Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

A verdade sobre a ceia

3,741 views

Published on

A ceia praticada atualmente (pão e o vinho) tem origem pagã e é requisito para participar do ecumenismo comprove no slide:

Published in: Spiritual
  • Be the first to comment

A verdade sobre a ceia

  1. 1. A Verdade sobre a Ultima Ceia
  2. 2. “E falou o Eterno a Moisés e a Arão na terra do Egito, dizendo: Falai a toda a congregação de Israel, dizendo: Aos dez deste mês tome cada um para si um cordeiro, segundo as casas dos pais, um cordeiro para cada família. Mas se a família for pequena para um cordeiro, então tome um só com seu vizinho perto de sua casa, conforme o número das almas; cada um conforme ao seu comer, fareis a conta conforme ao cordeiro. O cordeiro, ou cabrito, será sem mácula, um macho de um ano, o qual tomareis das ovelhas ou das cabras. E o guardareis até ao décimo quarto dia deste mês, e todo o ajuntamento da congregação de Israel o sacrificará à tarde. E tomarão do sangue, e pô-lo-ão em ambas as ombreiras, e na verga da porta, nas casas em que o comerem. E naquela noite comerão a carne assada no fogo, com pães ázimos; com ervas amargosas a comerão. Não comereis dele cru, nem cozido em água, senão assado no fogo, a sua cabeça com os seus pés e com a sua fressura. E nada dele deixareis até amanhã; mas o que dele ficar até amanhã, queimareis no fogo. Assim pois o comereis: Os vossos lombos cingidos, os vossos sapatos nos pés, e o vosso cajado na mão; e o comereis apressadamente; esta é a páscoa do SENHOR. Êxodo 12:2-11
  3. 3. “E, chegada a tarde, assentou-se à mesa com os doze. 21 E, comendo eles, disse: Em verdade vos digo que um de vós me há de trair. E eles, entristecendo-se muito, começaram cada um a dizer-lhe: Porventura sou eu, Yahushua? 23 E ele, respondendo, disse: O que põe comigo a mão no prato, esse me há de trair. 24 Em verdade o Filho do homem vai, como acerca dele está escrito, mas ai daquele homem por quem o Filho do homem é traído! Bom seria para esse homem se não houvera nascido. 25 E, respondendo Judas, o que o traía, disse: Porventura sou eu, Rabi? Ele disse: Tu o disseste. 26 E, quando comiam, Yahushua tomou o pão, e abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, e disse: Tomai, comei, isto é o meu corpo. 27 E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho, dizendo: Bebei dele todos; 28 Porque isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados. 29 E digo-vos que, desde agora, não beberei deste fruto da vide, até aquele dia em que o beba novo convosco no reino de meu Pai. Mateus 26:19-29 (marcos 14 relato semelhante)
  4. 4. “ E, indo eles, acharam como lhes havia sido dito; e prepararam a páscoa. 14 E, chegada a hora, pôs-se à mesa, e com ele os doze apóstolos. 15 E disse-lhes: Desejei muito comer convosco esta páscoa, antes que padeça; Porque vos digo que não a comerei mais até que ela se cumpra no reino de Deus. 17 E, tomando o cálice, e havendo dado graças, disse: Tomai-o, e reparti-o entre vós; 18 Porque vos digo que já não beberei do fruto da vide, até que venha o reino do Eterno. 19 E, tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim. 20 Semelhantemente, tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue, que é derramado por vós. “Lucas 22:13-20
  5. 5. “ORA, antes da festa da páscoa, sabendo Yahushua que já era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, como havia amado os seus, que estavam no mundo, amou-os até o fim. 2 E, acabada a ceia, tendo o diabo posto no coração de Judas Iscariotes, filho de Simão, que o traísse, 3 Yahushua, sabendo que o Pai tinha depositado nas suas mãos todas as coisas, e que havia saído de Eterno e ia para Eterno, 4 Levantou-se da ceia, tirou as vestes, e, tomando uma toalha, cingiu-se. 5 Depois deitou água numa bacia, e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido. 6 Aproximou-se, pois, de Simão Pedro, que lhe disse: Mestre, tu lavas-me os pés a mim? 7 Respondeu Yahushua, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois. 8 Disse-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Yahushua: Se eu te não lavar, não tens parte comigo.”Joao 13:1-8
