Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Modelo TMN e GIRS Prof. Mauro Tapajós Pós-graduação Lato Sensu
Sistemas de Gerência <ul><li>Sistemas de Gerência são desenvolvidos por: </li><ul><li>Fabricantes - Sistemas de Gerenciame...
Empresas Operadoras - Sistemas de Suporte à Operação </li></ul><li>Sistemas de gerência são simples sistemas de manipulaçã...
Porém: </li><ul><li>Cada fabricante utiliza um protocolo diferente para comunicação entre os equipamentos
Os dados variam de equipamento para equipamento e de fabricante para fabricante. </li></ul></ul>
Diversidade de Tecnologias
O que se quer? <ul><li>Gerenciamento integrado das várias tecnologias </li></ul>GIRS GIRS GER2 GER3 GER1 GER4 ANS
GIRS – Gerência Integrada de Redes e Serviços &quot;O conjunto de ações realizadas visando obter a máxima produtividade da...
Premissas em Gerenciamento Integrado <ul><li>Instalação de um número crescente de redes com equipamentos de múltiplos forn...
Necessidade de serviços que simplifiquem a criação de aplicações de gerenciamento
Necessidade de um sistema de gerenciamento unificado, munido de diagnósticos integrados, configuradores abrangentes e capa...
Não basta prover a comunicação entre os nós, é necessário que o sistema se comporte como um todo, íntegro e controlável </...
Gerenciamento Integrado - Necessidades <ul><li>O esquema de gerenciamento deve fazer parte dos serviços oferecidos pela rede
Os pontos de acesso ao gerenciamento da rede devem ser múltiplos
Mensagens de controle devem ter prioridade sobre o tráfego comum
As informações relevantes ao sistema de gerenciamento devem ser organizadas numa base de dados
As alterações necessárias devem poder ser realizadas de forma simples e flexível
Hierarquização: </li><ul><li>gerente de  elementos de  redes
gerentes de redes
gerentes integrados </li></ul></ul>
Sistemas Padronizados de Gerência <ul><li>Fabricantes, operadores e provedores de serviços utilizam os mesmos protocolos p...
Existem vários modelos prontos: M.3100, G.774, ... </li></ul></ul>
A Rede de Gerência de Telecomunicações - TMN <ul><li>TMN ( Telecommunications Management Network ) é um modelo baseado na ...
Conjunto de recomendações (série M.3000) propõe um modelo para a implementação de Sistemas de Gerência de Telecomunicações
Nestes documentos é definido um OS ( Operation System ) como um software usado para monitorar, coordenar e controlar opera...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Gerência de Redes - 10.TMN e GIRS

