Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Equipa candidata:
Maximino Andrade Teles
Bárbara da Silva Rebelo de Melo Bento
Corália de Jesus Resendes Cordeiro
Emanuel ...
Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO
2
Índice
Introdução ---------------------------------------------------...
Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO
3
Introdução
A equipa candidata às eleições para o Conselho Executivo p...
Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO
4
iremos fazer a nossa tão almejada revolução, ou seja, valorizar cada ...
Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO
5
Equipa Candidata:
A nossa equipa apresenta a sua candidatura às eleiç...
Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO
6
Plano de Ação
1. Considerações genéricas
1.1. Conselho Executivo
A eq...
Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO
7
1.3. Constituição e articulação da equipa
Os quatro membros desta equ...
Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO
8
1.5. Assembleia de Escola
Da mesma forma, trabalharemos com a Assembl...
Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO
9
d) Valorizar o trabalho dos docentes aos olhos da comunidade
educativ...
Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO
10
sobretudo respeitar o importantíssimo trabalho que desempenham na
Es...
Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO
11
iniciativas, promover o seu envolvimento e realçar o seu trabalho ju...
Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO
12
d) Envolver os alunos ainda mais em todas as atividades que ocorrem
...
Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO
13
2. Plano de Promoção do Sucesso
2.1. E+ (Educar Mais)
A equipa prete...
Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO
14
de Infância e escolas do 1.º Ciclo de Assistentes Operacionais. Este...
Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO
15
uma dinamização e desenvolvimento pessoal e profissional dos nossos
...
Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO
16
poder introduzir novos conteúdos), garantindo sempre apoio para toda...
Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO
17
6. Remodelação da Página da Escola
6.1. Dinamizar a página da EBI de...
Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO
18
Conclusão
Em traços gerais, espelhamos neste Plano de Ação aquilo a ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Plano de ação lista A

290 views

Published on

PLANO DE AÇÃO LISTA A EBI DE GINETES

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Plano de ação lista A

  1. 1. Equipa candidata: Maximino Andrade Teles Bárbara da Silva Rebelo de Melo Bento Corália de Jesus Resendes Cordeiro Emanuel Patrício Mendonça Medeiros “O professor só pode ensinar quando estiver disposto a aprender” Janoí Mendes “Ser professor é ser um eterno aprendiz” Ditado popular 2016 ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE GINETES PLANO DE AÇÃO Eleições para o Conselho Executivo - Triénio 2016-2019
  2. 2. Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO 2 Índice Introdução -------------------------------------------------------------------------------------- 3/4 Equipa Candidata ---------------------------------------------------------------------------- 5 Plano de Ação 1. Considerações genéricas --------------------------------------------------------- 6/12 1.1. Conselho Executivo 1.2. Valores Humanos 1.3. Constituição e articulação da equipa 1.4. Conselho Pedagógico 1.5. Assembleia de Escola 1.6. Professores 1.7. Funcionários 1.8. Encarregados de Educação 1.9. Alunos 1.10. Condições de trabalho 2. Plano de Promoção do Sucesso ---------------------------------------------------- 13 2.1. E+ (Educar Mais) 3. Projetos a Apoiar ou a Propor ------------------------------------------------------- 13/14 3.1. Projeto Tutal (in/disciplina) 3.2. Projeto Animação dos Recintos Escolares 3.3. Programa PROSA 3.4. Programa RECUPERAR 3.5. Programa ESTAGIAR L e T 4. Oficinas e Clubes ------------------------------------------------------------------------ 15 4.1. Oferta Desportiva do Clube Desportivo Escolar 4.2. Oferta dos Clubes e Oficinas 5. Considerações Especificas ---------------------------------------------------------- 15/16 5.1. Pré-Escolar e 1.º Ciclo 5.2. 2.º e 3.º Ciclos 6. Remodelação da Página da Escola ----------------------------------------------- 16 7. Manutenção dos Edifícios Escolares ---------------------------------------------- 17 Conclusão --------------------------------------------------------------------------------------- 18
