Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Guia Rápido de Referência Java
Mario Jorge Pereira
mariojp@gmail.com
http://www.mariojp.com.br
Variáveis e Tipos de Dados
...
Tabela Verdade
A B
A &&
B
A || B !A !B
true true true true false false
true false false true false true
false true false t...
//Exibe de 0 a 9 no console
Programa Básico
O mínimo de código para executar uma aplicação Java.
É necessario um arquivo ...
string cannot be resolved to a type
O tipo string não existe e por isso o compilador não
pode resolver. Troque de string p...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Guia rapido java v2

Guia rapido para desenvolvimento Java. Dicas, atalhos e código. Classe Scanner.

Related Books

Free with a 30 day trial from Scribd

See all
  • Login to see the comments

Guia rapido java v2

  1. 1. Guia Rápido de Referência Java Mario Jorge Pereira mariojp@gmail.com http://www.mariojp.com.br Variáveis e Tipos de Dados As variáveis são referências (rótulos) a um local onde serão armazenados dados, ou seja, a variável é um nome que guarda um valor, que pode ser lido ou alterado. Cada variável tem um tipo associado e as linguagens de programação fornecem esses tipos. O Java possui 8 tipos básicos (primitivos ou pré-definidos). Tipo Descrição byte Representa números inteiros de 1 byte (8 bits) entre -128 e 127 short Representa números inteiros de 16 bytes entre -32.768 a 32.767 int Representa números inteiros de 32 bytes entre -2.147.483.648 e 2.147.483.647 long Representa números inteiros de 64 bytes entre -263 e 263-1 float Representa números com ponto flutuante de 32 bytes entre 1.40239846e-46 e 3.40282347e+38 double Representa números com ponto flutuante de 64 bytes entre 4.94065645841246544e-324 e 1.7976931348623157e+308 char Representa um caracter alfanumérico Unicode de 2 bytes (16 bits) boolean Representa os valores de 1 bit que podem ser true (verdadeiro) ou false (falso) Declarando e inicializando Definição: tipo variável [= valor]; Exemplo //declarando int contador; //declarando e inicializando char letra = 'a'; //declarando, inicializando e alterando valor double dinheiro; //declarando dinheiro = 100.0; //inicializando dinheiro = 10.0; //alterando valor Constantes As Constantes, diferente das variáveis, não podem ter o seu valor alterado, ou seja, não podemos atribuir um novo valor. Em Java conseguimos isso adicionado o modificador final na sua declaração Definição e Exemplo //Definição: final tipo CONSTANTE = valor; //Exemplos: final int MAIOR_IDADE = 18; final char MASCULINO = 'M'; final double PI = 3.14; Operadores Aritméticos Operadores Descrição + Adição - Subtração / Divisão * Multiplicação % Modulo da divisão (Resto da Divisão) ++ Incremento -- Decremento Exemplo //Definição: variavel1 Operador [variavel2]; //Exemplos: // x e y variáveis de tipos numéricos int x = 10; int y = 5; // resultado da operação é do tipo numérico x + y; //adição x – y; //subtração x / y; //divisão x * y; //multiplicação x % y; //modulo x++; //incremento ( x = x + 1) x--; //decremento ( x = x – 1) //Outro exemplo atribuindo o resultado a uma variavel int resultado = x + y; Operadores Relacionais Operadores Descrição == Igual != Diferente > Maior que >= Maior ou igual que < Menor que <= Menor ou igual que Exemplo // x e y variáveis de tipos numéricos // resultado booleano x == y; //igual x != y; //diferente x > y; //maior que x <= y; //menor ou igual que Operadores Lógicos (booleanos) Operador Descrição && E (AND) || OU (OR) ! NÃO (NOT) Exemplo //Definição: [variavel2] Operador variavel1; //Exemplos: // a e b variáveis de tipo booleano // resultado booleano boolean a = true; boolean b = false; a && b; a || b; !a; a || b && !b; // Podemos utilizar na mesma expressão: //x e y variáveis de tipos numéricos //operadores relacionais que tem resultado booleanos //operadores lógicos int x = 1; int y = 1; x > y || x < y; x < 10 || y > 0;
