Portfólio Claudia Venâncio [Atriz DRT 168/MS]

2,389 views

Published on

Portfólio artístico-cultural de Claudia Venâncio, atriz sul-matogrossense, portadora do registro profissional [DRT] 168/MS.

Published in: Career
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,389
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Portfólio Claudia Venâncio [Atriz DRT 168/MS]

  1. 1. ATRIZ- Cinema- Teatro- TVREGISTROPROFISSIONAL- DRT 168/MS
  2. 2. “Por mais que as cruentas einglórias batalhas do cotidianotornem um homem duro oucínico o bastante para fazê-loindiferente às desgraças ealegrias coletivas, semprehaverá no seu coração, porminúsculo que seja, um recantosuave no qual ele guarda ecosdos sons de algum momento deamor que viveu em sua vida...”
  3. 3. “... Bendito seja quem souber dirigir-se a esse homem que se deixou endurecer, de forma a atingi-lo no pequeno núcleo macio de sua sensibilidade, e por aí despertá-lo, tirá-lo da apatia, essa grotesca forma de autodestruição a que, pordesencanto ou medo, se sujeita, e por aíinquietá-lo e comovê-lo para as lutas comuns dalibertação...”
  4. 4. “... Os atores têm esse dom. Elestêm o talento de atingir aspessoas nos pontos nos quaisnão existem defesas. Os atores,eles, e não os diretores e osautores têm esse dom. Por issoo artista do teatro é o ator...”
  5. 5. “... O público vai ao teatro por causa dos atores. O autor de teatro é bom na medida em que escreve peças que dão margem a grandes interpretações dos atores. Mas, o ator tem que se conscientizar de que é um cristo da humanidade e que seu talentoé muito mais uma condenação do que umadádiva...”
  6. 6. “... O ator tem que saber que, para ser um ator de verdade, vai ter que fazer mil e uma renúncias, mil e um sacrifícios. É preciso que o ator tenha muita coragem, muita humildade, e sobretudo um transbordamento de amor fraterno para abdicar da própria personalidade em favor da personalidade de seus personagens,com a única finalidade de fazer a sociedade entender que oser humano não tem instintos e sensibilidade padronizados,como os hipócritas com seus códigos de ética pretendem...”
  7. 7. “... Eu amo os atores nas suas alucinantes variações de humor, nas suas crises de euforia ou depressão. Amo o ator no desespero de sua insegurança, quando ele, como viajor solitário, sem a bússola da fé ou da ideologia, é obrigado a vagarpelos labirintos de sua mente, procurando no seumais secreto íntimo afinidades com as distorções decaráter que seu personagem tem...”
  8. 8. “... E amo muito mais o atorquando, depois de tantosmartírios, surge no palco comsegurança, emprestando seucorpo, sua voz, sua alma, suasensibilidade para expor semnenhuma reserva toda afragilidade do ser humanoreprimido, violentado...”
  9. 9. “... Eu amo o ator que se empresta inteiro para expor para a platéia os aleijões da alma humana, com a única finalidade de que seu público se compreenda, se fortaleça e caminhe no rumo de um mundo melhor, que tem que serconstruído pela harmonia e pelo amor...”
  10. 10. “... Eu amo os atores que sabemque a única recompensa quepodem ter – não é o dinheiro,não são os aplausos - é aesperança de poder rir todos osrisos e chorar todos osprantos...”
  11. 11. Eu amo os atores que sabem que no palco cada palavra e cada gesto são efêmeros e que nada registra nem documenta sua grandeza. Amo os atores e por eles amo o teatro e sei que é por eles que o teatro é eterno e que jamais será superado porqualquer arte que tenha que se valer da técnicamecânica.” (O ATOR, Plínio Marcos – 1986)
  12. 12. Autor: João Cabral de MeloNeto.Personagem: Cigana.Direção: Paulo Sanches.Auditório da AEMS.Três Lagoas (MS).Dezembro 2006.
  13. 13. Autor: Luis Alberto deAbreu.Personagem: Secretária.Direção: Paulo Sanches.Anfiteatro UFMSCampus I.Três Lagoas (MS).Agosto 2007.
  14. 14. Autor: Aldo Leite.Personagem: Estrela.Anfiteatro UFMSCampus I.Três Lagoas (MS).28º Festival de Teatroda FESMAT.Rio Verde (MS).Agosto a Dezembro2009.
  15. 15. Autor: Antoine de Saint-Exupéry.Personagem: Pequeno Príncipe.Direção: Paulo Sanches.Anfiteatro UFMS Campus I.Três Lagoas (MS).29º Festival de Teatro da FESMAT.São Gabriel d’Oeste.Agosto a Dezembro 2010 e Janeiro2012.
  16. 16. Autor: BernardinoCorrar.Personagem: Rebite.Direção: PauloSanches.Anfiteatro UFMSCampus I.Três Lagoas (MS).Setembro 2011.
  17. 17. Celular:(67) 9280-1870Telefone:(67) 3524-1349E-Mail:claudinha-cacau3l@hotmail.comFacebook:www.facebook.com/profile.php?id=100001877246766Twitter:@Estrela_Kakau

×