2,755 views

Published on

  • Be the first to comment

Gerência de Redes - 10.TMN e GIRS

  1. 1. Modelo TMN e GIRS Prof. Mauro Tapajós Pós-graduação Lato Sensu
  2. 2. Sistemas de Gerência <ul><li>Sistemas de Gerência são desenvolvidos por: </li><ul><li>Fabricantes - Sistemas de Gerenciamento de Elementos de Rede
  3. 3. Empresas Operadoras - Sistemas de Suporte à Operação </li></ul><li>Sistemas de gerência são simples sistemas de manipulação de dados
  4. 4. Porém: </li><ul><li>Cada fabricante utiliza um protocolo diferente para comunicação entre os equipamentos
  5. 5. Os dados variam de equipamento para equipamento e de fabricante para fabricante. </li></ul></ul>
  6. 6. Diversidade de Tecnologias
  7. 7. O que se quer? <ul><li>Gerenciamento integrado das várias tecnologias </li></ul>GIRS GIRS GER2 GER3 GER1 GER4 ANS
  8. 8. GIRS – Gerência Integrada de Redes e Serviços &quot;O conjunto de ações realizadas visando obter a máxima produtividade da planta e dos recursos disponíveis, integrando de forma organizada as funções de operação, manutenção, administração e provisionamento (OAM&P) para todos os elementos, rede e serviços de telecomunicações&quot;
  9. 9. Premissas em Gerenciamento Integrado <ul><li>Instalação de um número crescente de redes com equipamentos de múltiplos fornecedores podem levar à existência de ilhas de gerenciamento
  10. 10. Necessidade de serviços que simplifiquem a criação de aplicações de gerenciamento
  11. 11. Necessidade de um sistema de gerenciamento unificado, munido de diagnósticos integrados, configuradores abrangentes e capacidades administrativas
  12. 12. Não basta prover a comunicação entre os nós, é necessário que o sistema se comporte como um todo, íntegro e controlável </li></ul>
  13. 13. Gerenciamento Integrado - Necessidades <ul><li>O esquema de gerenciamento deve fazer parte dos serviços oferecidos pela rede
  14. 14. Os pontos de acesso ao gerenciamento da rede devem ser múltiplos
  15. 15. Mensagens de controle devem ter prioridade sobre o tráfego comum
  16. 16. As informações relevantes ao sistema de gerenciamento devem ser organizadas numa base de dados
  17. 17. As alterações necessárias devem poder ser realizadas de forma simples e flexível
  18. 18. Hierarquização: </li><ul><li>gerente de elementos de redes
  19. 19. gerentes de redes
  20. 20. gerentes integrados </li></ul></ul>
  21. 21. Sistemas Padronizados de Gerência <ul><li>Fabricantes, operadores e provedores de serviços utilizam os mesmos protocolos para comunicação entre sistemas e equipamentos. </li><ul><li>Protocolo CMIP sobre Pilha OSI de 7 camadas </li></ul></ul><ul><li>Os dados são construidos a partir de modelos padronizados pré-definidos. </li><ul><li>Utiliza-se a Orientação a Objetos para a modelagem
  22. 22. Existem vários modelos prontos: M.3100, G.774, ... </li></ul></ul>
  23. 23. A Rede de Gerência de Telecomunicações - TMN <ul><li>TMN ( Telecommunications Management Network ) é um modelo baseado na arquitetura OSI de Gerência de Sistemas (série X.700) criada em conjunto pela ISO e ITU-T
  24. 24. Conjunto de recomendações (série M.3000) propõe um modelo para a implementação de Sistemas de Gerência de Telecomunicações
  25. 25. Nestes documentos é definido um OS ( Operation System ) como um software usado para monitorar, coordenar e controlar operações de telecomunicações e funcões de gerenciamento </li></ul>
  26. 26. A Rede de Gerência de Telecomunicações - TMN <ul><li>A TMN fornece um estrutura estrutura organizada para interconectar diversos tipos de sistemas de suporte à operações (OS’s) e equipamentos de telecomunicações para a troca de informações de gerenciamento através de interfaces padronizadas
  27. 27. Série ITU-T M.3000
  28. 28. a TMN foi planejada para gerenciar sistemas bastante heterogêneos que incluem: </li><ul><li>redes p ú blicas privadas (LANs, MANs, redes de telefonia móvel, redes virtuais)
  29. 29. a própria TMN
  30. 30. sistemas de tra n smissão digital
  31. 31. mainframes e processadores
  32. 32. PABX’s
  33. 33. softwares associados a servicos de telecomunicação, etc </li></ul></ul>
  34. 34. TMN – Idéia Básica
  35. 35. Modelos de Informação <ul><li>A arquitetura de informação TMN incorpora o modelo de informação usado no gerenciamento OSI
  36. 36. A TMN acrescenta alguns conceitos de modo a permitir que o modelo atenda a outros requisitos
  37. 37. Um destes conceitos é a Arquitetura Lógica em camadas (LLA - Logical Layered Architeture ) que consiste em definir a arquitetura de gerenciamento como uma série de camadas </li></ul>
