Projeto: Curta Esmeralda Ortiz     Uma história de superação quepoderá ser um alento para quem sofrecom a dependência quím...
Curta Esmeralda Ortiz                        História• Na rua desde os 8 anos, quando fugiu de casa por não suportar a  vi...
Curta Esmeralda Ortiz                     Justificativa• Esmeralda Ortiz segue com o seu trabalho como jornalista, composi...
Plano de Distribuição do Curta                      Esmeralda Ortiz                                               Plano Di...
Curta Esmeralda OrtizPesquisa Consumo de Crack
Curta Esmeralda OrtizPesquisa Consumo de Crack
Curta Esmeralda OrtizPesquisa Consumo de Crack
Curta Esmeralda Ortiz              Consumo de Crack no Brasil por Estados                                          Consumo...
Curta Esmeralda Ortiz              Mídias de Divulgação•   Logomarca nos créditos iniciais do curta;•   Internet pelo site...
Curta Esmeralda Ortiz          Investimento x Captação• Investimento:  Valor do Curta, aprovado pela Lei de Incentivo à Cu...
Curta Esmeralda Ortiz                     Diretora• Mari Ângela Magalhães é jornalista e radialista, tem 50 anos.• Argumen...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Overview curta metragem "Esmeralda Ortiz, uma joia rara em superação"

1,185 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,185
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Overview curta metragem "Esmeralda Ortiz, uma joia rara em superação"

  1. 1. Projeto: Curta Esmeralda Ortiz Uma história de superação quepoderá ser um alento para quem sofrecom a dependência química e também Elaborado por:para seus familiares. Um filme que tem Mari Ângela Magalhãeso propósito de ajudar na prevenção douso das drogas.
  2. 2. Curta Esmeralda Ortiz História• Na rua desde os 8 anos, quando fugiu de casa por não suportar a violência da mãe, Esmeralda Ortiz conheceu a estrutura de poder das gangues.• Sentiu a força do poder paralelo estabelecido por policiais e o código brutal da Febem, tornando-se refém das drogas e sentindo-se sem alternativa, desejando a morte.• Mas, ao mesmo tempo, queria se libertar.• Aquele lado que ainda tinha uma tênue esperança de saída fez com que Esmeralda iniciasse seu processo de transformação.• Aceitou a ajuda do projeto Travessia, internou-se para a desintoxicação e fez terapia.• Sua grande motivação para “mudar de vida” foi sua música, se tornou autora e cantora de diversos sambas e aumentando sua auto-estima.• Cursou jornalismo e escreveu dois livros: “Porque não dançei” e “O diário da rua”. Esmeralda Ortiz usou crack durante seis anos e hoje está há 15 anos “limpa”.
  3. 3. Curta Esmeralda Ortiz Justificativa• Esmeralda Ortiz segue com o seu trabalho como jornalista, compositora e escritora, mas dedica grande parte do tempo àqueles que sofrem com a dependência química.• Ela faz oficinas para jovens internos da Fundação CASA, palestras, além de estar disposta a conversar com usuários e familiares a qualquer hora do dia, ou da noite.• O filme contará esta história destacando o trabalho de orientação e ajuda desenvolvido por Esmeralda.• Ouvindo a voz de quem sofreu com a dependência e ainda luta para se manter longe das drogas.• Uma voz que abandona o timbre aveludado tão característico em suas músicas e assume um tom de alerta para o poder público, especialistas e sociedade.• A crônica será contada através da música de Esmeralda, entrevistas e imagens de arquivo da personagem
  4. 4. Plano de Distribuição do Curta Esmeralda Ortiz Plano Distribuição do Curta Esmeralda Ortiz, uma joia rara de superação 1ª Etapa 2ª Etapa 3ª Etapa Locação de Após Distribuição Inscrito Distribuir Exibição do Exibição do Realizar Sala de exibições dos Dvds nos ingressos curta em Curta em campanhas Cinema com debate com para a principais gratuitamente escolas cidades nas escolas de capacidade a Esmeralda Secretáriafestivais do para o período estratégicas importantes São Paulo. de 300 Ortiz e o de Educação país. de exibição de São Paulo do Brasil pessoas Diretor do de São Paulo FilmeA escolha de São Paulo deve-se ao fato de a cidade ter um alto consumo do crack e também ser o local de nascimento da protagonista
  5. 5. Curta Esmeralda OrtizPesquisa Consumo de Crack
  6. 6. Curta Esmeralda OrtizPesquisa Consumo de Crack
  7. 7. Curta Esmeralda OrtizPesquisa Consumo de Crack
  8. 8. Curta Esmeralda Ortiz Consumo de Crack no Brasil por Estados Consumo de Crack nos estados do Brasil 900 800 700 600Quantidades 500 400 300 200 100 0 AL AP AM BA CE ES GO MA MT MS MG PR PB PA PE PI RJ RN RS RO RR SC SE SP TO Municipios Pesquisados 90 12 48 359 154 69 222 176 126 78 805 379 191 103 156 170 24 139 483 39 11 287 65 607 124 Consumo Crack 84 9 44 333 139 68 199 152 118 74 738 349 158 98 150 141 19 125 409 37 10 247 55 561 110
  9. 9. Curta Esmeralda Ortiz Mídias de Divulgação• Logomarca nos créditos iniciais do curta;• Internet pelo site especifico do filme;• Filme institucional 30” veiculado na Televisão;• Cartazes e posters do curta;• E-mails;• Boletins impressos;• Folders;• Convites;• Spot de 30” do curta nas rádios;• Capa do DVD e Rótulo do Curta.
  10. 10. Curta Esmeralda Ortiz Investimento x Captação• Investimento: Valor do Curta, aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura cujo registro é 121593: R$ 122.130,00 ( Cento e vinte e dois mil cento e trinta reais)• Forma de captação: Desconto integral do valor investido no filme em seu imposto de renda, desde que não ultrapasse 3% do valor total a ser pago no ano.• O investimento poderá ser no valor integral do filme, como um único patrocinador ou parcial por meio de uma ou mais cotas.
  11. 11. Curta Esmeralda Ortiz Diretora• Mari Ângela Magalhães é jornalista e radialista, tem 50 anos.• Argumento e direção: curta metragem documentário “CRV CLG como recebe você colega?”, através de prêmio concedido pela Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, dentro do projeto Interprogramas.• Coordenação e direção de uma série de 16 mini documentários para a TV Futura, através da Associação Novolhar (Entidade que promove educação e inserção através do vídeo).• Argumento para o longa metragem documentário “Picollino, uma vida no circo”, com direção de Fernando Andrade.• Coordenação de pesquisa e produção para o longa metragem documentário “Cubatão, a volta do Guará vermelho”, com direção de João Batista de Andrade e do média metragem documentário “Expresso Ururaí Lajeado”, com direção de Nereu Cerdeira.

×