  6. 6. Deve-se lavar os pés na Ceia do Salvador ?
  7. 7. Comentario a respeito de João capitulo 13 na Biblia TEB “i.Para as festas judaicas em Jo. Ver 6:4 nota.Esta refeição é geralmente considerada como equivalente joanino da ultima refeição relatada nos sinoticos. No entanto, não se trata aqui explicitamente de uma refeição pascal, nem da instituição da Ceia.” Biblia Teb, pag, 2073
  8. 8. Comentario de Joao 13 na Biblia de Jerusalem e)Não se trata aqui da refeição pascal de que falam Mat. 26:17s e par.; 13:29) Obs. Leia Joao 13:29 e compare com os demais evangelhos
  9. 9. Porque se lavavam os pés ? A origem da prática pode estar nos costumes referentes à hospitalidade das civilizações antigas, especialmente naquelas onde a sandália (um calçado aberto) era o principal tipo de calçado. O anfitrião, ao receber um hóspede, providencia uma vasilha com água e um servo para lavar-lhe os pés. Este costume aparece em diversos pontos do Antigo Testamento (veja, por exemplo, Gênesis 18:4, Gênesis 19:2, Gênesis 24:32, Gênesis 43:24 e I Samuel 25:41, entre outros), e também em outros documentos históricos e religiosos. Um típico anfitrião da região geralmente se curvava, beijava o hóspede e então oferecia a água e o servo para a lavagem dos pés. O costume também valia quando o hóspede usava sapatos como uma forma de cortesia. No trecho em I Samuel aparece pela primeira vez o ato de alguém realizar a lavagem como prova de humildade. Em João 12, Maria de Betânia ungiu os pés de Jesus presumivelmente para agradecer-lhe por ressuscitar seu irmão Lázaro dos mortos. A Bíblia relata a lavagem dos pés de santos sendo praticada pela igreja antiga em I Timóteo 5:10, provavelmente como sinal de piedade, submissão ou humildade. Conclusão: Um costume judaico, que não é aplicado aos dias de hoje
  10. 10. “Nisto, porém, que vou dizer-vos não vos louvo; porquanto vos ajuntais, não para melhor, senão para pior. 18 Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. 9 E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós. 20 De sorte que, quando vos ajuntais num lugar, não é para comer a ceia do Senhor. 21 Porque, comendo, cada um toma antecipadamente a sua própria ceia; e assim um tem fome e outro embriaga-se. 22 Não tendes porventura casas para comer e para beber? Ou desprezais a igreja de Deus, e envergonhais os que nada têm? Que vos direi? Louvar-vos- ei? Nisto não vos louvo. 23 Porque eu recebi do SENHOR o que também vos ensinei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão; 24 E, tendo dado graças, o partiu e disse: Tomai, comei; isto é o meu corpo que é partido por vós; fazei isto em memória de mim. 25 Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim. 26 Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice anunciais a morte do Senhor, até que venha.
  11. 11. 27 Portanto, qualquer que comer este pão, ou beber o cálice do Senhor indignamente, será culpado do corpo e do sangue do Senhor. 28 Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice. 29 Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do SENHOR. 30 Por causa disto há entre vós muitos fracos e doentes, e muitos que dormem. 31 Porque, se nós nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. 32 Mas, quando somos julgados, somos repreendidos pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo. 33 Portanto, meus irmãos, quando vos ajuntais para comer, esperai uns pelos outros. 34 Mas, se algum tiver fome, coma em casa, para que não vos ajunteis para condenação. Quanto às demais coisas, ordená-las-ei quando for.”1 Cortintios 11:17-34