  3. 3. Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO 3 Introdução A equipa candidata às eleições para o Conselho Executivo para o triénio 2016-2019 pretende ser um conselho executivo aberto, ativo, colaborante, competente e firme em todas as suas ações, de forma a poder acudir a todas as solicitações da comunidade educativa. Esta equipa preza acima de tudo os valores humanos, por isso as pessoas terão sempre primazia em detrimento de questões meramente materiais. Ainda nesta ordem de pensamento, estaremos atentos aos anseios ou aos problemas dos alunos, docentes e funcionários da EBI de Ginetes dos vários ciclos de ensino. Os quatro membros desta equipa encetarão esforços no sentido de encontrar a melhor forma de articular, a nível pedagógico, os nossos quatro níveis de ensino (Pré-Escolar, 1.º, 2.º e 3.º Ciclos), isto numa lógica de pareceria benéfica a todos os ciclos. Por outro lado, somos otimistas e pensamos que cada docente, cada funcionário tem uma palavra a dizer sobre o assunto, pois valorizamos a opinião de cada um e teremos todo o gosto em trabalhar com quem estiver predisposto a dar o seu contributo. No que diz respeito à colaboração com o Conselho Pedagógico, órgão basilar de toda a política educativa na escola, procuraremos sempre dar o nosso contributo e executar da melhor forma, no terreno, as decisões deste órgão. Da mesma forma, trabalharemos com a Assembleia de Escola, órgão de grande importância na aprovação/apreciação dos principais documentos e na supervisão de toda a orgânica desta Escola. Esta equipa primará por um envolvimento ativo e colaborativo com todos os docentes e funcionários desta unidade orgânica, através da valorização do seu trabalho e promoção das melhores condições de trabalho possíveis, realçando o papel do docente e funcionários aos olhos da comunidade escolar. Um dos parceiros a conquistar será, sem dúvida, os encarregados de educação. Assim, a nossa aposta na mudança de mentalidades será um grande desafio para nós. Contudo, acreditamos que com pequenas conquistas
  4. 4. Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO 4 iremos fazer a nossa tão almejada revolução, ou seja, valorizar cada vez mais a Escola – uma mais-valia para o “Futuro”. Esta equipa terá um papel fundamental junto dos alunos, empenhando- se na valorização do seu desenvolvimento e formação como futuros cidadãos responsáveis, ativos e conscientes da sua importância, de forma a contribuírem para o bem-estar de uma sociedade cada vez mais sujeita a crescentes mudanças. Pretendendo assim ter alunos responsáveis, ativos e bem motivados face às suas tarefas, de forma a proporcionar um bom ambiente escolar em todos os seus espaços e contextos. Finalmente, aspiramos encetar esforços junto das entidades competentes, no sentido de poder dar cada vez melhores condições de trabalho aos nossos alunos, docentes e funcionários. Escola Básica Integrada de Ginetes
  5. 5. Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO 5 Equipa Candidata: A nossa equipa apresenta a sua candidatura às eleições para o Conselho Executivo para o triénio 2016 / 2019, os membros candidatos são os seguintes: Presidente do CE: Maximino Andrade Teles 47 anos, professor do 3.º Ciclo e Secundário, Licenciatura em Português/Francês. Vice-Presidente do CE: Barbara da Silva Rebelo de Melo Bento Coordenadora do Pré-Escolar/Ensino Especial 43 anos, Bacharel Curso de Educadores de Infância e Licenciatura Curso de Qualificação para o Exercício de Outras Funções Educativas na Área de Educação Especial para Educadores de Infância, especialidade em Multideficiência/Deficiência Mental. Vice-Presidente do CE: Corália de Jesus Resendes Cordeiro Coordenadora do 2.º e 3.º ciclo 44 anos, professora do 3.º Ciclo e Secundário, Licenciatura em Biologia/Geologia. Assessor do CE: Emanuel Patrício Mendonça Medeiros Coordenador do 1.º ciclo 33 anos, Licenciatura em Ensino Básico- 1º Ciclo
  6. 6. Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO 6 Plano de Ação 1. Considerações genéricas 1.1. Conselho Executivo A equipa candidata às eleições para o Conselho Executivo para o triénio 2016-2019 pretende ser um conselho executivo aberto, ativo, colaborante, competente e firme em todas as suas ações, de forma a poder acudir a todas as solicitações da comunidade educativa. Assim, pretendemos pôr em prática: a) Regime de porta aberta, em que alunos, docentes, funcionários e encarregados de educação possam, com a urgência necessária, expor os seus problemas; b) Envolvimento ativo em todas as atividades da comunidade escolar; c) Colaboração com os órgãos institucionais da unidade orgânica; d) Competência e firmeza na resolução dos casos relacionados com a gestão da Escola. 1.2. Valores Humanos Esta equipa preza acima de tudo os valores humanos, por isso as pessoas terão sempre primazia em detrimento de questões meramente materiais. Ainda nesta ordem de pensamento, estaremos atentos aos anseios ou aos problemas dos alunos, docentes e funcionários da EBI de Ginetes dos vários ciclos de ensino. Deste modo, iremos ter em conta: a) Ajustamento dos horários, sempre que possível, dos docentes e funcionários a pedido destes; b) Ajustamento dos horários e mudanças de turma, sempre que possível, dos alunos da nossa unidade orgânica; c) Mediação/resolução de conflitos, entre membros da comunidade educativa; d) Audição dos interessados de forma imparcial, com a possibilidade do contraditório.
