Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
DIA DOS
NAMORADOS
AFLE ............................................................................ Página 2
Saúde ..........
AFLE: Academia Figueirense de Leitura e Escrita
O Centro de Multimeios tem a honra de apresentar a Academia Figueirense de...
Colegial News – Edição 12, página 3
SAÚDE: Você rói as unhas?
Roer as unhas é um ato involuntário que foge ao controle
con...
Livro: Valor do Amanhã
Parte da Metodologia do Jovem de Futuro, a Leitura seduziu alunos
da escola Figueiredo Correia. A f...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Colegial News - Edição 12

308 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Colegial News - Edição 12

  1. 1. DIA DOS NAMORADOS AFLE ............................................................................ Página 2 Saúde .......................................................................... Página 3 Orelha de livro ............................................................ Página 4 Tirinha da Mafalda ...................................................... Página 4 Produzido pela EEFM Dep. Joaquim de Figueiredo Correia Edição 12 - nº 0 2, Junho de 2014 COLEGIAL NEWS EDITORIAL Mais uma edição do Colegial News. Trazemos o Namoro em destaque, para homenagear os namorados, apaixonados e ficantes. No quadro da saúde poderá saber mais sobre a onicofagia; conhecerão nossa Academia Figueirense de Leitura e Escrita – AFLE; na Orelha de Livro o destaque vem para a metodologia do Jovem de Futuro O Valor do Amanhã; Mafalda também faz homenagem aos namorados. Então não perca tempo. Leiam todas páginas do Colegial News e fiquem bem informados. Ah! Não poderíamos esquecer de desejar aquelas férias maravilhosas para todos os leitores e que tenhamos a melhor Copa do mundo de todos os tempos com o Brasil Hexa Campeão. Lembrem de mandar seus comentários sobre nosso jornal para nosso e- mail: colegialnewss@gmail.com temos maior prazer em ler, responder e atender. DIA DOS NAMORADOS No nosso país o dia 12de junho é um dia muito especial, nesse dia todos os apaixonados só querem saber de amar e serem amados. A forma mais tradicional de comemorar é troca de presentes entre os casais. Muitos começam a planejar o dia antes da data. Nessa história o grande vilão é o presente. Muitos mitos cercam os presentes. Alguns não dão de jeito nenhum, perfumes de presente na certeza de que quando o perfume acabar o amor entre os dois vai embora e assim, Tchau namoro! Uma solução foi encontrada para os fãs de marcar sua relação com o cheiro daquele perfume especial sem perder seu amor. O perfume precisa ser usado por quem deu e aplicado por quem recebeu, assim o cheiro ficará na pessoa que deu e você jamais será esquecido. Outro mito relacionado a presente é que se você presentear um cinto é mesmo que estar prendendo um touro bravo, pois mesmo que ele pense em deixa-la o presente laçará seu coração por toda vida. No entanto, se ele colocar o cinto em qualquer pessoa antes de usá-lo a magia estará desfeita. Apesar de tudo o presente não é o mais importante. O melhor no relacionamento é a boa convivência entre o casal. Cada um ama do seu modo. O essencial é amar... Se quer alguém por sua beleza, não é amor é desejo; se quer por inteligência não é amor é admiração; se quer por riqueza, não é amor é interesse; Se quer e não sabe o porquê, então deve ser AMOR. SEXO NO NAMORO Espelhando-me pelas garotas que me cercam, percebi que muitas meninas, quando encontram um garoto, logo caem de amores. Acho que isso é um padrão de todas; acabar se apaixonando fácil. Logo, a primeira atitude que vem às suas cabeças é liberar o sexo o mais rápido possível para conseguir prender o cara. Eu julgo essa atitude errada para muitas, mas prefiro não dar pitacos na vida de cada uma, apesar de ficar aconselhando para que, depois, elas não se machuquem. Pois bem, além do sexo, meninas, saibam que existem muitas outras formas de se segurar um garoto. Quer saber quais? Pelo olhar