Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Auto jornal ed.093 final baixa

238 views

Published on

Published in: Sports, Technology
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Auto jornal ed.093 final baixa

  1. 1. São Paulo, Sexta-feira, 12 a 18 de Novembro de 2010 Ano II - Nº 93 O DIAJornal SP Nacionais Um país que se equilibra sobre rodas S ucesso comercial e cam- peã de satisfação entre os consumidores, a linha Sandero ganha uma dose extra de esportividade, com o lança- mento da série limitada GT Line 1.6 16V Hi-Flex, com 112 cv de potência. Com a chegada dessa edição especial, a Renault refor- ça a sua paixão pela esportivida- de, presente em vários modelos da empresa e no automobilismo, com a equipe Renault F1 Team. A série limitada traz mudan- ças estéticas (internas e exter- nas) concebidas pela equipe do Renault Design América Latina (RDAL), o primeiro estúdio de João Alberto Otazú Expediente Publicação de Mastermidia Marketing Ltda Editor: J. A. Otazú Repórter: Saulo Novaes Fotógrafo: Marcelo Povreslo Estagiário: Rafael Casado Arte e diagramação: José de Arimatéia (arimac3@gmail.com) E-mail: autojornal@mastermidia.com.br Tel: 11 5565.1130 / 3001 - Nextel: 1178605508 ID: 80*16722 Auto Jornal é uma publicação independente dentro do jornal O Dia SP. As idéias e conceitos emitidos em artigos assinados não representam necessariamente a opinião deste órgão, sendo de exclusiva responsabilidade dos autores. O conteúdo editorial é de responsabilidade de Mastermidia Marketing Ltda. Vedado o uso e cópia para qualquer fim sem sua expressa autorização. Auto Blog CLO divulgou que as vendas e produção caíram em outubro em relação a setembro. No entanto, os números são melhores do que os registrados em 2009. No mercado interno foram comercializadas 162.805 mo- tocicletas em outubro, o que representa um recuo de 6,8% com relação ao mês anterior. A produção de 169.467 mo- tocicletas também registrou queda, de 7,1% se comparada aos resultados de setembro. Só que o acumulado do ano mostra que o setor está se fortalecendo e recuperando dos reflexos da crise econômica mundial, com uma melhora só- lida em relação aos resultados de 2009. Em outubro as vendas avançaram 11,4%, enquanto a produção subiu a 17,1% no comparativo com o mesmo mês do ano anterior. As exportações têm se man- tido estáveis. Com 6.627 unida- des comercializadas, as vendas no mercado externo apresenta- ram uma leve queda de 0,3% em comparação com setembro (6.645). Apesar disso, houve um crescimento de 30,4% em relação ao mesmo período de 2009 (4.308). ■ Mês a mês o Brasil está se- dimentando a sua quarta posição no ranking mundial de venda de veículos de passeio e comerciais leves. Não é a toa que 750 mil pessoas passaram pelo 26o Salão Internacional doAuto- móvel para verificarem 450 dife- rentesmodelosdeautomóveis,de 42 marcas entre importados e de montadoras instaladas no país. O brasileiroérealmenteapaixonado porautomóveleseequilibrasobre rodas e as suas finanças. As vendas no mercado in- terno continuam crescendo. A ANFAVEA anunciou que em outubro o aumento foi de 3,7% em relação ao mês anterior, atingindo a média de 15.159 uni- dades/dia e 8% maior no acumu- lado dos 10 primeiros meses de 2010 ante o mesmo período do ano passado. Os licenciamentos totais do mês de outubro atingi- ram 307 mil veículos. As exportações estão rea- gindo. Houve um incremento de 11,6% sobre setembro e aumento de 75% no acumulado do ano contra 2009, atingindo 649 mil unidades. Já o setor de duas rodas regis- trou queda depois de cinco meses de boa performance.AABRACI- Auto Show design da marca no continente americano. As novidades são os faróis com máscara negra e de neblina com moldura preta, que deixaram a frente com um ar mais agressivo. Ainda na dianteira há um monograma com a inscrição “GT Line”, entre a grade frontal e a tampa do capô, ao lado do farol esquerdo. Nas laterais, estão adesivos esportivos, e os retrovisores são na cor preto brilhante. Rodas 15” em liga leve, também na cor