  7. 7. Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO 7 1.3. Constituição e articulação da equipa Os quatro membros desta equipa encetarão esforços no sentido de encontrar a melhor forma de articular, a nível pedagógico, os nossos quatro níveis de ensino (Pré-Escolar, 1.º, 2.º e 3.º Ciclos), isto numa lógica de parceria benéfica a todos os ciclos. Por outro lado, somos otimistas e pensamos que cada docente, cada funcionário tem uma palavra a dizer sobre o assunto, pois valorizamos a opinião de cada um e teremos todo o gosto em trabalhar com quem estiver predisposto a dar o seu contributo. No decorrer desta ideia, esta equipa foi precisamente constituída por: a) Um docente do 1.º ciclo (com funções exclusiva para o 1.º ciclo) ciente da conjuntura deste nível de ensino (coordenador de núcleo); b) Uma docente do Pré-Escolar/Ensino Especial com vasta experiência neste setor (Educação Pré-escolar; 1 ciclo do Ensino Básico; Ensino Especial; Programas Oportunidades; Núcleo Local de Inserção e parceria com os Projetos da Direção Regional do Emprego e Qualificação Profissional e Direção Regional da Juventude); c) Uma docente que coordenará o 2.º e 3.º ciclos, conhecedora há mais de duas décadas desta realidade (Coordenadora dos Diretores de Turma e Membro da Comissão de Horários); d) Todos eles apoiados pelo candidato a Presidente do Conselho Executivo, também ele com experiência de gestão pedagógica e administrativa no Conselho Executivo e Conselho Administrativo. 1.4. Conselho Pedagógico No que diz respeito à colaboração com o Conselho Pedagógico, órgão basilar de toda a política educativa na escola, procuraremos sempre dar o nosso contributo e executar da melhor forma, no terreno, as decisões deste órgão. Assim, pretendemos: a) Contribuir de forma construtiva com sugestões, projetos e estudos científico-pedagógicos; b) Executar as decisões do Conselho Pedagógico, ajustando-as à realidade existente na nossa unidade orgânica;
  8. 8. Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO 8 1.5. Assembleia de Escola Da mesma forma, trabalharemos com a Assembleia de Escola, órgão de grande importância na aprovação/apreciação dos principais documentos e na supervisão de toda a orgânica desta Escola. Consequentemente, queremos: a) Participar na aprovação dos documentos orientadores da nossa escola de forma responsável, salvaguardando os interesses da comunidade educativa; b) Participar na apreciação de documentos de gestão escolar, pedagógica e disciplinar; c) Participar na supervisão do funcionamento regular dos vários órgãos, de forma a garantir uma salutar convivência institucional. 1.6. Professores Esta equipa terá um envolvimento ativo e colaborativo com todos os docentes desta unidade orgânica, através da valorização do seu trabalho e promoção das melhores condições de trabalho possíveis, realçando o papel do docente aos olhos da comunidade escolar. Deste modo pretendemos: a) Promover melhores condições de trabalho proporcionando, sempre que possível, materiais atualizados e espaços adequados ao melhor desenvolvimento do trabalho docente; b) Promover e contribuir para uma passagem de informação adequada seguindo a hierarquia própria de cada um dos órgãos e cargos existentes na escola; c) Coordenar, promover e contribuir para uma eficiente organização e aplicação de todas as funções designadas inicialmente na distribuição de serviço trabalhando em conjunto e de mais perto com os coordenadores de departamento/núcleo e coordenadores das diferentes comissões existentes na escola;
  9. 9. Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO 9 d) Valorizar o trabalho dos docentes aos olhos da comunidade educativa, ouvindo as suas sugestões, apoiando as suas iniciativas e realçando o seu trabalho nos órgãos e espaços próprios; e) Motivar os docentes com uma palavra de incentivo, mantê-los bem informados e elucidados sobre o cumprimento das suas tarefas, dando- lhes a possibilidade de, dentro do estabelecido na lei, darem sugestões sobre a sua atribuição de serviço e a possibilidade de se voluntariarem para outras demais funções que vão para além das letivas e proporcionar-lhes ações de formação que tenham algo a ver com as suas expectativas. 