Surpreender um cara até arrancar suspiros dele é delicioso, não? Sabe aquelas cenas de filme americano, quando a moça se produz toda para uma festa e o garoto vai buscá-la, daí, quando ela desce a escada, ele estende a mão e diz “você está linda”? Pois você também pode fazer isso. Claro que com menos glamour. Pelo carinho O rótulo de que homem que é homem é durão já caiu faz tempo. Como qualquer ser vivo, a gente também gosta de carinho, cafuné, massagem, beijinhos na orelha e afins. Pelo afeto Muita gente entra em uma relação por carência. Ser namorado não significa ser alguém que só vai suprir uma necessidade emocional, um buraco no coração ou virar sinônimo de sexo fixo. Ninguém, é claro, gosta de se sentir usado. Pelo ego Tem gente que fala que quando a gente entra em uma relação, perdemos os flertes que tínhamos antes – os olhares, as meninas da escola e afins. O que não deixa de ser verdade. Quando a gente começa a ficar com alguém, temos que nos tornar “exclusivos”. Pela companhia Namorada também pode ser amiga, mãe, avó, tia ou qualquer coisa que quiser ser. Claro, ela deve ter bem claro o seu lugar na vida do garoto, mas alguns mimos como cuidar do garoto quando ele adoece, dar conselhos sobre a vida e até algumas broncas podem ser bem- vindas. Por: Mayara Ferreira 2º C Por: Fabriza Alves 2º C
  2. 2. AFLE: Academia Figueirense de Leitura e Escrita O Centro de Multimeios tem a honra de apresentar a Academia Figueirense de leitura e Escrita - AFLE, nome escolhido democraticamente pelos membros que são alunos da Escola. A AFLE foi criada para estimular o gosto pela leitura e consequentemente sentir necessidade de contribuir e interferir de forma positiva na sociedade. Para tal, 35 alunos entre o 1º e 2º ano formam o grupo e reúnem-se quinzenalmente para ler e conversar sobre leitura. As reuniões acontecem sob a coordenação da Sala de Multimeios. Algumas atividades foram desenvolvidas, como: Leitura Doce; Plantão da Leitura; Colegial News; Leitura e discussão da obra Vidas Secas; Exposição sobre a obra Vidas Secas na 3ª série A. AS fotos abaixo lembram fragmentos desses momentos. Colegial News – Edição 11, página 2 LEITURA DOCE: AFLE realiza exposição do acervo PNBE 2013. Leitura e doce para todos os alunos Exposições literárias durante as reuniões da AFLE PLANTÃO DA LEITURA: Com o objetivo de ampliar o número de leitores grupos de alunos da AFLE saíram em plantão na busca de professores e funcionários para convocando-os para uma boa leitura e visita a sala de Multimeios. VIDAS SECAS: AFLE atendendo o convite do professor Romeu Diógenes, realiza exposição sobre a obra de Graciliano Ramos no 3º ano A. Todos os alunos da AFLE leram e discutiram sobre o livro Vidas Secas, seu contexto e a importância Equipe do Colegial News
  3. 3. Colegial News – Edição 12, página 3 SAÚDE: Você rói as unhas? Roer as unhas é um ato involuntário que foge ao controle consciente de quem o pratica. Normalmente a pessoa não pensa em atacar as unhas, mas quando percebe, já partiu para o “ataque”. Este hábito aparece com mais frequência na infância e pode se estender por toda a vida adulta se a desarmonia interna que o provoca não for identificada e superada. Em primeiro lugar, é preciso entender o papel desempenhado pelas unhas no ser humano. As unhas do ser humano equivalem às garras dos animais, sendo que neles elas funcionam como um dispositivo de ataque e defesa, e estão diretamente ligadas à expressão da agressividade. Embora hoje em dia as unhas pouco sejam usadas neste sentido, é exatamente este o verdadeiro significado anímico delas, e desgastá-las através do ato de roer representa uma forma de bloquear a raiva. Quando dizemos que uma pessoa colocou as garras de fora, estamos nos referindo ao fato de ela ter demonstrado sua verdadeira natureza agressiva. Ou então, dizer que ela partiu para conquistar o que deseja com unhas e dentes é outra forma de expressar esta verdade. Saber usar a agressividade de maneira positiva representa um