preta, têm desenho exclusivo. As maçanetas são na cor da carroceria e a série será comer- cializada em quatro diferentes Sandero GT Line FotoJaguarLandRover/Divulgação opções: branco glacier, vermelho vivo, prata etoile e preto nacré. Na traseira há um aerofólio na cor preto brilhante, lanternas escurecidas e ponteira do esca- pamento cromada. Na tampa do porta-malas, vai a identificação do veículo com uma faixa com a inscrição “GT Line”. O interior em tons escuros tem detalhes cromados e tons de prata que dão um requinte a mais, além da presença da cor vermelha, o que dá uma pitada de esportividade. Os revestimentos dos bancos mesclam um tom escuro com costuras vermelhas, com dese- nhos em relevo. Os encostos de cabeça dos bancos dianteiros possuem a inscrição “GT Line” impressa na cor vermelha. O quadro de instrumentos tem conta-giros com os números mais destacados, e os marcadores digitais de gasolina e tempera- tura do líquido de arrefecimento estão num fundo escuro com as marcações em âmbar. Nas ver- sões Authentique, Expression e Privilège, o fundo é âmbar com as marcações em preto. Com preço sugerido de ta- bela de R$ 42.590,00, a série limitada “Sandero GT Line” sai de fábrica com airbags para motorista e passageiro, ar- condicionado, direção hidráu- lica, travas e vidros dianteiros elétricos, alarme perimétrico, alarme sonoro de advertência de luzes acesas, faróis de neblina, computador de bordo e rádio CD player MP3 com comando satélite na coluna de direção. O único equipamento oferecido como opcional é o sistema de freios ABS, com preço sugerido de R$ 1.000,00. ■ Jaguar muda presidência A Jaguar Land Rover anuncia que Flavio Padovan é o seu novo diretor-presidente na América Latina e Caribe. O execu- tivo passa a trabalhar no escritório regional das marcas em São Paulo e será responsável pelas operações em mais de 30 mercados na região, que abrange México, Caribe, Amé- rica Central e América do Sul. Padovan possui larga expe- riência na indústria automotiva brasileira e na América do Sul, tendo exercido vários cargos de direção tanto na Ford como na Volkswagen, onde atuou como Vice-Presidente de Vendas e Ma- rketing nos últimos três anos. John Peart assume como dire- tor das operações da Land Rover no Brasil. Peart está a 20 anos no mercado brasileiro, dos quais 10 deles no de automóveis de luxo. O novo diretor de Operações já passou pelas diretorias da Jaguar e do Premier Automotive Group (PAG), quando a Jaguar, a Land Rover e a Volvo eram marcas pertencentes ao Group Ford Mo- tor Company. O objetivo da Land Rover é reconquistar a liderança do segmento Premium no Brasil nos próximos anos. ■ Série limitada realça a esportividade da linha FotoRenault/Divulgação Auto Executivo Padovan tevePadovan teve passagem pela VWpassagem pela VW Ficha Técnica Preço: A partir de R$ 42.590,00 Motor: 1.6 16V Hi-Flex Potência: 112 cv (etanol) e 107 cv (gasolina) a 5.750 rpm Torque: 5,5 kgfm (etanol) e 15,1 kgfm (gasolina) a 3.750 rpm Câmbio: Manual de 5 velocidades + ré Comprimento: 4.021 mm Porta-malas: 320 litros Motorizadas M ostrando a criatividade do departamento de Pós- Vendas da Chevrolet, um Celta e um Agile foram customiza- dos pela Batistinha Garage, ofici- na de São Paulo especializada em personalização e restauração de veículos. Nestas transformações com acessórios genuínos da mar- ca, que deixaram os modelos ainda mais atraentes, o Celta esportivo foi batizado de White, enquanto o Agile, de Crossport. Para criar o Celta White, os designers basearam-se em uma versão Spirit quatro portas 1.0 VHCE, com carroceria na cor branca Tricolt. Externamente, o modelo possui faróis com máscara negra, lanternas esportivas, faróis de neblina, lâmpadas Blue Vision, frisos laterais, aerofólio de teto, saias laterais, spoilers dianteiro e traseiro, além de rodas Mangels de liga leve aro 17 polegadas “Turbi- ne”, na cor preta. O painel interior foi pintado de vermelho para criar um contraste forte e diferenciado. Há ainda CD Player com USB e Bluetooth, tela de 3 polegadas