A geografia dassociedades: População     Cap.19, 20 e 21
Conceitos demográficos básicos   Taxa de Natalidade (%o): nº de nascidos vivos para cada mil    hab.   Taxa de Mortalida...
Fases do crescimento demográfico:  Fases do crescimento mundial:  1ª fase :Crescimento Lento (primitivo)  2ª fase:Cresc...
•Thomas Robert Malthus – Pastor daIgreja Anglicana, publivcou em 1798o livro “ Um ensaio sobre o princípioda população”• F...
   Pós-Segunda Guerra Mundial, os índices de crescimento    atingiram níveis elevados.   Causa: Redução das taxas de mor...
   Em     contraposição    ao    Neomalthusianos surgiu a    Teoria Reformista.   Essa    corrente   propõe    exatament...
1. Estrutura Ocupacional da População:   População economicamente ativa (PEA) ou    população ativa; compreende o potenci...
1. Estrutura Ocupacional da População:   Subemprego: emprego de baixa remuneração    em atividades não regulamentadas que...
3. Pirâmides etárias  Principais elementos de uma pirâmide etária: Base – população jovem; Corpo – população adulta; Á...
1. Estrutura Ocupacional da População:   População ativa por setores da atividade    econômica:   Países desenvolvidos: ...
2. Estrutura Populacional e divisão dotrabalho por sexos   Na maior parte dos países, a população    feminina representa ...
3. Pirâmides etárias   Estrutura Etária: distribuição da população por    idades;
País de velhos ou país de jovens?País jovem:   Elevados gastos    assistenciais    (educação, saúde e    lazer)   Grand...
País idoso: •Escassez de mão de obra •Elevados gastos assistenciais (saúde, aposentadorias, lazer) •Necessidade de increm...
3. Pirâmides etárias  Quanto à estrutura etária da população podemos   classificar os países do mundo em três tipos princ...
3. Pirâmides etárias2. Regime demográfico de população em fase de   envelhecimento (madura ou intermediária):   * Países d...
3. Pirâmides etárias3. Regime demográfico de população jovem. Ex: Chile e   Tanzânia.
POPULAÇÃO ATIVA E SETORES DA ATIVIDADEECONÔMICA   Setor primário: compreende a pecuária, agricultura e o    extrativismo ...
Tipos de movimentos     migratórios:a)   Migrações definitivas – o migrante     permanece para sempre no local de     dest...
Classificação das migraçõesa) Migrações Internas (dentro do país): Êxodo Rural (campo-cidade) Pendular (diária) Transum...
Campo de refugiados, Tanzânia, 1994.
b) Migrações Externas (internacionais):   Espontâneas (vontade do migrante);   Forçadas (contra a vontade do migrante)....
Causas das migrações: Política (desterritorialização); Religiosa (peregrinação); Conflitos étnico-raciais; Naturais (f...
Consequências das migrações:   Contribui com o processo de ocupação;   Contribui com o processo de miscigenação e    dif...
Índice de Desenvolvimento Humano - IDHO Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é uma medida comparativa da qualidade de vi...
Apresentação 2 revisão provão 2 ano
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Apresentação 2 revisão provão 2 ano

1,953 views

Published on

Criação de Silvane Spolaor

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,953
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
87
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação 2 revisão provão 2 ano