grande impulso na vida, pois nem sempre ela é negativa, e dependemos dela para dar o pontapé inicial em nossos projetos. Uma pessoa que perde sua agressividade fica estacionada no mesmo lugar, incapaz de reagir e criar novos rumos. Roer as unhas significa reprimir a própria agressividade. Nossos padrões religiosos, culturais e sociais condenam a franca demonstração da raiva e da agressividade, sendo natural, portanto, que uma pessoa bloqueie a expressão das mesmas e prefira roer as unhas e atacar a si própria, chegando algumas vezes a deformar os próprios dedos. Expressar a agressividade não significa sair atacando todos a sua frente, mas posicionar-se sem medo, ter coragem de dizer o que pensa e não ceder à pressão das pessoas autoritárias que a cercam ou intimidam. É fundamental tomar consciência do gatilho emocional que detona a compulsão pelas unhas e identificar o “verdadeiro alvo do ataque”. Adultos e crianças sujeitos à convivência com pessoas muito autoritárias e que não têm como expressar sua agressividade são os mais suscetíveis a este problema. É preciso conhecer melhor a si própria e entender os motivos que a impulsionam a roer as unhas, pois sem esta conscientização fica praticamente impossível superar o problema. Dicas: 1.Pratique uma atividade física que permita a liberação da agressividade de forma saudável. Cada pessoa tem uma forma de se expressar diferenciada, portanto, é preciso que você encontre a sua. Pode ser através das lutas, da corrida, da ginástica, da dança, ou de qualquer outra maneira de se exercitar. 2.Não tenha medo de sua agressividade, apenas procure usá- la de forma positiva. Fonte: http://www.temarama.com.br/2011/10/31/beleza/ http://www.bolsademulher.com/corpo/o-segredo-das-unhas- roidas/ O QUE ELES E ELAS DIZEM SOBRE A ONICOFAGIA. Em um simples bate papo sobre a onicofagia na escola Figueiredo Correia, percebe-se que não são poucos os alunos que sofrem com esse mal e o quanto este ato incomoda aos que sofrem desse mal. Na infância comecei a roer as unhas. Hoje eu uso esmalte para evitar de roer as unhas e roer apenas o esmalte. Ainda não consegui parar definitivamente. Criancinha comecei a roer as unhas. Muitas vezes evito olhar as mãos para não ver o tamanho do estrago. Estou fazendo tentativas para não roer, mas se bater um nervosismo não dá para controlar. Lembro de com 10 anos eu roía as unhas. Sentia dores nas pontas dos dedos. Depois fiquei mais vaidoso e querendo sempre estar bonito controlei a vontade de roer e hoje minhas unhas e mãos estão perfeitas. Por: Antônio Marcelo Alves Lima, 1º A Érica Fernandes – 2º B Kelly Nayara 2º B Júnior Moraes 2º B
  4. 4. Livro: Valor do Amanhã Parte da Metodologia do Jovem de Futuro, a Leitura seduziu alunos da escola Figueiredo Correia. A forma como os textos estão no livro. Letras de músicas com mensagens que vão de encontro a realidade de muitos jovens. Os problemas e questionamentos, medos e incertezas de adolescentes são expostas de uma forma interessante para oleitor perceber-se no contexto e entender que o futuro incerto pode ser trabalhado por nós mesmos a partir de nossas escolhas. Este livro está sendo utilizado nas aulas de cidadania, e foi o livro escolhido no bimestre para ser exposto na ORELHA DE LIVRO. Despertar a perspectiva de futuro e incentivar a criação de projeto de vida. A partir de uma linguagem adequada ao dia a dia do estudante, busca envolvê-lo na construção de projetos de futuro, fazendo com que eles se tornem responsáveis pelas escolhas que fazem a partir de suas próprias conclusões. Colegial News – Edição 12, página 4 Equipe Colegial News: Andreza Ferreira Alves - 2º C, Fabriza Alves - 2º C, Mayara Ferreira Bezerra - 2º C, Antônio Marcelo Alves de Lima - 1º A. Professora Orientadora: Norma Holanda Design: Maricélio de Carvalho Apoio: Centro de Multimeios Realização: EEFM Dep. Joaquim de Figueiredo Correia AFLE: Academia Figueirense de Leitura e Escrita Um feliz dia dos namorados; boas férias, e vamos torcer pelo hexa.

×