1.7. Funcionários Esta equipa terá um envolvimento ativo na resolução dos problemas dos funcionários, bem como empenhar-se-á na valorização do seu trabalho aos olhos da comunidade escolar. Pretendendo assim ter funcionários motivados e bem resolvidos face às suas tarefas, de forma a proporcionar um bom ambiente de trabalho. Deste modo pretendemos: a) Promover melhores condições de trabalho proporcionando, sempre que possível, recursos humanos, materiais e espaços adequados ao melhor desenvolvimento do trabalho dos funcionários; b) Resolver conflitos harmonizando as partes envolvidas através de uma atitude conciliadora, ouvindo, conversando e agindo em conformidade, sempre numa lógica de imparcialidade e obedecendo à legislação em vigor; c) Valorizar o trabalho dos funcionários aos olhos da comunidade educativa, ouvindo as suas sugestões através de um contato mais direto e maior envolvimento com visitas periódicas às diversas escolas da unidade orgânica, de modo a apoiar as suas iniciativas e realçar o seu trabalho nos órgãos e espaços próprios; d) Motivar os funcionários com uma palavra de incentivo, mantê-los bem informados e elucidados sobre o cumprimento das suas tarefas, participar na elaboração e conhecer os seus horários, proporcionar-lhes ações de formação que tenham algo a ver com as suas expectativas e
  10. 10. Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO 10 sobretudo respeitar o importantíssimo trabalho que desempenham na Escola. 1.8. Encarregados de Educação Um dos parceiros a conquistar será, sem dúvida, os encarregados de educação. Assim, a nossa aposta na mudança de mentalidades será um grande desafio para nós. Contudo, acreditamos que com pequenas conquistas iremos fazer a nossa tão almejada revolução, ou seja, valorizar cada vez mais a Escola – uma mais-valia para o “Futuro”. “A talho de foice” iremos: a) Mudar mentalidades com pequenas conquistas, para isso temos que estar preparados. Assim, a Formação de Líderes Inovadores com a duração de 1 ano e meio (2015/2016 e 2016/2017) e Implementação de uma área de melhoria – tema: “Melhorar a ligação entre a escola e a família/encarregados de educação” pode ser o início de uma pequena revolução. O candidato a Presidente do CE encontra-se a meio dessa formação e desse trabalho que está quase na fase de implementação (setembro de 2016); b) Apostar nas palestras e ações de sensibilização para os encarregados de educação terá um impacto positivo a médio e longo prazo. Ainda existem algumas resistências, é verdade, mas acreditamos que através de uma boa gestão de sensibilidades, uma organização eficaz e uma boa comunicação, iremos superar os obstáculos existentes; c) Envolver os encarregados de educação nas atividades lúdicas e académicas dos seus educandos logo no Pré-Escolar e 1.º Ciclo (o que já acontece pontualmente) para posteriormente seguirem os seus educandos no 2.º e 3.º Ciclos, criando-se uma cultura de aproximação da comunidade envolvente à escola; d) Valorizar o papel dos pais e/ou encarregados de educação aos olhos da comunidade educativa, ouvindo as suas sugestões através de um contato ainda mais direto e maior envolvimento com reuniões periódicas e atividades em horário que o proporcione, de modo a apoiar as suas
  11. 11. Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO 11 iniciativas, promover o seu envolvimento e realçar o seu trabalho junto dos seus filhos e/ou educandos; e) Enveredar esforços para criar uma Associação de Pais ou outra entidade similar de forma a haver uma melhor compreensão da realidade escolar, bem como existir uma política de exigência de ambas as partes – Encarregados de Educação e Escola. 1.9. Alunos Esta equipa terá um papel fundamental junto dos alunos, empenhando- se na valorização do seu desenvolvimento e formação como futuros cidadãos responsáveis, ativos e conscientes da sua importância, de forma a contribuírem para o bem-estar de uma sociedade cada vez mais sujeita a crescentes mudanças. Pretendendo assim ter alunos responsáveis, ativos e bem motivados face às suas tarefas, de forma a proporcionar um bom ambiente escolar em todos os seus espaços e contextos. Deste modo pretendemos: a) Consciencializar para a existência de uma sociedade organizada de forma hierárquica à qual todos nós obedecemos e estamos sujeitos a regras para um bem-estar comum. Deste modo, seremos firmes e coerentes, aplicando prontamente e de forma adequada o que está previsto na legislação; b) Mudar mentalidades salientando a importância da formação como veículo fundamental para uma estabilidade e bem-estar profissional e, consequentemente, pessoal, através de uma articulação mais profunda com o SPO, os pais e/ou encarregados de educação e restante comunidade envolvente; c) Promover melhores condições de trabalho proporcionando, sempre que possível, espaços e serviços conducentes ao melhor desenvolvimento do trabalho dos alunos, tendo em conta a localização geográfica da nossa escola;