  12. 12. “1Coríntios 11:27-33 não é uma exortação para o auto-exame com respeito a pecado pessoal. É, na realidade, uma exortação para o auto- exame com respeito a tomar a Ceia de uma “maneira digna”. A congregação de Corinto desonrava a Ceia por não esperar seus irmãos pobres chegarem para comer juntamente com eles, além disso, estavam se embebedando com vinho. Protestant Worship: Traditions in Transition (Louisville: Westminister/John Knox Press, 1989), p. 66. I”
  13. 13. “No final do século II houve uma mudança na forma de ver a Ceia do Senhor. A Ceia era uma refeição completa dentro de um cerimonial chamado “Comunhão Santa”,”Não vamos nos ater aqui às minúcias teológicas que cercam a Ceia do Senhor. Mas protestantes(como católicos) não praticam a Ceia do modo como era no século I. Para os primeiros cristãos, aCeia do Senhor era uma refeição festiva.21[21] Hoje, a tradição forçou-nos a tomar a Ceia com um dedalzinho com suco de uva e um pedacinho de pão ou biscoito sem gosto. Toma-se a Ceia em um ambiente de penumbra e morte.Pedem que recordemos os horrores da morte de Nosso Senhor e reflitamos sobre nossos pecados.Além disso, a tradição nos ensina que tomar a Ceia pode ser uma coisa perigosa. Portanto, a maioria da moderna cristandade nunca a tomaria sem a presença de um clérigo. Todos estes elementos eram desconhecidos entre os primeiros cristãos. Para eles, a Ceia do Senhor era uma ceia comunal.22[22] O humor era de celebração e gozo. E não havia nenhum clérigo na direção.23[23] A Santa Ceia, essencialmente, era um banquete cristão.” Cristianismo Pagão, 49 e 112
  14. 14. “Mesmo descartando a noção católica da Ceia do Senhor enquanto sacrifício, os modernos cristãos protestantes continuaram abraçando a prática católica da Ceia. Observe qualquer Ceia do Senhor (muitas vezes chamada de “Santa Comunhão”) em qualquer igreja protestante e você verá o seguinte: A Ceia do Senhor composta por um biscoitinho (ou pedacinho de pão) e um dedalzinho de suco de uva (ou vinho) em nada se assemelha a uma ceia de verdade, o mesmo ocorre na Igreja Católica.O humor é sombrio e taciturno. Como na Igreja Católica. O pastor diz à congregação que cada um tem que se examinar com respeito ao pecado antes de participar dos elementos. Uma prática que veio de João Calvino.45[45”Cristianismo Pagão, 114
  15. 15. “Para muitos escravos e gente pobre a Ceia do Senhor era a única real refeição deles. De forma interessante foi apenas no Sínodo de Hippo em 393 d.C. que o conceito da Ceia do Senhor ligeira começou a emergir “(The Lord’s Supper, p. 100).
  16. 16. “Sem dúvida, a Ceia do Senhor começou com uma ceia familiar ou uma ceia entre amigos em uma casa privada... A Ceia do Senhor deixou de ser uma ceia real para ser uma ceia simbólica... A Ceia do Senhor migrou da simplicidade para um esplendor elaborado... A celebração da Ceia do Senhor deixou de ser uma função da congregação para ser uma função sacerdotal. No próprio NT não há qualquer indicação de que era privilégio especial ou obrigação de alguém dirigir os adoradores na Ceia do Senhor”
  17. 17. A forma hoje como Catolicos e Evangelicos celebram a Ceia esta ligada ao paganismo !!! “O misticismo associado à Eucaristia deveu-se à influência do misticismo religioso pagão.” Jesus and the Eucharist, p. 121
  18. 18. http://superadventista.wordpress.com/2010/05/22/acampamento-de-verao-2010-2/ Adoração a Mitra na Igreja Adventista
  19. 19. http://acampjovem2009.blogspot.com.br/2009/03/santa-ceia-de-madrugada.html Santa Ceia na Igreja Adventista
  20. 20. Agora compare com Ceia Catolica (Eucaristia)
  21. 21. http://catequeseinfanciaeucaristica.blogspot.com.br/ Altar para Eucarisitia – cor Vermelho e Branco Igreja Catolica
  22. 22. Mesa decorada para Santa Ceia na Igreja Adventista em Osasco Cor Vermelho e Branco (Mera coicidencia ?) http://pastorchaguri.blogspot.com.br/2010_01_01_archive.html
