Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Como Fazer Uma DissertaçãO

121,962 views

Published on

Published in: Technology, Education

Como Fazer Uma DissertaçãO

  1. 1. TÉCNICAS DE<br />REDAÇÃO<br />DISSERTAÇÃO<br />
  2. 2. FIQUE ATENTO<br />Regras da Gramática<br />Cuidado com palavras ambíguas <br />Linguagem adequada<br />Clareza, objetividade e precisão <br />Reler e reescrever o texto <br />
  3. 3. REDAÇÃO<br />Requisitos básicos para produção de um texto:<br />- ter domínio do idioma;<br />- conhecer o assunto a ser tratado;<br />- conhecer as técnicas.<br />
  4. 4. DISSERTAÇÃO<br />É a exposição de opiniões a respeito de um determinado assunto.<br />Dissertar é discutir idéias, analisá-las e apresentar provas que justifiquem e convençam o leitor da validade do ponto de vista de quem as defende.<br />
  5. 5. A dissertação, por isso, pressupõe:<br />- exame críticodoassunto sobre o qual se vai escrever;<br />- raciocínio lógico;<br />- clareza, coerência e objetividade na exposição.<br />
  6. 6. ESTRUTURA DA DISSERTAÇÃO<br />INTRODUÇÃO - DESENVOLVIMENTO - CONCLUSÃO<br />INTRODUÇÃO<br />É a apresentação do assunto. <br />O parágrafo introdutório caracteriza-se por apresentar uma idéia-núcleo por meio de uma afirmação, interrogação, definição, citação, etc., combinados ou não entre si.<br />
  7. 7. DESENVOLVIMENTO<br />É a análise crítica da idéia central. <br />Pode ocupar vários parágrafos em que se expõem juízos, raciocínios, provas, exemplos, testemunhos históricos e justificativas que argumentem a idéia central proposta no primeiro parágrafo.<br />
  8. 8. Para desenvolvero assunto de uma dissertação, podemos utilizar os seguintes recursos:<br />a) citações<br />b) dados estatísticos<br />c) justificativas<br />d) exemplos<br />e) comparações<br />
  9. 9. CONCLUSÃO<br />É o ponto de chegada da discussão, a parte final do texto em que se condensa o conteúdo desenvolvido, reafirma-se o posicionamento exposto na tese ou lança-se perspectiva sobre o assunto.<br />Um meio adequado de bem concluir é aquele em que sintetizamos o assunto nos termos em que foi proposto ou questionado na etapa introdutória.<br />
  10. 10. Características de um boa dissertação:<br />Um texto não é um mero aglomerado de frases ou parágrafos avulsos. <br />Um bom texto constitui-se de uma seqüênciadeidéiasargumentadas e harmonizadas entre si destinadas a um interlocutor real ou virtual. <br />
  11. 11. Para se redigir um texto dissertativo, são indispensáveis:<br />UNIDADE:<br />O texto deve desenvolver-se em torno de um assunto.<br />As idéias que lhe são pertinentes devem suceder-se em ordem seqüente e lógica, completando e enriquecendo a idéia-núcleo expressa na tese. <br />Não deve haver redundância nem pormenores desnecessários.<br />
  12. 12. COERÊNCIA: <br />Deve haver associação e correlação das idéias na construção dos períodos e na passagem de um parágrafo a outro. <br />Os elementos de ligação são indispensáveis para entrosar orações, períodos e parágrafos.<br />
  13. 13. CLAREZA DE IDÉIAS:<br />Vocabulário preciso e coerente às idéias expostas. <br />O aprimoramento da linguagem e a diversidade são fundamentais para adequar idéias e palavras. <br />É obrigatório o uso da língua padrão culta.<br />
  14. 14. CRITICIDADE: <br />Exame e discussão crítica do assunto, por meio de argumentosconvincentes, gerados pelo acervo de conhecimento pessoais. <br />É um processo de análise e síntese.<br />
  15. 15. COESÃO:<br />Distribuição organizada do conteúdo pelos parágrafos e uma clara articulação entre as partes por meio do uso apropriado de recursos coesivos como a pronominalização, a elipse, a sinonímia, os conectivos.<br />
  16. 16. ORIGINALIDADE: <br />Consiste em apresentar os aspectos, fatos ou opiniões de modo pessoal, sem imitação de processos ou particularidades alheios. <br />Na originalidade, está a criatividade. <br />Pode revelar-se tanto nas idéias como nas expressões.<br />Idéias originais são idéias próprias.<br />