  12. 12. Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO 12 d) Envolver os alunos ainda mais em todas as atividades que ocorrem na escola, responsabilizando-os pela sua consecução, bem como pelo bem-estar de todos, em todos os espaços escolares; e) Valorizar o papel dos jovens e alunos aos olhos da comunidade educativa, ouvindo as suas sugestões, apoiando as suas iniciativas e realçando o seu trabalho pela positiva, junto dos pais e/ou encarregados de educação, bem como nos órgãos e espaços próprios; f) Enveredar esforços para criar uma Associação de Delegados de Turma de forma a haver uma melhor compreensão e consciencialização da realidade escolar, bem como um maior envolvimento dos alunos em todo o processo educativo, existindo uma política de exigência de ambas as partes – Alunos e Escola. 1.10. Condições de trabalho Finalmente, aspiramos encetar esforços junto das entidades competentes, no sentido de poder dar cada vez melhores condições de trabalho aos nossos alunos, docentes e funcionários: a) Salas de aulas, gabinetes e biblioteca equipadas com material informático atualizado. b) Aquisição de material pedagógico, desportivo e de ensino artístico adequado aos nossos níveis de ensino. c) Reforço de verbas para visitas de estudo, apoio a ações de formação e atividades escolares internas e externas. d) Aquisição de vestuário identificativo da escola para os nossos funcionários e se possível para os nossos alunos (aulas de Educação Física).
  13. 13. Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO 13 2. Plano de Promoção do Sucesso 2.1. E+ (Educar Mais) A equipa pretende continuar com a implementação do nosso Plano de Promoção do Sucesso – Projeto E+ (Educar Mais). Depois de aprovado pela DRE será colocado na Página da Escola para consulta. http://srec.azores.gov.pt/dre/sd/115123100500/entrada.htm 3. Projetos/Programas a Apoiar ou a Propor 3.1. Projeto Tutal (in/disciplina) O aluno do Séc. XXI requer uma outra abordagem por parte do docente. Esta ideia não é nova, mas ainda é pouco compreendida pela comunidade educativa. Assim, pretendemos facilitar esse entendimento, uma das vias, entre outras, para lá chegar, poderá ser através deste Projeto Tutal. Entendemos que o Professor-Tutor tem uma palavra a dizer na conjugação de esforços para alcançar um princípio de entendimento, pois pensamos nós que para chegar ao aluno é necessário um compromisso entre as partes, uma predisposição para ouvir e se fazer ouvir, em última análise, tentar compreender as motivações e desmotivações do aluno face ao ensino. 3.2. Projeto Animação dos Recintos Escolares A equipa pretende continuar a apoiar e desenvolver o Projeto Animação dos Recintos Escolares, organizados numa linha mais lúdica, mas não perdendo de vista a sua essência, ou seja, a ocupação dos tempos livres dos alunos, numa lógica motivacional e educativa. 3.3. Programa PROSA 3.3.1. Através do PROSA – Programa de Ocupação de Adultos, pretendemos continuar a batalhar com a lacuna e ausência nos Jardins
  14. 14. Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO 14 de Infância e escolas do 1.º Ciclo de Assistentes Operacionais. Este Programa que possibilita a ocupação e o desenvolvimento de atividades para desempregados na Área Social da Educação, é uma mais valia, tanto para as escolas, como para a população em geral das freguesias que abrange a EBI de Ginetes, principalmente Encarregados de Educação que se encontram em idade de empregabilidade, mas numa situação precária de desemprego; 3.4. Programa RECUPERAR 3.4.1. Estando o Quadro de Técnicos Superiores desta EBI com um desfalque relativamente a Técnicos Superiores nas áreas de Psicologia, Serviço Social, Terapia da Fala, Terapia Ocupacional e Técnicos de Educação Especial e Reabilitação, continuaremos através do Programa RECUPERAR a candidatarmo-nos a este Programa, como o intuito de intervir e fazer face