Fisiologia vegetal

8,178 views

Published on

1 Comment
9 Likes
Statistics
Notes
  • Jogando.net/MU *24*

    Boa tarde amigos,

    Venham conhecer nossos Servidores de Mu
    Online Season 6 http://www.jogando.net/mu/
    >>muitos kits novos;
    >> Nossos GMs online em todos os servers
    Fazem eventos todos os dias:
    Fazemos sua Diversão com qualidade,há mais de 5 anos
    Servers ON 24 horas por dia
    Vários Server esperando por você.Venha se divertir de verdade.
    >>>CURTA nossa Fan page no Facebook e concorra a prêmios.
    SORTEIO de 2 pacotes de 100 JCASHs mais 15 dias VIP Premium
    >>>Conheçam também Animes Cloud -> http://www.animescloud.com, mais de 20.000 videos online,feito exclusivo para sua diversão.
    Site http://www.jogando.net/mu/ Benvindos ao nosso servidor.
    Wartemix Divulgadora Oficial !
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
8,178
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
237
Actions
Shares
0
Downloads
402
Comments
1
Likes
9
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Fisiologia vegetal

  1. 1. Fisiologia Vegetal Gilmara Izabel
  2. 2. CÉLULAS EMBRIONÁRIAS São células meristemáticas  indiferenciadas e capazes de originar qualquer tipo de célula vegetal: – grande capacidade de divisão mitótica. Constituem os meristemas. Características: – parede celular fina e flexível (parede celulósica primária), – citoplasma denso com pequenos vacúolos, – núcleo volumoso, – forma poliédrica.
  3. 3. CÉLULAS EMBRIONÁRIAS
  4. 4. MERISTEMAS: Origem de todo o crescimento da planta: – Plantas continuam a crescer ao longo de toda a vida.
  5. 5. MERISTEMAS APICAIS Meristemas primários: – localizados nas extremidades de raízes e caules:  protoderme,  procâmbio,  meristema fundamental.
  6. 6. MERISTEMAS APICAIS Formados por tecidos perpetuamente jovens e capazes de acrescentar novas células indefinidamente ao corpo da planta.
  7. 7. MERISTEMAS APICAIS Responsáveispelo crescimento primário da planta  em comprimento.
  8. 8. MERISTEMAS LATERAIS Meristemas secundários: – originados a partir do procâmbio ou da desdiferenciação de células parenquimáticas (que retornam ao estado de células meristemáticas):  câmbio vascular: – câmbio fascicular  origina-se do procâmbio; – câmbio interfasccicular  origina-se da desdiferenciação de células parenquimáticas.  felogênioou câmbio da casca  origina-se da desdiferenciação de células parenquimáticas.
  9. 9. MERISTEMAS LATERAIS
  10. 10. MERISTEMAS LATERAIS Responsáveispelo crescimento secundário da planta  em espessura.
  11. 11. ORGANIZAÇÃO DO CORPO DA PLANTAcélulas  tecidos  sistemas de tecidos  órgãos  raízes, caules e folhas. Sistema radicular  constituído pelo conjunto de raízes: – raízes laterais (ramificações)  surgem de um tecido interno da raiz (periciclo).
  12. 12. ORGANIZAÇÃO DO CORPO DA PLANTA Sistema caulinar  constituído pelo caule e pelas folhas. – Caules  constituídos por:  nós  parte do caule na qual uma ou mais folhas se inserem;  internós ou entrenós  parte do caule entre dois nós sucessivos;  gema apical  origina outros meristemas e forma os primórdios de folhas;  gemas laterais ou axilares  tecidos embrionários do caule: – geralmente formam-se nas axilas (ângulo superior entre a folha e o caule)  originam os ramos.
  13. 13. ORGANIZAÇÃO DO CORPO DA PLANTA Sistema caulinar: – Folhas  apresentam mesófilo, tecido especializado na realização da fotossíntese.
  14. 14. ORGANIZAÇÃO DOCORPO DA PLANTA
  15. 15. ORGANIZAÇÃO DO CORPO DA PLANTA Sistemas de tecidos: ocorrem em todos os órgãos da planta e são contínuos de órgão para órgão: – sistema dérmico; – sistema vascular; – sistema fundamental. Principais diferenças nas estruturas de raízes, caules e folhas: – residem na distribuição relativa dos tecidos dos sistemas vascular e fundamental.
  16. 16. SISTEMA DÉRMICO Forma a cobertura mais externa de proteção da planta. Epiderme  tecido primário originado da protoderme: reveste e protege todo o corpo primário da planta.
  17. 17. SISTEMA DÉRMICO Periderme  tecido secundário originado do felogênio: – formada por 3 camadas:  súber ou felema  casca (camada mais externa);  felogênio (camada intermediária);  feloderme  tipo de parênquima originado a partir da atividade do felogênio (camada mais interna). – substitui a epiderme durante o crescimento secundário da planta.