  23. 23. Mesas vermelho e branco : a cor de Roma http://encontrodecasais-iasdvilayara.blogspot.com.br/2010/09/santa-ceia-na-iasd-vila-yara.html http://iaej.blogspot.com.br/2009/07/cristao-guarapuava-santa-ceia-finaliza.html
  24. 24. http://pastorchaguri.blogspot.com.br/2010_01_01_archive.html Santa ceia em Osasco- Igreja Adventista
  25. 25. Santa Ceia Catolica – Mera coicidencia?
  26. 26. Culto a Mitra
  27. 27. Em finais do século III gerou-se um sincretismo entre a religião de Mitra e certos cultos solares de procedência oriental, que se cristalizaram na religião do Sol Invictus. Esta religião foi estabelecida como oficial no Império Romano em 274 pelo imperador Aureliano, que mandou construir em Roma um templo dedicado ao deus e criou um corpo estatal de sacerdotes para prestar-lhe culto. O máximo dirigente deste culto levava o título de pontifex solis invicti. Aureliano atribuiu a Sol Invictus as suas vitórias no Oriente. Contudo, este sincretismo não implicou o desaparecimento do mitraísmo, que continuou existindo como culto não oficial. Muitos dos senadores da época professaram ao mesmo tempo o mitraísmo e a religião do Sol Invictus. No entanto, este período representou o começo do fim do mitraísmo, provocado pelas perdas territoriais que o império sofreu em consequência da invasão dos povos bárbaros e que afectariam os territórios fronteiriços onde o culto estava muito arreigado. A concorrência do cristianismo, apoiado por Constantino, tiraria adeptos ao mitraísmo. Importa realçar o facto do mitraísmo excluir as mulheres, situação que não se verificava no cristianismo. O cristianismo substitui o mitraísmo durante o século IV até se converter na única religião permitida com Teodósio (379-395). O imperador Juliano tentou revitalizar o culto de Mitra, bem como o usurpador Eugénio, nos dois casos com pouco êxito. O mitraísmo foi abolido formalmente em 391, sendo provável que a sua prática tenha continuado várias décadas. Em algumas regiões dos Alpes, o mitraísmo sobreviveu até ao século V, bem como no Oriente, onde teve um renascimento breve. Acredita-se que o mitraísmo teve um importante papel no desenvolvimento do maniqueísmo, outra doutrina que seria concorrencial ao cristianismo. Wikipedia (Mitraismo)
  28. 28. O Ritual, Práticas e Dias sagrados do Mitraísmo[editar | editar código-fonte] O ritual do mitraísmo era complicado e significativo. Incluía uma complexa cerimônia de iniciação em sete etágios ou graus, o último dos quais firmava uma amizade mística com o deus. Longas provas de abnegação e mortificação da carne constituiam complementos necessários ao processo de iniciação. A admição à completa paticipação no culto habilitava uma pessoa a participar dos sacramentos, sendo o mais importante o batismo e uma refeição sagrada com pão, água e, possivelmente, vinho. Outras observâncias incluiam a purificação lustral (ablução cerimonial com água santificada), a queima de incenso, os canticos sagrados e a guarda dos dias santos. Destes últimos, eram exemplos típicos o domingo e o dia 25 de dezembro. Imitando a religião astral dos caldeus (Zoroastrismo), cada dia da semana era dedicado a um corpo celeste. Uma vez que o sol, como fonte de luz e fiel aliado de Mitra, era o mais importante desses corpos, seu dia era, naturalmente, o mais sagrado, ou seja, o "domingo representava o dia do sol" e dia de guarda semanalmente. O dia 25 de dezembro possuía, também significação solar: sendo a data aproximada do solstício de inverno, marcava a de sua longa viagem ao sul do Equador. Era, em certo sentido o "dia do nascimento do sol", uma vez que assinalava a renovação de suas forças vivificadoras para benefício do homem. Mitraismo
  29. 29. Para uma igreja participar do Ecumenismo ela tem que ter os seguintes requisitos, segundo o Guia Ecumenico, pg 135 Acreditar na divindade Romana chamada: -Jesus Cristo -Acreditar na Trindade Praticar o Batismo Ecumenico (Mat. 28:19) -Praticar a Ceia (pao e vinho )

×