às dificuldades sentidas diariamente pelos docentes em contexto de sala de aula, como também em contexto de recreios e atividades de tempos livres; 3.4.2. Igualmente é nosso objetivo, no mesmo Programa, manter os Técnicos Superiores e Assistentes Técnicos já a exercer funções por este Programa na EB 2/3 de Ginetes, mais propriamente na Área da Biblioteca e Sociologia, como no Desporto, na atividade já referida – Animação de Recintos Escolares e na Área da Informática; 3.4.3. Será ainda dado primazia, para que antigos alunos desta EBI de Ginetes, muito deles com Qualificação Profissional de nível IV e inscritos na Garantia Jovem, continuem a desenvolver a sua atividade na Área da Educação; 3.5. Programa Estagiar L e T 3.5.1. Com este Programa continuaremos a desenvolver um conjunto de medidas orientadas no sentido de possibilitar aos jovens, principalmente antigos alunos desta EBI de Ginetes, um estágio profissional em contexto real de trabalho. Desta maneira pretendemos proporcionar
  15. 15. Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO 15 uma dinamização e desenvolvimento pessoal e profissional dos nossos estagiários, como também colmatar falhas existentes nesta Escola nas Áreas da Educação, Psicologia, Terapias e Informática. 4. Oficinas e Clubes 4.1. Oferta Desportiva do Clube Desportivo Escolar A equipa pretende continuar a apoiar o Clube Desportivo Escolar, no que diz respeito à sua oferta desportiva. As várias modalidades em horário laboral (Atividades Rítmicas e Expressivas e Atividades de Exploração da Natureza) e pós laboral (Patinagem Artística, Ténis de Mesa, Xadrez e Atletismo) movimentam cerca de uma centena de alunos. Vemos com bons olhos estas atividades desportivas, pois para além do ganho na saúde, entre outros benefícios, é uma montra da nossa escola na Ilha, na Região e no País. 4.2. Oferta dos Clubes e Oficinas A equipa pretende continuar a apoiar os vários Clubes Eco-Escola, Inglês Jornalismo, Música, Proteção Civil e Europeu e as Oficinas Ciências Físico-Naturais e Matemática, pois achamos importante a diversificação de interesses dos nossos jovens. Por outro lado, são um meio de valorização do seu trabalho, fora da sala de aula. 5. Considerações Específicas 5.1. Pré-Escolar e 1.º Ciclo 5.1.1. Solicitar à tutela mais professores de apoio/substituição, justificando a sua importância para o sucesso escolar, tentando garantir um professor de apoio para cada escola do 1.º Ciclo, como também um para o Pré-escolar para cada escola. 5.1.2. Reorganizar o apoio nas turmas com dois níveis, o professor de apoio retira um grupo (turma), de modo a libertar uma manhã ou tarde para o professor titular poder trabalhar com um só nível (para
  16. 16. Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO 16 poder introduzir novos conteúdos), garantindo sempre apoio para todas as escolas/turmas; 5.1.3. Rever a situação do professor DA na nossa unidade orgânica; 5.1.4. Visitar os núcleos escolares do 1º Ciclo/Pré-Escolar com maior frequência, no intuito de ouvir os docentes e solucionar problemas; 5.1.5. Desburocratizar/simplificar procedimentos para facilitar o trabalho dos professores e coordenadores de núcleo. 5.2. 2.º e 3.º Ciclos 5.2.1. Manter o crédito horário para as disciplinas de Matemática e Português (sujeito às metas a atingir) ; 5.2.2. Privilegiar o desdobramento das Turmas de forma a reduzir o número de alunos e consequentemente existir um trabalho mais individualizado; 5.2.3. Reforçar a lecionação recorrendo a pares pedagógicos conseguindo com isso uma maior disponibilidade para os discentes (Línguas e Matemática), bem como aulas mais práticas, reforçando a componente experimental (Físico-Naturais); 5.2.4. Alargar o Apoio letivo suplementar às Línguas Estrangeiras (defenderemos a nossa posição junto da tutela); 5.2.5. Abrir, logo que possível, mais cursos via profissionalizante PROFIJ ou outros com a possibilidade de contratação de Formadores externos à Escola (promessa da DRE para o próximo ano letivo); 5.2.6. Obrigatoriedade de frequência de sala de estudo para os alunos com mais de dois níveis inferiores a três, (compromisso a estabelecer com os encarregados de educação). Iremos afetar às salas de estudo docentes de várias disciplinas e níveis de ensino, de forma a beneficiar algumas disciplinas com menos carga horária e sem outro tipo de apoio.