  18. 18. SSITEMA VASCULAR Está imerso no sistema fundamental. Primário  originado do procâmbio e constituído de: – xilema ou lenho primário  conduz água e sais minerais das raízes até as folhas; – floema ou líber primário  conduz os produtos da fotossíntese das folhas e de outras partes fotossintetizantes para as demais partes da planta.
  19. 19. SISTEMA VASCULAR Secundário: – câmbio fascicular  porção do câmbio que se origina dentro dos feixes vasculares:  origina xilema e floema secundários. – câmbio interfascicular  porção do câmbio que se origina nas regiões dos raios medulares, entre os feixes vasculares: – origina xilema e floema secundários.
  20. 20. SISTEMA FUNDAMENTAL Compreende os seguintes tecidos: – parênquimas  diversas funções: preenchimento, reserva (armazenamento), assimilação (fotossíntese). – colênquima e esclerênquima: sustentação.
  21. 21. ORIGEM DOS TECIDOS VEGETAIS
  22. 22. SISTEMA DÉRMICO Tecidos de revestimento e proteção – Epiderme  Anexos epidérmicos – Periderme:  súber, felogênio e feloderme: – lenticelas e ritidoma.
  23. 23. SISTEMA DE REVESTIMENTO E PROTEÇÃO Abrange a epiderme e todas as suas estruturas anexas. Epiderme  reveste toda a estrutura primária da planta: – geralmente incolor (desprovida de cloroplastos) e uniestratificada (formada por uma camada de células justapostas e achatadas); – com grande vacúolo.
  24. 24. TECIDOS DE REVESTIMENTO E PROTEÇÃO Epiderme: – nas orquídeas e em algumas outras plantas epífitas constitui o velame ou velâmen  epiderme multiestratificada (com várias camadas de células):  forneceproteção mecânica para o córtex e reduz a perda de água;  também pode funcionar como estrutura de absorção de água.
  25. 25.  Epiderme: – sua superfície externa é recoberta geralmente por uma cutícula, formada pela deposição de cutina, substância de natureza lipídica (cera):  impermeabilização  reduz a perda de água.
  26. 26. Anexos epidérmicos: Anexos epidérmicos: – estômatos; – hidatódios; – papilas; – tricomas ou pêlos; – escamas; – acúleos
  27. 27. ESTÔMATOS Estruturas epidérmicas presentes nas folhas, que garantem as trocas gasosas e a transpiração (eliminação de água na forma de vapor). Estrutura: – células-guarda ou estomáticas  duas células clorofiladas alongadas e recurvadas, com paredes celulares desigualmente espessadas (reforço na parte côncava); – ostíolo ou poro estomático  pequena abertura entre as células-guarda.
  28. 28. ESTÔMATOS  Abertura e fechamento do ostíolo  controle da perda de água por transpiração.  Tamanho da abertura estomática  determina também a taxa de trocas gasosas.
  29. 29. HIDATÓDIOS Estruturas semelhantes aos estômatos e situadas ponta e nas margens de certas folhas. São responsáveis pelo fenômeno da gutação  eliminação de água na forma líquida: – sob condições especiais de temperatura e umidade relativa do ar.
  30. 30. PAPILAS Pequenas saliências das células epidérmicas que dão um aspecto aveludado às pétalas de algumas flores.
  31. 31. TRICOMAS Também chamados pêlos. Formações epidérmicas largamente distribuídas nas folhas, caules, frutos, sementes e raízes Nas folhas a sua principal função é proteger contra o excesso de transpiração: – abundantes nas plantas de climas quentes. Pecíolo e limbo de Violeta Caule
  32. 32. ESCAMAS São modificações de tricomas geralmente discóides, unidas à epiderme por um pedúnculo. Sua função principal é a de proteger contra a perda de água. Nas plantas epífitas (bromeliáceas) funcionam como elementos de absorção de água e nutrientes minerais  escamas absorventes.
  33. 33. ACÚLEOS Sãoformações epidérmicas rígidas e pontiagudas. – Ocorrem geralmente no caule.
  34. 34. TECIDOS DE PROTEÇÃO E REVESTIMENTO Periderme – Sistema de revestimento de plantas com crescimento secundário. – Formada pelo conjunto súber-felogênio- feloderme.
  35. 35. SÚBER Células acumulam o lipídeo suberina em suas paredes  substância impermeável que impede as trocas gasosas: – morrem e conteúdo protoplasmático é substituído por ar  cortiça. Súber maduro é um tecido morto que tem como funções: – isolamento térmico; – proteção contra a perda de água por evaporação; – proteção contra choques mecânicos. Epiderme (externa ao súber) morre e é eliminada  deixa de receber água e nutrientes.
  36. 36. LENTICELASEm tecidos suberificados de certos caule e de raízes aéreas podem ocorrer pequenas fendas denominadas lenticelas: – trocas gasosas entre o interior da planta e o meio externo.
  37. 37. PERIDERME= FELOGÊNIO E FELODERME Felogênio – Meristema secundário que dá origem ao súber e à feloderme. Feloderme – Tipo de parênquima com células semelhantes ao parênquima cortical.

×