e um amplificador conectado a alto- falantes Kit 2-Way nas portas, de 6 polegadas e subwoofer. Já o Chevrolet Agile Cross- port, montado sobre a base de uma versão LT 1.4 Econo.Flex, ganhou a possibilidade de dois kits de personalização: o Sunny e o Sport, ambos montados pelas próprias concessionárias da rede. O modelo customizado ga- nhou o para-choque dianteiro da nova Montana, além de aerofólio, saias laterais, farol máscara negra, lanternas esportivas, lâmpadas Blue Vision, faróis de neblina, rack e antena de teto com design esportivo. Foram instalados, tam- bém, bancos de couro estilizados, antecipando a nova gama de acessórios a serem incluídos no portfólio da marca. Como desta- que, o Agile Crossport foi pintado na cor laranja, que se mistura às peças pintadas na cor grafite dos para-choques, para-lamas e saias laterais. O som tem CD Player com USB, Bluetooth, tela de 3 po- legadaseamplificador,conectados a alto-falantes e subwoofer. ■ Agile Crossport e Celta White Montagem dos carros foi feita pela Batistinha Garage FotosChevrolet/Divulgação
  2. 2. São Paulo, Sexta-feira, 12 a 18 de Novembro de 2010 Pág. 2 Mande comentários e sugestões para o Auto Jornal autojornal@mastermidia.com.br Anuncie no Auto Jornal 11 5565.1130 Agora é nacional A Suzuki Burgman 650 agora está disponível para todo o Brasil. O scooter tem o maior motor de sua categoria, com 638cm3, e é uma boa opção para quem gosta de conforto, conjugado com po- tência numa única moto. Esta moto conta com o siste- maPAIR(InjeçãodeArnaSaída de Escape), que reduz a emissão de gases poluentes, além do ex- clusivo sistema de transmissão SECVT (Transmissão Contínua Variável Eletronicamente Con- trolada Suzuki), com três modos distintos de funcionamento: dois totalmente automáticos (normal e power) e um manual. Os modos de condução po- dem ser selecionados por meio de botões localizados no punho esquerdo. Em modo normal, a rotação do motor é reduzida, ajudando a economizar combus- tível. O modo power faz com que a rotação aumente, resultando Importados Auto Show A linha 2011 do utilitário es- portivo RAV4 da Toyota ganha a nova versão com tração 4x2. Até então, o modelo estava disponível apenas com a tração integral 4x4, que na linha 2011 também ganhou melhorias e recebe ainda mais equipamen- tos de série. Os preços são de R$ 92,5 mil para a versão 4x2 e R$ 106,8 mil para a versão 4x4. O RAV4 com tração 4x2 apresenta um pacote de equipa- mentos de série que traz vidros, travas e retrovisores elétricos, ar-condicionado digital com con- trole individual para motorista e passageiro, controles do sistema de som no volante, direção ele- troassistida progressiva, coluna de direção regulável em altura e profundidade, banco do moto- rista ajustável em altura, painel com iluminação do tipo Optitron - que regula a luminosidade de acordo com a variação da luz externa, sistema de som com interface para iPod, iPhone® e MP3/WMA, banco traseiro rebatível e reclinável e diversos porta-copos. No item segurança, a versão vem equipada com airbags duplos frontais e sistema de freios com dispositivo antitravamento ABS, com distribuição eletrônica de for- ça de frenagem (EBD – Electronic Brake-force Distribution) e assis- tência a frenagens de emergência (BAS – Brake Assist System), além de barras de proteção late- ral nas quatro portas, cintos de segurança com pré-tensionador e limitador de força. A versão 4x4 do RAV4 tam- bém mudou e chega com airbags laterais e também do tipo cortina, além do airbags duplos frontais já disponíveis. Outras inovações foram a introdução de aqueci- mento para os bancos dianteiros e de regulagem elétrica para o assento do motorista. Os demais equipamentos relacionados a conforto e segurança do RAV4 4x4 são os mesmos da versão 4x2, mais o teto-solar elétrico com acionamento one touch. O RAV4, em ambas as ver- sões, a transmissão é automática de 4 velocidades com controle ele- trônico Super ECT, que seleciona a marcha mais adequada baseado em uma resposta mais rápida ao acelerador.Omodomanualconta