  17. 17. Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO 17 6. Remodelação da Página da Escola 6.1. Dinamizar a página da EBI de Ginetes, modernizar o grafismo, publicitar a sua importância junto da comunidade escolar, promover vários links que a página possui, tais como: Centro de Formação, Biblioteca, Clube de Jornalismo, Clube Desportivo Escolar, entre outros. 7. Manutenção dos Edifícios Escolares 7.1. As Escolas do Pré-Escolar e 1.º Ciclo, no que diz respeito à manutenção e obras, estão sob a alçada da Câmara Municipal de Ponta Delgada. Trabalharemos em parceria com a Edilidade, no sentido de melhorar cada vez mais as condições de trabalho dos alunos, docentes e funcionários; 7.2. A EB 2/3 de Ginetes quanto à manutenção e obras está sob a responsabilidade direta da Direção Regional de Educação. Os vários Projetos de obras, já comunicados ao Conselho Executivo, terão da nossa parte uma atenção redobrada, uma vez que o nosso edifício escolar carece de uma rápida intervenção, sobretudo por causa das infiltrações pluviais e degradação do reboco, bem como uma nova pintura geral. Por fim, encetaremos esforço junta da tutela para o apetrechamento das salas/laboratórios (inacabados aquando da entrega do Edifício Escolar), de forma a proporcionarmos aulas mais experimentais aos nossos alunos (disciplinas Físico-Naturais).
  18. 18. Escola Básica Integrada de Ginetes - PLANO DE AÇÃO 18 Conclusão Em traços gerais, espelhamos neste Plano de Ação aquilo a que nos propomos fazer para os próximos três anos. Acreditamos que no terreno iremos demonstrar a nossa motivação, o nosso sentido de serviço e, acima de tudo, a nossa vontade de tornar a Escola Básica Integrada de Ginetes aprazível para quem a frequenta e nela trabalha. Pensamos que um aluno, um docente, um funcionário motivado é o caminho certo para o sucesso pessoal e académico. Dentro das nossas funções, tudo iremos fazer para que tal aconteça, pois com pequenas ações conseguem-se muitas vezes grandes conquistas. Iremos executar uma política educativa “Humanista”, ou seja, a nossa Escola existe pelas pessoas que a constitui, seres individuais que por sua vez formam um coletivo. Partindo desta premissa, pensamos que ao conhecermos bem os nossos alunos, os nossos professores e os nossos funcionários também os poderemos ajudar a superar as suas “dificuldades”, nas suas respetivas áreas, de uma forma mais assertiva. Certos das dificuldades que nos esperam, neste cargo de grande responsabilidade, eivado de novos desafios a superar, no despontar de um século pleno de incertezas. Acreditamos nas nossas capacidades, como também acreditamos piamente em todos aqueles que nos possam ajudar nesta tarefa quase “missionária”. Em suma, seguindo na senda do sucesso e colocando à vossa disposição a nossa experiência, pedimos um voto de confiança, o qual, esperamos nós, será merecedor da vossa escolha. A Educação é que nos move, todos juntos venceremos!

×