Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Profa. Dra. Marília Coutinho www.mariliacoutinho.com merton.mzm@gmail.com 
A motivação da Força: palestras organizacionais...
A capacidade de aderir a uma convicção mesmo contra tais evidências, perseverando na empreitada que se deseja, é um dos de...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Palestras corporativas - temas e conteúdo

694 views

Published on

Temas e breve descrição das palestras motivacionais oferecidas pela Profa. Dra. Marília Coutinho

Published in: Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Palestras corporativas - temas e conteúdo

  1. 1. Profa. Dra. Marília Coutinho www.mariliacoutinho.com merton.mzm@gmail.com A motivação da Força: palestras organizacionais com histórias de superação pessoal Itens temáticos nas palestras: SUPERAÇÃO – Superação é a capacidade de confrontar obstáculos aparentemente absolutos (ou, pelo menos, muito difíceis). O que determina a superação é: 1. a capacidade ou possibilidade de se observar o obstáculo de uma maneira diferente ou nova. Isso é uma escolha. Essa escolha pode ocorrer de maneira acidental, como produto de uma história específica de vida (a dos conferencistas, por exemplo), ou pelo conhecimento prévio de que todo obstáculo pode ser re-interpretado; 2. A capacidade de se recrutar uma “reserva de energia” para entrar em ação. Um mínimo de ação é suficiente para iniciar um ciclo de superação. Todos têm essa reserva de energia mas nem sempre têm os instrumentos para recrutá-la; 3. A alocação do “desejo” para além dos limites do obstáculo; 4. Finalmente, a qualidade humana essencial: o desejo de “Excel”, de ir além, de “ser ótimo”, de ter mérito, aproximando-se de um tipo ideal concebido como modelo. A superação é erroneamente associada aos conceitos de “heroísmo”, “senso de missão”, “estoicismo” e outras qualidades morais. Esta abordagem apenas afasta o discurso (e seu veículo, o conferencista) do público- alvo, que se sente intimidado por qualidades com as quais não consegue se identificar. ASSUMIR RISCOS – A História com H maiúsculo é feita através de atos de ousadia. Todo grande passo civilizatório é calcado antes de mais nada em ousadia, ou seja, na capacidade de assumir grandes riscos. Não existe ciência, arte, esporte, empreendedorismo, concorrência ou ganho de nenhum tipo sem se assumir riscos. Embora o risco insensato seja um perigo, a incapacidade de se assumir riscos produz inércia e fracasso. Os indivíduos habilitados ao sucesso são aqueles que sabem assumir riscos. A sensatez que deve equilibrar o risco para a empreitada ideal deve ter uma âncora interna, mas em geral as equipes de sucesso são compostas por indivíduos que se complementam na ousadia e sensatez. A CAPACIDADE DE ADERIR A UM PROJETO OU CONVICÇÃO A DESPEITO DE EVIDÊNCIA EXTERNA EM CONTRÁRIO: A “SUPER-DETERMINAÇÃO” – Muitas vezes as evidências externas (os prognósticos médicos, os dados mais superficiais, a crença geral) apontam contra uma ação ou uma empreitada. Muitas vezes apontam contra as chances até mesmo de se continuar vivo.
  2. 2. A capacidade de aderir a uma convicção mesmo contra tais evidências, perseverando na empreitada que se deseja, é um dos determinantes do sucesso. Muitas vezes, o sucesso é continuar vivo. Mesmo que a evidência médica sugira que as chances são baixas, não apenas “apostar”, mas ter uma convicção interna de que se sobreviverá é fundamental para o sucesso. Nesse caso, sobreviver. INOVATIVIDADE – Inovatividade é a capacidade de encontrar novas soluções para problemas. Podem ser problemas conhecidos, porém aparentemente insolúveis. Podem ser novos problemas ou demandas das quais não se tem consciência plena. A inovatividade está associada à capacidade de relacionar idéias não convencionalmente próximas. Embora não sinônimos, a inovatividade está intimamente relacionada com a superação. A inovatividade é um aspecto possível da superação, do ponto de vista cognitivo. CRIATIVIDADE – Criatividade é uma capacidade, ou habilidade, diferente da inovatividade. A criatividade é a produção original de uma idéia, produto, processo, objeto de arte, movimento ou outro produto cultural humano. Embora exista muita controvérsia a respeito, o ato de criar envolve uma ruptura com o convencional e capacidade de integrar, em diversos níveis de racionalidade, um acervo de inputs. Embora não diretamente, existe uma certa relação entre criatividade e transgressão, principalmente no sentido de se sentir capacitado a questionar concepções consagradas. É muito difícil exercer inovatividade ou criatividade sem senso crítico. ADMINISTRAR FRACASSOS E APRENDER COM ELES PARA OBTER SUCESSO – Vivemos numa sociedade que penaliza o erro. Isso é um problema: é a tentativa mal-sucedida que permite acumular informação para formar um repertório de conhecimento, experiência e habilidades que permita uma tentativa finalmente bem-sucedida. Valorizar as tentativas mal-sucedidas como enriquecimento e aprendizado é fundamental para promover inovação e, conseqüentemente, sucesso. CAPACIDADE DE “JUNTAR PONTAS”: CONHECIMENTOS E EXPERIÊNCIAS APARENTEMENTE DESCONEXAS OU INÚTEIS – Tema relacionado com os de inovatividade e criatividade. O tema em si diz respeito a uma nova maneira de olhar o mundo, suspendendo o convencional e o óbvio por tempo suficiente para que novas relações possam emergir. Assim, nenhum conhecimento passado deve ser visto como “perda de tempo” ou inútil. Das fontes mais improváveis pode surgir um elemento crítico para uma solução. MOTIVAÇÃO - é o que coloca a pessoa em movimento. Necessariamente, é um impulso auto- gerado. Uma causa interna para uma ação. A motivação é um compromisso absolutamente individual da pessoa com algo irredutível a qualquer coisa externa. Só pode vir de dentro.

×