com seis relações pré-determi- nadas do CVT, selecionáveis através de botões localizados também no punho esquerdo. A segurança é garantida por três discos de freio (dois na dianteira e um na traseira). O painel em cristal líquido é prático e conta com velocímetro, hodômetro, indicador do nível de óleo e indicador de marcha. Tam- bém tem termômetro exterior, indicadordeconsumodecombus- tível e tomada 12 V. Sob o assen- to, há um bagageiro iluminado com 56 litros (ou 10 kg) de capacidade, que pode armazenar dois capa- cetes. A parte dianteira desta moto dispõe três compartimentos, sendo o central, com chave. ■ nas condições de inclinação, ace- leração, curvas e aderência, pro- porcionando melhor relação entre tração, segurança e consumo. Os dois têm rodas em liga leve, com pneus P225/65 R17. Visualmente, a diferença entre as versões 4x2 e 4x4 é que no modelo com tração integral há parabarro na traseira e teto solar. Na versão 4x4, o RAV4 possui também bloqueio da tra- ção 4x4 por controle elétrico no painel para uso em condições de menor aderência. Este sistema distribui o torque disponível entre os eixos dianteiro e traseiro do veículo, em 50% para cada, pro- porcionando assim uma melhor condição de tração para transpor obstáculos e terrenos de baixa aderência. O sistema mantém essa configuração em velocida- des de até 40 Km/h. Acima dessa velocidade, o controle inteligente volta a funcionar no modo auto- mático, baseado nas informações obtidas por meio de sensores de inclinação, ângulo de curva e velocidade de cada roda. ■ Moto & Jet Auto Show FotoToyota/Divulgação Ficha Técnica Preço: A partir de R$ 92.500,00 (4x2) Motor: 2.4 16V VVT-i Potência: 170 cv a 6.000 rpm Torque: 22,8 kgf.m a 4.000 rpm Câmbio: Automático de 4 velocidades + ré Comprimento: 4.625 mm Porta-malas: 540 litros RAV4 agora tem 4x2 Utilitário da ToyotaUtilitário da Toyota ganha versão só comganha versão só com tração dianteiratração dianteira Motorizadas NXR 150 Bros 2011 E m virtude da aceitação do mercado, o modelo 2011 da Honda NXR 150 Bros chega exclusivamente na versão flex.OmotorOHC,de149,2cm3, quatro tempos, monocilíndrico, é alimentado por injeção eletrônica, que proporciona funcionamento uniforme, sem trancos. Visando simplificar as in- formações em relação ao fun- cionamento da tecnologia Mix, a Honda retirou do painel da motocicleta a luz “MIX”, perma- necendo apenas a luz “ALC”, que acenderá sempre que houver mais de 80% de etanol no tanque e em condições de temperatura abaixo de 15°C. O painel de instrumentos traz marcador de combustível, luz de advertência da injeção eletrô- nica, hodômetros total e parcial, luzes de farol alto e indicadores de direção e de neutro. Na parte do design, o farol é integradoaoparalama,quepossui vincos, dando um ar esportivo. O conjunto óptico frontal tem refle- tores multifocais e lente de poli- carbonato, e na traseira, a lanterna traz integrada a ela, o suporte de placa. Os espelhos retrovisores, com formato oval oferecem um bom campo de visão. O tanque tem capacidade para armazenar 12 litros de combustível (com 2,3 litros de reserva). Para ampliar o conforto, a NXR 150 Bros conta com assento ergonômico em dois níveis, com altura de 830 mm. O bagageiro possui pontos de fixação pré-defi- nidos para a instalação de bauleto (disponível no mercado). Fabri- cado em alumínio e nylon de alta resistência, o conjunto bagageiro/ alçasubstituiarabetaeoparalama traseiro da motocicleta. Os pneus são de uso misto e possuem perfil alto e largo, com maior área de contato com o solo. O conjunto de freios traz tambor de 130 mm de diâmetro (versões KS e ES) ou disco de 240 mm de diâmetro(versãoESD)nadiantei- ra, e tambor de 110 mm na trasei- ra.OmodelocontacomoSistema Honda de Proteção, composto por shutter-key (fechadura adicional acionada com chave sextavada e codificação magnética) e comb- lock (trava do guidão associada à chave de ignição). Disponível nas cores preta, vermelha e laranja, o modelo é comercializado ao preço su- gerido de R$ 7.890,00 