Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Hazop

2,351 views

Published on

Análise de Risco (método HAZOP)

Published in: Services
  • Be the first to comment

Hazop

  1. 1. HAZOP Estudo de Perigo e Operabilidade
  2. 2. Desenvolvimento da Metodologia • Utilizada pela primeira vez na ICI (Imperial Chemical Industry) • Reportada pela primeira vez por Lawley em 1974. • Após alguns acidentes graves em fins da década de 60,a alta gerencia da ICI recomendou que as várias divisões da companhia desenvolvessem um enfoque para a revisão das operações das suas plantas, com ênfase especial nos problemas de perigos e operabilidade. • Espalhou-se rapidamente pela indústria de processos e para outros tipos de indústria durante a década de 80,na década de 90 passou a ser recomendada pelos órgãos governamentais.
  3. 3. O sucesso ou falha do HAZOP depende de quatro aspectos: • Precisão dos documentos e de outros dados utilizados como base para o estudo. • Competências e conhecimento da equipe. • Capacidade da equipe em utilizar a técnica HAZOP como uma ferramenta auxiliar de sua imaginação para visualizar desvios. • Capacidade da equipe em manter o senso de proporção , particularmente na avaliação da seriedade dos perigos identificados.
  4. 4. Vantagens do HAZOP: • Sistemacidade , flexibilidade e abrangência para identificação de perigos e problemas operacionais. • Identifica as causas responsáveis por tais desvios,e as respectivas consequências. • Identifica caminhos para a solução dos problemas. • Identifica problemas que possam comprometer a segurança da instalação como aqueles que podem causar perda de continuidade operacional da instalação ou perda de especificação do produto.
  5. 5. Desvantagens do HAZOP: • Avalia apenas as falhas de processo (T, P, Q, pH,...) para determinar as potenciais anormalidades de engenharia. • Requer uma equipe multidisciplinar com larga experiência para implementação da técnica. Especialistas em projeto, processo, operação do processo, instrumentação, química, segurança e manutenção. • Requer um maior tempo para a execução de todo processo até o relatório.
  6. 6. HAZOP – HEMOCENTRO UNICAMP • Para a aplicação da técnica do HAZOP na área de serviço de saúde foram realizadas duas grandes modificações na estrutura básica da técnica tradicional. Primeiramente foi realizada a substituição de 100% das variáveis utilizadas no HAZOP, e em seguida foram efetuadas modificações em sua estrutura. Os resultados gerais apresentam que o HAZOP adaptado, proposto foi adequado e indicaram que 60% das atividades são de risco crítico, associado a falhas de equipamentos, de procedimentos e humanas. A análise complementar dos resultados do HAZOP enfocou as percepções e opiniões das pessoas envolvidas, ajudando a solucionar problemas e identificar riscos, reforçando a biossegurança da área avaliada. Foi verificado ainda que o HAZOP modificado mostrou-se uma ferramenta versátil e capaz de identificar adequadamente os riscos existentes nas áreas de serviço de saúde detectando tanto falhas técnicas como humanas.
  7. 7. AplicaçãodaTécnicaHazOpaosProcedimentosde PartidadoReator-IEA-R1 • A utilização da metodologia HazOp na análise dos procedimentos do reator IEA-R1 comprovou a capacidade da técnica de antever problemas de segurança e/ou de operação, mostrando-se também uma excelente ferramenta de auxílio na visualização de alternativas e soluções simples que podem contribuir para a melhoria da qualidade operacional da instalação, a despeito do reator vir historicamente operando dentro dos limites de segurança estabelecidos no projeto. • Os efeitos concretos dos benefícios do trabalho realizado foram a implementação imediata de 11 das 25 recomendações resultantes do estudo, que incluem itens de projeto, operação e segurança do reator, assim como o interesse demonstrado pelas áreas técnica e gerencial do reator IEA- R1 em aplicar o método HazOp aos demais sistemas da instalação.
  8. 8. Reator IEA–R1
  9. 9. Hazops Training
  10. 10. Conclusão: • Apesar de originalmente desenvolvido na indústria química, com pequenas modificações o método HazOp pode ser aplicado aos mais variados tipos de processos. • Atualmente, o HazOp é uma das técnicas de identificação de perigos mais bem aceitas por autoridades reguladoras, assim como pelas indústrias e órgãos financiadores. • O HAZOP dispõe de uma metodologia clara e simples – palavras-guia – o que garante a eficácia e fácil sistematização do trabalho. Além de analisar os perigos e consequentes desdobramentos ambientais de uma instalação, a HAZOP é a melhor metodologia para avaliar o processo – meio e forma de produção – e não o produto final. Sob este aspecto, é ideal para detecção dos desvios das intenções de processo, que geram perda de especificação do produto ou corrente de produção.
  11. 11. Grupo: • Anna Paola • Isabela Alves • Mércia • Luís Claudio • Rayssa

×