  2. 2. Tabela Verdade A B A && B A || B !A !B true true true true false false true false false true false true false true false true true false false false false false true true Comentários // Comentário de 1 linha /* */ Comentário de múltiplas linhas /** */ Comentário para documentação Exemplo // Texto de uma linha /* Texto em Duas ou mais linhas */ /** Textos para javadoc */ String Descrição Representa uma sequência de caracteres, ou seja, pode armazenar uma lista de char.O valor literal de uma String deve estar entre aspas duplas (“valor”). Declarando e inicializando Definição: String variável [= “valor”]; Exemplo Exemplos: //declarando String palavra; //declarando e inicializando String frase = “Olá Mundo!”; String letra = “a”; Concatenação (+) Operador + com Strings é utilizado para concatenar duas variáveis sendo pelo menos uma delas uma String Exemplo String nome = "Pedro"; String sobrenome = "Lucas"; //imprime no console Pedro Lucas System.out.println(nome + " " + sobrenome); int idade = 5; //imprime no console Pedro idade: 5 System.out.println(nome + " idade: " + idade); Fluxos de Controle Descrição Estrutura da linguagem que permite selecionar, pular ou repetir trechos de código. Condição Booleana (condição) Uma condição booleana é qualquer expressão que tenha como resultado true (verdadeiro) ou false (falso) if (condição) if (condição) { instruções; } //Exemplo int i = 0; if(i < 10){ System.out.println(i); } if (condição) ... eles … if (condição) { instruções; } else { instruções; } //Exemplo int i = 0; if(i > 10){ System.out.println(“Verdadeiro”); }else{ System.out.println(“falso”); } while (condição) ... while (condição) { instruções; } //Exemplo int i = 0; //Só executa o conteúdo se a condição for verdadeira //Algo deve ocorrer para sair do loop (i++) while (i<10) { System.out.println(i); i++; } //Exibe de 0 a 9 no console do ... while (condição); do { instruções; } while (condição); //Exemplo int i = 0; //Sempre executa o conteúdo a primeira vez //mesmo com a condição falsa //Algo deve ocorrer para sair do loop (i++) do { System.out.println(i); i++; } while ( i < 10 ); //Exibe de 0 a 9 no console for ( inicialização ; condição ; incremento ) ... for (initialization; termination-clause; iteration) { instruções; } //Exemplo //Só executa o conteúdo se a condição for verdadeira //Algo deve ocorrer para sair do loop (i++) for (int i= 0; i < 10; i++) { System.out.println(i); }
  3. 3. //Exibe de 0 a 9 no console Programa Básico O mínimo de código para executar uma aplicação Java. É necessario um arquivo de texto com a extensão .java, que deve ter o mesmo nome da Class. Para compilar use o comando: javac NomeDoArquivo.java Se existir algo errado serão apresentados erro de compilação, caso contrário um arquivo chamado NomeDoArquivo.class será criado. Para executar use o comando: java NomeDoArquivo Inicia o programa que pode apresentar erros de execução e/ou lógica (runtime). Estrutura do Mínima public class NomeDaClasse { public static void main(String args[ ]){ instruções; } } Convenções de codificação Java Nome da Classe Nomes de classe devem ser substantivos, iniciar em maiúscula depois minúsculas com a primeira letra de cada palavra interna em maiúscula. Prefira os nomes simples e descritivo. Evite siglas e abreviaturas. Exemplos: class Conta class ContaCorrente class TrabalhoDisciplina Nome de Variável Nomes de variáveis devem ser em minúsculo, em caso de nomes compostos a primeira letra de cada palavra interna em maiúscula. Prefira nomes curtos, significativos. Exceto para variáveis temporárias, nesse caso é comum usar i, j, k (inteiros), c, d, e (caracteres) Variáveis não podem começar com underscore ("_") ou $. Exemplos: int i; char c; float minhaAltura; Constantes Nomes de variáveis declaradas como constantes devem ter todas em letras em maiúsculas com palavras separadas por underscore ("_"). Exemplos: static final int ALTURA_MINIMA = 4; static final double PI = 3.14; static final int NUMERO_DA_CASA = 13; Dicas e Atalhos do Eclipse Indentar todo o código automaticamente Use Ctrl + Shift + F Indentar o código selecionado Use Ctrl + I Organizar Import das Classes Ctrl + Shift + O Duplica a linha atual ou selecionada para cima Ctrl + Alt + Seta para cima Duplica a linha atual ou selecionada para baixo Ctrl + Alt + Seta para baixo Move a linha para cima Alt + Seta para cima Move a linha para baixo Alt + Seta para baixo Exclui linha Ctrl + D Adiciona/Remove comentários de linha (//) Selecione as linhas e use Ctrl + / Adiciona comentário de bloco (/* ... */) Selecione as linhas e use Ctrl + Shift + / Remove comentário de bloco (/* ... */) Selecione as linhas e use Ctrl + Shift + Gerar System.out.println(“”); Digite syso ou sysout e pressione Ctrl + Espaço Exibe Lista de atalhos Use Ctrl + Shift + L Quick Fix – Exibe Menu de contexto Coloque o cursor na posição e use Ctrl + 1 Quick