para a versão KS (com partida a pe- dal), R$ 8.290,00 para a versão ES (com partida elétrica) e R$ 8.690,00 para a versão ESD (partida elétrica e freio diantei- ro a disco). O modelo tem um ano de garantia, sem limite de quilometragem. ■ Preço: A partir de R$ 7.890,00 Motor: 149,2 cm3 OHC flex, 4 tempos, monocilíndrico Potência: 13,8 cv (gasolina) e 14,0 cv (etanol) a 8.000 rpm Torque: 1,39 kgf.m (gasolina) e 1,53 kgf.m (etanol) a 6.000 rpm Câmbio: Manual de 5 velocidades Comprimento: 2.036 mm Tanque de combustível: 12 litros Peugeot 3008 O crossover da Peugeot começará a ser vendido no país em duas versões de acabamento: Allure, pelo preço de R$ 79.900, e Griffe (top de linha), por R$ 86.900, ambas com câmbio automático seqüencial de seis velocidades. Sucesso no mercado europeu, o modelo foi apresentado ao público pela primeira vez no Salão do Automóvel. O Peugeot 3008 represen- ta uma oferta inovadora por combinar em sua arquitetura as características de monovo- lume, station wagon e utilitário esportivo. Chega ao mercado brasileiro equipado com uma motorização THP – Turbo High Pressure, desenvolvida em coo- peração com a BMW. Moderno e dotado do sistema de injeção direta de gasolina, esse bloco segue a nova tendência internacional de downsizing de motores, que contempla alta per- formance e baixos níveis de con- sumo e emissão de poluentes. ■ Ficha Técnica Preço: A partir de R$ 79.900 Motor: 1.6 16V turbo Potência: 156 cv a 6.000 rpm Torque: 240 mkgf a 1.400 rpm Câmbio: Automático de 6 velocidades à frente + ré Comprimento: 4365 mm Porta-malas: 512 litros FotoPeugeot/Divulgação Crossover chega ao país a partir de R$ 79.900Crossover chega ao país a partir de R$ 79.900 Os números da Lifan e passageiro, barras de proteção laterais, travamento automático das portas, coluna de direção com sistema de absorção de impacto e sensor de estacionamento. Os freios são a disco nas quatro rodas, também com ABS e EBD. Segundo a marca, a estima- tiva é vender 20 mil veículos da Lifan no Brasil em 2011. Este vo- lume inclui, além dos automóveis 320 e 620 montados no Uruguai, também os modelos 520 (modelo hatchback intermediário), 620 CVT (com câmbio automatizado e que deve chegar às conces- sionárias brasileiras ainda no primeiro semestre de 2011), Mi- nivan e o utilitário esportivo que, a princípio, não serão montados na planta do Uruguai. ■ A montadora chinesa Lifan foi oficialmente lançada no mercado brasileiro durante o Salão do Automóvel. Representada com exclusividade no Brasil pelo Grupo Effa, a chi- nesa chegou com dois modelos, o hatchback 320 e o sedã 620, que são montados no Uruguai. A empresa ainda apresenta ao público o 620 EV (Electric Vehi- cle), versão elétrica do seu sedã que será lançado no mercado internacional no próximo ano. O hatch 320, “inspi- rado” no inglês Mini Cooper, chega por R$ 29.980, preço bastante atrativo a contar pelo pacote de conforto. São dois air- bags de série, direção hidráulica, ar-condicionado, trio elétrico, sis- tema de som e rodas de liga leve. O motor é um 1.3 litros a gasolina. O carro também conta com coluna de direção com sistema de absorção de impactos em caso de acidentes, travamento automático das portas após 20 km/h e destravamento automático em caso de colisão e sistema de freios ABS e EBD. Sem ser “inspirado” em nada, o Lifan 620 vai disputar o concorrido segmento dos sedãs médios. Assim como o compacto, o preço sugeri- do de R$ 39.980,00 aliado ao pa- cote de equipamentos é o que pode atrair clientes. O modelo oferece de série airbags para o motorista Chinesa chegaChinesa chega oficialmente ao Brasiloficialmente ao Brasil FotosLifan/Divulgação Preço: A partir de R$ 37.900,00. Motor: 638 cm3 DOHC 4 tempos Potência: 55 cv a 7.000 rpm Torque: 6,32 kgfm a 5.000 rpm Câmbio: Automático e Manual (SECVT) Comprimento: 2.260 mm Tanque de combustível: 15 litros Ficha Técnica Scooter sai porScooter sai por R$ 37.900,00R$ 37.900,00 FotoSuzuki/Divulgação Ficha Técnica FotoHonda/Divulgação Modelo 2011 será exclusivamente flex

×