  1. 1. A geografia dassociedades: População Cap.19, 20 e 21
  2. 2. Conceitos demográficos básicos Taxa de Natalidade (%o): nº de nascidos vivos para cada mil hab. Taxa de Mortalidade (%o):nº de óbitos para cada mil hab. Crescimento Vegetativo (CV)- (%):nat.-mort. População Absoluta / Populoso (milhões) População Relativa (Densidade demográfica / Povoado (hab/km²) Superpovoamento Taxa de fecundidade (%): nº médio de filhos por mulher.
  3. 3. Fases do crescimento demográfico:  Fases do crescimento mundial:  1ª fase :Crescimento Lento (primitivo)  2ª fase:Crescimento rápido  3ª fase:Explosão demográfica  4ªfase:Desaceleração
  4. 4. •Thomas Robert Malthus – Pastor daIgreja Anglicana, publivcou em 1798o livro “ Um ensaio sobre o princípioda população”• Final do Sec.XVIII – RevoluçãoIndustrial•Sua teoria: o ritmo do crescimentopopulacional mundial não seriaacompanhado pelo aumento daprodução de alimentos, ou seja,haveria fome no planeta.•Ele dizia que numa situação denormalidade a população dobraria acada 25 anos.•Esse crescimento se daria emprogressão geométrica(1,2,4,8,16,32,64...) enquanto aprodução de alimento cresceria em
  5. 5.  Pós-Segunda Guerra Mundial, os índices de crescimento atingiram níveis elevados. Causa: Redução das taxas de mortalidade pela Revolução médico-sanitária. Resgatam-se as idéias de Malthus dando origem à Teoria Neomalthusiana. Segundo esta corrente, a fome e a miséria se explicam pela existência de uma população numerosa. Assim a solução seria o fim da pobreza através do rígido controle da natalidade nos países pobres. A causa então, do subdesenvolvimento era o crescimento populacional. O Brasil é prova contrária disto, reduziu o crescimento populacional e não saiu da condição de subdesenvolvimento.
  6. 6.  Em contraposição ao Neomalthusianos surgiu a Teoria Reformista. Essa corrente propõe exatamente o contrário: a causa da pobreza não está no contingente populacional e sim na má distribuição de renda, que não permite que estas nações desfrutem de melhores condições de vida.
  7. 7. 1. Estrutura Ocupacional da População: População economicamente ativa (PEA) ou população ativa; compreende o potencial de mão-de-obra com que pode contar o setor produtivo, isto é, a população ocupada e a população desocupada. População economicamente inativa (PEI); pessoas incapacitadas para o trabalho ou que desistiram de buscar trabalho ou não querem mesmo trabalhar. Inclui os incapacitados, os estudantes e as pessoas que cuidam de afazeres domésticos
  8. 8. 1. Estrutura Ocupacional da População: Subemprego: emprego de baixa remuneração em atividades não regulamentadas que constituem a economia informal. O grave problema do trabalho infantil; A globalização, as transformações no mercado de trabalho e o aumento do desemprego; Os paraísos fiscais;
  9. 9. 3. Pirâmides etárias Principais elementos de uma pirâmide etária: Base – população jovem; Corpo – população adulta; Ápice ou topo – população idosa; Abscissa – quantidade de pessoas,em valor absoluto ou porcentagem;à direita estão as mulheres eà esquerda os homens; Ordenada – faixas de idade;
  10. 10. 1. Estrutura Ocupacional da População: População ativa por setores da atividade econômica: Países desenvolvidos: setores terciário e secundário; Países subdesenvolvidos: setor primário; Países subdesenvolvidos industrializados: setores primário, secundário e terciário;
  11. 11. 2. Estrutura Populacional e divisão dotrabalho por sexos Na maior parte dos países, a população feminina representa 50% ou pouco mais da população total; O papel da mulher nas sociedades e a Geografia de Gênero; A participação feminina na PEA é elevada nos países desenvolvidos e baixa nos países subdesenvolvidos;
  12. 12. 3. Pirâmides etárias Estrutura Etária: distribuição da população por idades;
  13. 13. País de velhos ou país de jovens?País jovem: Elevados gastos assistenciais (educação, saúde e lazer) Grande oferta de mão de obra Desemprego Geração de empregos
  14. 14. País idoso: •Escassez de mão de obra •Elevados gastos assistenciais (saúde, aposentadorias, lazer) •Necessidade de incremento à imigração •Mão de obra especializada e experiente BUSHGordon Brown Raul Castro
  15. 15. 3. Pirâmides etárias Quanto à estrutura etária da população podemos classificar os países do mundo em três tipos principais de regimes demográficos:1. Regime demográfico de população envelhecida. Ex: Alemanha e França.
  16. 16. 3. Pirâmides etárias2. Regime demográfico de população em fase de envelhecimento (madura ou intermediária): * Países desenvolvidos novos. Ex: Austrália e Estados Unidos; * Países subdesenvolvidos industrializados. Ex: Brasil e China;
  17. 17. 3. Pirâmides etárias3. Regime demográfico de população jovem. Ex: Chile e Tanzânia.
  18. 18. POPULAÇÃO ATIVA E SETORES DA ATIVIDADEECONÔMICA Setor primário: compreende a pecuária, agricultura e o extrativismo (primitivo). Setor secundário: compreende atividades industriais (transformação, mineradora e construção civil) Setor terciário: compreende as atividades de serviços (bancos, comércio, escolas, prestação de serviços, funcionalismo público, turismo, transportes, propagandas etc.) Setor quaternário: está relacionado com a revolução tecnocientífica, compreende as atividades de pesquisa de alto nível (biotecnologia, robótica, aeroespacial etc).
  19. 19. Tipos de movimentos migratórios:a) Migrações definitivas – o migrante permanece para sempre no local de destino.b) Migrações temporárias – período indefinido, mas com retorno ao local de origem.
  20. 20. Classificação das migraçõesa) Migrações Internas (dentro do país): Êxodo Rural (campo-cidade) Pendular (diária) Transumância (sazonal) Migração rural-rural Migração urbana-urbana Migração urbana-rural Migração inter-regional Migração intra-regional
  21. 21. Campo de refugiados, Tanzânia, 1994.
  22. 22. b) Migrações Externas (internacionais): Espontâneas (vontade do migrante); Forçadas (contra a vontade do migrante). Observação: saída do país (emigração) entrada no país (imigração)
  23. 23. Causas das migrações: Política (desterritorialização); Religiosa (peregrinação); Conflitos étnico-raciais; Naturais (fenômenos naturais); Econômicos (fatores estruturais ou conjunturais)
  24. 24. Consequências das migrações: Contribui com o processo de ocupação; Contribui com o processo de miscigenação e difusão cultural; Contribui com o desenvolvimento, quando for de mão de obra qualificada (fuga de cérebro); Concorrência com a mão-de-obra local, gera o xenofobismo; Solução para problemas estruturais para o país de emigração.
  25. 25. Índice de Desenvolvimento Humano - IDHO Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é uma medida comparativa da qualidade de vida dediversos países do mundo.Os critérios de avaliação são: renda per capita, alfabetismo e expectativa de vidaQuando o IDH de um país está entre 0 e 0,499, é considerado baixo.Quando o IDH de um país está entre 0,500 e 0,799, é considerado médio.Quando o IDH de um país está entre 0,800 e 1, é considerado alto ██ n/a ██ 0.700-0.749 ██ 0.450-0.499 ██ 0.950 até 1 ██ 0.650-0.699 ██ 0.400-0.449 ██ 0.900-0.949 ██ 0.600-0.649 ██ 0.350-0.399 ██ 0.850-0.899 ██ 0.550-0.599 ██ 0.300-0.349 ██ 0.800-0.849 ██ 0.500-0.549 ██ abaixo de ██ 0.750-0.799 0.300

×