  38. 38. Modelos de Informação <ul><li>LLA usa uma abordagem recursiva para a descomposição de uma atividade de gerenciamento em uma serie de domínios funcionais aninhados
  39. 39. Cada dominio funcional é mapeado em um dominio gerencial sob o controle de uma Função de Sistema de Suporte a Operação (OSF)
  40. 40. Assim, é possivel agrupar as OSFs segundo requisitos gerenciais, e tambem segundo niveis gerenciais </li></ul>
  41. 41. Arquitetura Lógica em Camadas Gerência de Negócio Gerência de Serviços Gerência de Rede Gerência de Elemento de Rede Elementos de Rede (Equipamentos) OSF OSF OSF OSF MF NEF q3 q3 q3 q3 qx
  42. 42. Arquitetura Lógica em Camadas <ul><li>Além dos seus equipamentos, as empresas de telecomunicações precisam gerenciar suas operações e serviços formando uma hierarquia de “Camadas de Gerência” </li></ul><ul><li>As interações entre os Sistemas das diversas camadas também se dão através de interfaces padronizadas </li></ul><ul><li>Fortalece o conceito de GIRS (Gerência Integrada de Redes e Serviços) </li></ul>
  43. 43. Arquitetura Lógica em Camadas <ul><li>Gerência de Negócio </li><ul><li>Dá à empresa uma visão do seu negócio como um todo </li><ul><li>Acordos com parceiros externos
  44. 44. Gerenciamento de processos internos (pessoal, finanças,...)
  45. 45. Análise de estatísticas e planejamento estratégico </li></ul></ul></ul><ul><li>Gerência de Serviços </li><ul><li>Dá à empresa uma visão do seu relacionamento com seus clientes </li><ul><li>Provisionamento e manutenção de serviços
  46. 46. Controle de níveis de qualidade de serviço acordados
  47. 47. Controle de vendas e faturamento </li></ul></ul></ul>
  48. 48. Arquitetura Lógica em Camadas Gerência de Rede <ul><ul><li>Dá à empresa uma visão integrada da rede que opera em termos de conectividade e rotas </li></ul></ul><ul><ul><li>Ações de gerência são tomadas sobre conjuntos de equipamentos com o auxilio dos respectivos sistemas de gerência individuais </li></ul></ul>
  49. 49. VERR!!!! INte Network Management Forum - NMF <ul><li>Um consórcio de provedores de serviços e fornecedores
  50. 50. Missão: Integração de sistemas de gerenciamento para atender as exigências de negócios
  51. 51. Escopo: Acordos mundiais </li></ul>
  52. 52. TMN - Arquitetura <ul><li>TMN permite que um provedor de serviços interconecte e comunique através de vários sistemas operacionais e redes diferentes
  53. 53. A interconectividade é obtida através de interfaces padronizadas que encaram os recursos gerenciados como objetos
  54. 54. Cada Sistema de Gerência TMN é composto de Blocos Funcionais
  55. 55. Entre estes blocos e até entre TMN’s diferentes, existirão interfaces padronizadas </li></ul>
  56. 56. TMN - Arquitetura <ul><li>Os blocos funcionais serão equipamentos que compõem a rede física de gerência, no caso extremo, será utilizado um ou mais equipamentos para cada tipo de bloco funcional
  57. 57. Blocos da TMN: </li><ul><li>WS – Workstation (Estação de Trabalho)
  58. 58. OS – Operation Systems (Sistemas de Operação)
  59. 59. DCN – Data Communications Network (Rede de Comunicação de Dados)
  60. 60. MD – Mediation Device (Dispositivo de Mediação)
  61. 61. NE – Network Element (Elemento de Rede)
  62. 62. QA – Q-Adapter (Adaptador Q) </li></ul></ul>
  63. 63. TMN - Arquitetura <ul><li>WS : interage com os usuários
  64. 64. OS : executam os procedimentos principais do sistema
  65. 65. DCN : é a rede de acesso aos dispositivos gerenciados
  66. 66. MD : executam procedimentos auxilires/intermediários
  67. 67. NE e QA : interagem diretamente com os equipamentos </li></ul>
  68. 68. Arquitetura Funcional TMN
  69. 69. TMN - Arquitetura - Exemplo Sistema de Monitoração de Alarmes Equipa- mento Alarme m QAF qx Recebe o alarme e o encaminha para filtragem q3 MF Filtra o alarme. Se for o caso, o encaminha para tratamento f OSF Diagnostica; arma- zena no histórico. Prepara os dados para apresentação WSF g Apresenta alarme com diagnóstico ao usuário.
  70. 70. Interfaces da TMN <ul><li>A Rede de Gerência tem interfaces (padronizadas) com a Rede Gerenciada
  71. 71. Compatibilidade de formatos de mensagens, protocolos e representação de dados
  72. 72. Para permitir um melhor acesso aos diversos elementos de rede que implementam tecnologias distintas de transmissão de dados foram criados diversos tipos de interfaces.
  73. 73. Por exemplo: alguns perfis funcionais da interface Q3: </li><ul><li>Rede Pública de Dados Comutados por Pacotes - X.25
  74. 74. RDSI
  75. 75. Redes de pacotes - padrões Ethernet e X.25
  76. 76. SSCC#7 </li></ul></ul>
  77. 77. Interfaces TMN São definidas em pontos específicos

×