Access – Busca onipresente do Eclipse Use Ctrl + 3 Eclipse Avisos e Erros Avisos e sublinhado de amarelo Isso não é erro apenas um aviso de que algo pode dar errado ou não faz sentido para ele. Com o mouse em cima do um texto explicantivo aparece (em ingles). Nesse caso o codigo compila e pode ser executado. Exemplo: The value of the local variable ... is not used O valor da varivel local ... não esta sendo usada. Existe uma variavel declarada e inicializada que não esta sendo usada ou lida. public class Aviso { public static void main(String[] args){ int i = 0; // Aviso aqui int j = 1; System.out.println(j); } } The value of the local variable i is not used A variavel i não está sendo utilizada para nada. ou Erros e sublinhado vermelho Nesses 2 casos existe um erro e o codigo não vai compilar Exemplo: ... cannot be resolved to a type ... o tipo não pode ser resolvido Está tentando declarar uma variavel de um tipo que não existe. public class Erro { public static void main(String[] args){ string s = “texto”; System.out.println(s); } }
  4. 4. string cannot be resolved to a type O tipo string não existe e por isso o compilador não pode resolver. Troque de string para String. Entrada e Saída / IO – Input Output Saída / Output Podemos usar a tela atraves do console/terminal, arquivos e outros dispositivos de saída. Para utilizar o terminal no código Java são usados os seguintes metodos: //Exibe o que é passado para o metodo. System.out.print([variavel ou valor literal]); // Exibe o que é passado para o metodo e //passa para próxima linha System.out.println([variavel ou valor literal]); Exemplos: //Exibe: //Pedro Lucas| //Cursor (“|”) aguarda na mesma na linha System.out.print(“Pedro ”); System.out.print(“Lucas”); //Exibe: //Pedro //Lucas //| //Cursor (“|”) foi para próxima linha System.out.println(“Pedro ”); System.out.println(“Lucas”); //Exibe: //10 //| //Cursor (“|”) foi para próxima linha int i = 10; System.out.println(i); Entrada / Input Podemos usar diferentes formas e metodos de entrada, desde a leitura de dados digitados no console/terminal atraves do teclado, leitura de arquivos e etc. Para a ler dados digitados no terminal podemos utilizar a classe Scanner desde o Java 1.5 / Java 5. Scanner Deve ser declarado na sua Classe o import: //import da Classe Scanner import Java.util.Scanner; //import do pacote java.util //que contem a Classe Scanner import Java.util.*; Declarando e Inicializando Scanner variavel = new Scanner(fonte); //Ler dados do teclado/console //Declarando e inicializando o Scanner para o teclado //fonte: System.in Scanner teclado = new Scanner(System.in); //Ler dados do arquivo // Declarando e inicializando um Arquivo (File) // import java.io.File File arquivo = new File(“caminhoArquivo”) //Declarando e inicializando o Scanner para um Arquivo //fonte: java.io.File Scanner dados = new Scanner(arquivo); Metodos do Scanner .nextInt() Ler número inteiro .nextFloat() Ler número real nextDouble() Ler número real .next() Ler palavra simples sem espaço nextLine() Ler palavras e esvaziar buffer System.in.read() Ler caracter (não usa o Scanner) ;) Exemplos: //importando a classe Scanner import java.util.Scanner; public class Exemplo { public static void main(String[] args) throws Exception { //declarando e inicializando para ler do teclado Scanner tc = new Scanner(System.in); System.out.print(“Digite um número inteiro: ”); //lendo numero inteiro do teclado int i = tc.nextInt(); //imprime a variavel i System.out.println(i); //limpa buffer tc.nextLine(); System.out.print(“Digite um número real: ”); //lendo numero real do teclado double d = tc.nextDouble(); //imprime a variavel d System.out.println(d); //limpa buffer tc.nextLine(); System.out.print(“Digite um caractere: ”); //lendo caracter do teclado char c = (char) System.in.read(); //imprime a variavel c System.out.println(c); //limpa buffer tc.nextLine(); System.out.print(“Digite uma palavra: ”); //lendo palavra do teclado String s = tc.next(); //imprime a variavel s System.out.println(s); //limpa buffer tc.nextLine(); System.out.print(“Digite uma frase: ”); //lendo palavras do teclado String sc = tc.nextLine(); //imprime a variavel s System.out.println(sc); //Fecha o Scanner tc.close(); } } Para MAC OSX: Onde-se lê “Ctrl”, leia-se “Command”. Versão 2.0 Autor: Mario Jorge Pereira - @mariojp mariojp@gmail.com Contribuições: Silvio Luiz - @silvioluizzz

×