  17. 17. TÍTULO<br />A redação só deve ser intitulada depois de concluída.<br />Não há necessidade de sublinhar o título ou de colocá-lo entre aspas.<br />Só coloque pontuação, se houver verbo.<br />
  18. 18. TÉCNICAS PARA ELABORAR UMA DISSERTAÇÃO<br />Esquema básico da dissertação<br />Tema:No verão, os habitantes de Florianópolis passam por diversos problemas.<br />POR QUÊ?<br />1. O trânsito para as praias fica congestionado.<br /> 2. Há constante falta d’água.<br />3. Muitos turistas comportam-se de maneira inadequada.<br />
  19. 19. As relações de Causa e Conseqüência<br />Tema: Constatamosque,no município de Florianópolis,existe um grande movimento migratórioque se desloca de diversos locais do Brasil.<br />POR QUÊ?<br />Causa: Muitas cidades não oferecem mais qualidade de vida para seus moradores, dificultando, desse modo o sua permanência nelas.<br />
  20. 20. O QUE ACONTECE EM RAZÃO DISSO?<br />Conseqüência: Florianópolis encontra-se despreparada para absorver esses migrantes e oferecer-lhes condições de vida esperada por eles.<br />
  21. 21. A abordagem de temas polêmicos<br />Tema:Existem discussões que divergem com relação à legalização dos cassinos no país.<br />Aspecto favorável: Com a legalização haverá pagamento de impostos.<br />Aspecto contrário: O jogo é uma ameaça à estrutura familiar.<br />
  22. 22. A retrospectiva histórica<br />Tema:Vivemos atualmente a era da comunicação e recebemos todos os dias informações sobre os mais diferentes pontos da Terra, que nos chegam com a rapidez e eficiência dos veículos eletrônicos do mundo contemporâneo.<br />Retrospectiva:<br />Época mais distante.<br />Época mais próxima.<br />Época atual.<br />
  23. 23. A localização espacial<br />Tema:Não raro tomamos conhecimento, pelos meios de comunicação, do desejo de promover o diálogo Norte-Sul, para tentar buscar uma nova ordem nas relações econômicas entre os países desses dois hemisférios.<br />REGIÃO GEOGRÁFICA 1<br />REGIÃO GEOGRÁFICA 2<br />
  24. 24. A dissertação com predominância crítica<br />Tema: O ser humano, no decorrer de milênios de sua História, tem provado possuir uma natureza destrutiva que persiste independentemente do desenvolvimento científico e cultural da humanidade.<br />
  25. 25. Introdução:<br />A perplexidade diante da situação.<br />Desenvolvimento:<br />Referência a fatos de conhecimento público.<br />2. Comentários críticos ( crítica dos fatos, idéias ou circunstâncias).<br />Conclusão:<br />Observação crítica seguida de uma expectativa.<br />
  26. 26. ARGUMENTOS DISSERTATIVOS<br />Argumentar é convencer ou tentarconvencer alguém a respeito da veracidade das idéias que estamos veiculando. <br />É o procedimento usado para convencer o leitor de que nossa posição é a correta e para levá-lo a dar sua adesão às teses defendidas pelo texto.<br />
  27. 27. Como se faz uma boa argumentação?<br />1o – é preciso ter bem claro o que queremos dizer – delimitar bem o assunto;<br />2o – formular idéias – também claras – sobre o assunto delimitado;<br />3o – estruturar essas idéias com frases bem formuladas;<br />4o – tentar provar cada idéia – argumento – por meio da evidência do raciocínio e das provas.<br />
  28. 28. RECURSOS LINGÜÍSTICOS USADOS PARA CONFIRMAR A VALIDADE DAS IDÉIAS:<br /><ul><li>Argumentos de autoridade: citar autores renomados dá credibilidade sobre um ponto de vista.
  29. 29. Argumentos baseados no consenso: citar proposições aceitas como verdadeiras, numa certa época.</li></li></ul><li><ul><li>Argumentos baseados em provas concretas: apoiar as posições pessoais em fatos. Comprová-las por dados pertinentes e adequados.
  30. 30. Argumentos com base nas relações de causa e conseqüência.
  31. 31. Argumentos baseados em exemplos.
  32. 32. Argumentos baseados em oposição: apontar oposições entre idéias e fatos.
  33. 33. Argumentos baseados em semelhanças; aproximar dois elementos com base na semelhança entre eles.</li></li></ul><li>

×