locais convertendo-os en vassalos. </li></ul>Octavio Augusto
  9. 9. Sociedade
  10. 10. Classes dirigentes <ul><li>Sumo sacerdote: </li></ul><ul><li>responsável máximo do templo e presidente do sinédrio </li></ul><ul><li>Saduceus: </li></ul><ul><li>pertenecíam à classe alta. Eram conservadores no religioso, e colaboravam políticamente com os romanos. </li></ul>Sumo sacerdote
  11. 11. Grupos sociais <ul><li>Sacerdotes: </li></ul><ul><li>Formavam um grupo numeroso encarregado de servir no templo. </li></ul><ul><li>Escrivas: </li></ul><ul><li>Sua missão consistia em explicar e actualizar a lei em funcção dos novos tempos e dos problemas que se colocavam. </li></ul>Escriva
  12. 12. Grupos sociais <ul><li>Fariseus: </li></ul><ul><li>Eram homens piedosos que conheciam bem a lei, a cumpriam ao pé da letra e condenavam a quem não a cumprisse. Exerciam uma enorme influência entre o povo. </li></ul>
  13. 13. Grupos sociais <ul><li>Zelotas: </li></ul><ul><li>Eram um movimento extremista e armado. Pertenciam às casta mais pobre do povo. Aproveitando festas e aglomerações organizavam revoltas. Alguns seguidores de Jesus foram antigos zelotas. </li></ul>
  14. 14. Grupos sociais <ul><li>Mulheres: </li></ul><ul><li>tinham direitos civis e religiosos diferentes dos do homem. Dependíam do pai ate contrair matrimónio (aos 12-14 anos), para passarem a depender do marido. Não lhes era permitido o culto na sinagoga </li></ul>
  15. 15. Os marginalizados <ul><li>Publicanos (cobradores de impostos): </li></ul><ul><li>Cometíam muitos abusos, e o povo odiava-os e tinha-os como ladrões. </li></ul>Jesus rodeado de publicanos
  16. 16. <ul><li>Doentes: </li></ul><ul><li>o que sofriam por doenças de pele (leprosos...), doentes mentais ou com algum tipo de deficiencia (cegos, paralíticos…) A doença era vista como castigo de Deus. </li></ul>Os marginalizados
  17. 17. <ul><li>Gentios: </li></ul><ul><li>Os que não era judeus. Eram descriminados. </li></ul><ul><li>Pecadores públicos: </li></ul><ul><li>Prostitutas, ladrões, </li></ul><ul><li>pastores… Eram discriminados. </li></ul>Os marginalizados
  18. 18. Vida religiosa
  19. 19. A fé do crente judeu <ul><li>Um Deus: </li></ul><ul><li>acreditavam na existência de um só Deus, Yavé. </li></ul><ul><li>Um povo: </li></ul><ul><li>estacam convencidos de que Israel era o povo eleito por Deus com quem tinha estabelecido uma aliança </li></ul><ul><li>Uma lei: </li></ul><ul><li>Deus revelou a sua vontade ao povo mediante uma lei que todos deveriam cumprir. </li></ul>
  20. 20. As normas <ul><li>A lei religiosa: </li></ul><ul><li>Dirigía a vida religiosa, moral e civil dos judeus. Era interpretada pelos escrivas. </li></ul><ul><li>O sábado: </li></ul><ul><li>É a prática mais sagrada juntamente com a circuncisão. É um día de descanso exclusivamente para louvar a Dios. </li></ul>
  21. 21. As festas <ul><li>Páscoa: </li></ul><ul><li>Durava 8 días. Reunía milhares de peregrinos em Jerusalém. Comemorava-se a libertação do povo de Israel da escravidão no Egito. Celebra-se com a emolação do cordeiro e com pão ázimo, na noite do dia 14 do mês Nisan. </li></ul>
  22. 22. As festas <ul><li>Pentecostes: </li></ul><ul><li>É uma festa de ação de graças ap terminar as colheitas. </li></ul><ul><li>Também se comemorava a aliança de Deus com e seu povo no Monte Sinai </li></ul><ul><li>Festa das tendas: </li></ul><ul><li>Recorda a passagem do povo judeu pelo deserto. Cada família levanta uma tenda nos arredores da cidade. </li></ul>
  23. 23. Centros religiosos <ul><li>O Templo: </li></ul><ul><li>O grande templo de Jerusalém significava a presença permanente de Deus no meio do seu povo. Lá celebra-se todos os dias o culto a Yavé. </li></ul>
  24. 24. Centros religiosos <ul><li>A sinagoga: </li></ul><ul><li>A palabra sinagoga significa reunião dos crentes. Como acontece com a palavra Igreja, passou a designar o edificio onde se reúne a comunidade. La leem-se e se comentam os textos sagrados. </li></ul>

×